Pequena Mulher grande Menina

Cerca de 9 pequena Mulher grande Menina

Toda história tem um fim, mas na vida cada final é um novo começo!

Grande Menina Pequena mulher

"Toda história tem um fim, mas na vida todo final é um novo começo"

Grande Menina Pequena mulher

Sou romântica. Sou ciumenta. Sou carente, carinhosa. Sou menina, mulher. Sou pequena e grande. Sou amor, raiva, lágrimas e sorrisos, muitos sorrisos. Sou uma junção de momentos, palavras, músicas e mais músicas. Um pouco de gente, um pouco de bicho. Sou a soma de muitos defeitos e algumas qualidades. Sou a cada dia a curiosa em busca de algo diferente, novo e excitante, que me faça sentir viva. Sou a solitária pensando que tudo valeu a pena, que eu poderia fazer tudo outra vez e com as mesmas certezas, vontades e lembranças, diria de tudo foi bom o quanto durou e de que nada foi tão ruim que eu não pudesse superar

Crys Rangel

Assim é esta pequena grande mulher
Assim é esta menina
Que tem um sorriso que encanta
Que disfarça e que esconde
Sentimentos?sim ela deve ter
Mais que esse Belo sorriso
Talvez não deixe transparecer
Mulher grande mais no mesmo tempo é delicada
Linda e educada
De um sorriso que muito me agrada
Lá no fundo vejo uma menina
Que sente falta em estar apaixonada
Talvez ela só queira ser amada
Talvez ela só queira estar bem acompanhada
Talvez ela só queira como muitos ser feliz e bem amada!

Rava

"Cada história tem um final, mas na vida, cada final é um novo começo."

Grande Menina Pequena mulher

Pequena Grande Mulher.

Minha pequena menina morena,
sorriso que encantou.
Olhos, meus olhos a brilhar,
navegar no teu corpo ou simples copo de mar.

Será paixão ou afeição,
tempo, tempo vai provar.
Mas sei que tudo és verdadeiro.
sem mais, sem tudo,
só sei que é meu mundo.

Sonho num abraço sem te abraçar,
um beijo nos lábios ao puxar.
Um sonho, o nosso sonho terminado ao acordar.

Enfim, nosso fim não será aqui,
chegado, bem longe de mim.
O amor é lindo, sei,
a vida é outrora sorrindo à toa.

Dentro de si, olhe,
veras que estou, dentro de ti, sim.


Minha pequena grande mulher.
Guarde todo seu mundo em meu mundo.

Sinta me com excitação,
com suas mãos,
sem medo, com desejo.

Com amor, sem dor,
sinta amor, serei amor.

Seu e meu ou simplesmente nosso amor,
por que é isso que sente,
dentro e fora, imensidão.

A ilusão se tem mas perderá essa razão,
ao encontra meu pobre coração.
Estamos longe, perto talvez,
viveremos o agora,
na hora, sem partir.

Se cuide, acuda
sem despedida
Abraçar teus olhos
Será a partida.

M. Nobre

Ainda menina, corre, brinca, ensaia e encena a pequena mulher
Com choro fácil muito sensível nada lhe escapa aos seus olhos miúdos e aos seus sentidos
Curiosa, atenta, vaidosa, levada às vezes, mas sedenta de amar, de cuidar de amparar...
Já da mostra da alma feminina, da alma de mulher!
Quando moça, nossa! Todas as virtudes e qualidades se reforçam, buscando se auto- afirmar
Cheias de quero mais, de não se conformar, idealizam a perfeição, a beleza então? Nem se fale!
Sua ânsia e determinação vão além do desejar ser uma grande mulher, o céu é seu limite, e ela encara os desafios e vai...a moça mulher!
Adulta e mãe já sabe bem o seu lugar, e o defende com unhas e dentes, seus rebentos, sua família, seu lar...
Sem perder sua delicadeza e feminilidade, sua vaidade, seu prazer em amar
Mulher! Verdadeiramente mulher!
Já idosa ela sabe esperar, aposenta a ansiedade e se debruça a olhar, a meditar, a pensar, a velar...
Encara-se de frente, e sente. Saudosa, muitas estórias pra contar
Firme não se deixa curvar, mesmo que sua frágil estrutura e a força da gravidade teimem em lhe vitimar
Preserva sua beleza, sensibilidade e delicadeza de mulher
Sempre mulher!

Dedico esse poema a todas as mulheres que sabem amar, mas especialmente, as que se amam, se valorizam e não tem medo de errar

Meu abraço terno e caloroso nesse dia a ti consagrado mulher!

Autor desconhecido

Minha Pequena

...pequenina mulher,
ainda é só uma menina,
uma parede a se erguer frágil
[tudo invenção]
invenção de sua personalidade
para esconder suas muralhas...
menina, menina, menina...
[não me pertences, deveras]

mas posso reproduzir a impressão que tuas mãos me causam:
se disser que nunca vi em mão alguma dedos tão
nitidamente dóceis - diria a verdade, eu.

Minha pequena,
se possível fosse dividir-me em partes mínimas e
cada partícula pudesse ser julgada em separado,
certamente cada pedacinho da minha existência seria
uma nota musical para harmonizar a tua vida,
para encher de riso a tua boca...

Ah, o teu riso!
Teu riso é tão puro que não me lembro se de alguma brisa
senti tamanho favor. Clara Dawn

(Minha Pequena - por Clara Dawn – dedicado à Thálitha Miranda)

Clara Dawn

Amo uma garota
Bonita e pequena
Menina e mulher
Garota Sorriso
Sinto saudades de você
Aqui todos os dia Comigo.

Raynan Silva