Perdão

Cerca de 2581 frases e pensamentos: Perdão

Uma traição tem perdão si o amor existir,
o amor só o existi pra que sabe sorrir,
na vida o amor tem varias formas de aparecer,
Amor e Paixão
Amor pra quem sabe sofrer,
paixão pra quem sabe viver,
eu vou sofrer, sofrer eu irei
amar outra vez nesta vida não sei
Quem escolhe muito acaba escolhido,
eu escolho não amo escolhido amei,
eu escolho desprezo, escolhido chorei,
amar outra vez nesta vida não sei.

Bolivar Amancio

Fácil e amar
Difícil e perdoar
O perdão vendo sábio
E o sábio sabe amar

robson

Quando alguém me enfiar a faca pelas costas, mandarei girá-la também. Traição tem perdão, mas não tem volta. Portanto, aproveite a primeira vez, porque não haverá a segunda!

Walace Sales

O melhor perdão é aquele que se conquista por algo que você próprio julgava imperdoável

Hermes Dalvia Filho

O perdão é gota divina porque é o único caminho para a cura interior.

Padre Léo

Alguém disse um dia que para todo erro há perdão. Você também acredita nisso? Será que perdoar incondicionalmente é o melhor caminho para se resolver as contendas humanas, ou é apenas uma forma da gente justificar a nossa incapacidade de sufocar o mal que há em nós e oferecer aos outros só aquilo que temos de melhor?

Por que fazemos tanta questão de exaltar os nossos erros como um “aprendizado necessário”? Pensando assim, aos poucos a humanidade vai assumindo uma explícita falta de vergonha em agir sem pensar nas conseqüências. Os seres humanos saem por aí “atropelando” pessoas e sentimentos, e depois simplesmente pedem perdão e seguem suas vidas como se tudo fosse normal.

Eu sei que errar faz parte da bestial natureza humana, e os nossos deslizes, geralmente, são passíveis de reconsideração, mas a maldade premeditada, a meu ver, tem uma conotação muito mais grave do que um simples erro de conduta. Maldade é uma coisa que eu não consigo relevar assim, a toque de caixa.

Na verdade há certos pecados que talvez eu nunca consiga perdoar. Existe uma crueldade irretratável na brutalidade sanguinária dos homens; nas mentiras que são levadas adiante; nos enganos oferecidos como se fossem a salvação; nas ilusões travestidas de falsas esperanças; nas promessas vazias que nunca irão se cumprir e nas traições engendradas para enganar as pessoas que dizemos amar.

Juro que eu até já tentei ser uma pessoa mais evoluída, “dar a minha outra face”, “acolher os meus inimigos” e “perdoar erros imperdoáveis”, mas esses adágios beneditinos são maiores do que eu e superam todos os meus esforços em ser bonzinho e tolerante com os pulhas de plantão.

Esse tabu parnasiano que nos obriga a perdoar a quem quer que seja, sob pena de sermos desqualificados como demônios rancorosos, ataca frontalmente um direito legítimo de não querer perdoar a quem nos feriu de alguma forma. Através dessa teoria do perdão incondicional, somos praticamente constrangidos a acreditar desde cedo que o dever de perdoar é muito mais importante do que o mandamento sagrado de jamais fazer mal a alguém.

Mas não me vejam como um rancoroso qualquer... O meu coração perdoa fácil a palavra mal colocada, o julgamento precipitado, a ofensa na hora da raiva, o grito no meio da discussão, ou a incapacidade que muitos podem ter de compreender as minhas razões. O meu perdão está pronto para acolher aqueles que me atingem por ignorância, e não por mera crueldade.

Uns dirão: “Mas se até Cristo perdoou”! Que Cristo me perdoe então por todas as vezes que eu não conseguir perdoar a quem me causou algum dano. É que eu sou verdadeiro demais para fingir as coisas que eu sinto, e eu não consigo enganar ninguém com o meu jeito transparente de me posicionar diante da vida. Sou uma pessoa com a essência à flor da pele, e eu não permitirei jamais que a minha integridade e a minha honra sejam alvos da iniqüidade de ninguém.

Que me perdoem também aqueles a quem o perdão é conveniente ou serve de muletas, mas eu creio que a teoria do perdão incondicional é apenas uma fábula inventada para confortar os desprovidos de amor próprio e os canalhas que nos espreitam. Não sou nem um, nem outro. Trago comigo gentilezas nos bolsos e me antecipo com bom senso a qualquer tentação de fazer o mal a alguém.

Mas, se mesmo depois de sofrer uma injustiça qualquer, a minha vontade de perdoar se fizer tão grande quanto o meu amor pelo próximo, que o meu perdão seja dado ao meu tempo, e não no tempo da leviandade de quem me prejudicou e agora quer a minha reconsideração. Na verdade, é essa tal garantia de perdão incondicional que encoraja o injusto a atentar contra os seus semelhantes.

Enfim, não temam as minhas mágoas... No final eu sempre hei de voltar atrás. Apesar de rancoroso eu sei que existe uma certa nobreza em mim, mas o meu perdão é apenas a esmola mais chinfrim que eu posso oferecer aos pobres de espírito que trocaram o imenso valor do meu apreço, pela mais reles das moedas que é o meu pequeno e mísero dom de perdoar.

Renée Venâncio

Hoje você implora atenção, amanhã ele implora o seu perdão

Mc Espeto

Gosto de gente que tem tempo para sorrir;
bondade para semear;
perdão para repartir;
ternura para compartilhar e emoções dentro de si.

Desconhecido

Se alguém me causar dano, dá-me a força do perdão e da clemência.

Mahatma Gandhi

"As vezes as pessoas vão te humilhar te magoar e te tratar mal, mais nunca irão pedir perdão o máximo que conseguem dizer é eu estava com raiva.

Raphael Rocha

A melhor professora da vida é a humildade, ela nos ensina a reconhecer nossos erros e a pedir perdão.

Sergio Bezerra da Silva

Nelson Mandela tornou-se um gigante, quando ignorou o ódio para exaltar o perdão.

Juahrez Alves

EXERCITANDO O PERDÃO

Perdoar é menos difícil do que pedir perdão. Para perdoar basta um pouco de compreensão, mas para se pedir perdão é preciso uma dose muito grande de humildade. Reconhecer o erro, desculpar-se e repará-lo é uma das atitudes mais nobres do ser humano. Alguns acreditam que agir dessa forma é rebaixar-se. Entretanto, esse pensamento só prevalece na mente das pessoas vítimas do orgulho e da vaidade.
Aqueles que têm a coragem de retratar-se, experimentam um bem estar tão grande que, por si só, vale por todo o esforço empreendido.
Experimente! Se você algum dia ofendeu ou desprezou alguém, deite-se num lugar confortável e, se puder, coloque no aparelho de som uma música orquestrada ou a que você mais gosta de ouvir, relaxe e converse mentalmente com essa pessoa, imaginando-a na sua presença, e se puder abrace-a carinhosamente. Use estas palavras que foram extraídas de uma mensagem do livro "Pedaço de Estrela" ditado a mim por diversos espíritos e editado pela Editora Aulus, as quais transcrevo a seguir:

"Perdoa-me, se na minha ignorância feri você. Talvez eu tenha sido um crítico muito severo detendo-me apenas na observação dos seus erros e falhas, esquecendo das enormes qualidades que você possui. Tive olhos para ver o argueiro em você, sem perceber a trave empanando-me a visão. Reconheço em mim algumas das fraquezas que encontrei em você, portanto, jamais poderia ter atirado a primeira pedra.
Compreendo, agora, que todos estamos matriculados na escola da vida na condição de eternos aprendizes e que somos passíveis de erros e falhas, por isso mesmo lhe peço, perdoa-me. A partir de hoje reconheço-lhe alma querida do meu coração.
Talvez você ainda não consiga perdoar-me e, com razão, mas tenho a certeza de que o Advogado Divino vai absolver-me porque nestas palavras coloquei toda a força do meu coração arrependido.
Guarde a certeza, alma querida, nas minhas preces lhe envolvo com especial carinho e, quando não puder exaltar suas qualidades, saberei calar as fraquezas que você e todos nós ainda possuímos e que só o tempo poderá apagá-las em nós.
Sonho um dia poder abraçar-lhe e, no clima do entendimento fraterno, lavar as nossas diferenças com as lágrimas do perdão.
Rogo a Deus que você encontre a paz e a felicidade que deseja, assim como, nesta atitude, encontrei a paz e a felicidade que tanto necessitava."

Desconhecido

apender a pedir descupa

Aprenda a pedir desculpas… quando não… perdão!

Uma linda amiga, minha mana Teca, disse-me certa vez que perdoar é para os grandes! Senti-me tão pequena, então!

Não riam, falo sério. Agora desculpar é mais fácil. Minha santa vó adotiva, porque não era de minha família, mas eu a amava como se fosse, disse certa vez; Perdoar? Só Deus! Eu desculpo!

A desculpa não evita a mágoa, mas faz um bom curativo no machucado…

Há pessoas que magoam as outras e não conseguem pedir desculpas nunca. Percebem o erro, mas não conseguem exteriorizar o arrependimento. Ficam dóceis, suaves, mas a palavrinha mágica… essa não sai. O magoado vai se afastando, afastando e aquele lindo relacionamento se perde… acaba!

Aprendamos pois a pedir desculpas e a desculpar. É, em prol de uma amizade… e ter amigos verdadeiros, vale a pena. Se o opositor não quiser desculpar… problema dele. Você cumpriu a sua parte no acordo de Paz da humanidade! E depois, desculpar; desculpar-se – sim – porque você pode desculpar a você mesmo por agressões que você faz a si próprio; e ser desculpado, vai revelar que você é uma pessoa humilde. E como humildade não é humilhação, estaremos todos atuando no coração e no inconsciente coletivo. Estaremos de bem coma vida. Quer algo melhor?

Margaret Pelicano

Quando eu disser que vou partir, que vou cruzar os mares, não implore perdão nem pergunte a razão. Apenas estenda a mão... te levo comigo.

Davi Khouri

a lenda do perdao

Conta uma antiga lenda que existia uma cidade onde a palavra perdão nunca existiu.

As pessoas eram, portanto, donas da verdade, arrogantes e sofriam de uma terrível moléstia, complexo de superioridade.

A convivência era bastante complicada porque todos se consideravam perfeitos e com isso não enxergavam, nem admitiam seus defeitos, erros e equívocos.

Nessa cidade reinava a vaidade, a competição e a inimizade, por mais que elas andassem disfarçadas por detrás de sorrisos e manifestações de afeto.

Um dia uma mulher, vinda de outra cidade, foi morar lá.

Todos as tardes ia até a padaria e na volta sempre passava por uma praça onde um grupo de rapazes jogava bola.

Seu trajeto seria bem menor se ela cruzasse a praça, mas para não atrapalhar o jogo deles ela fazia o seu caminho contornando a praça. Claro que nenhum deles nunca percebeu ou deu valor à sua gentileza. Naquela cidade muito poucos entendiam desse assunto.

Certo dia essa mulher estava cheia de preocupações, com a cabeça bastante perturbada e na volta da padaria não se deu conta do caminho que tomou e atravessou a praça no exato momento em que um dos rapazes ia fazer um gol. O jogo parou, todos se olharam e o tal jovem, muito bravo, perguntou à ela:
- A senhora não está vendo o que fez? Que falta de atenção, até mesmo de consideração! Custava dar a volta na praça?

E ela respondeu:
- Há cerca de seis meses que todos os dias eu dou a volta na praça para não atrapalhar o jogo de vocês. Hoje, no entanto, eu confesso que me distraí. Estava muito envolvida com meus pensamentos. Peço a todos vocês perdão por isso.

Ninguém entendeu o que ela quis dizer e um dos meninos perguntou:
- Perdão? O que é perdão? Nunca ouvimos essa palavra.

Perdão é um ato de humildade, embora alguns julguem ser um ato de humilhação.

Os meninos foram para suas casas muito pensativos e contaram a seus pais sobre o perdão.

Errar, cometer injustiças, tomar atitudes precipitadas que podem prejudicar e magoar terceiros são coisas das quais todo ser humano está sujeito.

Reconhecer seus erros e pedir perdão, no entanto, nem todos os seres humanos são capazes.. Para isso é necessária uma enorme dose de humildade, um coração sensato e um espírito elevado.

Só os grandes sabem pedir perdão!

Dizem que aquela cidade anda muito diferente, mais alegre, as pessoas mais amigas, menos rivalidades e que todos além de terem aprendido a pedir perdão, agora também estão aprendendo a perdoar.

(Silvana Duboc)

Colaboração enviada por: Sheila Manoel

enviada por Sheila Manoel

SABES O QUE SIGNIFICA FAMÍLIA EM INGLÊS?

Tropecei em um estranho que passava e lhe pedi perdão. Ele respondeu: “desculpe-me por favor; não a vi.” Fomos muito educados, seguimos nosso caminho, nos despedimos.

Mais tarde, ao estar cozinhando, estava meu filho muito perto de mim.
Ao me virar quase esbarro nele, imediatamente
gritei com ele;
ele se retirou sentido,
sem que eu notasse
quão duro que
lhe falei.

Ao deitar-me, Deus me disse suavemente: Trataste a um estranho de forma cortês. Mas destrataste o filho que amas.
Vá a cozinha e encontrarás umas flores
no chão, perto da porta. São as flores que cortou e te trouxe, rosa, amarela e azul.
Estava calado para te entregar a surpresa e não viste as lágrimas que chegaram a
seus olhos…

Me senti miserável e comecei a chorar. Suavemente me aproximei de sua
cama e lhe disse:
“Desperta pequeno! Desperta!
São estas as flores que cortaste
para mim?”
Ele sorriu e disse: As encontrei
junto de uma árvore, e as cortei
porque são bonitas como você,
em especial a azul.

Filho, sinto muito pelo que disse hoje, não devia gritar com você. Ele respondeu:
“está bem mamãe, te amo de todos os modos.”
Eu também te amo e adorei as flores,
especialmente a azul….

Entenda que se morreres amanhã, em questão de dias a empresa onde trabalhas cobrirá seu posto.
Mas a família que deixamos sentirá a perda pelo resto da vida.
Pensa neles, porque geralmente nos entregamos mais ao trabalho que a nossa Família.
Será que não é uma inversão
pouco inteligente?

Então, que há detrás desta história?
Sabes o que significa
Família em inglês?

F A M I L Y:
“Father And Mother I Love You”
(Papai e Mamãe, eu os amo)

QUE DEUS BENDIGA
A TODAS AS FAMÍLIAS!!!

Fênix Faustine

AMAR
Amar não é sentir pena,
E nem ofertar perdão!

Amar não é confortar tristezas,
De uma vida em solidão!

Amar não é acabar com tudo,
Por uma nova paixão!

Amar não é acentuar gemidos,
Em uma louca sedução!

Amar não é dizer sempre sim,
Como prova contrária ao não!

Amar não é uma alegria incontida,
De refratar a razão!

Amar não é uma aparente hipocrisia,
Que precisa de demonstração!

Amar não é privilégio,
De um só coração!

Amar é compartilhar a eternidade,
Que Deus semeou em nossa Criação!

autor:Amar não é sentir pena,
E nem ofertar perdão!

Amar não é confortar tristezas,
De uma vida em solidão!

Amar não é acabar com tudo,
Por uma nova paixão!

Amar não é acentuar gemidos,
Em uma louca sedução!

Amar não é dizer sempre sim,
Como prova contrária ao não!

Amar não é uma alegria incontida,
De refratar a razão!

Amar não é uma aparente hipocrisia,
Que precisa de demonstração!

Amar não é privilégio,
De um só coração!

Amar é compartilhar a eternidade,
Que Deus semeou em nossa Criação!

jose britis neto

Esperamos demais para dizer as palvras de perdão que devem ser ditas, para pôr de lado os rancores que devem ser expulsos, para expressar gratidão, para dar ânimo, para oferecer consolo.

Desconhecido

Devemos semear a paz, o amor, a caridade, o perdão, a compreensão e a tolerância, não importa com quem, para quem ou em nome de quem...

George Huxcley