Pessoas Confusas

Cerca de 66 frases e pensamentos: Pessoas Confusas

E afinal o que quero é fé, é calma, e não ter essas sensações confusas.

Fernando Pessoa

Sou teimosa, ciumenta, confusa, estressada e grossa. E ainda assim, consigo ser a pessoa mais sensível do mundo.

Desconhecido

Entre outras coisas, você vai descobrir que não é a primeira pessoa a ficar confusa e assustada, e até enojada, pelo comportamento humano. Você não está de maneira nenhuma sozinho nesse terreno, e se sentirá estimulado e entusiasmado quando souber disso. Muitos homens, muitos mesmo, enfrentaram os mesmos problemas morais e espirituais que você está enfrentando agora. Felizmente, alguns deles guardaram um registro de seus problemas. Você aprenderá com eles, se quiser. Da mesma forma que, algum dia, se você tiver alguma coisa a oferecer, alguém irá aprender alguma coisa de você. É um belo arranjo recíproco. E não é instrução. É história. É poesia.

Jerome David Salinger

Eu me sinto superfeliz quando encontro uma pessoa tão confusa quanto eu.

Caio Fernando Abreu

As pessoas estão confusas porque na sede de saber Quem Elas Realmente São elas acreditam que são o que não são.

Rita Xavier Pontes

Não me encaixo no perfil de pessoa perdida e confusa. De alguma forma, sempre me encontro na minha confusão e me entendo na minha desordem.

Ruthely O.

Quando um prédio desmorona, as pessoas se assustam, as ruas a volta ficam confusas e cheias de fumaça, então, foi quando percebi que algo em mim desmoronava, talvez fosse o amor...

Farah Bucater

Se você está confusa(o) e precisa expresar seu sentimento dica a sua pessoa especial:"Não te dou uma flor porque têm espinho, mais te dou meu coração com muito amor e carinho!".

Isabella Baigan

Não sei o que é isto, mas é o que sinto. . . Preciso dizer frases
confusas, um pouco longas, que custem a dizer. . . Não sentis
tudo isto como uma aranha enorme que nos tece de alma a
alma uma teia negra que nos prende?
SEGUNDA. - Não sinto nada... Sinto as minhas sensações
como uma coisa que se sente. . . Quem é que eu estou sendo?
. . . Quem é que está falando com a minha voz?. . . Ah.
escutai. ..

Fernando Pessoa

Sonhei, confuso, e o sono foi disperso,
Mas, quando despertei da confusão,
Vi que esta vida aqui e este universo
Não são mais claros do que os sonhos são.

Obscura luz paira onde estou converso
A esta realidade da ilusão.
Se fecho os olhos, sou de novo imerso
Naquelas sombras que há na escuridão.

Escuro, escuro, tudo, em sonho ou vida,
É a mesma mistura de entre-seres
Ou na noite, ou ao dia transferida.

Nada é real, nada em seus vãos moveres
Pertence a uma forma definida,
Rastro visto de coisa só ouvida.


FERNANDO PESSOA

Fernando Pessoa

Esta espécie de loucura
Que é pouco chamar talento
E que brilha em mim, na escura
Confusão do pensamento.

Fernando Pessoa

Estou sujo de medo. Há nas ruas uma grande confusão disfarçada de calma. Pessoas caminham apressadas para fugirem tranquilamente dos seus desafios de se tornarem melhores e mudar o mundo. Somos simpatizantes dessa obscura guerra de interesses que se desenrola por debaixo dos panos. Celebramos o desespero e a fome em filas monumentais, e o fato de estarmos posicionados ordeiramente uns atrás dos outros, reafirma a nossa cômoda disposição de colaborar com essa baderna jeitosa que nos confunde, mas nos ajuda a disfarçar o nosso complexo de culpa por tudo que está errado.

Enganar-se parece ser o melhor remédio. Essa normalidade mentirosa suaviza a bagunça geral que se espalha por todos os cantos. Existe um céu de chumbo a encobrir os nossos equívocos. Existe um eclipse de racionalidade ocultando as verdades que mais nos incomodam. Existem abismos debaixo dos nossos tapetes, prontos para engolir a nossa covardia.

Existe poeira para todos os olhos, pois, na verdade, ninguém faz questão de enxergar os desastres que enfeiam as nossas vidas. Nem tudo é tão azul quanto se pinta, mas a gente faz questão de continuar fazendo festa e ascendendo fogos de artifício para embelezar as nossas noites de horror.

Vejo pássaros revoando sem rumo e carros manobrando na contra mão. Ouço homens e mulheres gritando em silêncio, cães latindo embaixo da cama e crianças aprendendo, sob as bênçãos da lei, a se tornarem adultos perversos. Isso tudo acontece diante das nossas fuças, mas todos fazem absoluta questão de ignorar os fatos e deixar tudo como está, como se esse lixo todo fosse uma grande novidade. Tudo é mantido no seu devido lugar para que as falsas impressões prevaleçam sobre o que é real. Enquanto isso, o caos repousa tranquilamente sobre a ordem vigente neste triste teatro social em que vivemos.

Nem tudo está em paz, como se pensa. Percebo uma certa inquietude no ar. Percebo um grande tumulto contido pela força das aparências, mas nada é exatamente o que parece.

Estamos todos ensurdecidos pelo estrondo cataclísmico da nossa imensa incapacidade de reação. Há uma loucura escondida por detrás dessa cortina de sobriedade e hipocrisia que nos engana. Cada indivíduo fala a sua própria língua nesta Babel enlouquecida, mas todos se entendem perfeitamente através de códigos indecifráveis, sorrisos amarelos e tapinhas nas costas.

Ninguém se sente seguro, apesar dos altos muros e das cercas elétricas que nos protegem das consequências dos nossos próprios atos. Os riscos nunca foram tão evidentes e tão mal calculados. Muitos conflitos estão confinados pelas paredes frágeis da diplomacia, da política suja e da falta de vergonha na cara. É muita pressão e nenhuma válvula de escape.

Tudo pode explodir a qualquer momento, mas estamos aqui, firmes e fortes nesta intenção de viver plenamente a liberdade de não querer saber de absolutamente nada que nos faça enxergar a nossa pobre e infeliz realidade.

Renée Venâncio

Tudo bem, eu sempre fui uma pessoa confusa, talvez meio desequilibrada e desligada, mas dessa vez estou pirando, meu pensamento está pouco a pouco me deixando louca. Eu prometi que iria parar de pensar nisso, mas não adianta, é inevitável não pensar, parece maldição. Tentei escrever sobre qualquer coisa, falar sobre a vida, a política, a violência; e quem disse que consigo? Estou pensando em dizer uma infinidade de palavrões bem feios pra esse meu ‘problema’, pode ser a solução certa, ou mandá-lo sair da minha mente. Começo a contar até 10 pra não falar nada, respiro, me controlo, respiro de novo e a vontade insiste.
Um grande fracasso, fui tentar me ocupar, tentei de todo jeito: lendo, escrevendo, dormindo, estudando e comendo feito uma obesa, e não dá, não fico mais culta, só fico mais gorda. Agora me diz, qual foi o feitiço? Será que fui tão pecadora assim, é castigo não é? Poderia ser uma escolha, poderia ser diferente, poderia ser com outra pessoa, por que tinha que ser justo comigo?

Victória Ramos

Eu sou uma pessoa confusa. Eu me confundo com as coisas, eu me confundo com a vida, eu me confundo comigo mesmo e com meus próprios pensamentos.

Patrick Goulart

Você foi a unica pessoa que me deixou assim desajeitada,boba,risonha,confusa,doida? sonhando acordada Apaixonada.

Garota Estranha

Por que as pessoa que nós amamos sempre nos deixa confusa ?

BellaKesia

[PERSPICAZ]

As vezes as pessoas são bestas, estão tão confusas ou displicentes (falta de atenção), que não percebem que o olhar diz tudo, não só ele como os gestos que são simples, é uma linguagem que poucos entendem. Alguns até tentam só não conseguem, ao meu ver porquê seus olhos estão com lentes de preconceito.

Átila Belens

Pessoas confusas, confundem as pessoas.

Marivaldo Nunes

Irreal

Palavras cruzadas!
Imagens confusas!
Poesia? Talvez!
Pessoas estranhas!
Linguagem esquisita!
Visão obscura!
Fantasia? Talvez!
Não sei onde estou!
É tudo tão vago!
Bagunça inebriante!
O que faço?
Como sai daqui?
Talvez seja sonho?
Não, não é!
É tão real!
Corro pelas ruas,
mas... Ninguém me vê!
Serei um fantasma?
Me sinto só!
Não sei o que faço!
Fujo? Fico? Morro?
Não, não. Definitivamente morrer não!
Sinto meu corpo!
Espere!
Ali! Tô vendo!
Tem alguém ali!
Peraí! Ele me viu!
Tá me puxando!
Puxa! Que sorte!
Voltei!
Ué! Aquilo era a morte!
Voltei à vida?
Por que voltei?
Ah! Entendi foi você!
Você me salvou!
Você acabou de ler minha poesia!
E cada vez que você, que você ouve,
me torno mais forte, distanciando o
meu Eu poético da morte.
Uma morte súbita.

Lúcia Helena Rodrigues Lucas

Quando você estiver confusa, achando que gosta de duas pessoas, escolha a segunda... Porque se de fato gostasse da primeira não abriria brechas para nenhuma outra pessoa, e é dessa forma que as pessoas entram na nossa vida, de um jeito, por acaso, enfim... Elas entram sem pedir permissão e quando você se dá por conta o estrago já está feito e não há como reverter.

Laila Menezes