Poesias Tradicionalistas Gaucha

Cerca de 344 poesias Tradicionalistas Gaucha

A Voz Do Silêncio

Paula Taitelbaum é uma poeta gaúcha que acaba de lançar seu segundo livro, Sem Vergonha, onde encontrei um poema com apenas dois versos que diz assim: "Pior do que uma voz que cala/É um silêncio que fala".

Simples. Rápido. E quanta força. Imediatamente me veio a cabeça situações em que o silêncio me disse verdades terríveis, pois você sabe, o silêncio não é dado a amenidades.

Um telefone mudo. Um e-mail que não chega. Um encontro onde nenhum dos dois abre a boca. Silêncios que falam sobre desinteresse, esquecimento, recusas. Quantas coisas são ditas na quietude, depois de uma discussão. O perdão não vem, nem um beijo, nem uma gargalhada para acabar com o clima de tensão. Só ele permanece imutável, o silêncio, a ante-sala do fim.

É mil vezes preferível uma voz que diga coisas que a gente não quer ouvir, pois ao menos as palavras que são ditas indicam uma tentativa de entendimento. Cordas vocais em funcionamento articulam argumentos, expõem suas queixas, jogam limpo. Já o silêncio arquiteta planos que não são compartilhados. Quando nada é dito, nada fica combinado.

Quantas vezes, numa discussão histérica, ouvimos um dos dois gritar: "diz alguma coisa, diz que não me ama mais, mas não fica aí parado me olhando". É o silêncio de um mandando más notícias para o desespero do outro.

É claro que há muitas situações em que o silêncio é bem-vindo. Para um cara que trabalha com uma britadeira na rua, o silêncio é um bálsamo. Para a professora de uma creche, o silêncio é um presente. Para os seguranças dos shows do Sepultura, o silêncio é uma megasena. Mesmo no amor, quando a relação é sólida e madura, o silêncio a dois não incomoda, pois é o silêncio da paz. O único silêncio que perturba é aquele que fala. E fala alto. É quando ninguém bate a nossa porta, não há recados na secretária eletrônica e mesmo assim você entende a mensagem.

Martha Medeiros

A mulher carioca

A gaúcha tem a fibra
A mineira o encanto tem
A baiana quando vibra
Tem isso tudo e o céu também
A capixaba bonita
É de dar água na boca
E a linda pernambucana
Ai meu Deus, que coisa louca
A mulher amazonense
Quando é boa é até demais
Mas a bela cearense
Não fica nada pra trás
A paulista tem a erva
Além das graças que tem
A nordestina conserva
Toda a vida e o querer-bem...

E a mulher carioca
O que é que ela tem?
Ela tem tanta coisa
Que nem sabe que tem

Ela tem um corpinho
Que mais ninguém tem
Ela faz um carinho
Melhor que ninguém
Ela tem passarinho
Que vai e que vem
Ela tem um jeitinho
De nhen-nhen-nhen-nhen

Ela tem, tem, tem...

Vinicius de Moraes

Floripolitana de Coração

Gaúcha, nos pampas nascida
Um grande sonho acalentei
Morar numa ilha encantada
Cheia de bruxas e fadas.
Nessa terra cheia de graça
Onde se juntam todas as raças,
Minha ilha lança ao poente
O azul espelhado da lagoa,
O verde silêncio das montanhas,
O rumorejar de um mar azul
Que beija apaixonado a areia da
Minha ilha de renda poética.
Não importa se há sol ou chuva,
A mágica ilha é sempre azul,
Fica gravada na alma e
Quem aqui vem sempre vai voltar,
Para descobrir novos caminhos,
Novos destinos, pois
Esta magia nunca irá acabar.

sonia schmorantz

EU NÃO QUIS

Todos os homens que tive, mas
Tive todos os homens que quis!
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha

Aquela que você nunca será (Y)

mulher gaúcha. se Deus fez outra mais bonita que tu, talvez por ciúmes, não mostrou pra humanidade!
Orgulho de ser gaúcha colorada!

eu

Poesia Gaúcha

Ser tradicionalista

Ser tradicionalista é ser do
Rio Grande do Sul.
Ser tradicionalista é gosta das danças dos ctgs.
Ser tradicionalista é gosta de toma chimarrão e de
Comer churrasco.

Ser tradicionalista é gosta do grenal.
Ser tradicionalista é gosta de poesias, de musicas gaúcha.
Ser tradicionalista é gosta de cavalo e de rodeio.

Ser tradicionalista é gosta do enart.
Ser tradicionalista é gosta da semana farroupilha.
É esperar a chegada da chama crioula.
Ser tradicionalista é colocar uma pilcha
Bem gaúcha.

Ser tradicionalista é ter um
Campo pra fora.
Ser tradicionalista é ser
Gaúcha e gaúcho de verdade.
Ser tradicionalista é ter o coração na
Cores verde,vermelho e amarelo.
Ser tradicionalista é gostar de ir pra fora.

Ser tradicionalista é gosta do céu azul.
Ser tradicionalista é nascer nesse campo do nosso
Rio Grande tradicionalista gaúcho.

Roberta Freitas

Sou gaúcha! Uma prenda com orgulho! Guardo comigo, carinho e amor pelas minhas raízes.
Tenho sangue campeiro, coração apaixonado por esta cultura, com pouco me sinto feliz. Aquele chimarrão que esquenta a alma, uma longa troteada com o mais belo potro, um churrasco do tipo e pessoas boas para compartilhar os melhores risos.

Marjila Agostini

Amar é mais que cantar, é encantar,
É mais que envolver, é surpreender!
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha

Fidelidade mais do que hombridade
Ou retidão, é o caráter do coração!
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha

"Gosto de honrar a tradição,
Sou gaúcha e tenho orgulho desse chão.
Levo o Rio Grande Do Sul na alma e no coração."

Larissa Tomaschewski

Por mais que sentisse, jamais disse do orgulho que eu
Tenho por ser gaúcha, pois estive mais preocupada em
Merecer de gaúcha ser lembrada até depois de morrer!
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha

O último a adormecer apagou a noite,
O primeiro a amanhecer acendeu o dia!
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha

Tempestade gaúcha

Gotas errantes
imitam vanera
Caem dançantes
sem eira nem beira

Um vento criança
recorda sanfona
Fissura de dança
me vem logo à tona

Fábio Sexugi

Declaro, e fica decretado, que a partir de agora será
considerado impróprio e proibido, terminantemente,
tentar tirar o bom humor e o amor próprio da gente!
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha

UM VIVA A VIDA VIVA!

Será que somos tão apegados ao passado,
Por que dá muito mais trabalho construir o
Presente do que culpar o que está ausente?
Ou seria por que a nostalgia é bem madura e
Mais segura do que o dia que amanhece em
Cima do muro do futuro que não se conhece?
Ou ainda por que não temos noção e dimensão
Do que realmente acontece, de que o presente
É um presente que aparece, e que parece que
Chora quando vai embora a vitalidade e validade
De suas sempre tão poucas, loucas e rotas horas?
Seja o que for, é hora de vivê-lo com amor, então
Não nega e nem joga fora a entrega, te apega, te
Entrega e pega o presente tão único e último que
A vida te dá agora e que em 24 horas vai embora!
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha

Será que merece ser chamado de Homem, o
Covarde, cafajeste que te pega, não se apega,
Que socialmente sempre te nega, que carrega
Coração de pedra, que se faz de homem gentil,
Mas que no fundo é só um imbecil, que sempre
Que pode vem, te come, não te assume e some?
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha

Confesso que eu acordei triste, sem
Vontade para ligar o celular, ver TV
E até de te ver, e talvez seja por que
Hoje descobri que mais que cansada
Ou estressada estou é decepcionada,
Por ceder tudo e receber quase nada!
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha

Na verdade, de que adianta ter a faca
E o queijo na mão quando não se tem
Mais um fio de vontade, de motivação?

Guria da Poesia Gaúcha

Posso ser mais doce do que mel ou mais ácida
Até do que o fel, e isto, somente depende de
Como ele estiver e do que fizer quando vier, e
Me quiser, exclusivamente, como a sua mulher!
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha

Por que será que os homens na grande maioria,
Priorizam garrafas cheias e mulheres tão vazias?
Guria da Poesia Gaúcha

Guria da Poesia Gaúcha