Poemas sobre Frio

Cerca de 2215 poemas sobre Frio

SE O MUNDO ACHAR QUE AMAR É UMA SÓ VEZ.
ELE VIVE DE PASSADO E É MENTIROSO!
SE VOCÊ SENTE UM FRIO NA BARRIGA POR ALGUÉM,
ESTA É A RESPOSTA QUE AMAMOS MAIS DE UMA VEZ!

KORE ARAUJO

Hoje olhei as fotos antigas.
Resolvi relembrar você.
Senti aquele frio na barriga novamente.
Percebi mais uma vês que fiz a coisa certa.
Mais mesmo assim senti sua falta, vi o quanto te amei e o quando você ainda machuca.
Mais respirei fundo, me segurei e comecei a escrever.
Fui colocar no papel minha agonia.
Agonia em silencio, sem escândalos, sem revolta, sem palavras.
Resolvi colocar em um texto todos os males que você me fez.
Relembrar em letras as noites em que não dormi, as lagrimas que chorei e o quanto supliquei.
Lendo tudo que escrevi, vi o quanto você foi cruel.
Vi que de tudo que prometeu nada cumpriu.
Que todos os juramentos eram em falso.
Que todas as verdades eram mentiras.
O castelo desmoronado que estou reconstruindo não será em vão.
A fortaleza inabalável que se ruiu esta sendo preparada novamente.
Vou continuar descobrindo novos horizontes.
Olhar para trás novamente jamais.
Sei que no fim de tudo vou escutar a canção da vitória.
As fotos antigas vou queimar, as lembranças não mais lembrar.
Desta armadilha vou me libertar, e mesmo no fim de tudo, este aperto que sinto por dentro mais uma vês vai deixar de me apertar.
Segurar em mãos firmes, descobrir um novo começo.
Deixar acontecer, e em outros braços me abraçar.

leonardo ítalo inácio (leo bala)

domingo
início de outono
folhas ainda não caem
frio ainda não faz

mesmo assim o calor não altera o ânimo
escassez de carros
poucas pessoas caminhando
ruas tornam-se vãos

por parte era de se esperar
horário de almoço
dia da família
temperatura agradável

no entanto e esses poucos que circulam?
estariam indo para suas casas?
não possuiriam familiares?
por que circulam se a maioria se faz ausente?

passo pela praça
ambiente normalmente movimentado
fotógrafos, formandos, vendedores
onde foram parar todos?

bancos vazios
no playground somente uma criança
balançando-se
num lento e melancólico vaivém

por que hoje o homem só vivencia a sua natureza?

uns tentam justificar
pela criminalidade
pelo instinto familiar
pelo descanso

porém e toda a natureza?
fica pra quem?
para as fábricas lucrarem?
não estaríamos perdendo algo?

será
que esse complexo de superioridade humana
pode ter êxito?
ou na realidade não passa de uma perturbação

num ambiente tão espaçoso
por que o homem se prende?
mais de 50 pessoas em um grande poliedro
sem interagir, por quê?

quanto por cento do mundo não é aproveitado?
quantos lugares interessantes as pessoas morrem sem conhecer?
quando vamos crescer?

Henrique Xavier

Largo-me em um canto escuro,frio,seco sem sentido...
Fico em cismar ,vem um pensamento escuro alegre...
Sinto-me distante de mim,não vejo meu rosto fico cego...
Temo por que não sei o que penso vago longe de minha alma...
A escura luz me chama, pra onde ir não sei ,fico abeira de um precipício...
Que já pulei e voltei longe de mim...

hacker

ROSA

Ohh Rosa como és bela
pela noite aberta
sinto um frio escandaloso no meu coração
que quando contigo fala se enche de emoção.
distinta compaixão a uma criatura divina
dentre tantas Rosas és a que mais se destaca
agora a tristeza me ataca
pois esta Rosa no meu jardim não é cultivada
pessoa amada...
com cuidado e amor fostes feita
admiro hoje sua pele perfeita
minha compreenção vai se agusando
e durante muito tempo seus labios admirando.
Vivo a suspirar
sabendo que nunca poderei te amar
e antes da morte me buscar
eu nunca poderei te beijar.

Diego Maia Mascarenhas

Nem o frio do inverno

Diminui o doce, o terno,

Carinho da Natureza,

Que compensa tal rigor

Nos mostrando com amor

Este esplendor de beleza!

desc.

cada amigo(a) que fizer uma cova pra enterra-me no solo frio da solidão, com a pá do amor dos que querem eu fora da cova, fecharei a sepultura!



Parafraseando com o Augusto Cury ( A saga de um Pensador)

Agnaldo cavalcanti Matias

Ainda que os dias a se seguir se acabem.
Ainda que o tempo seja frio e duradouro.
Que as noites de inverno me façam ranger os dentes.
Ainda que o sol seja forte e quente.
Ainda que o mundo se acabe e tudo de belo seja esquecido.
Não esquecerei jamais do amor que sinto por ti.
Ficou somente a mágoa,por este amor ter morrido..

Denis

Quando se está só o silêncio é mais profundo
As noites são mais longas, o frio mais intenso
E até a própria sombra parece estar mais junta
Como se soubesse quando se está só
Quando se está só um grito é desespero
Sussurro é loucura, um estalo mete medo
E a mão forte aparece e está sempre nos sonhos
Eternos pesadelos, quando se está só
Quando se está só, se está porque deseja
Pois Ele, com certeza, não foge de ninguém!
Deus está sempre perto; amigo, braço aberto
Convida a ir com Ele pra não mais se estar só.

Jorge Camargo

ESTAÇÕES

O frio do inverno
Que acalantou minhas angústias
Que tremeu meus gritos
Aproxima-se do fim
Num prenúncio de fluorescência

Essa transição silenciosa
Parece insossa quando percebo que a noto
Vejo o tempo em sua divisões milimétricas

Suporto a dor a cada dia com conforto
Quero senti-la na próxima estação.

Diego Santana

william diz:
você tem um ar frio e ao mesmo tempo é articuladinha e divertidinha...
olhar, sorriso, feições e algumas características bem expressivas... você chama atenção, não é insossa...
comportamento calculado, não é desequilibrida, é simples...
e outras coisas.
isso é peculiar.. e interessante.
por isso, diferente.


Eu tinha q guardar isso aki!

william

DANI

Gerada e nascida Daniela.
No frio era enrolada em cobertor de flanela.
Gostava de comer pipoca em tigela,
Enquanto eu contava uma fabela.

Mais crescida não teve varicela.
Tinha medo de andar sozinha em viela.
Falava como uma tagarela,
E odiava pão com mortadela.

No colégio era sempre sentinela
Com aqueles que traziam balela.
E bastava sua piscadela,
Para saírem pela janela.

A mim você é como uma aquarela,
Despejando lindas cores em uma tela.
Serás sempre a mais bela,
Mesmo esposada, minha donzela.

Rodemir de Oliveira 22/07/09 22:04 hs

Rodemir de Oliveira

Anjo


"E se eu quiser gritar
Você ensurdecer
O sol cair no mar e de frio morrer em pleno verão
Tá tão estranho aqui
Pareço desfocar o que você sorri
Por pura intuição
Se a água não correr
A lua despencar
O horizonte inteiro verticalizar
Inverter a rotação
Me traga a sua mão Varinha de condão
Reze Uma oração Pai, filho e espírito são
Somos o meio entre princípio e fim
Fomos o freio entre o bom eo ruim
Me dê o chão pra pisar
Um coração para amar
Me trate bem
Sou um anjo caído do além
Me trate bem ..."


A D R I

Adryforever

INEFÁVEL!

O sorriso opaco
tua mente rota.
Ah! se soubesses,
do frio, da saudade,
ou entendesses
tal fio em verdade
às dores e prazer;
Imerso teu tempo
redime sofrer
e não vês;
Amanhã teu futuro
ou o viver
submerso obscuro,
perene n'alma
refuta o amor,
vil às lembranças
mórbidas reais
do teu ser, cruel
em desdita, ardor
e passado inefável.

Alvaro Sertano.
http://alvarosertano.blogspot.com
Direitos de reserva do autor.

Alvaro Sertano

Vem despencar comigo então, porque de frio na barriga e adrenalina lá em cima eu entendo... e quando chegar lá embaixo, mergulha em mim que o ar eu te dou. Essa beldade tinha que gostar de mato também, tinha que gostar do cheiro de terra também, tinha que gostar de tudo o que é simples também, tinha que saber pintar um momento assim tão bem... e se chamar as galinhas desse jeito, quem vai aparecer bem na sua frente vai ser o galo aqui... e se enganchar a ponta do seu vestido no arame farpado eu vou só mandar essa: te vira! Louco pra tremer na sua base hoje.

Eu sei que você se amarra em mim e vira que é uma beleza. Eu sei, num sabe?!



Jota Cê


-

Jota Cê - Néctar da Flor

Hoje cedo como quem quer tudo, eu sair no frio;
Hoje ainda pela manhã como quem quer mais uma dose, eu tentei te ver;
Hoje a tarde como quem não pensa em ninguém, eu fingi esquecer de você;
Hoje a noite como quem não quer nada, eu te procurei;
E ao dormir eu parecia ter alcançado todos os meus sonhos, pois vivia o sonho de toda(o) apaixonada(o) ao lado da pessoa amada.

Layanne Kelly L.C.Rêgo

A mil!

Ontem tive medo,
Tive frio, fiquei sozinho com mil,
Fiquei a mil sozinho,
Ontem ouvi a voz do coração.

E que dizia faças tu teu galardão,
Faças tu teu grã coração,
Sinta a brisa que rodeia,
E ouve a voz do coração.

Ontem tive medo,
E enfrentei essa lição,
Ontem, fui herói.

E conquistei seu coração,
Tive medo e tive frio,
Mas ganhei essa lição.

Abner H. W. Monteiro

me sinto solitario
sem força pra prosseguir
nesse caminho de frio

mais do nada as vezes tiro força
pra continuar sem exitar
e vou em frente sem parar

pra um dia finalmente melhorar

lucas

tenho fome
quero tudo
sou egoista
e você nem olha para mim
sinto frio
tenho sono
sinto medo
de ser só
para sempre
sem você
eu odeio esse numero
esse um
meu um
o só
o egocentrico
eu

Helom

quem
quem nunca teve um dia triste
quem nunca sentiu frio
quem nunca mergulhou no silencio
e sem querer já está pensando em tudo
tudo aquilo que não queria pensar
tudo que não quer acreditar
tudo que tem que passar
quem nunca duvidou da vida
das razões de viver
das razões de sofrer
das razões de perder
perder o que ?
como saber se um dia foi meu ?
os sonhos nos leva pra onde quisermos
onde tudo tem mais cor
onde tudo tem mais valor
onde tudo é amor
eu sou quem controla meu pensamento
e é ele quem me controla
as vezes ele é um pouco débil
briga sem razão
omite o perdão
e chora de emoção

Danilo gm