Pingos de Chuva

Cerca de 3551 frases e pensamentos: Pingos de Chuva

Se o telhado for mal construído ou estiver em mau estado, a chuva irá entrar na casa; assim a cobiça facilmente entra na mente, se ela é mal treinada ou fora de controle.

Buda

Sei lá, me manda um sms, me liga, me manda um sinal de chuva, é foda sentir a sua falta e não poder fazer nada.

Mc Espeto

" Tudo passa. Chuva passa. Tempestade passa. Até furacão passa.
Difícil é saber o que sobra."

Carlos Jhennesoñ

Meus olhos estão tristes
como a chuva que molha o jardim
Só o silêncio do vento
a ecoar num vale
Um sopro de vida
num rosto que se molda
Que oa rununciar-me
não aprisione esses olhos tristes pro belo
O corpo presente
pra um coração ausente
Ensinaste uma fragilidade
que não quero aprender
Levantarei a cabeça
verei o horizonte
e saberei que o farol que me guia
me deixará num porto seguro.


GOSTARIA DE 1 DIA PRA VIVER,
E UMA ETERNIDADE PRA SONHAR.

Patricia Tieko

"Antes fosse uma tempestade, com trovões e chuva forte, mas não, é só um dia cinzento, aliás, são todos os dias cinzentos: sete segundas feiras por semana..."

Eduardo Lopes

Que as gotas da chuva de hoje possam lavar
os pensamentos ruins e alegrar os olhos.

Edson Rufo

Eu posso suportar a noite fria sem você, isso não me traz medo. Posso aguentar a chuva escorrendo pela janela, sem me preocupar. Meu coração já não bate mais por você, eu não encontro mais motivo algum por você. Meus pensamentos se tornaram vazios, meu coração.. sózinho.

AmandPetrovic

Lembranças da infância




Ainda lembro do cheiro da chuva,
Das brincadeiras com as amigas
Do cheiro da comida,
Nas panelas que minha mãe preparava enquanto eu estudava.
Dos sonhos de voar de mãos dadas com Peter pan.
Da tentação da lama em me sujar.
De fingir que estava dormindo pra ver se via papai Noel,
Entrando em casa pra me deixar presente de natal.
De abraçar uma amiga que caiu e se machucou.
Das brigas com a irmã pelo pedaço maior do doce!
Do vento da balança em meu rosto!
De correr pra cama da mãe após um pesadelo e achar que
Somente ali nunca mais teria pesadelo!
De pensar que minha vida seria sempre uma eterna infância e
Que eu nunca perderia meu mundo de sonhos e refugio!
De falar pra minha amiga que nada nos separaria e acreditar
Que isso seria verdade!
De achar que todos falavam a verdade por que isso seria o certo
Porque foi isso que meus pais me ensinaram!
Ficar triste quando uma amiga vai embora para outra cidade, sem saber
Que essa sensação ira se repetir milhares e milhares de vezes em minha vida!
De pedir para que sua mãe beije um machucado seu por que acha que beijos
De mãe cura qualquer dor e acreditar que a dor passou!
Brigar com sua irmã, falar que ela é a pessoa mais insuportável do mundo
Mas ficar furiosa quando alguém a magoa e defende-la com unhas e dentes!
Sonhar que quando crescer encontrara um mundo La fora que nem a casinha
De doce do João e Maria.
Achar que o seu príncipe encantado será seu maior defensor e herói.
De chorar em publico sem vergonha de demonstrar sua decepção!
De expressar suas idéias sem medo de critica, e achar que elas seriam assim
Para o resto da vida, sem saber que mudaria de idéia varias vezes em minha
Vida!
Mas o que mais recordo e não consigo ter de volta, é a sensação de viver sem
Medo de ser feliz!

Adriana Poschi

É intensa a vida de quem corre na chuva, sem desviar das poças d'água. É imprevisível, a vida de quem caminha sem medo de escorregar, de olhos fixos no horizonte, desatento às pedras no chão.
Os tombos viram cicatrizes e, em seus pontos recém costurados, se pode ler uma porção de coisas. E entre "não faça isso" e "faça aquilo", a gente passa a caminhar por estradas cada vez mais estreitas, quase claustrofóbicas. São tantas as lições que a vida nos dá, que, por vezes, vemos nosso mundo se restringir a minúsculos cubículos cercados por instransponíveis muralhas. Assim a gente pára de caminhar, e passamos a viver em um eterno ciclo repetitivo.
E é quando essa situação se transforma numa chaga insuportável, a gente apalpa as próprias costas e descobre que somos dotados de asas. Lá de cima, a gente pode acompanhar todos os caminhos que deixamos de percorrer, por medo de colecionar novas - e mais doloridas - cicatrizes. Tomados pelo arrependimento, descobrimos que nossa estrada não é de duas mãos.

Beeshop Johannes

E eu estou de pé. Depois de uma virada em minha vida quem sabe, depois de uma chuva forte que caiu durante uns dois ou três anos. Aprendizados que agora caem em minhas mãos, como se fossem os pingos que ficaram no telhado, arrependimentos que batem em minha porta pedindo pra que eu os enxugue, vozes que me dizem uma mesma coisa o tempo todo como uma goteira caindo e fazendo o mesmo som. Coisas momentâneas. Coisas que vão passar quando eu ver o sol nascer amanhã. Minha previsão do tempo particular me diz que ainda vão vir algumas chuvas de verão, daquelas que logo passam... Mas nada que possa derrubar o abrigo que eu fiz essa noite. Um abrigo com o telhado e as portas de amor próprio, com janelas que são à prova de barulhos que possam me fazer querer sair lá fora, e com paredes que não deixam se quer o cheiro da chuva entrar. Mas sempre existe aquela frestinha como dizem, e se algum vestígio dessa chuva entrar... E não conseguir me conter com a vontade de sair lá fora, peço que me segurem. Não quero me molhar, eu sei que não vale a pena, não por essa chuva!

AmandaB.

Deixa eu molhar seus lábios que a chuva já molhou, deixa eu olhar para você que a lua já olhou, deixa eu acariciar seu copo que o vento já acariciou, deixa eu te aquecer que o sol já aqueceu!
Deixa eu te amar como ninguém jamais te amou!!!

joselene

E agora?
A chuva veio linda e mansa...
Sai la fora e me molhei nela...
Peço desculpas aos invejosos...mas agora vou florir

Lili cunha

QUE ME VENHA ESSE HOMEM

Que me venha esse homem depois de alguma chuva, que me prenda de tarde em sua teia de veludo, que me fira com os olhos e me penetre em tudo.
Que me venha esse homem de músculos exatos, com um desejo agreste, com um cheiro de mato.
Que me prenda de noite em sua rede de braços, que me perca em seus fios de algas e sargaços.
Que me venha com forca, com gosto de desbravar, que me faça de mata pra percorrer devagar.
Que me faça de rio pra se deixar naufragar.
Que me salve esse homem com sua febre de fogo, que me prenda no espaço de seu passo mais louco.

Bruna Lombardi

eu quero estar quando a chuva chegar!
E quando ela chegar? e quando você sentir?
Esperarei a chuva acabar.
E quando acabar???
Esperarei o arco íris.
Imaginando ver o que há depois dele...>>
E quando ver?
Caminharei rumo, ao ultimo dia!
Para num novo amanhecer
Esperar o entardecer
Pois eu quero estar quando a chuva chegar!

Aminadá

Não apresse a chuva,
Ela tem seu tempo de cair
E saciar a sede da terra;

Não apresse o por do sol,
Ele tem seu tempo de anunciar
O anoitecer até seu último raio;

Não apresse a sua alegria,
Ela tem seu tempo para aprender
Com a sua tristeza;

Não apresse seu silêncio,
Ele tem seu tempo de paz
Após o barulho cessar;

Não apresse seu amor,
Ele tem seu tempo de semear
Mesmo nos solos mais áridos Do seu coração;

Não apresse sua raiva,
Ela tem seu tempo para
Abrir-se nas águas mansas
Da sua consciência;

Não apresse o outro,
Pois ele tem seu tempo
Para florescer aos olhos
Do criador;

Não apresse a si mesmo,
Pois precisa de tempo
Para sentir a sua própria
Evolução.

Desconheço o autor...

A chuva e o telhado, eu sem você!

Estou ouvindo a chuva bater no telhado, sentindo o telhado, a chuva bater, a chuva cair, a lágrima rolar, tristeza, a tristeza chegar, veio mais uma vez, veio outra vez.
Veio me roubar, veio me conturbar, vem como um ladrão vem me roubar, mas você, você nunca vem, como a chuva que sempre volta, eu nunca vejo você voltar!
Feliz é o telhado que sempre espera a chuva, e a chuva é a sua única alegria, a alegria que o telhado vem a sentir, mas eu não consigo sentir você, sem você não tenho ninguém.
Vem ser minha chuva, ser minha única esperança, vem, deixa eu te sentir não seja ruim, seja como a chuva que sempre volta e sempre dá á esperança voltar.
Tempestade de saudade, nem sei mais como seu rosto está, meu desgosto é que vem te mostrar, entra fica dentro de mim, tira sim o meu medo, ser o seu tanto de pena de mim.
Já perdi o medo, perdi a noção do perigo, sem você já até consigo viver por viver, só vivo por você, meu coração bate sem te ter.
Acabou a chuva, vou esperar outra chuva, mas você eu não devo esperar, você não vai voltar, mas a chuva vai o telhado alegrar, ela vai o telhado alegrar!
Ela não vai mais voltar, você não vai me chamar, mas eu vou chorar e ela vai voltar, a chuva vai voltar, o telhado vai se alegrar, eu vou ter minha lágrima rolar.
O romance entre você e eu já terminou, já acabou nosso amor, eu vou embora, pois acabou nosso amor, você me deixou, eu já me vou.
Como devo acreditar, como vou suportar, você tem que me ajudar, eu preciso me aceitar, preciso te deixar, tenho que acreditar.
Feliz é o telhado que espera a chuva voltar, ela vai voltar, ela sempre volta, você nunca volta, ela deixa esperança, você nunca deixa nada.
Não sei, só sei falar de nós dois, só sei que depois que você se foi, não sei mais o que foi, que eu acreditei, eu acreditei na sua volta e na volta da chuva, mas a chuva voltou, você não.
Essa tortura, ela dura, pendura e não tem cura se você não vem, se você voltar, vou curar.
O coração tristonho, cheio de sonho, vai sorrir e se encontrar, não vai mais a lágrima rolar.
Sinto saudades de você, meu fim ainda não teve fim, todo dia meu sofrimento começa de novo, toda vez você vem me atormentar com a lembrança de quando eu sabia pensar.
Não sei mais pois, só penso em nós dois, me lembra de seu cheiro, sua voz e a suave brisa da chuva fina á molhar nosso rosto ao luar, sim nós dois ao luar.
Eu pensei que nunca ia te perder, esperei o amanhecer, só depois percebi que tava sem o meu querer, não tinha como segurar, você deslizou como chuva desliza no telhado.
Se o telhado fica feliz de ver ela, a chuva deslizar e fugir, estou triste de não ter você aqui, e não sei onde está você, mas a chuva está pra cair.
As lembranças de nós dois, recordações de um tempo que se foi, saudade do amor que esteve comigo, e agora não espero porque não vem.
Sem medo, mas com receio me acordei, me deparei com a ausência de você, saudade sabor de desejo, sentido do meu meio ficar só, sem sua metade, mas com saudade.
Não vou mais falar de você, me deixou aqui, se soltou de mim, resvalou minha vida no abismo, que sem saber por um trisco, consegui me salvar, mas voltei á arriscar.
Feliz ta o telhado que sem ter risco, nem arisco precisa ficar, já que a chuva quando vem se divide com a sua metade, e o coitado sempre pensa, com a melhor parte ficar.

Paulo Master

Mesmo que esteja uma chuva torrencial...daquelas de temer, saio de casa desprotegida e acredito que com tanto espaço para cairem os raios, não será em cima da minha pequenez de gente certamente!

Ana Neto

A chuva estava diminuindo e a garota estava caminhando pelo centro da calçada com a cabeça erguida para que os esparsos pingos de chuva lhe caíssem no rosto. Ela sorriu quando viu Montag.
– Oi!
Ele respondeu o cumprimento e disse:
– Ainda estou maluca. A chuva é tão boa. Adoro andar na chuva.
– Acho que eu não gostaria – disse ele.
– Você gostaria se experimentasse.
– Nunca experimentei.
Ela lambeu os lábios.
– Até o gosto dela é bom.
– O que você faz, fica por aí experimentando de tudo? Perguntou ele.
– Tudo e mais um pouco.

Ray Bradbury

Quando a chuva passar, quando o tempo abrir, abra a janela e veja: Eu sou o SOL...

Ivete Sangalo