Poemas de Prima para Primo

Cerca de 305 poema Poemas de Prima para Primo

O Primo Basílio

... tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo condizia a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!

Ergueu-se de um salto, passou rapidamente um roupão, veio levantar os transparentes da janela... Que linda manhã! Era um daqueles dias do fim de agosto em que o estio faz uma pausa; há prematuramente, no calor e na luz, uma certa tranqüilidade outonal; o sol cai largo, resplandecente, mas pousa de leve; o ar não tem o embaciado canicular, e o azul muito alto reluz com uma nitidez lavada; respira-se mais livremente; e já se não vê na gente que passa o abatimento mole da calma enfraquecedora. Veio-lhe uma alegria: sentia-se ligeira, tinha dormido a noite de um sono são, contínuo, e todas as agitações, as impaciências dos dias passados pareciam ter-se dissipado naquele repouso. Foi-se ver ao espelho.

Eça de Queiroz

A felicidade é uma obra-prima: o menor erro falseia-a, a menor hesitação altera-a, a menor falta de delicadeza desfeia-a, a menor palermice embrutece-a.

Marguerite Yourcenar

Aquilo que na vida tem sentido, mesmo sendo qualquer coisa de mínimo, prima sobre algo de grande, porém isento de sentido

Carl Gustav Jung

Que Garota nunca teve [...] ;D
[..] - um sutiã meio furado, um primo meio tarado, um amigo meio viado? xD
- que garota nunca tomou um fora de querer sumir, ou um remedio para dormir? ;X
- que garota nunca penou para ter um perna depilada, para aturar a empregada...
e pior, ir para a escola menstruada ? ;~~'
- que garota nunca comeu uma barra de chocolate por ansiedade, um alface por vaidade e beijou um canalha por saudade? ¬¬'
- que garota nunca apertou o pé no sapato para caber,
a barriga para emagrecer ou um ursinho para nao enlouquecer? :B
- que garota nunca jurou que nao estava ao telefone, que nao pensa em silicone ou que "dele" nem lembra o nome?. ;~

Juuh

Que mulher nunca teve
Um sutiã meio furado,
Um primo meio tarado,
Ou um amigo meio veado?

Que mulher nunca tomou
Um fora pra querer sumir,
Um porre de cair,
Ou um lexotan para dormir?

Que mulher nunca sonhou
Com a sogra morta, estendida,
Em ser muito feliz na vida,
Ou com uma lipo na barriga?

Que mulher nunca pensou
Em dar fim numa panela,
Jogar os filhos pela janela
Ou que a culpa era toda dela?

Que mulher nunca penou
Pra Ter a perna depilada,
Pra aturar uma empregada,
Ou pra trabalhar menstruada?

Que mulher nunca comeu
Uma caixa de Bis, por ansiedade,
Um alface no almoço, por vaidade,
Ou um canalha por saudade?

Que mulher nunca apertou
O pé no sapato pra caber,
A barriga pra emagrecer
Ou um ursinho pra não enlouquecer?

Que mulher nunca jurou
Que não estava ao telefone,
Que não pensa em silicone,
Ou que "dele' não lembra nem o nome?

Desconhecido

Que obra prima é o homem!
Como é nobre em sua razão!
Que capacidade infinita!
Como é preciso e bem-feito em forma e movimento!
Um anjo na ação!
Um deus no entendimento, paradigma dos animais, maravilha do mundo.

William Shakespeare

A primavera se anuncia
Com a primeira flor;
O dia, com o
primeiro clarão;
A noite, com
a primeira estrela;
A torrente, com
a primeira gota d´água;
O fogo, com a
primeira centelha;
O amor com o
primeiro gesto
de bondade para com o irmão.

Primo Mazzolari

Para minha prima Gabi e amiga Adria...
Amo vcs!

A alegria que trazemos no coração, espalha-se como trigo e alimenta a alma daqueles que precisam de um pouco da verdade crua, sem máscaras, sem enfeites, simples como se é...
Descobrir no dia-a-dia a beleza de se ser A.M.I.G.A. com letra maiúscula, na simplicidade de gestos, de palavras sem refinamento, mas que deixam transparecer o que verdadeiramente se é...
Guerreiras, crianças, mulheres, sérias, loucas, ingênuas e perspicazes.... Somos, resumidamente, FELIZES e ÚNICAS... E nós brindamos à vida, dia após dia... Assim somos nós...

Nilza Rodrigues

Saudade
Saudade,todos nós sentimos saudade de algo ou alguém.Pode ser saudade daquela prima,que se mudou para longe,daquele vizinho que você brincava todos os dias na infância,mas que por um motivo que você nem se lembra mais vocês nunca mais se falaram.Saudade de correr pra cama da mamãe depois de um pesadelo,ou daquele bolo da vovó.Todas essas saudades doem,mas de todas as saudades a que mais dói,é a de perder quem a gente ama.
Quando achamos que tudo é perfeito e que vai durar para sempre,o amor de um acaba e resta ao outro a saudade.
Saudade dos beijos,dos abraços,dos carinhos,de dormir agarradinho,assistir filme no domingo,saudade de andar de mãos dadas,olhar as estrelas,ser o primeiro a dar parabéns no aniversário.Saudade dos planos que não se concretizaram,saudade das conversas e até das brigas.
Dói saber que na verdade você não sabe,não sabe se a pessoa está bem,o que ela está fazendo,se ela melhorou da gripe,se ela parou de fumar como tinha te prometido,se ela conseguiu aquele emprego que ela queria tanto,se ela está com outra pessoa,se ela ainda pensa em você,se ela sente sua falta,se ela ainda te ama.
Saudade é querer esquecer,mas dar qualquer coisa por uma noticia,é não querer lembrar e ao mesmo tempo querer que a lembrança saía do pensamento e aconteça de novo.É dizer que em voz alta que seguiu sua vida,mas toda noite antes de dormir,pedir baixinho pra Deus trazer a pessoa de volta.
Saudade é saber que a vida continua,e mesmo assim não saber de onde tirar forças para esquecer.

Renata Guimarães Pinheiro de Almeida

Eu Sou Você...

Átomo, eu, universo...
Mesma matéria-prima, mesmo destino.
Em prosa ou verso...

Francismar Prestes Leal

A Eva e o Adão

Mas eu não sei rimar
As meninas da minha sala são muito retardadas,
Mas eu estou te contando (risos)
Vou para a baleia
Minha família é um show
E com eles não têm
Tenho raiva de quem fala “mim”
Pratos e comida
Sopa de legumes
Não ta bom, não?
Não acredito (risos)
Ô Vitor, Nossa (risos)
Nossa ( de novo)
A amiga da minha prima
Faz uma coisa muito estranha
Que medo!
Adoro crianças
Adoro mesmo
Se eu pudesse comprava duas para trabalhar pra mim.

Eu e Minha prima

É engraçado como as pessoas passam rápido por nossas vidas e nos deixam marcas tão profundas... Foi assim com você...
Nosso amigo, companheiro, confidente... Sempre com um sorriso no rosto, sempre disposto á ouvir e ajudar a quem precisava.
Sabemos que há tempo para todo o propósito debaixo do céu... que há tempo de nascer e que há tempo de morrer ..."
Sentiremos saudades pra sempre. Talvez lembrando do que podíamos ter feito e não fizemos, das palavras que deveriam ser ditas e não dissemos, atitudes que deveríamos ter tido e não tivemos. E se tivéssemos feito tudo, o tudo não seria suficiente. Somos assim despreparados pra perda e impacientes com o tempo, o qual deixamos responsável por apagar o nosso sofrimento. Estamos tristes pela falta que nos faz, mas gratos á Deus por termos conhecido vc um dia.
Saudades eternas ...

Nívia - Homenagem ao primo mais lindo do mundo

O homem é uma obra-prima da criação também pelo fato de que, com todo o determinismo, ele acredita agir como um ser livre.

Georg Lichtenberg

"Mostrei minha obra prima às pessoas grandes e perguntei se o meu desenho lhes dava medo. Responderam-me "Por que um chapéu daria medo?" Meu desenho não representava um chapéu. Representava uma jibóia digerindo um elefante. Desenhei então o interior da jibóia, a fim de que as pessoas grandes pudessem entender melhor. Elas têm sempre necessidade de explicações detalhadas."

Antoine de Saint-Exupéry

...Era esboço também, nem por isso deixava de ser uma obra prima. Todo embrião de ciência tem esse duplo aspecto: monstro, como feto, maravilha, como germe.

Victor Hugo

Sábado é o primo pobre da semana. Preguiçoso, acorda tarde, irritado. Sábado é a nossa vergonha sendo substituida pela ressaca.

Fernanda Magalhães

Falar besteiras e brigar.
Amor de amigos amor de primo, diferenças e inconclusões.
É isso que eu chamo amor

Mirela Cristina Sanchez

Sou amigo da solidão
Primo da ilusão
E pai da poesia
Minha filha não é bonita
Não disperta nem arrebata
É apenas poesia

Uilton Dutra

Realeza?
A galera em casa sem nada pra fazer
peguei o baralho para nôs entreter
com o meu primo que vem aqui frequente
jogamos horas e horas sem saber oque vinha pela frente

Porque trás instintos primitivos o baralho
como puta que pariu caralho
a nossa frente famílias reais
que vem parar nos lugares mais banais
inclusive nos bolsos de trás

com o truco que é de gente grande
que como diria meu chegado Gandhi
"mais se aprende sobre uma pessoa em 1 hora de jogo,ao que somar dias de conversa num todo"
jogando com as meninas me surpreender
lembrando do quão ardilosas mulheres podem ser

em um jogo onde há pals,copas,ouro e coração
elas só sabiam jogar com a razão
e faziam tudo para ter o ouro na mão

de certas coisas até estava gostando
mas a cada partida que elas ganhavam
a minha roupa eu ia guardando
e um pouco mais tonto eu ficava

a menina que a princípio parecia princesa,
quando em contato com a realeza
fez me questionar sobre a sua pureza

e o amigo que parecia um Lord de tanto Cortezano
rapidinho acabo capotando
e o momento que eu mais sentia
que quando perdi comi alho
e o momento em que ela ao meu lado dormia
lembrei que toda farra,bagunça e alegria foi culpa do baralho

Gleidson guilherme

Título: Alacridade em cabelos.

Primo por um suntuoso grau exíguo;
pela falta de objetividade idolatrada,
no mesmo instante que a exprimo.

Que em teus caprichosos traços condecorados do que há de mais belo,
sejas sorrir a tal;
para um profundo demasiado incerto.

E que revigoremos a transparência aclarada na lágrima que tende a risos.
Frases feitas não são sábias,
inenarrável é tua filosofia em abrigo.

Quero berrar o mundo,
o silêncio que aprofundo.
Pretendo beijar teu sal,
como em lágrimas de Portugal.

Pretendo a que me tenha,
são pétalas que transfiguram,
num teatro de resenha,
posto na literatura que exulto.

Como fostes benigno o desejo de teus beijos,
são arquejos de menino,
que escrevem em teus seios.

Ó chave mestra na qual achei teu amor em segundos;
cálices que representaram,
a poesia em teu rascunho.

Daniel Muzitano