Poemas sobre Negros

Cerca de 308 poemas sobre Negros

INTERTEXTO

Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro

Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário

Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável

Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei

Agora estão me levando
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo.

Bertolt Brecht

Olha de novo: não existem brancos, não existem amarelos, não existem negros: somos todos arco-íris.

Ulisses Tavares

Não preciso ter ambições. Só tem uma coisa que eu quero muito: que a humanidade viva unida... negros e brancos todos juntos.

Bob Marley

Acima de sermos negros, brancos, árabes, judeus, americanos, somos uma única espécie. Quem almeja ver dias felizes, precisa aprender a amar a sua espécie (...) Se você amar profundamente a espécie humana, estará contribuindo para provocar a maior revolução social da história.

Augusto Cury

Seus Olhos

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
De vivo luzir,
Estrelas incertas, que as águas dormentes
Do mar vão ferir;

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
Têm meiga expressão,
Mais doce que a brisa, — mais doce que o nauta
De noite cantando, — mais doce que a frauta
Quebrando a solidão,

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
De vivo luzir,
São meigos infantes, gentis, engraçados
Brincando a sorrir.

São meigos infantes, brincando, saltando
Em jogo infantil,
Inquietos, travessos; — causando tormento,
Com beijos nos pagam a dor de um momento,
Com modo gentil.

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
Assim é que são;
Às vezes luzindo, serenos, tranquilos,
Às vezes vulcão!

Às vezes, oh! sim, derramam tão fraco,
Tão frouxo brilhar,
Que a mim me parece que o ar lhes falece,
E os olhos tão meigos, que o pranto humedece
Me fazem chorar.

Assim lindo infante, que dorme tranquilo,
Desperta a chorar;
E mudo e sisudo, cismando mil coisas,
Não pensa — a pensar.

Nas almas tão puras da virgem, do infante,
Às vezes do céu
Cai doce harmonia duma Harpa celeste,
Um vago desejo; e a mente se veste
De pranto co'um véu.

Quer sejam saudades, quer sejam desejos
Da pátria melhor;
Eu amo seus olhos que choram em causa
Um pranto sem dor.

Eu amo seus olhos tão negros, tão puros,
De vivo fulgor;
Seus olhos que exprimem tão doce harmonia,
Que falam de amores com tanta poesia,
Com tanto pudor.

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
Assim é que são;
Eu amo esses olhos que falam de amores
Com tanta paixão.

Gonçalves Dias

Teus lindos olhos negros
Me fazem sonhar
Me fazem esquecer quem sou
Teus lindos olhos negros
Me fazem viver em outra dimensão
Me fazem querer voltar no tempo
Teus lindos olhos negros
Me fazem sorrir chorando
Me fazem chorar sorrindo
Me fazem sentir saudade
Me fazem morrer de amor
Porque não olham pra mim...
Teus lindos olhos negros...
Teus lindos olhos negros...

Nikko Sercunvius

"Morena que cor é essa?
cabelos negros feito índia
pele mulata feito desejo
não tem quem não olhe
quando ela passa mandando beijo"

Maíra Martim

Alice

Tudo nela me fascinava
Seus cabelos negros , brilhantes
Seus olhos verdes, profundos
Seus lábios carnudos e tão desenhados pareciam pintados
Seu corpo totalmente escultural
Ela era indescritivelmente perfeita.

Aquilo me incomodava , não encontrar nela nenhuma imperfeição
Não importava por onde procurasse
Fosse no aspecto físico , quando mental
Eu já não suportava , tinha que sentir o que ela sentia.

Por isso a matei , abri-a
Internamente ela era tão normal
Não tinha o que me chamasse atenção
A não seu o seu coração
Eu o como , até o ultimo pedaço
E pude senti-la novamente dentro de mim.

Allan Henrique

Um menino negro entra em um mercado.
Um homem branco diz: "não permito pessoas de cor aqui"

O menino negro diz: "eu nasci preto.
Quando eu estou congelando, eu sou negro.
Quando estou doente, eu sou negro.
Quando eu estiver morto, estarei negro.
Quando você nasce, você é rosa.
Quando você está congelando, você é azul.
Quando você se sentir envergonhado, você fica
Vermelho.
Quando você está morto, você fica roxo...
E você está me
Chamando de pessoa de cor?"

"Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos ainda haverá guerra"

Desconhecido

Caligrafia

Queria escrever uma carta anônima
Falando do quanto eu te amo
Mas não seria uma boa ideia
E tudo iria pelo cano

Quem dera ter a tua letra
Toda estranha, cheia de garranchos
Mas mesmo assim, eu não me importo
É por você que eu me desmancho

Minha caligrafia é toda caprichada
E muito bem elaborada
Uma simples carta
De uma pessoa apaixonada

Mas tudo bem, não tem problema
Eu te amo de qualquer jeito
Amo cada pedaço seu
Suas qualidades e defeitos

Minha letra pode até ser linda
Como uma obra de arte
Mas tudo que eu quero
É, da sua vida, fazer parte

O Poeta de Olhos Negros

Foge Comigo

Foge comigo
Esquece do mundo
Que eu te darei
O amor mais profundo

Por você eu largo tudo
E embarco em sua aventura
A gente viaja pelo mundo
E eu vou junto nessa loucura

Eu viajo nesses teus olhos
E nesse teu sorriso
Bom mesmo é ouvir tua voz
E o som do teu riso

Eternamente aventureiros
Inefável paixão
Tudo fica mais bonito
Quando pego na sua mão

O Poeta de Olhos Negros

Nesse Dia Nublado e Cinza

Nesse dia nublado e cinza
Eu persigo o teu olhar
Vou com tudo, não meço riscos
Pra poder te encontrar

Como um lobo faminto
Procurando a sua presa
Acho que estou perdendo tempo
Mas não tenho certeza

Nesse dia nublado e cinza
Estou tentando te alcançar
Por você vou até o Inferno
E nunca paro de lutar

Eu não desisto dessa busca
E não desisto de você
Meu desejo é uma utopia
Que sempre sonhei viver

O Poeta de Olhos Negros

Pretexto

Inventei uma historinha
Pra poder te encontrar
Uma historinha pra poder te dizer
Que é ao seu lado que eu quero estar

Procurei por toda a parte
Os seus lindos cabelos ruivos
E driblei, sem hesitar
Todos os olhares turvos

Arranjei um pretexto
Pra você me decifrar
Pois eu sou um quebra-cabeça
Bem difícil de montar

Peguei o violão e tentei escrever
Uma canção que pudesse te mostrar
Tudo que eu sempre quis te dizer
E nunca soube expressar

O Poeta de Olhos Negros

Sua Mente

Posso não ser cartomante
Nem adepto de quiromancia
Mas eu leio a sua mente
Com toques de magia

Te desvendo por inteiro
E descubro os teus segredos
Vejo todos os teus mistérios
Até os maiores medos

Não preciso de bola de cristal
Pra ver o que se passa com você
Eu só olho nos teus olhos
Nem precisa me dizer

Quanto mais você se esconde
Mais eu procuro te achar
Esse amor cruel me invade
E me faz por teu nome clamar

Gritei aos quatro ventos
Sem vergonha de assumir
Eu não sei definir o nome
Do que você me faz sentir

O Poeta de Olhos Negros

Turbilhão

Hoje eu chorei para as paredes
O meu mundo que desabou
Mas logo enxuguei as lágrimas
Pra não perceberem como estou

Minha vida anda tão dura
E eu tão cansado
Estou até perdendo o sono
E estou meio desligado

Desabafei com as poltronas
Minhas angústias e aflições
Dentro de mim há batalhas
Centenas de insurreições

Um turbilhão de sentimentos
Muito peso só pra mim
Tanto tempo sem sossego
Parece estar longe do fim

O Poeta de Olhos Negros

Peço a Deus

Peço a Deus que te faça olhar pra mim
E ver que eu sou a pessoa certa pra você
Peço a Deus que te proteja e te guarde
Para que eu possa ao menos te ver

De longe, te admirar
E pra sempre te eternizar
No meu pensamento, no meu coração
Um amor pra recordar

Talvez você nunca me queira
Talvez até nem saiba que existo
Quem sabe a gente se esbarra por aí
E você fingirá nem ter me visto...

Acostumarei meu coração
A viver pra sempre assim
Sem o calor dos teus braços
Que um dia sonhei pra mim

O Poeta de Olhos Negros

Tão Intenso

Eu te amei
Tanto
Tanto
Tanto
Não sei amar pela metade
Eu t r a n s b o r d o

Eu sou intenso
Ou eu amo demais ou odeio
Mas eu fiz tantos planos
Fiz esforços sobrehumanos
Mas eu sempre soube
Bem lá no fundo

O mundo é pequeno
Talvez a gente se encontre
[Espero que não]
Eu amei cada parte sua
Desde que eu te vi
Eu te amei tanto

Esqueci
Faz parte da vida
Eu sei que é assim...
Desculpa por te amar demais
Desculpa
Por te sufocar com o meu amor

O Poeta de Olhos Negros

Orlando

Sou homem
Sou mulher
Sou o que eu quiser

Seu ódio não me cala
Seu ódio não me barra
Seu ódio não me atinge
Seu ódio não me amarra

Morro junto com eles
Todos os dias
Morri junto com aqueles cinquenta
Se for pra tacar pedra
Não começa, nem tenta

Se não gosta, cai fora
Nada mais é como foi outrora
Teu discurso tá fora de hora
Siga seu rumo e vá embora

O Poeta de Olhos Negros

(...) cabelos negros e um vestido azul, de frente à penteadeira, bonita apenas pelo fato de ser mulher...

Clarice Lispector

Olhos negros
Estrelas cintilantes bailam dentro de ti
Misteriosamente falam
Coisas que meu coração gosta de ouvir
Inebriada emoção
Viajar em ti silenciosamente
Sem pressa de partir
Inteiramente tua sutilmente
E neste brilho
Extasiada... Arrebatada
Entrego-lhe meu pensamento
E me perco
Fascinada... Apaixonada
No céu do teu olhar.

Jane Alves Leal