Poemas sobre Ler

Cerca de 1288 poemas sobre Ler

Desde já, meu muito obrigado. Pelas vezes que você parou para ler o que eu escrevo. Nesse momento, imagino eu que você poderia estar fazendo qualquer outra coisa. Jogando com os amigos, escrevendo, lendo um livro, se arrumando para uma grande festa, planejando coisas, sonhando, namorando, indo à praia ou vendo TV. Mas você estava aqui, o tempo todo e ninguém sabia. Você estava lendo, em silêncio, minhas palavras escritas. No seu quarto, no seu trabalho, na sua escola ou no seu celular. Não importa o lugar. Você sempre estava lá no seu lugar mais também estava aqui, comigo. Você é a pessoa mais incrível do mundo – pelo menos pra mim – e quero que saiba disso.

(Obrigado pelo seu silêncio)

Sabrina Gomes - Spiderwebs

Parecendo uma boneca ainda aprendi a falar papai e mamãe
Parecendo uma criança aprendi a ler
Parecendo uma menina aprendi a somar
Parecendo uma adolecente aprendi que temos que ser forte
mesmo na hora que mais nos achamos fracas
Temos que saber como dizer sim a um amor verdadeiro
e não a um falso
Aprendi que a vida não é sempre um mar de rosas
Troquei as bonequinhas por maquiagem
Meu mundo de sonhos pela realidade
e assim encaramos o mundo, pois nao e feito
so de alegria e sim de dores que vem e vão.

Ingrid Carla -eu mesma kk

Ela queria ser cantora mas,casou-se com um homem que não gostava de ler.
Ela queria ser escritora mas,casou-se com um homem que não gostava de filmes.
Tudo que faltava pra ela era se livrar daquele homem mas,ela pensava que ele era tudo pra ela.Um dia sem chuva ele foi embora sem deixar nem mesmo um bilhete.Ela nunca mais amou ninguem, morreu e nunca foi uma artista...

Villaverde

Qual a probabilidade de você um dia
ler o que eu escrevo aqui?
e qual a probabilidade de saber que
é sobre você que eu escrevo, ou ainda
que eu escrevi? Independente de qual seja
qualquer uma dessas probabilidades,
a probabilidade de eu te amar pra sempre
será de 100 para 100.

Erick Douglas Salustiano

Hoje pude compreender que o escrever, e o ler
Não são suficiente.
Talvez se eu falar, e você
me ouvir, minhas vontades se tornem comoventes.

Maurivânia Medeiros

Pra que continuar a escrever
se nem ao menos minhas palavras
você consegue ler.
Pra que continuar a insistir
se você nem ao menos me toca,
e já pensa em desistir.
Pra que lutar,
se você ao menos foi capaz,
de tentar.
Não quero parecer idiota,
mas estou me cansando
de jogar tanto tempo fora.

Maurivânia Medeiros

Sono

Quando agente tá com sono
Não quer nada fazer
Nem ler ou escrever
Pode satisfazer

Quando agente tá com sono
Não quer nem pensar
A vontade é estar no quarto escuro
Em silencio se trancar

Quando agente tá com sono
Não adianta tentar
Por mais que os olhos estejam abertos
Eles vão se fechar

Quando agente tá com sono
Tem mesmo é que se entregar
Parar de lutar com o corpo
E começar a relaxar

Rutyenne Márcia

Mais um dia começa.
E em nossos corações
uma antiga promessa:
Viver novas emoções!

Ler novos livros,
escrever novos versos,
compor novas canções.
Melodias nunca antes vividas,
Citações nunca antes versadas,
Páginas ainda não foleadas.
Personagens desconhecidos
Histórias, as mais loucas inventadas.

Desejar o sabor do novo,
experimentar um querer diferente,
Aproximar o que está distante
Afastar o que está iminente.
Iminente por acabar
Acabar com o que há de triste,
sentimento cansado, frágil e doente.

Que venha o novo então!
um novo pensar,
um novo sentir,
um novo agir, um novo presente!

Marcia Bandeira

Minhas bobagens de amor!
Estou aqui em casa só a ler e escrever,
pois cada verso escrito nunca vou esqcer.
Amo te amar,amo te querer,mas se comigo
ñ estiveres q valor isso iria ter?
Se ñ tem amor,não tem felicidade
Se eu ñ tiver vc como poderia saber
se amo de verdade?
Meu amor é sincero,
simplesmente
puro e verdadeiro,
te quer por inteiro!

Me chamaste de charope,por ter momentos irritantes
Mas quando me beijas e me abraças,só dizes:Rutyenne te amo!
Xarope posso até ser,mas isso faz bem pra mim e pra vc pode crer.
Poeta sei q ñ sou apenas escrevo nas folhas oq sinto meu amor.

Rutyenne Márcia

"" Ou sou, o maluco que escreve
Ou é você, o doido que se atreve
A ler tamanha insanidade
Nesses versos que modulam minha capacidade...
.
Só posso te agradecer
Pela parceria e caminhada
Pero ousadia, verbo balada.
Somos dois a não entender nada.
Que fique assim...

Oscar de Jesus Klemz

Chuva Fina

Chuva fina, café na caneca.
Nesse tempinho tenho uma meta.
Ler uma ótima literatura.
Esta é a minha cura.
Uma musica no vinil.
Só Caetano e Gil.
Musica e leitura.
Charme e ternura.
Me dando certa inspiração.
Com meu bloco de anotação.
Começo a fazer rimas e versos.
Com as letras fico imerso.
E quando vejo já está tarde.
Quase esqueci de comer meu chocolate.
Abro a janela para apreciar.
A neblina aparecendo devagar.
Eu gosto do barulho que a chuva faz.
Cheiro da terra encharcada me traz paz.
Faço minha prece.
E nada mais me aborrece.
Já vou me deitar.
Sem pensar em acordar.
Feriado ta logo aí.
E eu fico por aqui...

Lucas Amorim

Um povo pútrido

Acabo de ler alguns textos, sobretudo uma postagem de maio numa coluna do Nelson Motta pelo O Globo. Segundo inúmeros artigos, aproximadamente 70% da população deste vil país não apenas vota, bem como age em prol da emoção. Deve ser emocionante ter um país dilacerado, e como apontam hoje o G1 e a Veja, com a pior geração de empregos no período de 12 anos.

Deve ser emocionante também ter o terceiro pior crescimento econômico da história do país, e ter duas candidatas à frente nas pesquisas que fazem parte do projeto que comporta 100 partidos na América do Sul, e que por sua vez recebe ajuda de grupos terroristas como as Farc. Portanto, o Foro de São Paulo. Fato que por conseguinte, ab-rogaria tanto uma quanto a outra se levarmos em conta que nenhuma candidatura por ter ajuda financeira de entidade estrangeira.

Mais emocionante são os mensalões; o segundo, patrocinado pela Petrobras. Quanta emoção! Isso tudo talvez explique a nossa realidade literária, futebolística, musical, etc e etc. Que povinho pútrido, sim, podre. E já sei o que farão depois de lerem isso. Nada, afinal, um texto assim não causa muita emoção. É como o literato Nietzsche proferia: "Enquanto você continuar vendo as estrelas como algo acima de você, continuará sem o conhecimento". Fim, imbecis da emoção.

danielmuzitano

Minha homenagem ao Fausto

Ao ler poemas e cartas a um jovem poeta, livro de ninguém mais que Rainer Maria Rilke. Pude contemplar uma interrogação levando em consideração com o que me deparei na exatidão da página 80. Rilke, o inquisidor, preludiou: Você morreria se não fosse permitido escrever? A introspecção é o prazer indubitável de ter a solidão como um movimento amoroso que eleva a si próprio como de tão rútilo.

Fausto foi um personagem de Goethe, mas não tão somente. Fausto também fora um comediante que ousou o diferente, a indizível pérola da criação. Hei de confessar que não assistia de forma amiúde no que prima o programa Hermes e Renato da MTV. Todavia, era sim fã assíduo do inteligível Tela Class. Esse que por sua vez, realizado no período que comportou o fim da minha adolescência. O quadro interceptava uma série de sintomas depressivos aos quais eram de tão exacerbado em mim.

E vejam só como é a vida: Um cara que certamente curou muita gente da depressão. Mas que de não curou a si próprio; bem como Chico Anysio, diga-se. Maiakóvski alertava sobre a vida, e por conseguinte, se suicidou. Nietzsche promulgava sobre a insanidade, e, acabou num manicômio. Morrison falava da dor, e, morreu com ela. Os gênios têm lá seu sobejo, seu poder excessivo.

E apesar de tudo isso. O que importa não é a causa da morte, e sim, a causa da vida. Fausto Fanti não deve ser lembrado como um comediante que se matou com um cinto. E sim pelos risos infinitos que produziu nas pessoas, risos que só uma mente brilhante como a de Fausto é capaz de conceber sempre como um caminho límpido para a alma.

Fausto além de ter sido um personagem de Goethe, foi um personagem dum livro de Rilke. Um filho da mais brilhante e ímpar comédia.

danielmuzitano

Ler Nietzsche é como levitar sobre vários uísques em uma dose de criatividade. E lá se foi quase um século, e ele ainda parece eterno, pelo menos para mim. Mas quem somos nós para falarmos do futuro, se ele pertence ao passado. Triste é ver um poema chorando, e perguntando por ajuda, precisando de auxílio. Nesse exímio que não aflora, acalma quem o visa destruir. Poetas foram feitos para nada, para namorar sua própria alma.

Nietzsche morreu só tão somente. Não foi reconhecido em vida, além de ter morrido insano. Desafiou deuses, botou sangue em demônios. A arte de algum modo, acaba por pintar a interpretação no sumo dos incompreendidos. Seja ele na alegria da arte bela, seja ele na construção de um bonito cinema. Seja no fim de um filme trágico, seja na solidão de um lindo poema. Resumindo, a tristeza é uma beleza que agrupa vários pontos para um só eterno, o abandono.

danielmuzitano

Um significado

Nesta pouco colorada manhã, estive por ler a cintilante coluna da folha de São Paulo do grande mestre professor Pasquale. E devido a essa, eis que me deparo com uma palavra que até então não havia tido nenhum tipo de contato. O inexpugnável termo é "Matiz". Achei de intenso lírio o poderio supremo de seu significado.

A tradução da palavra é capaz de explicar os ideais políticos do Brasil, quiça mundial, e como colorário de tal análise, estive por elaborar e deixar de clarividência tal ato metafórico. Como vocês já sabem, fico estupefato com a burrice e o desperdício de pensamento. Como alguém que é contra a ditadura pode ser adepto de Cuba? A Dilma é o emblema desse assunto de suma preponderância.

Rumando ao significado, e tendo ênfase o fim desta jactância imbecil por parte do povo que se diz de esquerda, a palavra é Matiz, logo, diferentes tons por que se passa uma mesma cor. Para quem ainda não entendeu, a dita oposição para com a ditadura, era em sua maioria, partidária do regime cubano. Ou seja, contra os 21 anos de ditadura no Brasil, e favorável a mais de 50 em Cuba. Bela palavra em, Matiz. E me arrisco a dizer que a mesma poderia ser irmã da palavra "Mártir" que significa vítima. Afinal, os ditadores dessa esquerda não assumem o seu ar de autoritarismo, se dizem revolucionários. Portanto, se fazem de vítimas. Uma palavra é a história do Brasil, matiz.

danielmuzitano

EDUCAÇÃO :
Mais do que ensinar a ler e escrever, explicar matemática e outras matérias, é preciso ouvir os apelos silenciosos que ecoam na alma do educando.

Mais do que avaliar provas e dar notas, é importante ensinar com amor mostrando que sempre é possível fazer a diferença...

Paulo Ursaia

Viajar o mundo
Provar as pessoas
Sentir os perfumes
Ler os livros
Viver os amores

Viajar os livros
Provar o mundo
Sentir os amores
Ler os livros
Viver os perfumes

Viajar os amores
Provar os amores
Sentir os amores
Ler os livros
Viver os perfumes

Fran Caye

Dayse Galvao conversando com Kleberton Macedo
~~lêr
eu:segundo a lei de newton os oposto se atrem entao,eu sou inteligente vc é burro.

ele:kkkkkkkk é mesmo

eu:comecei a nerdice :O

ele:mas vc naum se atrai por mim disso eu sei u.u
é nenhuma gosto desse teu lado nerd

eu:é um dos poucos

ele: o.O vc sabe q eu sou burro me explique mas detalhadamente
u.u

EU:um dos poucos que gostam desse meu lado nerd
geralmente ficam me chingando pura hipocrisia e intolerancia dos desprovidos de inteligencia ou dee um saber intelectual que nao usam de sua logica para se adequar a o seu raciocino logico, pensamento rapidos de uma mente vazia etc..

ele:tabom tabom ja entendie kkkkkkkkkkkkk

DayseGalvao17

acabei de criar será que alguem vai ler ?

Um amor

U Amor Pra mim foi o seu pena que só vim te amar agora quando o seu coração me esqueceu, o amor que eu tinha e não valorizei hoje eu sinto remoço por que não te amei um dia eu tive perto de me um amor sem medidas, sem fronteiras, um amor de verdade, sem dificuldades, hoje eu sinto o amor que vivi alimentado de lembranças e medo mais sei que fui eu incapaz de dar sua felicidade quem então encontrou em outra pessoa , eu fui o maior erro da sua vida mas eu juro que te amo

Por Bello Garcia

BelloGarcia

Para quê escrever?
Para quem?
Se,eu sei que
ninguém irá ler...
Escrevia
para você...
Escrevia
com um
coração
puro,não havia
maldade,malícia
em meu escrever,
apenas escrevia
porque
por ti
eu somente
sentia...
Sentimentos...
Ainda os tenho
dentro de mim,
pode ser que
você os
tenha por mim...
Sei que
o amor
não se explica,
apenas o
sentimos,
em silêncio...
Pode até ser que
por não demonstrar
mais que eu
Você ame,
até mais que
eu o ame...
Somos como
o sol e a lua
o calor e o frio
o mar e o campo...
Mas,ambos tem
o seu tempo
seu espaço,
seu momento...
Ambos se entendem,
se completam e
se compreendem.
Assim também
é o amor...
Amor esse
que tenho
o bastante
dentro
de mim...
Amor esse
que alegra
o meu ser,
pois foi
Deus que
me deu
Você!
Eu sinto e demonstro
Tu sentes...
em silêncio,e
nesse silenciar
eu sei quão imenso
é o seu amar...
Mas,amamos
com um
só propósito...
Sermos felizes...
Felizes!!!

Tatiane Oliveira