Poesia sobre Reencontro

Cerca de 169 poesia sobre Reencontro

Mensagem de despedida aos amigos
Até aqui viajamos juntos.
Passaram vilas e cidades, cachoeiras e rios, bosques e florestas...
Não faltaram os grandes obstáculos.
Freqüentes foram as cercas, ajudando a transpor abismos...
As subidas e descidas foram realidade sempre presente.
Juntos, percorremos retas, nos apoiamos nas curvas, descobrimos cidades...
Chegou o momento de cada um seguir viagem sozinho...
Que as experiências compartilhadas no percurso até aqui sejam a alavanca para
alcançarmos a alegria de chegar ao destino projetado.
A nossa saudade e a nossa esperança de um reencontro aos que, por vários
motivos, nos deixaram, seguindo outros caminhos.
O nosso agradecimento àqueles que, mesmo de fora, mas sempre presentes, nos
quiseram bem e nos apoiaram nos bons e nos maus momentos.
Dividam conosco os méritos desta conquista, porque ela também pertence a
vocês. Uma despedida é necessária antes de podermos nos encontrar outra vez.
Que nossas despedidas sejam um eterno reencontro.

Desconhecido

Vou procurar um amor bom para mim - no qual me reconheço e me reencontro, me refaço e me amplio, me exploro, me descubro - se minha imagem interior me levar a isso. O amor mais que tudo nos revela: manifesta nossas tendências, o que preferimos e escolhemos para nós.

Lya Luft

Não chore nas despedidas, pois elas constituem formalidades obrigatórias para que se possa viver uma das mais singulares emoções da vida: O reencontro.

Richard Bach

Vou procurar um amor bom para mim - no qual me reconheço e me reencontro, me refaço e me amplio, me exploro, me descubro.

Lya Luft

O reencontro do meu amor

Andava vagando
Pra sucumbir meu vazio,
Carregando nuvens de pensamentos,
Algumas claras como algodão
Outras escuras de tormento,
Quando me deparei com você,
Eterna musa dos meus olhos,
Reconheci todo esse encanto de ser.
Não acreditava no que via,
Apenas sentia meu coração responder,
É ela mesma, ele dizia,
A mesma que nos deixou um dia,
Que naquela outra vida,
Jurou que jamais nos esqueceria,
E que voltaríamos a nos encontrar um dia.
Não dei razão ao coração
E segui minha jornada,
O coração ficou murcho, desprezado,
Choroso, dolorido.
Após dias de caminhada
Não mais sentia a dor,
Ri dele por ser tão inocente,
E acreditar nessas coisas de amor.
Quando não mais que derrepente,
Olhei para trás e vi,
Estava ali parada à minha frente,
O motivo da ausência da dor.
Era ela novamente,
Que seguira minhas passadas,
Veio até mim e falou:
Sou eu mesma meu amor,
Aquela que em outra vida jurou
Que nunca te esqueceria,
Que novamente te encontraria.
Vim dessa vez para ficar,
Nunca mais irei embora,
Seja para onde for,
Só irei com você agora.
Meu coração ficou choroso novamente
E derramou-me lágrimas nos olhos,
Mas dessa vez era diferente,
Não eram lágrimas de partida,
Eram lágrimas de vida.
Abracei-a forte,
Senti que não era um sonho,
Sua imagem nunca saíra dos meus olhos,
Nem as lembranças do meu pensamento,
Tampouco o amor do meu coração.
Era ela realmente,
Havia cumprido o que jurou,
Daí pra frente,
A solidão me deixou.
Continuarei seguindo a estrada,
Porém agora de mãos dadas,
Com o meu eterno amor.

Fernando Salomão

Almas em reencontro

Na imensidão do vazio da minha vida,
eu me procuro em alguma parte que não acho.
Eu vasculho nas minhas coisas em busca de algo que eu não sei.
Ando pelas ruas sem o “GPS” do meu coração,
afastando-me assim do medo de uma nova ilusão.
Mas me perco em estreitos becos da minha insanidade.
E a sua ausência de pessoa que eu não conheço, mas busco,
que não sei como se chama, mas que grito o nome vagamente…

Não tenho a menor idéia de como nos encontraremos,
mas sinto que há um fio, uma linha que hoje está cruzada,
que me levará até você em linha reta,
e quando nossos olhos se encontrarem,
quando as nossas buscas se reunirem,
talvez na praça perto de casa,
ou naquela viagem distante onde fugi de mim mesmo,
mostrarão o tamanho das nossas necessidades.

Nos entregaremos então,
na volúpia do desejo da alma,
que muito além do prazer da carne ansiosa,
da boca sedenta e sequiosa,
se entrega em doces devaneios,
sonhos de apaixonados em uma tarde qualquer,
de um ano qualquer,
em um ponto do mapa,
onde só os corações que se entregam ao amor sabem onde é.

Eu já sou parte de você,
ainda que você não saiba.
Almas prometidas, guardadas um para o outro.
Amor além do tempo, amor de reencontro.
No exato espaço de tempo que chamamos de futuro,
que pode ser extamente agora,
quando nos permitimos viver o amor mais de uma vez

Paulo Roberto Gaefke

É engraçado ter você de novo. Engraçado e estranho. Engraçado, estranho e maravilhoso.
Cansa um pouco ouvir das mesmas pessoas a frase: ” Vocês nunca deviam ter se separado.”. Eu discordo. Devíamos sim!
Eu precisava desse intervalo de tempo. Eu precisava ter certeza que o que há entre nós é maior do que tudo aquilo que parece existir por aí.
Eu acho que o meu amor por você fingiu morrer só pra nunca deixar de viver, pra nunca deixar de ser amor, esse amor amor pleno, eterno e perfeito. E principalmente, pra nunca ver o fim do teu amor por mim.
E agora que estamos novamente lado a lado eu consigo enxergar: era o meu destino!
Eu sei, nós temos sorte. Acho que somos as pessoas mais sortudas do mundo e digo isso por que acredito que quando se é a pessoa mais sortuda desse planeta a pesoa que você ama decide te amar em troca. E eu que por tanto tempo lutei contra esse sentimento hoje,mais do que nunca quero vivê-lo.
Faz tempo, mas parece que foi ontem. Você me deu um beijo e mudou toda a minha história. Já não consigo me imaginar com outro alguém sem ser você.

Desconhecido

Vivo sonhando com o teu sorriso, com os teus olhos, com o nosso reencontro, mas se isso nunca acontecer, vou continuar sonhando com vc, pq eu prefiro a ilusão dos sonhos do q a realidade de viver com a tua saudade...

Rose Costa

Prefiro acreditar que não nos dissemos adeus, mas que nos separamos para que o destino nos dê um reencontro feliz

Raphael Bacellar

ESPERA DO REENCONTRO

Estou aqui sem te ver
Mas mesmo assim
Posso pensar em você
Sinto o vento no meu rosto
E assim fico até o amanhecer
Sem te ver
Sem te tocar
Só a espera de poder te reencontrar

Madalena Guimarães

Canção do Reencontro

Da minha terra me afastei
Para novos sonhos alcançar
Tao distante fiquei
Pude então até sonhar

Medo senti logo no Inicio
Mas com o tempo me acostumei
Relembrando o passado
Na minha memória te reencontrei

Ao Pôr do sol estarei de volta
Sem demora no Seio teu
E voltarei a enxergar o mundo
Sobe a luz dos olhos teus.

Wkastro

Sobre os velhos amigos

Muito mais que qualquer nostalgia barata de um reencontro despretensioso ou a simpatia de uma rápida conversa diplomática, são as lembranças que tenho a respeito de quem passou por minha vida: os velhos amigos. Eles são cicatrizes benignas feitas por pessoas que, usufruindo de toda a liberdade que têm, deixaram com que a intersecção de nossas histórias existisse.
E eu quero lhe chamar a atenção aqui porque, quando digo história, estou falando do acumulado de experiências, acúmulo de encontros e desencontros da vida colecionados em um indivíduo, de forma que seu caráter, personalidade, espiritualidade e ideologia se fazem frutos desta dita história.
As sobreposições que sofri pelos meus velhos amigos me permite ver, talvez só aqui na frente olhando para as fotos, que a vida foi boa de ser vivida com eles; me permite ver que, como diria Spinoza, o encontro fraterno de nossas almas gerou ganho potência, o que ele mesmo traduz como felicidade.
Aos meus antigos amigos dos enes lugares pelos quais passei, a cada um deles, eu sinto a falta de vocês. Obrigado por permitirem o nosso encontro. Com vocês eu ganhei potência, eu palpei a felicidade. Com vocês vivi momentos dos quais não queria que acabassem e compartilhei lugares dos quais não queria sair.

Leonardo Beraldi

"O amor só acontece quando alguém te encontra...
te encanta...te reencontra...te reencanta e recomeça
tudo como se fosse a primeira vez...!

☆ Haredita Angel

Haredita Angel

Se o sentimento é legítimo, este dura para sempre; e qualquer reencontro, será como a primeira vez

Eliseu de Oliveira

Amizade é a capacidade de uma conversa poder ter um intervelo de 20 anos e, no reencontro, ser continuada da onde tinha parado.

Andre Saut

Ai que saudade do que ainda não vivi, e como anseio pelo reencontro da história ainda não escrita!

Dry Neres

"Sei que lembrar esse reencontro me faz esquecer qualquer outro abandono. Sorte grande essa de saber amar um digno de ser amado. Minha e dele."

Karla Moreno

Toda as historias tem um fim
Ate mesmo aquele reencontro vivido no tempo das antigas.
Aquela menina que se entendia provando do verdadeiro amor
Que jamais pensaria que ia houver uma ocorrência de modo tão inocente
Passados tempo corriqueiros, com muito afastamento
Veio a se encontrar com amor que já em sua mente viraria lenda.
Ao passo que sentou-se ao seu lado o coração de forma estranha se comportou
Inesperadamente, com agilidade do saber de quem amava
Sem jeito de fala ou ate mesmo interpreta aquela sensação
Não reclamaras, olhava no olho e sentia a firmeza das raízes da flor
Por mais frágeis que sejam tem uma beleza infinita na sua inocência
Horas ao lado da pessoa mais amada que foi escondida na escuridão do anoitecer
Foi então os minutos que duraram horas,
A aproximação se envolvendo em ritmos iguais
Concentração para não fala ou deixa de lembra ao menos as palavras corretas
Que de forma inconseqüente, se embaralha na mente
O calor do seu abraço vem aquecer a alma congelada
No momento esperado certo da corrida sem sabe se e certo
Que se entrelaça o desejo de encostar a sua boca a outra
Calafrio no corpo, consciente perdido
Pause no mundo...

Ao passo que isso acontecia,
De repente veio duas meninas belas pulando sobre a cama
Que assim dizia
-Mãe!Mãe...acabo de chegar um telegrama.
Abrindo o telegrama veio a ler
- ainda esta gravado em minha mente, todos os momentos quando nosso amor era inocente
passo o tempo e estou aqui, após anos de tratamento, meu amor não teve cura.
Ainda tive tempo de escreve ao menos para na hora da partida você vim a lembra das minhas palavras
Te amo.




O homem dessa historia foi vitima de um acidente.
No hospital sem muito tempo para viver
Veio escrever uma carta
Lembrando da amada que jamais deixo de te ama ...
Pois não vives em vão corra atrás das vontades não se arrependa não tenha medo
Apenas deseja ...

Réryson domingos

Estive pensando agora logo no final das ferias, e no reínicio das aulas. Pensei no reencontro com as pessoas, as especiais, ou seja, meus amigos.
Não me considero muito mas acho que sou um tanto anti-social, seleciono as pessoas com quem quero me relacionar, mas talves seja pela forma que enxergo as pessoas ao meu redor. Me da uma impressão de que todas as pessoas a minha volta são superiores a mim, me encarando. Mas tenho quase certeza que é só impreção, pois não é só comigo, e tambem acabo achando que é por isso que acabe me afastando das pessoas, por achar que elas não me querem por perto.

Lucas Eduardo

Reencontro

Vivia nas folhas secas caídas.
Nas cores vivas do açafrão.
Vivia no sorriso liberto.
Da música harmônica,
Do alegre sorriso espontâneo.
Da leve e doce canção.
Mudou, em uma esquina da vida.
Pousou em uma sala fria.
Deixou de lembrar-se de si.
Daquilo que ficou tão longe.
E o que mais procurava, já não era seu.
Porém uma sombra,a sobressair.
Fitava a figura.
Qual antes? Se ninava segura?
nas noites quentes antes do sono chegar.
Caminhava feliz ao vento.
Que refrescava o humor.
Aquela vida que estava ali?
Já se reconhecia?
Se lembrar. Um pouco perdia?
E novamente o hábito.
De correria sem freio.
De fins justificando os meios.
Para conseguir. O poder de decidir.
Esqueceu do que quisera.
Sonhos agora , só quimeras.
Do melhor que a vida deu.
De simples gosto.
E de objetos se adulava.
Mas com eles não preenchia nada.
Do vazio de seguir.
E de anulação e anulação.
Descobrir , que um dia viria.
Em descobrir. O que não estava lá.
Aquela força estava aqui.
Batendo no coração.
Com delicadeza a passar.
Falava. Abre a janela. Abre a janela.
Sou tua essência, o melhor de ti.
Nunca saí do seu lado.
Você esqueceu de mim?
Seja livre. Te permiti.
Sempre gostei de ti. Assim como tu és.
De alegrias, te preenchi.
E mesmo que agora , não vir.
Não se preocupe.
Vou reencontrar para ti.


Marcos FereS

marcos fereS