Poemas Sossego

Cerca de 176 poemas Sossego

Sossega, coração! Não desesperes!
Talvez um dia, para além dos dias,
Encontres o que queres porque o queres.
Então, livre de falsas nostalgias,
Atingirás a perfeição de seres.

Mas pobre sonho o que só quer não tê-lo!
Pobre esperença a de existir somente!
Como quem passa a mão pelo cabelo
E em si mesmo se sente diferente,
Como faz mal ao sonho o concebê-lo!

Sossega, coração, contudo! Dorme!
O sossego não quer razão nem causa.
Quer só a noite plácida e enorme,
A grande, universal, solente pausa
Antes que tudo em tudo se transforme.

Fernando Pessoa

DA PAZ INTERIOR

O sossego interior, se queres atingi-lo,
Não deixes coisa alguma incompleta ou adiada.
Não há nada que dê um sono mais tranquilo
Que uma vingança bem executada...

Mario Quintana

Chove. Há silêncio, porque a mesma chuva
Não faz ruído senão com sossego.
Chove. O céu dorme. Quando a alma é viúva
Do que não sabe, o sentimento é cego.
Chove. Meu ser (quem sou) renego…

Tão calma é a chuva que se solta no ar
(Nem parece de nuvens) que parece
Que não é chuva, mas um sussurrar
Que de si mesmo, ao sussurrar, se esquece.
Chove. Nada apetece…

Não paira vento, não há céu que eu sinta.
Chove longínqua e indistintamente,
Como uma coisa certa que nos minta,
Como um grande desejo que nos mente.
Chove. Nada em mim sente…

Fernando Pessoa

A cólera prejudica o sossego da vida e a saúde do corpo, ofusca o julgamento e cega a razão.

Denis Diderot

Com a tripa em sossego qualquer um tem idéias, discutir, por exemplo, se existe uma relação direta entre os olhos e os sentimentos, ou se o sentido da responsabilidade é a conseqüência natural de uma boa visão, mas quando a aflição aperta, quando o corpo se nos desmanda de dor e angústia, então é que se vê o animalzinho que somos"

José Saramago

Verifico que, tantas vezes alegre, tantas vezes contente, estou sempre triste.

Não há sossego - e, ai de mim!, nem sequer há desejo de o ter.

Bernardo Soares

AMPARO SAGRADO

Amor de mãe é o que existe
Na inquietação e no sossego
Como se não existisse
Distância, só aconchego...

Bruno Bezerra

Plantar um bosque na alma, e curtir a sombra, o vento, as crianças, o sossego. Não precisam ser reais. Eu até acho que a realidade não existe: existe o que nós criamos, sentimos, vemos ou simplesmente imaginamos.

Lya Luft

Um olhar distante... um pensamento constante.
No sossego do silêncio... dar vontade de voar!
Trazendo-me a esperança de um dia ele(a) voltar

Ducarmo de Assis

Por que não veio dormir comigo, hein? Meu sono te abraçaria e você dormiria no sossego da minha respiração.

Jota Cê

-

Jota Cê - Néctar da Flor

Deixei pendurado no varal: um pouco de lamento, dor e a falta de sossego.
Choveu... Mas não corri para ir pegar. Deixei molhando.
Torço para que embolorem.

Michelle Trevisani

Não vou tentar, não vou insistir, não vou mais jogar, já me cansei.Meu desapego agora, é meu sossego.

Ingrid Ribeiro

“Às vezes eu pressinto e é como uma saudade de um tempo que ainda não passou. Me traz o seu sossego, atrasa o meu relógio, acalma a minha pressa, me dá a sua palavra. Sussurra em meu ouvido só o que me interessa.”

Lenine

"Passam carros, passa gente,
Passa ônibus e lotação.
Passa o lixeiro, o papeleiro,
A ambulância e o bombeiro.
...
E o sossego que eu preciso
Pra aquietar o meu juízo,
Distancia e segue ausente
Desta insana animação."

Denair Inês Guzon

Hoje eu anoiteci sexy...
Quer seduzir suas curvas...
Estravazar sua boca...
Arrancar sua roupa...
Fazer a noite vira dia...
Tirar seu sossego!

Paula Tavares

"Exageros e futilidades"

Deixa de brincadeira, meus pensamentos não passam por uma peneira.
Eu quero ser melhor a cada dia, mas não vou deixar meu orgulho transbordando de alegria.
Ver o mundo todo se acabando em exageros e futilidades sociais me faz hoje pensar no que realmente podemos ser capaz.
Amor não precisa existir sem sinceridade, e sobre a tal da fidelidade... não quero sem respeito
Tem que ser real, sem "mi mi mi" pra cima de mim.
Acontecer com muito carinho e um pouco de sossego.

jasiel

De extremos afetos,de singelos gestos, sentido intenso em provocar. Tão natural a lembrança que o sorriso me espanta
quando vejo a mudança da estrada onde estou a caminhar.
Do tempo que deu, renovou a esperança sem pensar em vingança,a alegria retomou seu lugar.
Triste fim dos que não vivem, infelizes são os que desistem sem refazer suas histórias e reerguer novamente do chão!
Sentimental é um ser alado que se entrega sem resguardo e sofre, chora, sorri e comemora as lindas voltas que a vida propõe.
Nas escuras linhas do destino, feitas de tropeços e espinhos carregam a força da superação. De preces lacrimejadas, de pragas enfim lançadas é livre a escolha do equilíbrio ou desnorteação!
Incrível é viver o instante e não se arrepender no restante, dos dias em que a consequência vier enfim aparecer.
Das amarguradas ciladas da vida, sempre sobra um troco para apostar em um novo sentido de viver sem solidão.
De tantas lutas e brigas, cansei-me de despedidas, quero sossego na guarita e lençóis no meu colchão.
Sem fim nem começo, somos todos sujeitos a perder e ganhar, não me espanta o medo de um pobre sujeito a ofender por não conhecer o que está a falar.
Entre tantas bobagens, é melhor rir da desgraça do que cair na armadilha de acompanhar.
Sendo a vida preciosa, tão raro e tão gostosa, bom mesmo é viver sem ligar!

Messias Junior

Título: Casa da quietude, quem perturba?

Primeiro veio o correio,
Depois a telefonia,
Aí chegou às mensagens eletrônicas,
Quem será o próximo a furtar minha tranquilidade?

Para ter sossego, qual a melhor opção?
Acho que é ser ermitão.
O que procura um eremita além da sua paz?
Ele procura a sua penitência, até jaz.

O silêncio me deslumbra,
Por isso odeio quem me perturba.
Quando eu não te responder,
Entenda que só estava querendo me satisfazer.


Autor: Nélio Joaquim

Nélio Joaquim

Que peso preciso!

Quisestes mostrar ao espectador
A extrema importância do teu extremo
Para o equilíbrio dos meus passos!!!
Eu pouco lhe observara, eu sei...
Enquanto tu me serviras
Todos os dias!
Tampouco eu notara
O mínimo que tu me pediras
Em troca de minhas vitórias
E até ontem mesmo não percebi
Quem tinha metade pra decidir
Pouco me importava até então
Contanto que eu tivesse
O esperado resultado
Que fosse ao final aclamado
E me sentisse inteiro
Sem ao menos oferecer
Parte dessas vitórias a ti.
Quisestes provar ao mundo
Pela mídia televisiva
Que a esquerda é decisiva!
Que o jogador devia se atentar
De que, se um pôde levantar
É porque houve força dobrada
Do outro lado pra amparar!
Não sofrerás mais...
Eu atenderei agora
Aos teus apelos!
Mesmo que tu entendas
Que se os farei
Ainda não serão por ti
Mas, ao contrário, sempre e somente
Para assegurar minha própria fama e sossego...

D. Azevedo

"Despiu-se de todo o sentimento danoso e depreciativo. Permitiu-se viver sossegada absorvendo
cada ponto positivo que a
vida lhe oferecia." - Dark Psyche

Danielle Candido