Poemas de Separação

Cerca de 251 poemas de Separação

Soneto de separação

De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto.

De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama.

De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente.

Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.

Vinicius de Moraes

" Toda separação é triste.
Ela guarda memória de tempos felizes ( ou de tempos que poderiam ter sido felizes....)
e nela mora a saudade."

Rubem Alves

Amor é isto: a dialética entre a alegria do encontro e a dor da separação. De alguma forma a gota de chuva aparecerá de novo, o vento permitirá que velejemos de novo, mar afora.
Morte e ressurreição. Na dialética do amor, a própria dialética do divino.
Quem não pode suportar a dor da separação, não está preparado para o amor. Porque o amor é algo que não se tem nunca. É evento de graça.
Aparece quando quer, e só nos resta ficar à espera. E quando ele volta,a alegria volta com ele. E sentimos então que valeu a pena suportar a dor da ausência, pela alegria do reencontro.

Rubem Alves

Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos...

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre...

Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados...

Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo...

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos...

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo...

Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...

(Adaptação da poesia original ERAM NOSSOS AMIGOS de A. Falcão - Poeta do sol, 21/04/08)

Almany Falcão - Poeta do sol

Afinidade é retomar a relação no ponto em que parou sem lamentar o tempo de separação. Porque tempo e separação nunca existiram. Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida.

Artur da Távola

A morte é meramente a separação dos átomos que nos compõe. Não anuncia portanto nem castigos nem recompensas para os homens. Não devemos temer nem a morte e menos ainda, as punições infernais inventadas pela ignorância e pela supertição.

Epicuro

Tenho a péssima mania de me preocupar demais com o que pode vir.
Se serei traída, se serei abandonada, se ficarei magoada.
Isto me consome tanto, que eu vivo o agora simplificadamente, cautelosamente.
Sempre com um pressentimento de que o pior está por vir.
Serei eu louca?
Não. Apenas estou com medo de viver toda a angústia da separação novamente.

OLIVEIRA, Letícia. Separação.

Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo. É o arremate de uma história que terminou, externamente, sem nossa concordância, mas que precisa também sair de dentro da gente.

Martha Medeiros

Mais Um Adeus

Composição: Vinicius de Moraes / Toquinho

Mais um adeus
Uma separação
Outra vez, solidão
Outra vez, sofrimento
Mais um adeus
Que não pode esperar

O amor é uma agonia
Vem de noite, vai de dia
É uma alegria
E de repente
Uma vontade de chorar

Contraponto

Olha, benzinho, cuidado
Com o seu resfriado
Não pegue sereno
Não tome gelado
O gim é um veneno
Cuidado, benzinho
Não beba demais
Se guarde para mim
A ausência é um sofrimento
E se tiver um momento
Me escreva um carinho
E mande o dinheiro
Pro apartamento
Porque o vencimento
Não é como eu:
Não pode esperar

O amor é uma agonia
Vem de noite, vai de dia
É uma alegria
E de repente
Uma vontade de chorar

Vinicius de Moraes

Dilema do homem
Na vigência do casamento ele se sente preso e atado. Quer, quer a separação. Não agüenta mais as limitações da vida comum. Aí pinta a separação e ele, mais do que a mulher, entra em pânico.

Artur da Távola

Mente e coração.

Não existe separação entre mente e coração
Existe o que mente pensa e o coração sente.
Ou o que o coração sente e a mente pensa.
Cuide do que pensa para que o coração fique feliz .
Cuide do que sente para que mente fique em paz

Luznamente

O discurso da separação amorosa.

Um dos sentimentos mais comuns depois de uma separação amorosa é a enorme curiosidade em relação ao destino do outro.

Mesmo o parceiro que tomou a iniciativa fará de tudo para saber como o abandonado está passando. Esse interesse raras vezes resulta de uma genuí­na solidariedade. Decorre, na maioria dos casos, de uma situação ambivalente que lembra o mecanismo da gangorra.

Por um lado, ver o sofrimento de uma pessoa tão íntima nos deixa tristes; por outro, satisfaz a vaidade. Num certo sentido, é gratificante saber que o ex-companheiro vive mal longe de nós e teve prejuízos com a separação. Esse aspecto menos nobre da personalidade humana, infelizmente, cos­tuma predominar.

Se o outro está se recuperando com rapi­dez, se busca novas companhias, mostran­do-se à vontade na condição de descasado, ficamos surpresos e deprimidos. Percebemos que não somos tão indispensáveis quanto pensávamos. Nosso orgulho, então, é atingido, pois precisamos nos sentir importantes, precisamos saber que nossa ausência provoca dor.

Se o outro estiver feliz, duvidamos de nós mesmos e isso é desgastante. "Como é possível que alguém se ajeite na vida mais rapidamente do que eu?", indagamos, e a certeza de que seme­lhante absurdo aconteceu nos deixa tristes.

Muitas pessoas confundem essa tristeza com amor. Será que ainda estamos apaixonados? Será que a separação foi precipitada? Pode até ser. Mas o ingredi­ente principal de nossas emoções é a vaidade, o orgulho ferido. Às vezes, procu­ramos disfarçar esse sentimento menos nobre, escondendo-o por trás de uma ines­perada dor de amor. É uma forma de negar pensamentos que não gostaríamos de ter.

Flávio Gikovate

Separação...

O coração saltitando...
A alma leve e iluminada
Mas a razão vem ditando
Aflição segue desgovernada!

O coração sente tanto...
Que aperta, qual dor atroz
Eis que chega o inevitável pranto
Do amor tardio e veloz!

Silêncio, dúvida, ausência,
Distância cruel... impaciência
Incompletude, carência!

Tristeza, angústia, tormenta,
Decisão amarga e cinzenta
Separação, que dói e acalenta!

Linda Edwards

SEPARAÇÃO

Acho melhor assim, a gente não ficar junto.
Eu não diria que ficaremos assim para sempre, mas ficar assim agora, será melhor para nós dois. E depois, tudo poderá acontecer, poderemos não sentir mais nada um pelo outro, nunca mais..., ou, quem sabe, poderemos se encontrar novamente e se apaixonar outra vez..., só o tempo dirá.
Se cuide!, e me desculpe por tudo, gosto muito de te, mas agora nossos sentimentos estão saturados, e os meus, os que me prendiam a te, se perderam, mas, se eles voltarem algum dia, eu não vou impedir de eles se expressarem, mas só o tempo irá dizer se eles voltarão ou não...

Me desculpe por tudo, fique em paz.

Desconhecido

CRASE

Somos dois as
unidos pela crase.
Entre nós não pode
haver separação.
És para mim
um artigo definido.
Na tua vida,
sou a preposição.

Rubens Oficial

Para quem ama...

Não existe distancia, não existe divisão, nem separação, só soma...
Não existe coração partido que não se junte;
Não existe conversa que não resolva;
Não existe dor que não passe;
Porque é muito bom morrer de amor e continuar de pé;
Quando existe amor, não existem diferenças que não possam ser igualadas e superadas, não existe...
Não existem barreiras que não vá ao chão, porque o amor é forte e resistente;
Não existem portas que permaneçam fechadas, não existe... Porque o amor é a chave da felicidade que abre qualquer tipo de porta, é a chave mestra, porque no amor tudo se pode;

Não existe impossível quando o amor entra em ação, os dois se tornam um, se completam, e quando se ferem, se regeneram, e então, todas as luzes que estavam apagadas se acedessem novamente, exatamente “ do nada”, e começa o show, show de amar, magoar, perdoar, superar e continuar, é o que acontece em uma relação o amor supera tudo, mesmo que o “tudo” seja o fim do mundo, pois é o amor que sustenta o mundo...

Hadylla Nascimento

Queria que nós pudéssemos nos sentir sozinhos agora.
Se nós achassemos um lugar pra nos esconder,
Fazer da ultima vez como a primeira,
Apertar um botão e voltar;

one direction

Não prometa que você vai escrever,
Não prometa que você vai ligar,
Só prometa que não vai esquecer que nós tivemos tudo.

one direction

Todo relacionamento que não acaba com separação, acaba em morte. Tudo desmorona no final.

Dr. House

"Com a nossa separação, ambos perdemos muito. Eu perdi porque vc foi a pessoa que mais amei em minha vida. Você perdeu, porque fui a pessoa que mais te amou em toda sua vida. Mas de nós dois, você foi a pessoa que mais perdeu, porque eu posso vir a amar outra pessoa como eu te amei, e vc jamais terá alguém que te amou tanto quanto eu...!"

Nattany Argélia