Poema Infância

Cerca de 625 poema Infância

"Infancia"
Porque no vuelve, y porque se queda estancado en el recuerdo aquel ayer.
Porque revive
porque se ahuyenta su sensibilidad tan turbulenta.
Es en la simplicidad donde se encuentran los mayores encantos,
y hay encantos tan simples,
donde solo basta encontrarse.
Hay 3 cosas en la vida que no vuelven:
las palabras el tiempo y las oportunidades,
las palabras pueden ser las mismas que no herían, el tiempo puede ser increíble como antes, o simplemente similar,
y las oportunidades darse con un simple gesto.
El tiempo se gastaba tras sonrisas,
hoy sonrisas se diluyen en lamento,
fotografías que muestran rasgos
de aquel algo que un día fue todo en mi.
Y permanece en ilusión,
aquella con la que un día supe vivir,
mi infancia.

Sofia Da Siva.

Jardim

Hoje eu acordei com saudade da minha infância
Peguei uma foto no álbum e sair
Sentei no banco da pracinha
Pra observar as crianças brincarrem
Que ali havia
Prestei atenção no canto dos pássaros
Novamente,
Veio em minha mente:
-ta aí o que me faz ter esperanças.
Do meu olhar tristonho, a lágrima veio à cair.
Aquela cena, o belo jardim,
Cheios de flores, folhas, borboletas e jasmim.
E voltei...
Queixo-me
Por que essa dor dentro de mim?

Rodriggo Souza

AMIZADES X DENTES

As amizades se assemelham aos dentes, na infância são os de leite, quando aparecem são motivo de festa, não são duradouros, logo os perdemos, mas alguns dão tanta importância que o guardam como recordação.
Na adolescência somos descontentes com eles, queremos endireita-los ao nosso jeito, assim como dentes com aparelho.
Quando jovem algumas amizades só dão dor de cabeça, não tem muita utilidade, tipo o ciso.
Quando adulto surgem os permanentes, perde-los trará um prejuízo tremendo, sem eles algumas pessoas até deixam de sorrir.

Anderson Alves

Cheiro de Infância?

Lençóis no varal,
Inda úmidos, doces,
Pendurando lembranças.

Francismar Prestes Leal

Amor de infância e amor de adulta ... ambos lindos!
Amor de infância, puro e saudoso...cheio de encanto.
Amor de adulta: Fernando.

Carla Eloi

99



Morte,

Que desde a infância era desejada,

Que minha vida acompanhara...

Por um amor, Na areia da praia

Com um beijo, Dela fiz mia namorada

Morte, você foi abandonada

Morte que era aquilo em que agarrava

Oculta, era você, o revolvinho, a minha guitarra

Menta, cola ou fanta com cachaça

Por um amor... Traída, abandonada...

Morte

O pó a si me lança?

É o que diz aquele que a si mesmo engana

Todo o vazio que eu vivi em minha infância

Em fotos, sempre em algo me apoiando, eu criança

Mamãe, papai e Ana

Que alma leviana!

Soberba e pedantismo! Isso não é ignorância

Por que vocês não ouvem a voz que por socorro chama?

Este vazio é o pó. E de vocês a morte ganha!

Morte!

MORTE!

Você que leva à cocaína!

Ela o vazio preenchia!

Faz de você mia companhia!

E meu retorno...

À razão de minha vida!

Morte... Morte...

Caxorro-Morto

Divinal Humor:
Fui criança no circo da navalha
da minha infância foi a mortalha.
Risos cruéis, talhados no escárnio pelo aço,
mal sabia eu que desse circo quem ri também é seu palhaço.
Diante de tanto horror
descobri o divinal humor.
Por isso, exalto essa comédia de dor.
O sadismo em seu maior fulgor.

Nelson Barbosa

Eu heeim, sabe aquela saudade? Pois é, não aquela que eu tenho dois amigos de infância, do colégio, das risadas com pessoas que já me esqueceu...
Mas sim aquela saudade? Sebe aquela saudade? Não ha que eu tenho de comer pizza, tomar sorvete, correr em direção ao mar, rolar na grama e sair me cosano toda, de ver o por do sol, apostar corrida, jogar traque de massa nos amigos, pedir penico, brincar de pique esconde, chutar a latinha, fazer melança na cozinha...
Sabe? Assistir aquele filme de terro no cinema e só você gritar e todo mundo te olhar, é se lambuzar com comendo cachorro - quente, e rir lembrando da vida da gente...
Sabe agora? A MINHA SAUDADE É JUSTAMENTE DE TODOS ESSES
MOMENTOS AO TEU LADO... NAMORADO!

Barbara Cleide

Tantas lágrimas derramadas pelas lembranças dos bons momentos juntos, daquela infância cheia de molecagens, da adolescência tão bem aproveitada, agora já o início da juventude quando os planos pro futuro começavam a tomar grande parte do seu tempo, e tudo isso não sai da cabeça. O tempo inteiro pensando se tudo isso faz sentido, se tudo o que vivemos vai valer mesmo a pena ou tudo vai se acabar assim, do nada. É difícil demais esse começo, os instantes seguintes a uma perca tão dolorosa.
Mas também é difícil não pensar que assim como o tempo essa dor aos poucos vai passar, muito vagarosamente, mas vai passar, e aí esses pensamentos vão se tornar mais raros, as lembranças vão ser vagas, e com um certo tempo tudo isso vai ser esquecido. Com certeza a ideia de aos poucos esquecer tanta coisa boa que vivemos juntos é muito pior do que a dor da perca.
Mas não importa o quanto o tempo passe, ou o quanto as lembranças se tornem vagas, bem lá no fundo o seu lugar vai estar guardado, além das lembranças, além da dor da sua partida, além da própria consciência, você vai sempre ter o seu lugar no meu coração.

Luciano Marmentini

Saudades...

As vezes sinto uma enorme saudade da minha infância:
Saudades de quando minha mãe nos reunia em uma esteira e contava estórias lindas de príncipes e princesas, e ficávamos imaginando o rosto dos personagens. Estórias que as vezes até me fazia chorar,mas eram lindas...
Saudades dos banhos de chuva...
Das brincadeiras de amarelinha, bandeirinha,esconde-esconde...
Saudades das escolas do ensino fundamental. Lá tinham merendas deliciosas... Oh gosto bom!
Saudades de quando eu e minhas irmãs íamos dormir e ríamos tanto até chorar...
Saudades das festas de São João, ao redor de uma fogueira...
Saudades de quando éramos doze, e não onze irmãos...
Lembranças que as vezes dói, mas são momentos que vivi e tenho boas recordações para sentir essa tal SAUDADE!

Deka Rissi

Estou tão cansada de tudo isso. As pessoas mudam muito. Amizades de infância a quais julguei eternas, não existem mais. Lembro-me de pessoas dizerem estar ao meu lado para o que der e vier, mas sempre que preciso não há nada nem ninguém. Então,era tudo da boca para fora ? Nada daquilo era sincero? Talvez naquele momento fosse. Porque ao crescer a maioria das pessoas mudam e muito. Velhos amigos se tornam novos desconhecidos.
E o que me incomoda é ouvir que morrem de saudades minhas pelas redes sociais a fora, dizem me amar. E não há a mínima questão. Um mínimo esforço para acabar com essa “saudade”. Eu me pergunto. Que amor é esse?
Nos encontros ao meio da rua,eu penso onde está aquela intimidade, aquela amizade que duraria uma vida toda? O para“sempre” se resume a uma conversa sem graça, que não passa de uma questão de educação. Um “oi” acompanhado de um meio sorriso. Me aborrece essas “amizades” com tom de linda melodia que no fundo,nem para batuque de esquina.
De fato nada dura para sempre, mas o importante é sabermos que apesar de as pessoas mudarem e certas amizades serem passageiras,sempre poderemos cultivar novos amigos e quem sabe estes são para sempre?

Barbara Silva

Infância


Sol resplandecente
Inocência e Felicidade
A calmaria das águas...
Ah! Que Saudade.

Jacqueline Campos Rojas

Minha Infância
Minha infância foi bastante agitada ate bagunçada,
Minha vida foi cheia de brincadeira e de aventura,
Ate mesmo apanhei e amei por todo a minha vida,
Sem reclama eu agüentei tudo aquilo que eu passei.

Nem mil palavras vai pode fala o que eu passei,
Nem mil gestos vão fala o que eu senti,
Nem mil opiniões vão pode me afasta do que eu sei,
Mais uma coisa posso ate disse,
Que neste mundo nasci para amar
E ser amado.
E ater compreende as coisas da vida,
Só que a vida não compreende minhas coisas.
Nasci, cresci, e ate evolui nesta vida,
Só que nada muda o que passei e o que vivi.

Minha infância foi legal ate chata,
Mais, contudo eu queria
Era revive ela, mas uma vez,
Só para senti a felicidade
De não ter preocupações,
E não ter culpa de o mundo esta uma ruína.
Minha infância ser foi, mas uma coisa eu aprendi com ela,
Que nós temos que viver cada segundo,
Como ser fosse o ultimo da minha vida,
E ate dos meus olhos.

Felipe Santana

Sabe que ainda não descobrir o “porquê?” é tão fascinante escrever sobre minha infância? Alias sei sim, é pelo simples e não menos nobre fato de minha infância ter sido satisfatoriamente completa, as brincadeiras na chuva ou simplesmente aquela velha correria com a turma.
E neste tempestuoso momento em que me encontro onde se foi minha TV e minha net, resolvi escrever o que em tempos tecnologicamente menos desenvolvidos, (minha infância) estaria fazendo.
Na minha época de criança/adolescente como não tínhamos: PlayStation´s, celulares modernos e muito menos está tal de internet, a melhor forma para nos divertimos era mesmos metermos a mão na massa, e neste caso a mão na lama.
Nada mais saudável do que chutar a água empossada para sujar o colega, ou melhor, roubar aquele isopor velho que seu pai guarda para os dias de mudanças e fazer grandes maravilhas da engenharia como barcos, lanchas e derivados.
Ai como foi divertido minha infância!

Só tenho a agradecer a Bill Gates e sua microsoft, Sony e tantos outros por terem deixado minha infância tão mais divertida sem eles e meu presente maravilhosamente entretido graças à eles.
thank you very much !!

Neto Freitas

Hoje fui em um lugar que passei muito tempo da minha infância. Enquanto andava pelo hospital cheguei em um corredor com uma rampa que dá acesso a parte subterrânea... desci por aquele corredor devagar e me lembrei das diversas vezes que passei por ali e fiz uma coisa que sempre fazia quando criança, olhei para o teto, mas dessa vez ele estava tão próximo, estiquei apenas um pouco minha mão para cima e encostei nele... lembro-me que sempre que passava por ali, aquela rampa parecia interminável, eu esticava minha mão para cima e não chegava nem um pouco perto do teto, ai eu pulava e mesmo assim ele parecia inalcançável.
Quando nós somos crianças, todos tão pequenos, tudo parece grande, interminável, inalcançável. E hoje, eu desci aquele corredor como se ele fosse minusculo e trisquei facilmente no teto.

Eu todos os dias quando acordo, olho para o céu e estico minhas mãos tentando alcança-lo... sei que hoje não irei trisca-lo, mas espero pelo amanhã, pelo dia que esticarei minha mão e conseguirei segurar uma estrela, que esticarei minha mão e irei triscar no Mundo, onde com minha mão eu farei a diferença e deixarei minha marca na humanidade. Chegara um dia onde perceberei o quão grande eu me tornei diante da vida e mesmo neste dia, continuarei olhando para cima, pois a grandeza de uma pessoa não esta em seu tamanho, mas sim em sua capacidade de sonhar e realizar.

Bernardo D. Oliveira

Na Infância sofre de mais !!
mas hoje eu ergo a cabeça e sigo em frente!
porque a vida não e feita só de passado, mas te futuro e realidade!1

Hilton Santos

Saudades...

Saudade daquele tempo bom... Da infância, dos amigos...

Do tempo em que o dinheiro e as roupas novas não eram importantes,

Do tempo que as pessoas não iam à igreja para desfilar, mas sim para adorar em espírito e em verdade.

Saudades do tempo em que as pessoas levantavam cinco horas da manhã para ir à casa de Deus orar... Ah, era tão bom...

Adorava ir pra igreja orar, era tão maravilhoso, indescritível...

Levantava cedo para falar com o Pai, fazia isso com tanto prazer...

E quando voltava pra casa, ia andar de bicicleta às seis horas da manhã...

Eita saudade!!!

Aquela rua de terra, sem ninguém... Andava de um lado para o outro enquanto minha mãe varria a calçada de casa.

Era tão feliz, e soube aproveitar muito bem esse tempo.

Hoje não tem mais isso... Não se pode mais ir à igreja às cinco da manhã... Agora tem a tão famosa lei do psiu. Mas nem fazíamos barulho, orávamos em silêncio, com o coração.

Tudo mudou, os servos de Deus agora estão com medo.

Estão com medo de buscar à Deus... Agora não temem mais a Deus, temem aos homens, às leis do mundo.

Sei que devemos obedecer a lei do homem na terra, mas e a lei de Deus? Onde fica?

Devemos parar de temer aos homens e temer só a Deus. O apóstolo Paulo foi preso por pregar o evangelho, e nós não estamos pregando por medo dos homens da terra. Que absurdo!!!

Se eles soubessem o quanto é bom estar na casa de Deus, orando de madrugada, buscando os dons celestes.... Se eles soubessem o quanto isso fortalece nossa vida espiritual, eles jamais temeriam ao homem.

Realmente dá saudade... Saudade do tempo que existiam verdadeiros adoradores.

Géssica Kataline

A melhor fase da vida é a infância

A infância é o onde a vida é mais proveitosa, um tempo de inocência, sem maldade, onde tudo é lindo e maravilhoso, tão bom que passa tão rápido e nem dá para perceber, um mundo sem ‘’responsabilidades’’ ,onde o sorriso é sincero e as lágrimas são resultado da ingenuidade.
Chegamos à adolescência, uma fase de rebeldia, curiosidade e achando que estamos no auge de nossas vidas, esquecendo que o melhor já passou. Essa é a fase mais perigosa da vida, se começamos a ter um pouco de responsabilidade e se fizermos algo de muito grave pode ter consequências gravíssimas para o resto da vida, fase na qual fazemos escolhas , começamos a pensar na vida, começa então a gerar dúvidas e mais dúvidas, quando menos espera esse tempo passou, acabou a adolescência.

Enfim a fase ADULTA onde muitas pessoas acham que é formado nosso caráter, nossa personalidade, mas não, o caráter é formado desde a nossa infância, pela nossa educação, pelo respeito aos nossos pais e isso torna nossa identidade ,agora a personalidade vai se formando aos poucos, de acordo com a convivência com certas pessoas, lugares frequentados ,Entre outros. Quando adultos ,estamos no auge da responsabilidade, da preocupação com o dia seguinte, em lutar pelos nossos objetivos, em conquistar vitórias para nossas vidas, é uma fase de maturidade ,muito importante, mas quando as coisas não vão bem, pensamos logo: -Ah! Eu era feliz e não sabia, começa uma saudade daquela infância proveitosa, sem maldade ,ingênua mas muito feliz, então percebo que para nossa vida seguir sempre feliz, devemos incrementar apenas uma responsabilidade e fazer dela uma infância eterna, onde um sorriso é importante, mas também existirão lágrimas.

Aproveite a vida e agradeça sempre por ela, seja você mesmo ,seja feliz e que a vida seja sempre uma fase com responsabilidade da infância.

Thalisson Romário

Hoje queria voltar no passado, onde mora a minha infância,
para abraçar como criança e deitar no colo da minha mãe...
Brincar, pular, cair... e logo voltar a sorrir sem sentir a frustração que um adulto sente... Afinal, no coração de uma criança só brotam flores de alegria com perfume de esperança.

Hayssa Thyara S. B.

Pureza na infância é coisa do passado.
Criança deixou de ser sinônimo de inocência
A droga mudou completamente os paradigmas.
Por sendas oblíquas a violência urbana tornou-se doméstica,
transformando a maldade em corriqueira patologia.
Filhos fruto da droga tornar-se-ão os usuários do amanhã.

Barbara Fuganti - livro Crack- Uma pedra no caminho