Poema pequeno

Cerca de 2180 poema pequeno pequeno poema

O segredo,
é não ter medo de ir sempre
até onde quer
que tenhamos ousado sonhar.
de meu poema - Caminhos

Erotildes Vittoria

Qual poeta ousaria dizer
que melhor poema já fez
se diante de tanta beleza
seria uma insensatez.
do meu poema - A mais bela poesia

Erotildes Vittoria

Naquele momento,
eu só precisava ter certeza
de que não tinha
certeza de nada.
meu poema - Não tinha certeza

Erotildes Vittoria

Há pressa nas calçadas
e silêncio nos olhares tristes.
do meu poema - Nostalgia

Erotildes Vittoria

Não chore por mim
nem mande flores,
elas cheiram mal quando apodrecem.
do meu poema - Deixe as flores no jardim

Erotildes Vittoria

Era uma sensação diferente,
de leveza,
de amor comigo.
do meu poema - Abri a janela

Erotildes Vittoria

Sou de todos os lugares,
moro em todos eles,
mas não pertenço a nenhum deles.
do meu poema - Moro em minha liberdade

Erotildes Vittoria

Há multidões na solidão,
há solidão nos corações...
do meu poema - Nostalgia.

Erotildes Vittoria

Muitas vezes,
sou a festa
em outras,
o silêncio do voo das borboletas.
do meu poema - Meus mundos

Erotildes Vittoria

Leia a alma de quem te abraça,
de quem te fala com o coração.
do meu poema - sensibilidade

Erotildes Vittoria

Qual poeta ousaria dizer
que melhor poema já fez
se diante de tanta beleza
seria uma insensatez.
do meu poema - A mais bela poesia
erotildes vittoria

Erotildes Vittoria

Teu poema é diferente,
nem precisa ser existente;
eis que deixa demente,
qualquer grau de paixão.
O poema a enamora.

Daniel Muzitano

No poema da vida, o amor sempre será
a primeira palavra que Deus escreverá
em cada coração

Edson Nelson Soares Botelho

O Velho

Gordura na folha
Meus galhos de pão
Aposento o poema
Suando a razão

Ricardo JS Marinho - Poeta 8419-6726

O POEMA

.Do poema, em poema amena
Nao me olhes ossim, olhe sim
por ti, ja me enamorei morena

Nao te perco de vista
Ainda bem que esta na lista
vou ganhar ao campeao Verena
Pra ver-te feliz, sorrindo la da arena

crisferdias

Quando apago as letras R, B e L do problema - eu ganho um poema.
Quando apago as letras A e D do que é adverso - eu ganho um verso.
Quando apago as letras L, A e G da lágrima - eu ganho uma rima.
Quando apago as letras D e U da dúvida - eu ganho a vida.

Eduardo de Paula Barreto

Um poema inacabado
este é minha quimera mitológica
ou
a quimera que devaneia
e
quem sabe acabe no leito derradeiro.

Roberto Auad

"Calou-me a boca
Poema mudo
Só o seu olhar
Sobre a cidade
Porto Alegre
Já me fala tudo!"

Poeta Nelson Martins

Poema Tropical

quando o amor encontrar,
para Porto Seguro irei remar,
mas se tudo não resultar,
o mais certo é me afogar!

desde sempre quis namorar,
e o amor eterno encontrar,
mas não me contive,
e para as Maldivas lá fui morar!

TiagOliveira

Hoje meu poema não é para os que são finados,
mas é para os que vivem com a alma abortada.
Sim, são os mortos-vivos dos tempos atuais.

Dia de finados - 02/11/14

Almany Sol