Poema para Conquistar uma Menina

Cerca de 4627 poema para Conquistar uma Menina

Paixão avassaladora,
e ao mesmo tempo
tentadora, cabeça de
menina e corpo de mulher
Venha, eu sei que voce me quer!

Mellby

Eu fui seduzido, pelos seus olhos, pelo seu sorriso, pelo seus lábios
E você menina que me deixa sem palavras, sem ação, sem ar, sem sentidos
Você roubou minha paz, meu sono, meus pensamentos meu...
Meu coração
E se tornou dona de todo meu amor

Jorge Luis Barreto

Menina dos olhos de mel...
da pele morena e de riso sereno...
de onde apareceu? Veio do céu...
culpado culpido que me fez sentir,
uma vontade de perto de vc está,
mas mal sabe ele que o que eu queria mesmo,
era em vc poder provocar vontade de perto de você ficar...

O que eu não pensaria de bom sobre vc...
pois só o que eu consigo ver
é a beleza em seus olhos e a alegria em seu sorriso...escrevo por seus olhos
e escrevo por sua beleza,
mas escrevo principalmente pelo o que você é, pois sua beleza não seria beleza,
se primeiro não viesse o que você é como pessoa....

Elton Ferreira

Menina Moça Mulher ou M de Fêmea

Dorme noite em luz divina
O silêncio vem da esquina
Cara meiga e cristalina
Si acorda é tal MENINA.

Com o sol ela aparece
Se tá frio logo me aquece
Quando esquenta, vira prece
E a MOÇA brilha e acontece.

Entardecer é o que se quer
Enlouquecer no que vier
Soltar os nós e o fecho-ecler
Pra ter inteira esta Mulher.

Gerson Guerra

Aposta


Menina meiga com sorriso encantador,
Despertou em mim, uma pontinha de amor.

Como pode ser tão meiga e ao mesmo tempo tão bela,
Como um sorriso que cativa,
Eu não sei mas o que é não pensar nela.

Os dias passam, os dias vem,
E eu não consigoesquecer, nem encontro uma forma de tentar não te querer.

A questão é saber, a onde isso vai dar,
Ou será que até isso, agente vai ter que apostar?

Que se aposte muitas coisas,
Ou até mesmo 1 milhão.

Só não vamos tentar apostar,
O sentimento do nosso coração !

Phelipe

Eita menina complicada! Se faz tanto de rocha… Mas ela é tão carente, que talvez só precise de um colo pra poder desabafar.
— Cantura


Isso não é amor, isso é vício. Se todo dia você toma um choque na tomada de casa, vai acabar achando que precisa disso pra viver. Mude seu foco!
— Tati Bernardi


- Mas não seria natural.
- Natural é as pessoas se encontrarem e se perderem.
- Natural é encontrar. Natural é perder.
- Linhas paralelas se encontram no infinito.
- O infinito não acaba. O infinito é nunca.
- Ou sempre.
— Caio Fernando Abreu

Thaaysmaaria

Amor....
você é um presente, teu amor uma conquista... teu beijo uma delicia... teu jeito menina me cativa me enlouquece ate os dias de hoje, teu beijo algo que ainda sinto, delicado, forte, molhado... seus olhos inesquecíveis os vejo em sonho, acordado, me enfeitiçam... teu abraço coisa mais maravilhosa de sentir, seu calor sua pele... mulher que tanto desejo... sua beleza esta em seu sorriso no seu olhar e no jogar dos cabelos, você é tudo de bom... é minha felicidade!!!...
“só para finalizar, Te Amo”.

Osmar Garcia (OGL)

A menina cresceu !!!!!
Aprendeu a se virar sozinha, a ver a vida do seu jeito.
Aprendeu a ver quem são as pessoas que a fazem bem...
as que a fazem mal...
e as que não fazem simplesmente nada.
Aprendeu que o que realmente vale à pena é o momento vivido...
que depois, ele pode não ter a mesma intensidade.
Aprendeu a continuar de cabeça erguida...
a lutar pelas coisas que acredita...
a chorar pelas coisas que ela perdeu.
Aprendeu a ver que há certas coisas na vida que o tempo não apaga...
mas que outras, por mais que demore, ele apaga sim.
Aprendeu que não pode exigir o amor de ninguém...
pode apenas dar boas razões para que gostem dela...
e ter paciência, para que a vida faça o resto.
Aprendeu a ouvir críticas, e elogios...
a criticar e elogiar.
Aprendeu a seguir seu coração...
antes de seguir qualquer outra coisa.
Viu que a vida não é o castelo encantado que ela pensou ser...
mas pode se tornar muito melhor que isso se ela souber viver.
E então ela passou a acreditar nela mesma

Crys Rangel

Pequena Grande Mulher.

Minha pequena menina morena,
sorriso que encantou.
Olhos, meus olhos a brilhar,
navegar no teu corpo ou simples copo de mar.

Será paixão ou afeição,
tempo, tempo vai provar.
Mas sei que tudo és verdadeiro.
sem mais, sem tudo,
só sei que é meu mundo.

Sonho num abraço sem te abraçar,
um beijo nos lábios ao puxar.
Um sonho, o nosso sonho terminado ao acordar.

Enfim, nosso fim não será aqui,
chegado, bem longe de mim.
O amor é lindo, sei,
a vida é outrora sorrindo à toa.

Dentro de si, olhe,
veras que estou, dentro de ti, sim.


Minha pequena grande mulher.
Guarde todo seu mundo em meu mundo.

Sinta me com excitação,
com suas mãos,
sem medo, com desejo.

Com amor, sem dor,
sinta amor, serei amor.

Seu e meu ou simplesmente nosso amor,
por que é isso que sente,
dentro e fora, imensidão.

A ilusão se tem mas perderá essa razão,
ao encontra meu pobre coração.
Estamos longe, perto talvez,
viveremos o agora,
na hora, sem partir.

Se cuide, acuda
sem despedida
Abraçar teus olhos
Será a partida.

M. Nobre

Ei menina, ouça: fique atenta, tenha foco e não deixe que nada te desvie a atenção. Caras assim não merecem nossos olhares.
Ouça bem menina, não esqueça. Você pode achar tudo muito chato, mas aprenda com o que seus mestres te dizem.
O que te dará liberdade nesta vida não serão caras ricos com mansões à beira da praia. Não mesmo, não serão. Só estarás liberta disso tudo quando se tornar escrava do conhecimento.
Pois é menina, eu sei, isso é mesmo um paradoxo.

Thaís Muniz

- Tu tens a alma bonita menina.
- Como sabes?
- Quando a beleza da alma é demais, transparece nos olhos.

anônimo

pinta menina.
borda. troca de roupa.
toca o sino.
corre menina…
o sol já vai se pôr e você nem percebeu…
porque ainda tinha champanhe.
e eu que tinha tanto a lhe dizer.
hoje não sei.
mas vê se entende..
que o mundo é grande demais pra caber na sua janela.

.

Ana Carvalho

Trovas de Amor

Esta menina querida
é meu pé, é minha mão
minha alegria na vida
meu arroz e meu feijão

ela é meu rio, meu lago
meu riacho, meu açude
ela é meu beijo e afago
não quero que ela mude

ela é meu dedo e anel
minha camisa de linho
minha garrafa de mel
meu consolo, meu carinho

se a carne mata a fome
o beijo mata a saudade
a tristeza me consome
eu quero é felicidade

me abraça bem abraçado
quero todo o teu carinho
sem teu abraço apertado
vou me perder no caminho

és água que mata a sede
és chuva no meu roçado
és punho na minha rede
és rima neste recado

essa menina adorada
essa menina querida
que alegria danada
ter ela na minha vida

Joseph E. de Sousa)

A História de Mara

Uma menina sonhava em trocar bonecas por caneta e papel.
Completou 11, quando o primeiro poema escreveu;
Exaltou o Brasil, paraíso onde nasceu.
Bela e vital, aos poucos, cresceu.

Na adolescência, a paixão, o primeiro amor ela conheceu.
Todavia, fora também o início das dores que viveu.
O sonho a deixou, a ilusão a acolheu
E, então, seu coração desfaleceu!

Fragmentada pela vida, abdicou da felicidade, outro sonho seu
Para viver a desgraça d'um pesadelo que não escolheu.
Das mágoas e ofensas jamais se esqueceu;
De rancor, seu coração endureceu.

Precisava do carinho, do amor e da atenção que sua mãe pouco deu;
Buscava em homens suprir a carência do que não recebeu.
Sofrimento! Foi somente o que ofereceu.
Seu ódio logo a enfraqueceu.

Em sua lápide se escreverá: "Dona da vida que nunca mereceu,
Amante vitalícia da depressão que enalteceu;
À procura do amor, apenas sofreu;
Por não encontrá-lo, hoje morreu"...

Mayra F. Gomes

A única coisa pior do que um menino que detesta a gente.
Um menino que ama a gente.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

O ser humano não tem um coração como o meu. O coração humano é uma linha, ao passo que o meu é um círculo, e tenho a capacidade interminável de estar no lugar certo na hora certa. A conseqüencia disso é que estou sempre achando seres humanos no que eles têm de melhor e de pior. Vejo sua feirúra e sua beleza, e me pergunto como uma mesma coisa pode ser as duas. Mas eles tem uma coisa que eu invejo. Que mais não seja, os humanos têm o bom senso de morrer.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Em algum lugar, em toda aquela neve, ela via seu coração partido em dois pedaços.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Por algum motivo, os homens agonizantes sempre fazem perguntas cujas respostas já sabem. Talvez seja para poderem morrer tendo razão.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

-Que tal um beijo, Saumensch?
Ficou parado mais alguns instantes, com água pela cintura, antes de sair do rio e lhe entregar o livro. Tinha as calças grudadas no corpo e não parou de andar. Na verdade, acho que ele sentiu medo. Rudy Steiner ficou com medo do beijo da menina que roubava livros. Devia ter ansiado muito por ele. Devia amá-la com uma intensidade incrível. Tanto que nunca mais tornaria a lhe pedir seus lábios, e iria para sua sepultura sem eles.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Olhou para o rosto sem vida, e então beijou a boca do seu melhor amigo, Rudy Steiner, com suavidade e verdade. Ele tinha um gosto poeirento e adocicado. Um gosto de arrependimento á sombra do arvoredo e na penumbra de coleçao de ternos do anarquista. Liesel o beijou demoradamente, suavimente, e, quando se afastou, toucou-lhe a boca com os dedos.

Markus Suzak - A menina que roubava livros