Poema de Mulher Negra

Cerca de 5 poema de Mulher Negra

Negra ou parda? - Sou negra. Não! Você é moreninha! - Então onde está a opção moreninha? Ah! Não tem! Então você é parda! - Não sou parda! Sou negra. Você que sabe... Não sou racista nem nada, mas só porque o seu cabelo é crespo e sua pele é moreninha, não quer dizer que você é negra. - Então o que seria negra para você?
Sou negra e pronto e acabou.
Preenche por favor aí na ficha, que ser negra para mim não é ofensa, para você tchau e bença. Me amo do jeito mulher negra que sou!
Moreninha fica para você que com certeza não aceita a cor linda que a natureza lhe pintou!

Thayná Andrade Silva Barreto

Você poderia ser mais um...
Poderia me olhar com desdém- por ser pobre, por ser negra, por ser gorda.
Poderia me olhar com um olhar crítico, mesmo porque, isso é o que a maioria das pessoas fazem, e então você se deparou com a enorme possibilidade de ser mais um.
E minha crise de identidade? Que não me deixava ver a beleza dos meus traços...
Minha pele, minha boca e meus cabelos nunca haviam sido tão valorizados.
Estar sozinha nunca foi um problema para mim, já que sou geneticamente feliz!? Sozinha me basto, mas com você me satisfaço.
Me satisfaço porque você não é mais um. Você é minha liberdade!
Então te agradeço por me mostrar a mim mesma. Por me incentivar ser uma mulher original, que honra sua raça, que não esconde o que é.
Você poderia ser mais um, mas não é, porque disse que sou a mulher mais linda do mundo no momento em que eu abria os olhos e estava toda descabelada.
Você ama minha essência, meu cheiro, minha cor, meu estilo, meu coração. Me admira pelo que sou, pelo que digo e pelo que escrevo. Mas o que você talvez não saiba é que sou tudo o que você me ensinou a ser!

Thayná Andrade Silva Barreto

Meu pai era um rapaz branco, minha mãe era uma mulher negra e eu fiquei entre. Como você sabe eu não sou nada eu só tenho Deus.

Bob Marley

Sou negra e não tenho um dia... tenho uma vida uma história uma cultura um valor um sonho. Consciência? mas o que é isso mesmo? Prefiro a inconsciência dos desejos, dos ébrios, dos loucos e dos apaixonados. Meu dia são todos os dias. De consciente mesmo só a minha negritude claramente estampada na retina do branco-branco.
(Poema composto para a peça teatral VAGABUNDOS, Teatro do Sesc, Fortaleza- CE, a pedido do meu genial e predileto ator Getúlio Cavalcante, em 27/03/2014, 14:58)

hildalene

Sonhei em ter ao meu lado uma mulher negra. Aí descobri que são inteligentes. Nenhuma pretendente.

Poeta Dantas