Poema Concreto a Chuva e o Vento

Cerca de 207 poema Concreto a Chuva e o Vento

Rezo o meu rosário.
Sopra o vento e eu não oiço.
A chuva cai nos canteiros.
O aroma a terra molhada.
A fragrância perfumada da natureza
Peço a Deus entre as contas do rosário
Senhor, a tristeza deixou um rastro no meu coração
A minha alma tem um ninho de dor e solidão
Rezo o rosário e adormeço com ele na mão.!!

MariaIsabelMoraisRF

Se quiseres encontrar-me ...
e não souberes...
procura-me na chuva....no vento
que acaricia-te e beija-te na face.!

MariaIsabelMoraisRF

O mar diz que ama o sol....
O sol nasce e diz que ama o vento
O vento diz que ama a chuva
A chuva que eu tanto amo
Esconde as nossas lágrimas de amor
De saudade e de dor..
Deixando o aroma suave da natureza
Terra molhada e seca onde andam os nossos pés
Por caminhos, trilhos,
ruas estreitas da nossa dor e amor.!!

MariaIsabelMoraisRF

Perdi-me em tempestades......temporais....
De vento....chuva.....e neve fria.....
Murmurantes vozes....ouvidas...
No refúgio das minhas noites negras....
Carregadas de esperança....
Onde carrego as dores....de quem quer nascer......
Afago as ondas.... do mar aberto......
Escondido nas profundezas....
Do meu corpo...... da minha carne....
Onde tatuas-te na minha pele....o teu nome...
Encontro-me nas noites frias de cansaço...
Deixo- me seduzir pelos.... meus silêncios anônimos...
Percorro todos os gestos mudos....
E infindáveis abismos laterais....do teu corpo....
Perdi-me em temporais....
De vento....chuva.....fria.....
Onde tatuas-te na minha pele....o teu nome.....de desejo ardente...!!!

IsabelMoraisRibeiro

Tu és como um fogo que queima
Através da chuva e do vento
Como uma tempestade que ilumina
O meu coração.....
Uma vela ....uma chama na minha alma
Um amanhecer ......
Dentro da minha vida
Um paraíso tão intenso e verdadeiro
Que só o meu coração consegue explicar
Mais forte que meras palavras ditas......
Ou escritas no papel......
Sinto a tua pele na minha,
Gritando de amor, de desejo...
De fogo ardente feito em labaredas ..
Fogueira que mantemos acesa durante todos estes anos.!

IsabelMoraisRibeiro

Palavras ditas ao vento....
escritas na alma, no corpo..
páginas deitadas na areia da praia
chuva de lágrimas em forma de lírios...
perdidos no meio da tempestade.....
orvalho de gotas soltas, esquecidas...
palavras escritas, ditas, perdidas..
páginas em branco, sem serem lidas..
sem sentimentos, sem dor ou lamento...
pranto do corpo ferido, angustiado e sofrido..
podre imundo, profundo, imperfeito e negro...!!!

IsabelMoraisRibeiro

Gosto de sentir o vento a passar…
Da chuva a cair…do tempo a ir e a vir

Viver as sensações e os momentos
Do encantamento como um sonho.

Cheio de presenças com emoções…
Da realidade cheia de incertezas...

Do fascínio que a vida ensina,vivo hoje.
Agora…cada momento com toda a intensidade.!!

IsabelMoraisRibeiro

Palavras ditas, não ditas, escritas
nos dias silenciosos, à chuva ao vento
onde partimos as correntes de ninguém
alguém perdido, esquecido no tempo.!!

IsabelMoraisRibeiro

Quando vento eu for, não poderás mais me tocar apenas sentir...
Quando chuva eu for, cairei sobre ti e não mais poderás me segurar...
Então deslizarei em teu corpo tocando suavemente tua pele chegando até o chão...
Onde sumirei na terra, para morrer na mais absoluta solidão...

Marcos O. Pimentel

PÉ DE ROSA

Eu não queria que o vento ferisse essa rosa
Que a chuva as suas pétalas molhasse,
Queria a somente rosa
Pairando sobre a eternidade.

Queria que todos os movimentos
Envolta dela cessassem,
Que o tempo fosse vago
E ela a realidade,

Um lugar vazio de saudade,
Assim a teria para sempre
Como a vejo agora na flor da idade,

Cheia de vida, tão bela,
Á cópula de um olhar completo,
A glória, de uma derrota interna.

R. S. JABIS

R. S. JABIS

O raiar do dia nos desperta, o sol, a chuva, o vento, o agito da cidade, o silencio do campo, tudo, a cada manhã, nos envolve nessa energia vital.
O corpo ainda pode estar sonolento, mas nosso espírito urge viver, necessita dos encantos da vida, se alimenta da luz que invade a imensidão do dia.
Por isso tudo, Iluminada seja sua presença por onde passar, acolhedores sejam seus braços ao cumprimentar, pacificadora seja sua voz ao falar, bendita seja a sua existência entre as multidões desconhecidas, e abençoados sejam aqueles que te cercam.

Ana Beltrão

Por saber que o Sol é azul
Por saber que a chuva é roxa
Por saber que o vento é preto
Por saber que vivo em um país verde e amarelo
É que sei que Olívia de Jesus
Nada mais é que mais uma.

Olívia de Jesus

TEMPO

A CHUVA COMO AS LÁGRIMAS, PODEM TRAZER MÁGOAS
O VENTO COMO O SUSPIRO, PODEM PREVER DECEPÇÕES
O GRANIZO COMO AS PALAVRAS, PODEM MACHUCAR ALMAS
A NEVE COMO A FRIEZA, PODEM MACHUCAR CORAÇÕES

SOFREMOS DE TEMPOS EM TEMPOS
CHORAMOS POR UM INVERNO SEM FIM
MAIS NA MANHÃ AO ABRIR A PORTA

O SOL COMO O SORRISO, PODEM TRAZER A FELICIDADE PRA MIM

Por Carlos Santos Guimarães

Carlos Santos Guimarães


Livre como o vento
Quente como o sol
Intenso como a chuva
Firme como a árvore
Semeia amor como a terra
E abraça a felicidade...

Virginia Marrachinho

Sussurros ...

Sussurro do vento
Que te sopra como melodia,
Em meus dias...
Como chuva que pinga
Nos olhos da gente
Em noite de vento,
De lua cheia...
Certeira ...
Vento te sopra ao relento
Trazendo acalento.
Teu som em voz,
Sussurros ...
Ouço, olhos sem medos,
Segredos... sussurros...
Da alma!
Na alma...
Acalento, relento
Vento que te sopra
Que te traz
Em sussurros ...
Acalento,
Em minh’alma...

Dulcinéa Carmona

Título:
Amar é ....

Amar é enfrentar o mundo... as distâncias ...a chuva..o vento, o sol... as tempestades.

Amar é ...enfrentar as diferenças...as tradições ..as religiões...as discriminações....para estar e ficar ao lado de quem nos ama e a quem amamos tambem!!
Amar é.....simplesmente amar e ser feliz !
è isso ...simples e real, basta querer , lutar e amar !
Autor:
Gilberto Braga

Gilberto Braga, cerimonialista, celebrante de caasamentos,locutor..

Quando criança
Tinha medo da chuva
E não temia o vento
Que espalhava os cabelos

E onde morava
Corria de braços abertos
Para poder voar
E voava e voava

Iris Borges

Tornou-se amiga da chuva,
das estrelas, do sol
da lua e do vento
que lhe faziam companhia
e ouviam seus versos
assinados sempre,
natureza.
do meu poema - Assinado, natureza

Erotildes Vittoria

Quando vejo a chuva caindo ao meio, ora molhando ora gelando, com um pé de vento que a faz deitar por sobre o chão de barro de uma garagem sozinha longe da casa, me pergunto!
Porque tenho eu que estar aqui? como aconteceu?
Estando só, eu não ficaria parado.
Quando a chuva começou?
Isso é uma fase da colheita do que foi plantado logo passa!

José Marcos Mantovan

Deus quando tiver um tempo, mande chuva, mande vento, mande o que for preciso para nossa vida não haver lamento.
Deus quando tiver um tempo, mande luz, mande carinho e nunca nos deixe sozinho.
Deus quando tiver um tempo, mande os anjos de plantão para tranquilizar nosso coração.
Deus quanto tiver um tempo, mande os homens que governam a cidade cuidarem do povo com mais vontade.
Deus quando tiver um tempo, mande comida e cobertor para quem mora na rua amenizar a dor.
Deus quando tiver um tempo mande gente de boa vontade cuidar dos seus bichinhos que estão com fome e solto pela cidade.
Deus quando tiver um tempo, mande flores e um abraço a todos amigos que faço.
Deus quando tiver um tempo, mande um pouco de perdão e enxuga todos lágrimas que brotem do coração!
Sergio Fornasari

Sergio Fornasari