Poemas Brisa

Cerca de 1115 poemas Brisa

BRISA

Vamos viver no Nordeste, Anarina.
Deixarei aqui meus amigos, meus livros, minhas riquezas, minha vergonha.
Deixaras aqui tua filha, tua avó, teu marido, teu amante.

Aqui faz muito calor.
No Nordeste faz calor também.
Mas lá tem brisa:
Vamos viver de brisa, Anarina.

Manuel Bandeira

Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar.

Clarice Lispector

Poesia não dá camisa.
Mas quando o poeta tem uma musa,
não precisa de blusa,
vive de brisa.

Pedro Bial

Este é o inverno

Um frio de leve
vem pra ficar.
A brisa suave
faz a árvore balançar.
O vento sopra
assobiando.
O céu escuro
vai ficando.
As nuvens passam
de mansinho.
A chuva chega
devagarinho.
As pessoas correm
abrindo guarda-chuvas.
Vi um homem de casaco
e uma mulher de luvas.
É esse o inverno
sorrateiro.
Vem chegando
e nem avisa primeiro.

Clarice Pacheco

Sou como você me vê...posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,depende de quando e como você me vê passar...suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras, sou irritável e firo facilmente. Também sou muito calma e perdôo logo.
Não esqueço nunca. Mas há poucas coisas de que eu me lembre...Tenho felicidade o bastante para ser doce,dificuldades para ser forte,tristeza para ser humana e esperança suficiente para ser feliz. Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre...Sou uma filha da natureza:quero pegar, sentir, tocar, ser.
E tudo isso já faz parte de um todo, de um mistério.
Sou uma só... Sou um ser...a única verdade é que vivo.
Sinceramente, eu vivo.

Clarice Lispector

Sorriso audível das folhas,
Não és mais que a brisa ali.
Se eu te olho e tu me olhas,
Quem primeiro é que sorri?
O primeiro a sorrir ri.

Ri, e olha de repente,
Para fins de não olhar,
Para onde nas folhas sente
O som do vento passar.
Tudo é vento e disfarçar.

Mas o olhar, de estar olhando
Onde não olha, voltou;
E estamos os dois falando
O que se não conversou.
Isto acaba ou começou

Fernando Pessoa

Contemplo o lago mudo
que a brisa estremece
Não sei se penso em tudo
ou se o tudo me esquece

O lago nada me diz,
não sinto a brisa mexe-lo
Não sei se sou feliz
nem se desejo se-lo

Tremulos rincos risonhos
na agua adormecida
porque fiz eu dos sonhos
a minha única vida?

Fernando Pessoa

"No entardecer dos dias de Verão, às vezes,
Ainda que não haja brisa nenhuma, parece
Que passa, um momento, uma leve brisa
Mas as árvores permanecem imóveis
Em todas as folhas das suas folhas
E os nossos sentidos tiveram uma ilusão,
Tiveram a ilusão do que lhes agradaria...
Ah, os sentidos, os doentes que vêem e ouvem!
Fôssemos nós como devíamos ser
E não haveria em nós necessidade de ilusão
Bastar-nos-ia sentir com clareza e vida
E nem repararmos para que há sentidos ... "

Fernando Pessoa

Pouco importa de onde a brisa
Traz o olor que nela vem.
O coração não precisa
De saber o que é o bem.
A mim me basta nesta hora
A melodia que embala.
Que importa se, sedutora,
As forças da alma cala?
Quem sou, p'ra que o mundo perca
Com o que penso a sonhar?
Se a melodia me cerca
Vivo só o me cercar...

Fernando Pessoa

Cai chuva. É noite. Uma pequena brisa

Cai chuva. É noite. Uma pequena brisa,
Substitui o calor.
P'ra ser feliz tanta coisa é precisa.
Este luzir é melhor.
O que é a vida? O espaço é alguém pra mim.
Sonhando sou eu só.
A luzir, em quem não tem fim
E, sem querer, tem dó.
Extensa, leve, inútil passageira,
Ao roçar por mim traz
Uma ilusão de sonho, em cuja esteira
A minha vida jaz.
Barco indelével pelo espaço da alma,
Luz da candeia além
Da eterna ausência da ansiada calma,
Final do inútil bem.
Que, se quer, e, se veio, se desconhece
Que, se for, seria
O tédio de o haver... E a chuva cresce
Na noite agora fria.

Fernando Pessoa

Se um dia uma brisa leve e suave tocar seu rosto, não tenha medo, é apenas minha saudade que te beija em silêncio.

Desconhecido

Só pra te lembrar...
Eu continuo te querendo muito!!
Hoje como todas as manhãs, acordei com saudades e uma vontade intensa de você.

Brisa Feliz Fernanda Magalhães

Atualmente estou com três sintomas.
Paixão.
Amor.
E aversão pelas duas primeiras.

Brisa Feliz Fernanda Magalhães

Mensagem

Se a brisa da manhã
Tocar o teu rosto
E num gracejo fogoso
Fizer teus cabelos brincar,
Saiba que é um carinho meu
Que sem querer dizer adeus
Pedi ao vento para te entregar...

Se ao andar pelas matas
Sentir o cheiro da vida,
De folhas secas e molhadas ,
Perfume de flores, pode ser jasmim
Ou qualquer coisa assim...
É ainda a minha mensagem
Que vai com o meu perfume
Para você jamais esquecer de mim...

Ao ouvir barulho de água
Cristalina, limpa, pura,
Vai te lembrar minhas loucuras
Tentando te conquistar...
Uma cachoeira encantada
Vai te lembrar minha risada
Quando eu só existia pra te amar

E ao ouvir pássaros cantando
Em alguns galhos namorando,
Recordará algumas canções
Que a gente escutava baixinho
Jogados em qualquer cantinho,
Deixando a canção dizer
O que havia em nossos corações...

Se uma gota de orvalho
Atrevida em tua face pingar
E mais uma outra ainda insistente cair,
É apenas uma lágrima que escorregou
É essa imensa saudade a me consumir
Saudade de você meu grande amor...

E ao cair da tarde
Quando tudo for silêncio ,
Olhe para o horizonte,
Na tua rede a balançar
Escuta quando a noite chegar,
A mesma estrela vai te dizer
Que mesmo que nunca mais te encontre
Eu jamais vou te esquecer...

Angélica M. Spínola

ESSÊNCIA CÓSMICA

SOU COMO O VENTO
FORTE, RUIDOSO, FURACÃO;
AS VEZES BRISA, CALMARIA.
SIGO À FRENTE MEU MOMENTO,
PASSAGEIRO E CONDUTOR.
NOITES ESCURAS, LINDOS DIAS.
PASSOS LARGOS, RISO FRANCO.
EXPLOSÃO EM CORES E DOR,
VERMELHOS, RUBROS, RAIVAS;
AZUIS, ARGENTOS, CARÍCIAS.
ASSOBIO NAS COPAS E NAS TAIPAS.
ASSOBRADO, ASSOBRADOR.
SIGO O RUMO DAS CORRENTES,
QUE ME LEVAM LONGE E PERTO.
SUBO E DESÇO POR VERTENTES,
SEM PARADAS, SEM DESCANSO;
ORA EM GRITOS, ORA MANSO,
MAS SEMPRE SOU EU, ESSÊNCIA,
DAQUILO QUE REPRESENTO,
EM VIDAS QUE FUI,
E EM VIDAS QUE SEREI.

Victor Motta

"Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar".
Clarice Lispector

"Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa....."
"...agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor"
Carlo Drumond de Andrade

Ame...Sempre...Ame...Sempre...Ame...Sempre...!!!!!!!

Clarice Lispector--Carlos Drumond de Andrade

Ser feliz é sentir o sabor da água, a brisa no rosto, o cheiro da terra molhada. É extrair das pequenas coisas grandes emoções. É encontrar todos os dias motivos para sorrir, mesmo se não existirem grandes fatos. É rir de suas próprias tolices.
É não desistir de quem se ama, mesmo se houver decepções. É ter amigos para repartir as lágrimas e dividir as alegrias.
É ser um amigo do dia e um amante do sono. É agradecer a Deus pelo espetáculo da vida.

Augusto Cury

Quando ela fala, parece
Que a voz da brisa se cala;
Talvez um anjo emudece
Quando ela fala.

Meu coração dolorido
As suas mágoas exala,
E volta ao gozo perdido
Quando ela fala.

Pudesse eu eternamente,
Ao lado dela, escutá-la,
Ouvir sua alma inocente
Quando ela fala.

Minha alma, já semimorta,
Conseguira ao céu alçá-la
Porque o céu abre uma porta
Quando ela fala.

Machado de Assis

DENTRO DE MIM

ÁGUAS AZUIS QUE INSPIRAM
SORRISOS, BRILHOS, SENSAÇÕES.
BRISA MORNA, CARÍCIAS, DESEJOS;
UM MERGULHO, ENCONTRO, EXTASE.
CORPOS QUE SE UNEM ,
LÁBIOS QUE SE TOCAM,
SUAVES, TERNOS, QUENTES, MANSOS.
VIBRAÇÕES INTENSAS, ESPASMOS, GOZOS.
MENTES SERENAS, RELAXADAS, ENTREGUES.
SÃO CURAS DE MÁGOAS PASSADAS,
SÃO DELÍRIOS, SÃO REMANSOS,
SÃO RECATOS, EXPLOSÕES,
SÃO DORES, SOMOS NÓS.

Victor Motta

Meu amor é a brisa da tarde tocando sua pele
A gentil, doce canção deixada pelo vento
O sussurro que fala depois de você a noite
E beijos na sua orelha no começo da luz do luar
E você não precisa imaginar, você está fazendo bem
Meu amor, o prazer é meu

Janis joplin