Poemas Quentes

Cerca de 132 poemas Quentes

Eu,
só consegui
falar de amor
depois de ter pintado,
nosso universo de cores quentes.
Para nos tirarmos, das sombras da solidão,
que nos encontrávamos, quando a vida nos separou.

Dayse Sene

Quentes beijos e um olhar,
falam mais, que suas palavras.
Seu cabelo solto, as vento,
me leva ao paraíso.
Logo mais um dia passa,
chega a hora de partir.
Estou indo, já pensando
em voltar para você.
Já vou meu amor
te amando, como sempre.
Até em meus sonhos
me vejo a te amar,
te amar mais e mais.
Só você tem o dom,
de me fazer sorrir.
Só seu jeito doce e lindo,
me faz chegar ao céu.
É você, o meu amor
todos sabem! Eu já provei!
Vivo a vida pra te amar
sem medo de errar.

Igor Gonçalves Dias

Sonhos amorosos

Os sonhos de verão são quentes
Assim como o frio de inverno
Amo sonhar em qualquer tempo
Desde que seja com você amor
A musa dos meus belos sonhos

Eu nunca os deixarei morrer
A nossa vida é eterno sonho
Dormindo ou acordado eu fico
Olhando e imaginando tudo sorrindo

Sonhar é como viver sem sentir
Momentos utópicos pra lá de bons
Vivido com a flor do meu jardim

Contigo sonho e ressonho feliz
Projetos da vida não esquecidos

Num lindo olhar para dentro de mim

Djalma CMF

"NA SUA PORTA"
ESTAREI NA SUA PORTA...
NOS DIAS QUENTES,
OU NOS DIAS FRIOS.
COMO UM CÃO SEM DONO...
COMO UM GATO VADIO.
SEMPRE ESTAREI NA SUA PORTA,
IMPLORANDO UM COPO DE LEITE...
QUEM SABE IMPLORANDO UM BEIJO,
NÃO IMPORTA...
SEMPRE ESTAREI NA SUA PORTA,
SEMPRE ESTAREI NA SUA VIDA.
NOS DIAS QUENTES...
OU NOS DIAS FRIOS.
NÃO SAIREI DO CAMINHO.
NÃO SAIREI DA SUA VIDA.
ENQUANTO NÃO SOUBER...
PORQUE ME DEIXOU SOZINHO !!!
(Vieira)

Narciso Vieira Lima

No frio te esquento com as palavras mais quentes
As ações nunca estão ausentes;
Beijo carinhoso com aquela mordidinha sem igual
Alimenta o meu gosto de loucuras é natural;
Se tu me provocar, eu irei te tocar... baby
Hoje não vai prestar.

Ricardo Teixeira.

As noites quentes e frias de inverno
passados a lareira ,vinho no copo
com ar livre de prazeres das noites frias
de inverno nos reserva, onde é bom descobrir .

Amar num jantar feito ao luar numa noite
de inverno, sentados num cobertor
de lã de ovelha, quentinhos, juntinhos
estamos, sentimos o corpo a queimar.

Fogo da paixão que arde como as labaredas
da lareira acesa , queima o corpo, une-se o beijo
aroma de pinho, carvalho, sombreiro a arder
uma mistura de perfumes perfeitos da natureza.!!!

IsabelMoraisRibeiro

Queria amar-te como um poema
Escrito na pele que cobre a alma
Os teus quentes braços...
Braços que cobrem a minha nudez
Feitos de desejos e ternura..
Como um clímax da minha loucura..
Tatuagem feita no corpo e na alma..!!

IsabelMoraisRibeiro

EM MIM

Em mim surgem histórias contos e poesias
que vêm solitárias em noites quentes ou frias...
Em mim há reflexos de eternas lembranças
que insistem numa triste aliança...

Em mim permanece uma forte saudade
de tempos movidos por felicidade...
Em mim mora uma risonha criança
que desconhece a temida insegurança...

Em mim habita uma mulher forte e guerreira
que contra o adversário faz trincheira...
Em mim faz sol chuva e tempestades
que se adaptam às minhas necessidades...

Em mim nascem flores árvores e ervas daninhas
que comigo convivem em forma de rinhas...
Em mim caem lágrimas sorrisos e prantos
que em doses diárias são meus acalantos...

Em mim existem sonhos quase intransponíveis
que me fazem crer que tudo é possível...
Em mim encontro uma alegria constante
que não deixo escapar por nenhum instante...

Em mim brota um amor que extravasa de emoção
que a quem eu amo entrego de coração...

mel - ((*_*))

melania ludwigmm

Meu Amor é o Vento...


O meu amor é o vento...
Refresca as cabeças quentes
Em dias de loucuras...

Levanta sutílmente as saias
Das madames elegantes,
E acaricia suave, as madeixas
Das meninas bonitas...

O meu amor, não se pode
Prender entre os dedos...
Ele é frio, quente, seco, úmido,
Ele é rápido e leve...

O meu amor, não tem
Hora, não tem dia, nem
Destino acertado,
Mas sempre aparece
Do nada...

Passa e nunca fica,
Vem e nada me trás,
Vai e nunca me leva...

Por onde passa encanta...
As meninas espevitadas,
As donzelas encalhadas,
As oportunistas enfeitadas,
As poetisas mal avisadas...

O meu amor, acende o fogo,
Espalha as chamas,
Enlouquece a gente...

Meu amor não tem limites,
Não tem fronteiras,
Não tem maneiras.

Mas é perfeito!
Calmo,
Atrevido,
Sem vergonha...

Meu amor é isso,
É aquilo,
É tudo,
É nada..
Este é meu amor!
Constantemente
Inconstante...

Luciana hannisch

Os momentos que escolho... São intensos e quentes no qual perca o pudor com os sentimentos verdadeiros... Portanto olhe no fundo de meus olhos e perceba todo desejo direcionado por você;
Quero ouvir o som de seus sussurros, gemidos com uma doce confusão entre corpos... Beije-me... Aperte-me... Me deixe te descobrir de um jeito inesperado de lhe conquistar;
Devora vagarosamente cada detalhe do meu corpo que pouco a pouco te despirei com as mãos salientes em um vago e longo momento...

Julio Aukay

Em mim nascem histórias contos e poesias
que surgem em solitárias noites quentes ou frias...
Em mim há reflexos de eternas lembranças
que insistem numa triste aliança...
Em mim permanece uma forte saudade
de tempos movidos por felicidade...
Em mim mora uma risonha criança
que desconhece a temida insegurança...
Em mim habita uma mulher forte e guerreira
que contra o adversário faz trincheira...
Em mim faz sol chuva e tempestades
que se adaptam às minhas necessidades...
Em mim nascem flores árvores e ervas daninhas
que comigo convivem em forma de rinhas...
Em mim brotam lágrimas, sorrisos e prantos
que em doses diárias são meus acalantos...
Em mim existem sonhos quase intransponíveis
que me fazem crer que tudo é possível...
Em mim encontro uma alegria constante
que não deixo escapar por nenhum instante...
Em mim existe um amor que extravasa emoção
que a quem eu amo entrego de coração...

Melania Ludwig

Do vento fiz um sopro de poemas
escrevendo nas tardes soalheiras
nas noites discretas e quentes
faço do sonho e da vida um poema
joguei ao vento as tristes lembranças
colhi as conchas do mar, deitei fora a dor.!!

MariaIsabelMoraisRF

Consumado/Consumido

Madrugadas frias,
Noites quentes,
O desejo viria,
Mais forte que o medo!
Tantos anos, negligenciei meus dotes
de amante.

Tarde descobri, se nosso beijo
foi mais que um beijo.

Nossos corpos encontrados e nossas vidas estacionadas?

Consumado/Consumido

Tudo continua como antes.
Só resta uma pergunta:

Será que foi um sonho?

Fernanda Oliveira Brito de Mello

Fundir

Que fazer sem tuas mãos percorrendo meus caminhos
Quentes no meu corpo tão seu
O arrepio frio do desejo do teu cheiro
Da tua boca do beijo teu
Queima sua língua na minha e quero rápido
Você em mim bem junto
Dentro fundido
Entrando
Misturando
Amando
Amando
Amando
Amando

Natali Almeida

Amo-te....
sou a tua mulher, amante..amiga
nas noites quentes e frias....
na dor, no silêncio, no campo..
no jardim, na vida, no prazer..
na serra, na montanha, na cama.!!!

IsabelMoraisRibeiro

Meus versos

Nos sentimentos ardentes
Meus versos nascem quentes
Nos momentos lânguidos
Meus versos nascem frios

Meus versos nascem frios
Quando algo triste imagino
Procuro ser sempre criativo
Nos meus inúmeros desatinos

Nos meus inúmeros desatinos
Meus versos são confusos
Mas não me canso de encantar
E me encantar neste lugar

Djalma CMF

“O silêncio
as vezes assustador
as vezes acalentador.
Silêncios frios.
Silêncios quentes.
Possível ouvir o silêncio?
Possível o silêncio gritar?
Ah, vai saber.
Nos intervalos cálidos que se seguem
faz-se notar os seus gritos.
Gritos que só ele entende.
Só ele.
O silêncio.”

Amanda Drielly

Sinto as tuas mãos quentes...
a percorrer o meu corpo...
estremeço de amor e paixão...
oiço o gemido das árvores...
da janela do meu quarto...
sinto o teu cheiro...
como uma brisa suave...
e o orvalho do teu corpo...
que refresca e molha o meu...
será loucura ou paixão...
só nós os dois é que sabemos...
deste amor que sentimos!!!

isabelRibeiroFonseca

FUI BEIJADA POR UM ANJO

Fui beijada por um anjo,
que maravilhosa sensação,
lábios quentes...
calor,
tremor,
ardor,
tantas sensações num momento repleto de cor.
Lábios de um anjo,
doces,
hipnotizantes,
convidativos...
Senti meus pés saindo do chão,
me senti voar,
pairar,
voltar,
naufragar,
e me inundar,
num mar cheio de emoção.
O beijo de um anjo,
tirando meu ar,
meus sentidos,
e me chamando apenas
para com ele,
voar...

Célia Cristina Prado

Muitos tempos,se passaram.
Anos quentes e frios,com
Raros sentimentos de
Liberdade,deixando que,a
Esperança,venha
Iluminar todos os.
Dons de sentimentos,para
Encontrar a paz.

marleidepontes