Poema para Professor

Cerca de 5122 poema para Professor

Existe um medo coletivo. O medo de não conseguir.
Medo de sonhos. Medo de realidades.
Você é maior que tudo isso.
Nasceu pra vencer.
Nasceu pra chegar lá.
Nasceu pro amor.
Via lá e arrebenta.

Professor Galvão

A opinião irresponsável cria mitos, dogmas, medos, ignorâncias.
O "eu acho" é pessoal demais e muitas vezes reflete erros somáticos.
Quem muito acha nunca tem certeza.

Professor Galvão

Quando eu me amei de verdade pude perceber o quão fascinante eu sou aos meus olhos.
Me amando pude perceber valores escondidos em medos sem justificativas.
Vi que eu estava vivendo uma vida fantasiosa, uma vida apoiada no que os outros desejavam.
Sou o que amo e amo o que sou.
Viver meus sonhos impossíveis é acordar nas minhas possibilidades.
Felicidade aqui estou preparado pra te acompanhar pelos caminhos da vida.

Professor Galvão

Uma declaração de amor do jeito que eu sei fazer:
Foi num mundo de tanta violência e tão pouco amor,
Onde não reconheço mais meu pai e nem minha mãe,
E vejo nos olhos do meu irmão tanto medo,
No sorriso de meu vizinho tanta desconfiança,
E num gesto de meu inimigo tanto rancor e nenhum perdão.
Foi num mundo de muitos deuses e poucas crenças,
Muita ciência e pouca humildade.
Um mundo de grandes e pequenos
Fortes e fracos,
Ricos e pobres.
Foi num mundo como este quer te encontrei e te amei.
E quero fazer de ti minha inspiração, minha vida.
Eu te amo até essa eternidade virar pra sempre.

Professor Galvão

Estive pensando e conclui que sou o homossexual que muitos odeiam, o negro que muitos evitam, o pobre que ninguém vê, o nordestino que muitos ferem chamando de Paraíba.
Sou o silêncio corrupto dos falsos, o semblante constrangedor do hipócrita, a mentira de ocasião dos boçais.
Sou a postura sem vergonha do político, a violência matinal das grandes injustiças. Sou a droga infame que destrói.
Sou a barbárie insuflada nas hordas organizadas das paixões descabidas.
Sou o medo crônico dos corretos que não se mostram. Sou a covarde omissão da maioria.
Eu me chamo preconceito.

Professor Galvão

As vezes depositamos esperanças demais em uma pessoa.
Mas esperanças são jogos no escuro que podem não acontecer.
Pessoas são pessoas, estranhas no ninho.
Ai vem o tempo e leva junto a esperança e a pessoa deixando na gente uma vontade louca de sonhar.

Professor Galvão

Eu amei muito mais do que deveria amar.
Eu sorri muito mais do que deveria sorrir.
Viajei por onde ninguém jamais ousou ir.
Fui técnico durante a emoção.
Fui emotivo na lógica, racional na loucura.
Fui certo em mentiras seculares.
Fui medo na coragem.
Fui eu em você.

Professor Galvão

Minha mãe, minha saudade.
Das vezes em que tentei lembrar de como era a vida com você pude repetir felicidades.
Sua proteção irrestrita era de vibrar. Nada me amedrontava. Eu era forte por você , por causa de você.
Meus medos eram destilados por sua coragem, por suas certezas.
Como não ser feliz sendo seu filho? Você dava o suporte.
Era fácil demais vencer com você no time.
Ademais seus exemplos de vida me revigoravam nas vontades de desistir. Me sentia pequeno em meus medos lembrando de suas coragens.
Ah mãe você foi meu sucesso, meu destino, meus sonhos.
Mãe, você foi minha fortaleza quando minhas coragens desmoronavam.
Era amor demais.
Era amor demais.
Mas um dia você se foi.
Os dor imensurável mas assimilada pois você me ensinou sobre morte assim como demonstrou sobre vida.
Você se foi e deixou o seu amor comigo.
Esse é eterno. Indestrutível.
Vivo por ele, nele.
Se hoje sou um homem do bem, é por que sou o filho de dona Maria Augusta.
Obrigado por ter-me feito o cara que sou hoje.
Amo-lhe por sempre.
Feliz dia das mães minha mãe.

Professor Galvão

Não espere que minhas respostas sejam o eco de suas vontades.
Não me queira dessa forma.
Sou livre e meu maior bem é a liberdade.

Professor Galvão

Longe de mim perto dos sonhos.
Fácil ficar na série de vida.
Pior que consolo é a dor de sair.
Ficar por ficar, levar por levar.
Sentir do medo a proximidade do escuro.
Viver dos sonhos o pesadelo real.
Sou o nada do tudo que quis ser.
Dói está assim, só no meio de muitos.

Professor Galvão

Estou amando.
Uma mulher.
Uma vida inteira de procuras.
Estou amando um sonho.
Uma realidade.
Uma certeza.
Estou amando a vida, as coisas da vida.
Estou apaixonado pela mulher que sempre sonhei em ter.
Estou amando um sonho real.
Estou feliz.
Estou amando ser feliz.

Professor Galvão

Versos de desejos natos, de desejos escuros, de desejos.
Amenizo dores, curo amarguras mas estou doente.
Doente de morte, doente de sofrer.
Construí e destruí.
Fiz e desfiz.
Marquei hora com a felicidade e não fui ao encontro.
Sofri, relutei mas fui pra luta.
Ganhei mais que perdi.
Sorri mais que chorei.
Vivi mais que morri.
Tem um enfrente pela frente.
Vamos lá.

Professor Galvão

Estou com medo.
Medo de mim mesmo.
Medo de um cara que eu conheço mais que todos.
Um cara que quer ser feliz.
Um cara honesto, trabalhador, amoroso, sincero, de excelente caráter.
Um cara comum no entanto.
Um cara que quer viver e viver muito.
Um cara que sonha, que acorda e que vai a luta.
Um cara bom.
Esse cara está sumindo. Sumindo em dúvidas, em medos, em solidão.

Professor Galvão

Não espero da vida as ilusões que ela cria pra afastar os valentes.
Não espero que sonhos se façam reais por acaso.
Sonhos são realidades dormentes a espera da coragem.
Viverei minhas aventuras. Sei disso. Sei que sou capaz disso.
Estarei no topo dos meus desejos.
Viverei cada um deles.
Estou começando a caminhar para o infinito.

Professor Galvão

Queria ser uma ofensa pra compensar o amor que sinto.
Queria ser a dor para afugentar o prazer que quero sentir.
Queria ser o ódio para compensar o amor que nasce em mim sempre que te vejo em sonhos.
Ah eu poderia ser a mutação do mesmo que me encontro do mesmo do que sempre fui.
Sou o verso arredio do sentimento que se faz em meu coração.
Quero ser os momentos em que de teus lábio saem sorrisos.
Quero ser o seu mais bonito momento.
Quero ser o momento de lirismo de um romance danado de bom.
Sei que sou. Sei que posso ser.
Por tudo escrito sou seu poema, seu verso, sou seu amigo.
Te amo viu?

Professor Galvão

Amor não se implora, não se pede não se espera...
Amor se vive ou não.
Não posso exigir o amor de ninguém, posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e ter paciência, para que a vida faça o resto.

Professor Galvão

Olhe o mundo com esperança e espere sempre o melhor.
Não opte pela dúvida e o medo do pior.
Arregace as mangas, ligue o foda-se e viva.

Professor Galvão

Cansei de fugir de mim.
Cansei do corpo que carrega minhas dores.
Cansei da vida de lamentações dos que me cercam.
Cansei da aceitação muda dos covardes que tenho ao meu lado.
Cansei do tudo quase pouco do que tenho.
Cansei da revolta com hora marcada.
Cansei de está sozinho em medos.
Cansei de esperar por um amor que se foi e nunca mais vai voltar.
Cansei de solidões constantes.
Cansei dos medíocres que tenho que reverenciar.
Cansei de mostrar apego a quem não merece.
Chega de sofrer.
A vida não espera por minhas decisões.
A vida não espera por minha coragem de mudar.
A vida não espera que eu volte a ser feliz.
Por isso viverei o que posso viver.
E posso muito. Sei que posso.
Coragem não me falta.
Ao menos tentarei viver mais feliz.

Professor Galvão

Vivo o dia de hoje. Amanhã não sei.
Cansei de esperanças, de falsas promessas.
Enamoro-me de certezas.
Apaixono-me do que é palpável.
Estou feliz com o que tenho mas jamais desistirei do que posso ter.
Futuro me aguarde pois estou indo.

Professor Galvão

Existem ontem demais nos hoje de muitas pessoas.
Futuros incertos nos sonhos pesados de algumas noites que ainda não chegaram.
Vamos viver o hoje sem pensar no ontem e sem querer adivinhar o amanhã.

Professor Galvão