Poesia sobre Bola

Cerca de 314 poesia sobre Bola

Sem metáforas
Feito menino atrás da bola.
Feito caderno indo à escola.
Feito pipoca pulando na panela.
Feito príncipe na busca da Cinderela.

Toco na pele cheirosa e macia
Da mais inspirada e sensível poesia.
E do verso balançado pela ventania,
Brota sorrindo o mais belo cacho de alegria.

Sigo no sinal verde da vida.
Escrevo uma frase para nunca ser lida.
Bate a angústia intrometida,
Soa o sinal, é hora da despedida.

Moacir LuÌs Araldi

Não desgruda de mim china VÉIA,
Tira isso da tua IDÉIA,
Não dá bola pra FALCATRUA,
Pois tu és minha XIRUA,
És a dona do meu RANCHINHO,
Também a mãe dos meus FILHINHOS,
Pois muito de ti PRECISO,
Me mostraste o PARAÍSO,
Me tiraste da VADIAGEM,
Me fizeste guapo e de CORAGEM,
E te tornaste minha SENHORA,
E de jeito nenhum vai ser AGORA,
Que eu vou te deixar ir EMBORA,
Por uma simples BOBAGEM...

Sérgio o Cancioneiro

De que adianta ser a "bola" da vez,
se quem vai ser "chutada (o)"
é sempre você...

alohaLove

...e já que o amor anda pisando na bola comigo, pedi pro Papai Noel um coração novo... de ouro e com pedrinhas de diamantes!
Pelo menos esse não dói, não pára , não enferruja e o melhor: não me abandona nunca!

*Meu coração é um luxo!

Mell Glitter

Quero minha bicicleta, sim, a bicicleta do meu tempo de criança de volta, quero minha velha bola de futebol e minhas bolinhas de gude novamente, quero empinar Pipa no quintal de casa e depois ir pra rua correr atrás daquelas que são cortadas no ar... No ar, quero correr como criança de volta, quero ir para casa...

Crônicas de Júlio Filho

Júlio Filho

E agora era assim;
ela não lhe dava mais bola,
não olhava,
quando via,
desviava,
seus recados,
desprezava.

Mas agora?
Agora não adiantava mais,
pois era só ele fechar os olhos
que de todos os jeitos,
ele a enxergava linda demais.

Marco Paschoal

Eu me lembro
Que enquanto cê jogava bola
Eu tava lendo
E enquanto cê tava na escola
Eu tava vendo
Da janela aqui de casa
Eu te olhava
Correndo pela quadra
Apreciava
Cada passo que cê dava
Emocionava
E teu cabelo ao vento
Eu adorava
De dentro do meu aposento
Acompanhava
Cada suspiro lento
Eu me amarrava
E se dependesse de mim
Ali mesmo eu ficava
Porque eu gosto assim
Você na minha aba
Daqui até o fim
E enquanto cê tava na academia
Eu ficava no meu quarto e dormia
E enquanto cê tava com ela
Eu não vivia
E quando eu te encarava
Cê nem me amava
E por dentro eu chorava
Esperando em vão
Um dia você sentir por mim
Amor n'alma e no coração.

Sabrina Niehues

AVIDA É COMO UMA BOLA DE
PING PONG:
SE JOGAMOS SEJA ONDE FOR,
ELA VAI A TODO VAPOR
E VOLTA COM A MESMA INTENCIDADE
PARA NÓS.



SQUERO FEICHAR MEUS OLHOS,
MEUS OUVIDOS E MINHA BOCA
LAVAR MINHA ALMA, MEU
CORAÇÃO DAS COISA BANAIS
ANTES QUE POSSA FICAR LOUCA

QUERO TER TEMPO PRA PENSAR
AMAR E SER FELIZ
VIVER UMA VIDA NOVA
A VELHA SOLTAR AO VENTE
QUERO UM CORAÇÃO QUEBRANTADO
DE TÃO POUCO PRECISO PRA VIVER
ESQUECER TODO PASSADO
O QUE TENHO ME BASTA
AGORA QUERO SÓ A DEUS AGRADECER.

Dirce Dias

Bola de Meia, Bola de Gude
14 Bis

Há um Menino!
Há um Moleque!
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem prá me dar a mão...

Há um passado
No meu presente
O sol bem quente
Lá no meu quintal
Toda vez que a bruxa
Me assombra
O menino me dá a mão...

E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito
Que não deixarão de existir
Amizade, palavra, respeito
Caráter, bondade
Alegria e amor...

Pois não posso
Não devo e não quero
Viver como toda essa gente
Insiste em viver
E não posso
Aceitar sossegado
Qualquer sacanagem
Ser coisa normal...

Bola de Meia! Bola de Gude
O solidário não é solidão
Toda vez que a tristeza
Me alcança
O menino me dá a mão...

Há um Menino!
Há um Moleque!
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem prá me dar a mão...

E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito
Que não deixarão de existir
Amizade, palavra, respeito
Caráter, bondade
Alegria e amor...

Pois não posso
Não devo, não quero
Viver como toda essa gente
Insiste em viver
E não posso
Aceitar sossegado
Qualquer sacanagem
Ser coisa normal...

Bola de Meia! Bola de Gude!
O solidário não é solidão
Toda vez que a tristeza
Me alcança
O menino me dá a mão...

Há um Menino!
Há um Moleque!
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem prá me dar a mão...

E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito
Que não deixarão de existir
Amizade, palavra, respeito
Caráter, bondade
Alegria e amor...

Pois não posso
Não devo, não quero
Viver como toda essa gente
Insiste em viver
E não posso
Aceitar sossegado
Qualquer sacanagem
Ser coisa normal...

Bola de Meia! Bola de Gude!
O solidário não é solidão
Toda vez que a tristeza
Me alcança
O menino me dá a mão...

Há um Menino!
Há um Moleque!
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem prá me dar a mão...

14 Bis

Ninguém dá bola quando, a cada Carnaval, surgem discursos de que a Festa de Momo é "coisa do Diabo". Ninguém dá bola, ainda bem!
00825 | 04/01/2014

Horlando Halergia

'' Brincar de bola moleza.
Brincar de esconde-esconde facílimo.
Mais vai brincar de amor ? ai você ver o que realmente é difícil ''

Ingrid Luanna

Aproveite o hoje, aproveite um beijo, cada momento, aproveite um jogo de bola, aproveite e se divirta no seu tempo de escola, para que no amanha a saudade do tempo que passou, não venha deixar a desejar que você faça tudo de novo.por que não há mais tempo
faça hoje, como se o tempo não fosse existir amanha...

Guilherme Eudes

A bola rola, rola a bola, hoje, agoniza um sonho utópico.

AUTOR: GERSON CLAYTON RODRIGUES DOS SANTOS. (s.d.).

GERSON CLAYTON RODRIGUES DOS SANTOS. (s.d.).

FÁBULA DO FUTEBOL

A bola vai rolar em campo aberto
sem linhas demarcando esta partida
de futebol sem árbitro e torcida,
mas eu, só de bobeira, estou por perto.

E vejo que rolou a bola, certo
da alegre apoteose sem medida
que o gol ensejará em minha vida,
mantendo a vista atenta, fico esperto.

Jogadas de espetáculo circense
empolgam-me no início, estou contente,
com ânimo de time que só vence.

Depois, eu torço feito um penitente,
mas que jogada heroica há que compense
um campo de traçado e gols ausentes?

Marcos Satoru Kawanami

A vida corre feito menino apressado atrás da
bola colorida, como um bando de andorinhas
quando a noite se avizinha.A vida corre, o
amor escorre, e sem mais apelos um dia dia
se morre, A vida corre...

Ana Stoppa

Sabe, eu sei que piso na bola toda vez que meu lado impulsivo te enrosca nas minhas ciladas do amor.
É que dentro de mim, mora um anjo incontrolado, ciumento e inseguro...e ele vive querendo saber o que você anda fazendo por de trás do muro!

Mell Glitter

Você tem consciência de que a pessoa não tem bola de cristal para saber que você a ama.
Mas o que atrapalha, é que você também tem medo de dizer o que sente e perder o que já conquistou.

Fernanda Allves

A BOLA E O CAVALINHO
Doces lembranças
Caras sapecas
Meninas de tranças
No colo, bonecas

Vento ou neblina
Galope constante
Cavalinho de crina
Mágico instante

Com sol a pino
A bola rolando
Traquina menino
Na rua jogando

Esconde-esconde
E bem escondido
Procurar onde?
Polícia ou bandido?

Sonho fantasia
N’alma a essência
Criança alegria
Santa inocência

Sidney Poeta Dos Sonhos

Já sofri porque amei demais ou amei de
menos, porque não amei
alguém que me amava. Hoje a
bola é sofrer por quem não me
ama.

Adrielly

Ame uma pessoa e fique ao lado dela,
mesmo quando ela mais pisar na bola com você,
só assim vai demonstrar que a ama, "muito mais
do que a vc mesma" !!!
#AmorAoProximoNaoSeDemonstraComFaltaDeAmorProprio

Vanessa Barros