Poesias e poemas de Aristóteles

Cerca de 124 poesias poemas Poesias e poemas de Aristóteles

Quanto à virtude, não basta conhecê-la, devemos tentar também possuí-la e colocá-la em prática.

Aristóteles

[Em arte] o impossível verosímil é preferível ao possível não acreditável.

Aristóteles

A base da sociedade é a justiça; o julgamento constitui a ordem da sociedade: ora o julgamento é a aplicação da justiça.

Aristóteles

Se as coisas não acontecem como desejamos, deveríamos desejá-las do modo que elas acontecem.

Aristóteles

Sendo assim, as revoluções não concernem a pequenas questões, mas nascem de pequenas questões e põem em jogo grandes questões.

Aristóteles

O valor fundamental da vida depende da percepção e do poder de contemplação ao invés da mera sobrevivência.

Aristóteles

Nada do que está em potência passa ao ato senão por outra coisa que está já em ato.

Aristóteles

Interrogado sobre o que seria um amigo, disse: "uma alma solitária que vive em dois corpos".

Aristóteles

Como comportar-se com os amigos? "Como gostaríamos que se comportassem conosco".

Aristóteles

O homem que evita e teme a tudo, não enfrenta coisa alguma, torna-se um covarde.

Aristóteles

“A pior forma de desigualdade é tentar fazer duas coisas diferentes iguais” .

Aristóteles

Nós nos transformamos naquilo que praticamos com freqüência. A perfeição, portanto, não é um ato isolado. É um hábito

Aristóteles

A finalidade da arte é dar corpo à essência secreta das coisas, não copiar sua aparência.

Aristóteles

Só fazemos melhor aquilo que repetidamente insistimos em melhorar. A busca da excelência não deve ser um objetivo, e sim um hábito.

Aristóteles

O Valor final da vida depende mais da consciência e do poder de contemplação, que da mera sobrevivência.

Aristóteles

"Felicidade é ter algo que fazer, ter algo que amar e algo que esperar."

Aristóteles

O amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição.

Aristóteles

A partir de um certo ponto, o dinheiro deixa de ser o objetivo. O interessante é o jogo.

Aristóteles Onassis

Pinto os cabelos de preto para os encontros amorosos e de branco para as reuniões de negócios.

Aristóteles Onassis

O homem ideal de Aristóteles, entretanto, não é um mero metafísico.

Ele não se expõe desnecessariamente ao perigo, uma vez que são poucas as coisas com que se preocupa o suficiente; mais está disposto, nas grande crises, a dar até a vida sabendo que em certas condições não vale a pena viver. Está disposto a servir aos homens, embora se envergonhe quando o servem. Fazer um favor é sinal de superioridade; receber um favor é sinal de subordinação... Ele não toma parte em manifestações publicas (...) É franco quando a suas antipatias e preferências, fala e age com franqueza, devido a seu desprezo por homens e coisas (...) Nunca se deixa tomar de admiração, já que a seus olhos nada é excelente. Não consegue viver com complacência para com terceiros, a menos que se trate de um amigo; a complacência é a característica de em escravo. (...) Nunca tem maldade e sempre esquece e passa por cima das injustiças. (...) Não gosta de falar. (...) Não lhe preocupa o fato de que deve ser elogiado ou que outros devam ser censurados. Não fala mal dos outros, mesmo de seus inimigos, a menos que seja com eles mesmos. Seus modos são serenos, sua voz é grave, sua fala e comedida; não costuma ser apressado, pois não acha nada muito importante. Uma voz estridente e passos apressados são adquiridos pelo homem através das preocupações. (...) Ele suporta os acidentes da vida com dignidade e graça, tirando o máximo proveito de suas circunstâncias, como um habilidoso general conduz suas limitadas forças com toda a estratégia da guerra. (...) Ele é o melhor amigo de si mesmo e se delicia com a privacidade, ao passo que o homem sem virtude ou capacidade alguma é o pior inimigo de si mesmo e tem medo da solidão.

Este é o super-homem de Aristóteles.

Aristóteles