Poemas de Borboletas e Flores

Cerca de 102 poemas de Borboletas e Flores

Borboletas!
Sempre que posso, paro e fico a admirá-las ...
Voam sem compromisso por entre as flores ...
e pousam onde querem, com uma leveza sem igual!

Cláudia Kuhn da Luz

Da janela vejo a vida, vejo a luz.
Vejo flores nas montanhas, pássaros cantando.
Borboletas multicores e a brisa suave em meu rosto.
Ouço o murmúrio do rio a rolar entre as pedras.
O calor do sol esquentando meu corpo.
Tudo isso tenho o privilégio de sentir e ver de minha janela.

Lena Sacchetto

SORRISO DE FLOR

Passarinho pousou na janela
E cantou a mais bela canção de amor
A borboleta pousou no meu nariz
E me falou que a caminho estou
De encontrar um grande amor
Amor esse que me mostrou
A flor mais bela
E me encantou
Quando abriu seu sorriso
Logo floresceu
O mais lindo sonho...
De amor

Madalena Guimarães

E se são as flores que entendem as intenções do coração, e se são as delicadas borboletas que compreendem as intenções da paixão;
Então fica a certeza de que o amor tem tamanho apoio da vida para com os seus aprendizes;
Quem és ouvinte ou requerente de um sentimento que busca prazer e felicidade para fugir da solidão, apontando a ferida sem ao menos se levantar;

Julio Aukay

Em Um Jardim de Flores Azuis

Em um jardim de flores azuis
Passeavam caracóis amarelos
Borboletas voavam o céu anil
Coloridas com pintinhas de caramelo

Em um jardim de flores azuis
As rosas alegres cantavam a vida
Joaninhas brancas e pretas
E um jovem pássaro de asas coloridas

Em um jardim de flores azuis
O inverno ocupava a noite e o verão o dia
A neve hibernava e a manhã trazia o sol
As flores bocejavam e um pequeno esquilo sorria

E no jardim de flores azuis
A tristeza era feita de alcaçuz
Enfim, nessa terra houvera paz
Em um jardim de flores azuis.

Santos Vasconcelos

Chegará o dia
em que as flores perderão o perfume
as borboletas se desfalecerão em agonia
e a lua perderá o lume...

Então não lhe haverá lágrimas
riquezas e oportunidades
que te livrem da lástima
e viverá do pó das tuas vaidades!

Amor negado não machuca
tanto quanto o represado:
partiste em outra busca
e manteve meu coração encantado.

Dos teus feitiços tornei-me mestra
e perdeu-me entre seus caminhos
enquanto te embalava a orquestra...
Agora - fúnebre - caminhará sozinho

Bruna Romero

Poeminha sentimental

Se eu fosse o barquinho a navegar no mar
a borboleta no campo de flor em flor
a brisa chegando, e varrendo as folhas do chão
a fruta madura que o passarinho alimentou-se no pé
a nascente do riacho onde o sabiá veio se banhar
Aquela estrela num cantinho do céu
de um brilho intenso, iluminando o mundo
Gotas de orvalho escoando sobre o ramalhete colorido
As cordas de uma harpa a tanger os mais ternos versos
Sou real ,sou fantasia
Só quero em versos, o amor aplaudir.

Maria Vita Pereira

AMOR DE BORBOLETA

Como bailam borboletas, em meio às flores nos jardins
Meu coração se aquece quando percebo
Que só assim te tenho pra mim

Deixando-te livre para ir e vir, sem rédeas ou redes
Sem nada que te prenda, que te segure enfim
Esse é o amor que permanece, o da liberdade

E em meio à lágrimas de alívio, quedo quieta a pensar

Que não existe em mim outra escolha, a não ser te amar

Cláudia Banegas

Como domar uma borboleta:
Você não pode pegá-la à força.
Conserve o perfume das flores nas suas mãos e deixe que ela pouse sozinha ali..." (by ciça)

Elciana Goedert (ciça)

Admiro as borboletas.
Elas voam apressadas, bailam alegres, beijam as flores, cobrem a vida de cores, e duram tão pouco.
Acho que as paixões são efêmeras, como as borboletas.

Arne Saknussem

Hey borboleta das cores!
pose em meu ombro
e traga o melhor perfume,
que das flores
você guardou pra mim...

Gabriel Galdino Gomes

O jardim de Betânia
não possui flores e nem borboletas
possui apenas terra, água, plantas de plásticos
e borboletas dobradiças de papel.

(Para as Betânias que deixaram de acreditar na beleza dos seres vivos, devido a morte desses, e ainda não aprenderam a acreditar na beleza da eternidade do ser, onde tudo é transitório.)

Gabriel Galdino Gomes

Estrelas brilham no céu
Flores crescem no jardim
Borboletas voam no ar
Pessoas como voçe nasceram pra mim

Lucas antunes

Vento Sul

E toda a grama
E flor de jardim
E pedra
Borboleta,
Cor do som
Zunido bom
E o ônibus
Nem veio
Será porque foi
vento que acelerou?
Sal que nada
Sol assim
E mar, olhada
Tom de sono
E o estômago
Embrulhou,
Tem, mas
Acabou.

Fêre Rocha

Estou no casulo de minha alma
q anseia em ser borboleta e beijar as flores
Estou no casulo desejando ser livre e voar
E admirar o mundo de outro angulo
Estou no casulo esperando a tal liberdade de sentir...

felicity Secret

Vi, hoje
Singela borboleta
Navegando por entre a brisa
Flutuando em sua liberdade

Flores, coloridas ou opacas
Vales, prédios e tudo o mais
Por entre o vidro da janela
Só queria te encontrar.

Rafael Kozechen

Levante-se e ande pelo jardim.
O colorido das flores,
o perfume no ar,
as asas de uma borboleta... tão leve a voar.

Os raios do Sol,
a maciez da relva,
o frescor da brisa...
e você aí a pensar:

diante de tudo isso,
é impossível a Deus negar.
Vai negar?

Rosangela Calza

Vago

por entre espinhos e flores.

Divago

e vago nas sombras...
borboletas azuis
voam em minha direção...
Espanto-me que algo
ainda de mim se aproxime.

Sou puramente chagas,
feridas doídas
e as borboletas jogam sal

é... elas também me querem mal...

Rosangela Calza

Quero as palavras em asas de borboletas
A fim de que floresçam ousadas
Para fora dos pensamentos.
Sem fronteiras,
Sem limites e nem fim...
Entre sorrisos escancarados
E lágrimas choradas nas pontas dos dedos.
Quero as palavras como pétalas
Que se soltam
Em voo livre sem pára-quedas
E caem versos ou prosas
Sobre a aridez dos olhares sedentos.
Palavras são emoções em movimentos...
Deslizam fugazes como um sopro
Ou tempestivas como um ativo vulcão.
São traços, riscos,
Esboços de vidas
Revelando a concretude dos fragmentos,
Expostos na imensidão das letras!
Palavras em desalinho, cruzadas,
Inventadas,
Perdidas e achadas.
Palavras que salvam e condenam
Já nascem fecundas...
De primorosos contrastes e texturas
Cada qual com seu estilo.
Palavras imortais e infinitas
Nos versos do silêncio que não se cala
É aconchego de muitos sonhos
A fonte...
... A ponte
Entre o real e o imaginário
Dois princípios
Juntos a esse porto de abrigo
Quero palavras...
Que respiram.

May Lu

No Jardim Da Minha Vida Conheci Você Uma Borboleta Colorida
Que Pousou Na Minha Flor Que O Vento Balançou E Dela Não Saiu

Espero Todos Os Dias ao amanhecer do sol o seu brilho radiante que alegra meu dia você é Minha Beleza Constante

A Noite De Orvalho Sozinho Na Solidão Contando As Estrelas
Até O próximo dia pra te ver pousar nas minha pétalas E Nunca mais Deixar Você Sair Do Meu Coração !!!

Oseias Diego