Poemas sobre Ler

Cerca de 1619 poemas sobre Ler

Não vejo oque você vê,
Não creio no que você crê,
Mas se escrevo,
É para você ler.

Duvido da tua verdade,
Mas a verdade é duvidosa,
Se não fosse, não serias verdade,
Duvido até da minha realidade.

E se estivermos sonhando agora
E se os convidados já foram embora,
Quem está lá fora?
Acordado ou sonhando?

O amor é verdadeiro se baseado em mentiras?
Entre as muitas verdades,
Vivemos entre grandes mentiras,
E disso não existe saída.

Jamilson Fernnado

QUEM ME DERA..
Quem me dera se você soubesse o quanto te quero.
Quem me dera se pudesse ler meus olhos.
Quem me dera pudesse ouvir meu coração.
Quem me dera fazer parte dos seus planos,
dos seus sonhos, dos seus anos...
Então, teria alguém disposto
a andar com você na chuva...
Alguém que não coleciona amores..
Alguém que quer ser de alguém.

Nathalia Mano

As vezes,
muitos se perdem pelo caminho,
Com preguiça de ler as placas
que anunciam por onde deve seguir .

Tata In Poesias

Quero leitura completa
Do teu corpo
Ler em teus olhos palavras
Não ditas, mais refletidas
Na pureza do teu olhar
Ao fitar o meu
No mais doce e suave
Silencio de amor.

Hannah Lessa

Observando o barulho do mundo entendi que o silêncio precisa ser escutado.
Que é preciso saber ler as entrelinhas e sentir a vibração das palavras.
Que é preciso compreender os olhares frustrados a encontrar um meio de aliviá-los das tensões.
Entendi que não devemos ignorar os desejos mais escondidos, pois, o amor é algo que nos faz únicos no mundo.
Enfim, compreendi que o que você precisa e tudo o que você sente é apenas a questão do dia.
Uma chance de viver sua vida e descobrir a gravidade do amor.

Rose Bona

Não costumo ler livros .
já sou um livro aberto
pra qualquer pensamento que
queira pousar em mim e fazer moradia .

Tata In Poesias

Amo ler, leio o tempo todo e tudo...
Mas sinto que preciso parar um pouco!
Me descontaminar de visões de outrem...
As vezes percebo que ler me faz pensar com outras cabeças, ver com olhos alheios...
Preciso começar a desver!
Preciso tentar ver o mundo com meus instintos mais primários....
Reproduzir menos e observar mais...
La vou eu!!!

Waceila Miranda

Salve-se quem puder

Acabo de ler algo que vem totalmente ao encontro do que tenho visto - e numa frequência absurda. Não vou me ater em detalhes. Estou farta de ver algumas pessoas falando mal de outras e não olhar para os seus próprios pecados, crimes, violações, defeitos ou sei lá que nomenclatura possam dar às suas imperfeições.
Exausta de ver o disque-me-disque pelas costas, as apunhaladas traiçoeiras e, quando se encontram, gestos hipócritas embalados por frases prontas tais como "há quanto tempo, amiga", "eu te amo", "saudades", blá blá blá blá...
Mas alguém tem me dito algo? Não. E nem precisa. Tenho um sensor que, feliz ou infelizmente, não desliga. Eu vejo... eu ouço... e à distância... numa distância inimaginável. Distância esta que tende a aumentar.
Tal como o Tico Santa Cruz afirmou num texto de sua autoria: "Há tempos em que é preciso filtrar o que nos cerca. (...) O que é de valor, o que é verdadeiro, o que nos faz bem, devemos cuidar e manter sempre com um olhar de carinho e amor. (...) Não é preciso buscar a aceitação de quem não se importa com a gente. É preciso apenas seguir o caminho praticando o que se aprendeu e o que se sabe. Os frutos naturalmente virão. (...) Feita a faxina... Deixa o sol entrar e novos ares trarão novos tempos. Que sejam melhores que os de antes."
É isso aí! Estou vendo o circo pegar fogo... as labaredas não estão altas, não! A brasa ainda está encoberta! E, sabiamente, desta vez não serei eu "o bombeiro" de determinadas vidas e de certas situações! A vida ensina! Sabe aquela expressão: Cada um por si e Deus por todos?! Então... há casos que nem Jesus na causa! Salve-se quem puder!

Adria Norma Riedo

datilografando este texto

ler se lê nos dedos
não nos olhos
que olhos são mais dados
a segredos

Paulo Leminski

Um poema sobre o amor.

Várias vezes ouvi falar,
de ler, cansado estamos.
A maior escola que herdamos,
é o querer do mundo em amar.

Nos olhos, na manhã observo,
olhos universais, verdades metafisicamente testadas,
acaba com o pouco que tenho
de aliviar meu mundo correto.

O certo é não perder a vista.
A vista da montanha, à vista.
Ganhou meu coração não com parcelas,
Comprou, pagou em espécie, há vista.

O cheiro do almoço, costela com cominho,
eis onde vim parar.
No tempo da vó Alzira, do tutano,
no tempo da saudade de fulano.

Gostaria de saber que sinto,
exprimo a solidão e o afeto que a palavra tem em mim.
Saudosa poesia que invade,
tal os olhos da amada.

Nél Marques

Quando estamos apaixonado é normal ouvir música romântica, ler poemas, fazer declarações de amor.
É normal pensar a toda hora na pessoa amada.
É normal sentir a ausência mesmo não sendo consentida.
É normal querer estar sempre com a pessoa.
É normal ligar mesmo sem motivos.
Só não é normal nunca passar por isso.

ABEL ALBERTO" FERRO QUENTE"

Os Dez Mandamentos durante uma feira de ciências/biologia
· Não ler e sim explicar;
· Não ficar comendo;
· Não conversar ao telefone;
· Não obstruir a visão das pessoas;
· Não deixar questões por resolver;
· Não conversar com os amigos em pequenos grupos.
· Não deixar de conhecer os trabalhos dos colegas;
. Animar o estande;
· Fotografar o estande;
· Manter o estande limpo e arrumado.

Maura Watan

Algumas vezes a vida exige PAUSAS. Pausas para pensar, descansar, refletir, amar, cuidar, ler e até para tirar a poeira dos móveis antigos. Não importa o motivo, mas é necessário respeitar o ritmo próprio da vida.
Chega um momento que é preciso colocar a casa em ordem, reorganizar sentimentos e olhar para o coração. Dedicar mais tempo ao que nos agrega e nos deixa felizes. Quando percebemos esta necessidade, é a vida gritando: PARA!
E parar não é sinônimo de fraqueza ou desânimo, na maioria das vezes é só uma forma de tomar fôlego para um novo impulso.
Cuide de si mesmo, do seu coração e, vez ou outra, PAUSE

YARA ALVES

Era 3 da tarde quando, com os olhos ainda cheios de lágrimas, comecei a ler uns trechos de contos, os meus prediletos, mas só falavam de amor...
Quando, de repente, meu antigo professor de história do ensino médio aparece em minha frente com uma das mãos fechadas, e estende até mim. Eu ergo meu braço na direção de sua mão, e ele solta levemente duas balas, as balas que eu odiava por serem extremamente doces.
Uma era branca como os flocos de luz no inverno de Cleveland, e a outra amarela feito sol do verão em meu rosto... não, eu não as joguei fora.
Então abri e coloquei as duas na boca e com poucas mordidas já haviam acabado.
Sim,eram as piores balas, confesso.

Lívia Samara

"" Sempre fui de olhar nos olhos, ler pensamentos
assim abria minha intenção, não escondia o jogo
Mas foi numa dessa que você me desvendou
E agora, bem, agora eu sou seu amor...""

Oscar de Jesus Klemz

`Segredo Indiscreto

Esta escrito
todo mundo pode ler
todo mundo pode ver
no meu olhar
no meu falar
no meu tocar
no meu andar
o que estou sentindo
quando te vejo sorrindo

LeSpath

Aquele que ler sem examinar, não busca o conhecimento. Pois aprender sem pensar é perca de tempo. O livro é o Mestre que fala, sua consciência o preceptor que interpreta.


H.A.A


Bom Dia!!!!

Hélio Aparecido de Assunção

pode imaginar o inferno
ate sorrir depois de ler
enquanto envenena a água que bebeu,
foi um filme interessante
agora pode morrer...
tudo pode ser custo beneficio...
sorria está sendo filmado.

Celso Roberto Nadilo

15/10 Dia do Professor...
Graças aos Professores sabemos Ler e escrever...
Parabéns Professores por esse Dia, Que Deus os abençoe sempre...
E que o valor de vocês sejam reconhecidos....

Tarcísio Custódio

NAVIO FANTASMA

Mais alguém parou para ler
um outro poema meu
isso se repetiu e se repetiu,
vezes e vezes
mais de vinte o oito mil .

Sentiria eu que essa façanha foi um feito,
se não fossem tantos os meus poemas.
Seiscentos e quarenta pequenos espelhos
que constroem um retrato.

Não tenho cinquenta leitores
amigos, senhora e senhores
as vezes rapazes e moças
persistentes e insistentes meus coatores.

Eles sim são o porto
para onde ruma a minha nau.
Sou o capitão de um navio fantasma
Viajando nesse meu mar de sargaço.

Leva-me em sonho achando
que há um pouco de poesia
naquilo que eu faço.


Dante Locateli

Dante Locateli