Poemas e textos sobre o Dia das Mães

Cerca de 124 poemas textos Poemas e textos sobre o Dia das Mães

Mães, mulhereres agraciadas com o dom da vida.. criaturas quase mágicas, sobrehumanas que todos os dias travam muitas novas batalhas em seus lares, seus trabalhos e dentro de si mesmas.
Ser Mãe é ser o princípío e o fim. O princípio pois são elas o mistério de Deus, tem a dádiva da vida. E o fim, pois sem elas nosso mundo parecem simplesmente não existir mais.
Mães são definitivamente, como dizem, tudo igual. Só muda o nome e o endereço. E não importa se ela não te deixou ir à aquela festa maneira, isso não diminui o amor dela por você. Não importa se ela não aceita as suas escolhas, mas sim se ela está ao teu lado quando você tomá-las.
Eu posso não ser mãe, e não ter dos melhores relacionamentos Mãe&Filho mas de uma coisa eu tenho certeza. Não há nada nesse mundo que substitua ou se compare a uma Mãe.

Philipe Sotte

Gratidão


Para as minhas mães, irmãs e filhas Dominicanas
e meus fraternos frades Maristas, Franciscanos e Beneditinos.
1979. Colégio Nossa Senhora das Dores. Uberaba-MG.


Deus me amou tanto que me fez poeta.
Quisera eu ser seu filho predileto:
poder multiplicar os pães de que o meu povo
tanto necessita, ter a sabedoria de Salomão
e as virtudes de Maria.

Quisera ser um Cristo e dar de graça a
salvação do mundo.

Mas não.

Pequenino como Marcelino,
guardo comigo a gratidão:
Deus me fez poeta:

Um homem comum
(pobre e feio),
como qualquer
um.

Jodhi Segall

Boa Noitee
Vamos Orar??
Pai querido eu te peço nesta Noite que o Senhor olhe por todas as mães que nesse momento estão sofrendo por causa de seus filhos.
Filhos que estão rebeldes, perdidos no vicio das drogas do álcool, enfim ....
Senhor enxuga todas as lágrimas que essa mãe tem derramado, entre com providências nessas vidas e que todo vicio e toda obra do maligno caia por terra em Nome de Jesus .... que esse espírito de "rebeldia" saia desse filho, pois o inimigo está tentando acabar com essa vida, que esses filhos voltem para seus braços Senhor, para o seu Caminho .... restaura essas Vidas, essa Família, que haja PAZ nesses Lares e que tudo volte a ser como era antes! É o que eu te peço em nome de Jesus e já tomo posse dessa vitória!!
Amém??!!

Andréia Godoi

"Deus não podia estar em todas partes ao mesmo tempo,
por isso criou às mães.
Algumas mães são carinhosas e outras são repreensivas,
mas isto é amor do mesmo modo.
Teus braços sempre abre quando preciso de um abraço;
o coração sempre compreendi quando preciso de uma amiga,
teus olhos se endurecem quando preciso de uma lição,
tua força nos dirigi pela vida e nos dão asas para voar...
Tu que é mais que uma verdadeira amiga;
nas dificuldades que repentinamente cai sobre nos,
nas adversidades, nos momentos bons de prosperidade...
Existem certas tempestades na vida que nos abalam, que nós deixa desacreditados, parece que tudo deixa de existir, nosso mundo desmorona.
Mais tu tem a capacidade de nos ouvir em silencio,
adivinhar meus sentimentos e
encontrar a palavra certa em momentos incertos.
Mãe teu amor é sincero sem exagero;
teu amor educa, nos aconchega...
Teu amor por mim é diferente de qualquer outra coisa do mundo;
nos te amamos sem saber e só nos damos conta desse amor no momento
da derradeira separação...
Mãe, uma palavra pequena com significado infinito pois quer dizer amor, dedicação, renúncia, força e sabedoria.
Agradeço a DEUS por ter me dado este presente maravilhoso."

Storm

Poema em homenagem ao dia das mães
Vermelho
Sinto que ELA é o vermelho correndo em meu corpo
Como se nada além DELA importasse e meu mundo desvendasse
Vermelho é a cor que me mantém viva

A cada segundo que respiro
Mãe você é o vermelho pelo qual existo
Mãe, sem te não vivo
Sem te não sei viver
A cada passo que dou
Lembro-me de VOCÊ

Mãe, forte e guerreira você é assim
Como eu todos tem orgulho de estar com você
Mãe você me ensinou como a vida é bela
Mas não seria bela se você não estivesse nela
Sem

Thalita Alessandra Falk

Homenagem às mães

Bem cedinho,
ao orvalho da manhã,
colhi esta flor,
devagarinho,
a mais bonita do jardim,
para dizer,
no silêncio da beleza,
porque as mães
são assim:
frágeis e poderosas,
sonhadoras na tristeza,
pequenas grandiosas,
energia e leveza,
na pobreza generosas...
mães sofrem nas alegrias,
perdoam filhos ausentes,
pedem como presente
orações todos os dias.

Ivone Boechat

AS MÃES E SEUS FILHOS
CERTO DIA...
TRÊS MULHERES FORAM ATÉ UM POÇO BUSCAR ÁGUA.
ALI, JUNTO AO POÇO ,

UM VELHINHO ESCUTAVA O QUE AS MULHERES
CONVERSAVAM.

UMA DELAS DISSE:
-MEU FILHO É O MAIS ÁGIL E RÁPIDO DE TODOS OS ALUNOS NA ESCOLA.
COM TODA CERTEZA, ELE SERÁ UM GRANDE ATLETA E DESPORTISTA.
VAI GANHAR MUITAS MEDALHAS E DINHEIRO. VAI FICAR RICO COM O ESPORTE.

AÍ A OUTRA MÃE DISSE :
-MEU FILHO, ELE TEM A VOZ MAIS MELODIOSA DE TODOS OS ALUNOS DA ESCOLA.
NA CERTA SERÁ UM GRANDE CANTOR.
VAI GRAVAR MUITOS DISCOS.
ELE TAMBÉM VAI GANHAR MUITO DINHEIRO
E VAI FICAR RICO.

E,POR ÚLTIMO, DISSE BEM BAIXINHO...
A TERCEIRA MULHER :
-MEU FILHO NÃO FAZ NADA DE ESPECIAL.

DEPOIS DESTA CONVERSA...
AS TRÊS MULHERES PEGARAM CADA UMA OS SEUS PESADOS BALDES
PARA VOLTAR PARA CASA.

NESSE INSTANTE, VIERAM CORRENDO AO SEUS ENCONTRO OS TRÊS FILHOS.

O PRIMEIRO FAZIA PIRULETAS,UMA ATRÁS DA OUTRAS.

O SEGUNDO CANTAVA COM UMA SABIÁ.

O TERCEIRO PORÉM, PEGOU O PESADO BALDE DE SUA MÃE E O LEVOU PARA CASA.

FOI ENTÃO QUE A PRIMEIRA MULHER VIU O VELHINHO E LHE PERGUNTOU, ESPERANDO UM ELOGIO:

-O QUE O SENHOR ACHOU DE NOSSOS FILHOS?

O VELHINHO,RESPONDEU :
SEUS FILHOS?

EU SÓ VI UM !
FOI AQUELE QUE PEGOU O BALDE DE SUA MÃE E O LEVOU PARA CASA.

"cada mãe avalia os seus filhos assim com este velhinho"

revista que eu assino...

"mensageiro luterano"

maio de 2006

autor desconhecido

Desconhecido

Eu sei que ainda vivo o sentimento
que vivia no último dia das mães.
Sei que esse sentimento não vai me abandonar,
nunca mais nesta vida.
Mas eu também sei que muitas vidas vivi
e outras tantas me esperam, de outra forma só seria
se eu não tivesse tanto a me acrescentar.
É isso que sou, um espírito caminhando
em sua própria busca e aprendizado,
como você que lê, neste instante,
o que escrevo sobre “quem sou”.
Então, se tenho algo a lhe dizer,
não vou lhe faltar.
Somos filhos de Deus, espíritos imortais,
imperfeitos, mas de uma capacidade infinita,
na nossa bendita individualidade,
prontos a tirar da vida a lição que viemos buscar.
Assim, não se atormente tanto com o mundo lá fora,
ele está como deve estar,
o seu compromisso está dentro do seu coração.
Ouça-o!
Deixe o mundo lá fora sob a vontade de Deus,
aceite os designos divinos.
Não julgue tanto seus atos e os erros alheios,
somos falhos, é assim mesmo.
Cada um, a seu tempo, descobrindo
o que tolamente alguns chamam de verdade.
Porque a Verdade não é assim algo tão rígido, único,
a Verdade talvez, eu disse talvez,
seja o que cada um de nós é capaz de compreender.
Olhe ao redor: O tempo todo as coisas mudam,
as pessoas se descobrem,se deixam,
as crianças e os cães têm aquele olhar,
os sonhos se refazem,o rio segue, o mar ondeia,
as estrelas cintilam, o céu se movimenta.
Dentro do seu ser algo sempre lhe disse para seguir em frente.
Mesmo quando você se diz cansado, traído, desesperado,
a sua voz interior avisa que ainda há muito a caminhar
e você ouve:
-“Segue!”
Essa não é a voz de Deus, é só sua consciência espiritual
relembrando os seus compromissos com essa vida.
-“Segue!”
Quando a agonia apontar busque a Paz,
quando o mundo “doer” busque a Fé,
quando a escuridão se avizinhar seja sábio
e não duvide que tudo passa,
essa é a grande lição que a claridade do sol nos dá,
derrubando a noite, diariamente, sem cessar.
Essa sim é a voz de Deus, avisando:
-“Estou aqui! Há sempre uma nova chance para você!”
Ninguém vai nos dizer por onde ir,
mas cada um de nós sabe bem o que busca,
mesmo que nos sintamos tão confusos,
tudo que queremos é um pouco de luz,
muita paz, alegria, amor e coragem.
Ah! ... CORAGEM!!!!
É só do que precisamos para começar,
recomeçar e reconhecer a voz de Deus no sol:
-“Coragem!”
É quando ouvimos esse chamado que estamos em uníssono com Deus.
Então, meu visitante:
-Coragem!
Então, Rosane:
-Coragem!
Com a graça e a proteção de Deus!

Rosane Rocha de Freitas

Cida e Maria

Na falta da branca,
as mães-pretas.
E a presença das pretas
acalmava a da branca.

Na falta dos filhos,
o branco.
E a presença do branco
acalmava a dos filhos.

Mães-pretas,
me perdoem,
roubei de vocês
os filhinhos!

Mães-pretas,
me abençoem,
no corpo sou branco
na alma, neguinho!

Lucian Rodrigues Cardoso

Enquanto os filhos viverem assim debaixo das asas de suas mães, eles jamais serão capazes de enfrentar seus medos...mesmo saindo debaixo delas o carinho o amor que uma mãe tem pelos filhos jamais será comparado a qualquer outro, pois mesmo de longe a mãe é capaz de sentir os perigos que um filho possa estar correndo...Por isso "filhos" nunca diga a sua mãe: " não vejo a hora de sair de casa" ou " vc não sabe nada mãe" Saiba que sua mãe jamais deixaria vc ir embora, e mãe sempre sabe tudo, afinal ela te deu a vida! Ela não irá te impedir de sair de casa, afinal os "filhos" crescem e aprendem a ter a suas próprias opiniões, eles caem, levantam, se aprumam novamente e segui adiante até acertar o seu próprio caminho...Eu não tive este dom de ser MÃE, mas escrevo este texto com sentimentos de uma verdadeira mãe, sei o que toda mãe passa quando escuto uma frase assim: "tá bom mãe, não enche" isso me dói, então vc que é jovem e que ainda mora na casa da sua mãe, pense bem antes de magoá-la, apesar de não ter sido Mãe, eu posso dizer com absoluta certeza de que sua mãe fica muito magoada quando ela sente que não é bem vinda na sua vida e nas suas idéias, eu saí da casa de minha mãezinha com apenas 14 aninhos, fui rebelde e nem dei importância de olhar pra trás e ver aquele rostinho chorando e dizendo vai com Deus filha, que ele cuide de vc pra mim! Uma música que marcou na minha vida é "NO DIA EM QUE SAÍ DE CASA" eu choro todas as vezes que ouço, e tenho vontade de voltar ao passado e corrigir tudo, mas não é bem assim, tenho certeza que vc ainda terá tempo de corrigir tudo o que tenha feito a sua mãe ficar triste! Vc que mora longe de sua mãe, já pensou de quantas vezes ela entra no teu quarto e olha tudo ali, imaginando cada cantinho daquele quarto ter um pouquinho de vc, o quanto ela desejaria te dar um abraço, pois é, traga mais a sua mãe pra sua vida, mesmo não dizendo tudo que aconteça nas suas baladas, mas pelo menos que se lembou dela em algumas das quais vc foi e teve vontade de estar em seus braços, muitas vezes a diversão não vale a pena, um abraço de uma mãe que só deseja a companhia de um filho é muito mais gratificante!
Por acaso vc já ligou pra sua mãe hoje? Já disse que a ama, e que morre de saudades e vontade do seu colo quentinho? Então o que vc está esperando?

...................Um beijo a vc que acabou de ler este meu desabafo.......

Sol Lima

Difícil falar das mães? Talvez, falarei então da minha mãezinha...
Qualquer semelhança é mera coincidência rs
Minha mãe briga comigo atoa, mais sempre esta certa, como quando ela fala pra eu levar blusa que vai esfriar ou guarda chuva que por que vai chover eu não levo e chego em casa com frio ou molhado.
E quando estou doente que ela já vem com chá disso chá daquilo, quando ninguém percebe que estou mal e ela de longe pergunta o que eu tenho.
Não sei se ela é da metrologia, medica ou psicóloga, se existe um livro secreto que todas as mães ganham e aprende tudo sobre nós.
Sei que o que a minha mãe faz por mim é prova de amor incondicional, é exemplo de vida, que me ensina e protege de forma única.
Vou tentar devolver todo esse carinho mostra até quando briga comigo.
Não da pra agradecer, o que podemos fazer é amar!
Mãe eu te amo! Feliz dia das mães!

Odair Souza

... para as minhas mães.

“Não estou aqui para dizer coisas bonitas ou coisas que realmente vocês mereçam, até porque não sei fazer isso tão bem, mas só queria deixar claro o quanto as amo. Eu sei que as vezes sou incompreensiva, impaciente e falo sem parar, mas a verdade é que faço isso tão rápido e inconscientemente que não sei nem como é. Não sei nem como agradecer, pelas noites que deixaram de dormir cuidando de mim, devido os meus problemas respiratórios, esperando que o sono viesse e me consolasse. Pelas vezes que deixaram de sair, para ficar em casa fazendo-me companhia; anunciando que com o fogo não se mexe e com a tomada não se brinca. Pelas vezes que ficaram com o coração na mão esperando-me voltar de algum lugar que para mim, seria importante. Por limpar minhas lágrimas quando aqueles benditos trabalhos de escola não deram certo, por aqueles livros da biblioteca que perdi, e por aqueles cálculos que me fizeram me descabelar. Obrigada por me ensinarem tudo que sei. Por aturar minhas reclamações e críticas sobre o mundo e sobre a sujeira que nele habita. Por segurarem minhas pernas e me dizerem: “Você ainda está na terra, volte!”. Por me falarem que sou capaz de trabalhar num jornal e que sou bonita de cabelo solto (talvez um dia eu acredite). E também, por passar o café seis horas, quando estou perto de chegar em casa com o pacote de bolacha recheada na mão. Enfim, eu poderia passar muitas e muitas semanas dizendo tudo que vocês fizeram por mim, mas o espaço não seria suficiente. Só quero que saibam que mesmo eu não demonstrando muito, eu as admiro. Obrigada também, pelas inúmeras vezes que acenderam a luz do meu quarto, em plena madrugada, quando o monstro do armário estava prestes a me atacar. Vocês refletem força como os guerreiros gregos e transbordam beleza como as encantadoras camponesas da idade média. Vocês são as heroínas da minha história em quadrinhos. Obrigada por existirem, amo vocês.”

Rafaela Legnaghi

Mães, Pais e o Meu Mundo (Dedicado a Laiz Camargo e a João Paulo Ferreira)
Autor:LCF

1
Nós humanos, queremos parecer valentes;
Ao desafiar e enfrentar o desconhecido;
Mas precisamos de proteção;
De um império forte, bem construído;
Para isso, aqui estão os nossos parentes;
Que deixam orgulho no nosso apelido.

2
Mães e Pais, ajudam-nos a encontrar;
O caminho mais correto da vida;
A sua total preocupação;
Deixam-nos numa certa dívida;
Uma dívida quase eterna;
Que mais tarde terá de ser fornecida.

3
A sinceridade de cada ato praticado;
Mostra a importância do oferecido amor;
As lágrimas derramadas de felicidade e emoção;
Demonstram a ultrapassagem da dor;
O extremo carinho vigorosamente dado;
É a felicitação do seu interior.

4
Estou agradecido por cada momento;
Cada momento vivido com esperança;
Tudo ficará guardado no meu coração;
Será uma reconfortante e adorável lembrança;
Do meu mundo;
Um mundo mágico, digno da minha confiança.

LCF

PAPAI E MAMÃE

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Certas mães têm natureza total de pai. Amam com praticidade, alguma dureza e um olhar técnico, impessoal para o comportamento do filho. Essas mães não fazem cerimônia nem consideram a hipótese de estarem erradas quando acham (e quase sempre acham) que os conflitos do filho são frescuras; os temores são dramas; os descontentos e opiniões próprias, pura pirraça; os gostos pessoais, mera esquisitice.
Por outro lado, alguns pais têm natureza total de mãe: amam com extremamento e cegueira; com entrega irrestrita; um olhar derretido. Esses pais sempre acham que seu zelo é pouco; é ineficiente. Superprotegem o filho e supervalorizam seus conflitos, temores e descontentos. Respeitam as escolhas e opiniões, e minimizam as esquisitices. São confidentes em potencial.
Cada natureza tem seus excessos e pecados. Ambas cometem erros; distorções de conceitos e olhares. No entanto, são ambas necessárias, se cada uma for exercida a contento. Não deixar buracos. Houver uma interação de lado a lado, gerando a entrega plena do pacote humano que formará o caráter de mais um cidadão imperfeito, porém sadio de afetividade, resolução interna, equilíbrio de caráter e certeza de quem é.
Para que as coisas sejam dessa forma, é necessário que todo filho tenha pai e mãe. Se a mãe for pai, que o pai seja mãe, e vice-versa. Não importa que sejam pais avós, pais tios, adotivos ou pais gays. Um terá que ser pai, o outro mãe, ainda que os papéis estejam trocados. Não sendo assim, até será possível criar um ser humano. Mas na hora de se formar cidadão, esse filho terá que ter a sorte de contar com a própria natureza.

Demétrio Sena - Magé-RJ.

Uma vez
Quando eu era criança
Uma das mães
Que a vida deu
Me contou
Que a vida cansa
E
Que não seria mansa a minha
Mas
Que era a missão
Que alguém escolheu
A ausência de mansidão
Que o tempo trouxe
Não deu-me tempo
de parar para pensar
Em muita arte
Que fiz ou
Queria ter feito
Mas nunca permitiu
Que se afastasse
A lembrança do Rosário
Que desfiou
Aquela Mãe
de nome doce
Que nunca afastou-se
de verdade
E eu a vejo às vezes, ainda
Quando abro os olhos pela manhã
Isso permite
Que eu suporte a saudade
De minha velha Mãe Maria
E aquela expressão, tão linda!
De me olhar
Como quem olha a um filho
Que nunca haveria de pisar
Um tapete vermelho
Eu queria apenas vislumbrar
As lágrimas
Que ela previu naqueles dias
Sentado em seu colo quente
Não calculei mágoas tão frias
Hoje sei
Que caminhei por boa parte
Sei também
Que não foram mais sombrias
Devido àquela doce companhia
Que me fez e faz ainda
Minha doce e amada Avó Maria
Que cedo assim
partiu para o Mundo
Porém,
nunca apartou-se de mim.

EdsonRicardoPaiva

Os sábios

Sábios os animais
Que nascem e crescem
Grudados em suas mães
O tempo todo que lhes é permitido

Sábias elas (mães)
Que os manda embora
No tempo que a natureza
Sabiamente determina

Sábios os animais
Que pressentem o luto
Choram por seus companheiros
E exaltam a vida (que segue)

Sábios eles
Que procuram a solidão
Quando a hora fatal se aproxima
E não compartilham o sofrimento

Muito sábios eles
Que rendem homenagens
Aos que os precederam
E afagam os que ficaram

Sábios os animais
Que sabem e sentem
Serem seres de passagem
Por esta vida efêmera

Sábios
Sempre sábios
Sem saberem
Os animais


(Nane-15/11/2014)

Nane vs

O parto

As minhas entranhas dilaceradas
Doem a dor santa das mães
Que geram um filho natimorto
Sem nunca beijar-lhe a face

Meus dedos deslizam por sua pele
Fria e sem nenhuma cor
Revivo cada instante da gestação
Realizando (na imaginação) a festa do nascimento (que não houve)

Seu corpo já não cheira bem
Reluto em sepultá-lo
É meu filho embolorado
Não saiu dos meus guardados

Talvez um dia (quando eu não mais existir)
Alguém entenda a dor do parto
E permita que o meu filho
Editado e revisado
Seja publicado...

(Nane-03/12/2014)

Nane vs

PAIS, MÃES E FILHOS

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Nunca tive saudades do meu pai. Tive, sim, saudades do pai que meu pai não foi. Na verdade, saudades de qualquer saudade que teria, se a minha história e de meus irmãos com ele fosse outra.
Ao me tornar e “retornar” pai, passei a ter medo. Um medo imenso de que minhas filhas algum dia não tenham saudades do pai que tiveram, mas, do pai que não fui. Ou que tenham saudades de qualquer saudade que pudessem ter, se nossa história fosse outra. Se tivéssemos história, pelo menos que valesse a pena lembrar.
Pais e mães deveriam refletir mais a respeito disso. Deveriam se preocupar em construir com seus filhos, histórias relevantes. De amor e presença. De atenção e cumplicidade. Se houver sofrimento - e sempre há -, que o sofrimento seja compensado por esses atributos indispensáveis à relação pai, mãe e filhos.
Que seja por egoísmo. Pelo simples deixar saudades. Não tem problema, porque esse egoísmo tem a capacidade mágica de salvar os filhos de uma frustração eterna.

Demétrio Sena - Magé-RJ.

Eis que vejo hoje mães...
Mães que anularam seu filhos de sua existência.
Mães que se entregaram aos prazeres da carne e passaram a pensar somente em si.
Mães que geraram filhos em troca de prazeres.
Mães que se entregam na ignorância sem ao menos haver inocência.
Será que essas mães não pensam no irá surgir na cabeça de seus filhos daqui há dez anos?
Ou será que são simplesmente maldosas.
Não sei...
Mais acredito que tudo há um preço a pagar.

Thayná Valentim.

Dia das Mães

Parabéns às mães, especialmente à minha.
Vocês são pilares familiares/sociais cruciais.
Coração de mãe é vazante de Amor desprendido, incondicional,
fiel, generoso, compreensivo, acolhedor, guerreiro, resignado,
fortalecedor, consolador, educador,
E por esses e outros atributos,
tanto se aproxima do Amor de Deus.

Após ter filho, toda mulher se transforma,
é investida do dom da maternidade,
da missão que transcende.
Ganha misteriosa intuição, vence tempo e espaço,
tem seu canal comunicativo com a prole, pressente...

Sofre e se regozija aonde quer que estejam os filhos,
derramam lágrimas se por perto, ainda mais se longe,
acabrunham-se repentinamente pela saudade sentida.
Abnegadamente suportam toda sorte de provações,
se isso for em prol dos filhos,
esquecendo-se de si mesmas em favor deles.
Mãe atravessa deserto, toma chuva, passa frio,
é escudo poderoso a despeito da fragilidade feminina,
uma imensidão ultrapassando os limites humanos.
Sua boca pode privar-se, para que a de um filho abunde.
Altiva e orgulhosa pela realização nas conquistas dos filhos.
Não cabe em si, transborda para que o mundo saiba que mãe,
É mãe!

Augusto Matos