Poemas de Borboletas e Flores

Cerca de 97 poemas de Borboletas e Flores

Como domar uma borboleta:
Você não pode pegá-la à força.
Conserve o perfume das flores nas suas mãos e deixe que ela pouse sozinha ali..." (by ciça)

Elciana Goedert (ciça)

Hey borboleta das cores!
pose em meu ombro
e traga o melhor perfume,
que das flores
você guardou pra mim...

Gabriel Galdino Gomes

SORRISO DE FLOR

Passarinho pousou na janela
E cantou a mais bela canção de amor
A borboleta pousou no meu nariz
E me falou que a caminho estou
De encontrar um grande amor
Amor esse que me mostrou
A flor mais bela
E me encantou
Quando abriu seu sorriso
Logo floresceu
O mais lindo sonho...
De amor

Madalena Guimarães

Poeminha sentimental

Se eu fosse o barquinho a navegar no mar
a borboleta no campo de flor em flor
a brisa chegando, e varrendo as folhas do chão
a fruta madura que o passarinho alimentou-se no pé
a nascente do riacho onde o sabiá veio se banhar
Aquela estrela num cantinho do céu
de um brilho intenso, iluminando o mundo
Gotas de orvalho escoando sobre o ramalhete colorido
As cordas de uma harpa a tanger os mais ternos versos
Sou real ,sou fantasia
Só quero em versos, o amor aplaudir.

Maria Vita Pereira

Gotas de orvalho.
Salpicados...
Por entre caminhos
de flores.
Borboleta passa!
Em busca de néctar!
Encontra sonhos
de primavera...

Dayse Sene

Borboleta e Beija-flor

Somos sonhos!
Que deitam em
pétalas macias de flores!
Somos voos…
como aves do céu!
Somos desejos…
Que aquecem
nossas almas distantes.
Nos fazendo sentir
a ternura do amor.
Somos seres…
Que criaram asas,
borboleta e beija-flor!

Dayse Sene

“O delirar de uma paixão”

Olho as borboletas que...
Vaga traste por sobre as flores...
Seu nome eu trago escrito a qual quer caminho por onde eu for.
Amor doces palavras...
Tão cheia de paixão...
Só se torna verdadeiro...
Quando tem no coração.
Amor palavras tão bela que, toda mulher espera...
No suspirar de uma paixão.
Paixão que nasceu de um momento encantado...
De um amor recém chegado, que fez vibrar meu coração.
Meus pensamentos vagueiam...
Minha alma passeia...
Em busca de recordação.
Em busca de esperança que me trás qual quer lembrança...
Que acabe minha solidão.
Entre meus versos singelos...
Tu és para mim o homem mais belo que no mundo...
Deus criou.
Deus criou os passarinhos...
Que no alto fazem seus ninhos...
Com carinho e muito amor.
Deu-lhes asas para voar...
Mas para mim nem pensar...
Eu me tornaria um beija-flor...
Voaria com muito amor em seus braços iria pousar.

Maria José dos Santos Ferreira.

No jardim da nossa casa...
Ouve-se o riso das flores
As borboletas saltitam e dançam
Amanhece a chover, uma chuva miudinha...
O solo inundado será o ventre
Das camélias e dos lírios
O orvalho serão as gotas de esperanças.!!!

IsabelMoraisRibeiro

Que saudade da menina que era...
Ouvia o riso das flores....
Das borboletas no jardim....
O orvalho tinha cor....
O céu sorria de amor....
Cai chuva .....
Deixando delicados perfumes....
Sente-se suave euforia.....
Amanhece... é o dia...
Sentimentos misturados.....
Ficaram com as lembranças
Espalhados pelo tempo
Lágrimas de sorrisos.....
lágrimas de saudade....
Sentimentos marcados...
Orgulho de tudo aquilo que se conquistou....
E da decepção de tudo o que se perdeu.....
Épocas.... da infância...
já misturadas com a minha matura idade...
Mostra-me as cicatrizes que o tempo deixou....
Para saber lidar melhor com o presente e futuro.!!

IsabelMoraisRibeiro

Borboleta...
Suave como a pluma,
pousa a borboleta
sobre a flor
que parece flutuar
sob um céu sereno
em dias de magia
onde tudo pode ser.
A vida, fica serena
e a luz, cobre os jardins
que exalam perfume
de essência especial
e se misturam,
ao toque da brisa suave
que chega e envolve,
este inicio de tarde.
by/erotildes vittoria

erotildes vittoria

Chegará o dia
em que as flores perderão o perfume
as borboletas se desfalecerão em agonia
e a lua perderá o lume...

Então não lhe haverá lágrimas
riquezas e oportunidades
que te livrem da lástima
e viverá do pó das tuas vaidades!

Amor negado não machuca
tanto quanto o represado:
partiste em outra busca
e manteve meu coração encantado.

Dos teus feitiços tornei-me mestra
e perdeu-me entre seus caminhos
enquanto te embalava a orquestra...
Agora - fúnebre - caminhará sozinho

Bruna Romero

Estou indo buscar a primavera
Voltarei com lindas flores
Borboletas e quimeras...
Quem vem comigo?

Melania Ludwig

Estou vendo as borboletas
beija-flores e abelhas
preparando uma festa infinita
pra chegada da primavera
das estações a mais bonita...

mel - ((*_*))

Melania Ludwig

Levante-se e ande pelo jardim.
O colorido das flores,
o perfume no ar,
as asas de uma borboleta... tão leve a voar.

Os raios do Sol,
a maciez da relva,
o frescor da brisa...
e você aí a pensar:

diante de tudo isso,
é impossível a Deus negar.
Vai negar?

Rosangela Calza

Da janela vejo a vida, vejo a luz.
Vejo flores nas montanhas, pássaros cantando.
Borboletas multicores e a brisa suave em meu rosto.
Ouço o murmúrio do rio a rolar entre as pedras.
O calor do sol esquentando meu corpo.
Tudo isso tenho o privilégio de sentir e ver de minha janela.

Lena Sacchetto

Estou no casulo de minha alma
q anseia em ser borboleta e beijar as flores
Estou no casulo desejando ser livre e voar
E admirar o mundo de outro angulo
Estou no casulo esperando a tal liberdade de sentir...

felicity Secret

Admiro as borboletas.
Elas voam apressadas, bailam alegres, beijam as flores, cobrem a vida de cores, e duram tão pouco.
Acho que as paixões são efêmeras, como as borboletas.

Arne Saknussem

Vi, hoje
Singela borboleta
Navegando por entre a brisa
Flutuando em sua liberdade

Flores, coloridas ou opacas
Vales, prédios e tudo o mais
Por entre o vidro da janela
Só queria te encontrar.

Rafael Kozechen

O jardim de Betânia
não possui flores e nem borboletas
possui apenas terra, água, plantas de plásticos
e borboletas dobradiças de papel.

(Para as Betânias que deixaram de acreditar na beleza dos seres vivos, devido a morte desses, e ainda não aprenderam a acreditar na beleza da eternidade do ser, onde tudo é transitório.)

Gabriel Galdino Gomes

AMOR DE BORBOLETA

Como bailam borboletas, em meio às flores nos jardins
Meu coração se aquece quando percebo
Que só assim te tenho pra mim

Deixando-te livre para ir e vir, sem rédeas ou redes
Sem nada que te prenda, que te segure enfim
Esse é o amor que permanece, o da liberdade

E em meio à lágrimas de alívio, quedo quieta a pensar

Que não existe em mim outra escolha, a não ser te amar

Cláudia Banegas