Pensamentos de Clarice Lispector

Cerca de 1565 pensamentos de Clarice Lispector

Amor é quando é concedido participar um pouco mais.
Amor é a grande desilusão de tudo mais.
Amor é finalmente a pobreza.
Amor é não ter inclusive amor.
É a desilusão do que se pensava que era amor.
Amor não é prêmio por isso não envaidece.

Clarice Lispector

"Outro sinal de se estar em caminho certo é o de não ficar aflita por não entender; a atitude deve ser: não se perde por esperar, não se perde por não entender."

Clarice Lispector

Me perco, me procuro e me acho. E quando necessário, enlouqueço e deixo rolar.

Clarice Lispector

"Não entendo, apenas sinto. Tenho medo de um dia entender e deixar de sentir."

Clarice Lispector

Deitada em minha rede com o livro sobre meu colo
em extâse purrissímo...não sou mais aquela menina
com seu livro,mas uma mulher com seu amante..!!

Clarice Lispector

E o amor, em vez de dar, exige. E quem gosta de nós quer que sejamos alguma coisa que eles precisam.

Clarice Lispector

Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda.

Clarice Lispector

Oh Deus, que faço dessa felicidade ao meu redor que é eterna, eterna, eterna e que passará daqui a um instante.
Porque o corpo só nos ensina a ser mortal?

Clarice Lispector

À duração de minha existência dou uma significação oculta que me ultrapassa. Sou um ser concomitante: reúno em mim o tempo passado, o presente e o futuro, o tempo que lateja no tique-taque dos relógios.

Clarice Lispector

Sabe o que eu quero de verdade?! Jamais perder a sensibilidade, mesmo que às vezes ela arranhe um pouco a alma. Porque sem ela não poderia sentir a mim mesma...

Clarice Lispector

"A loucura é vizinha da mais cruel sensatez. Engulo a loucura porque ela me alucina calmamente."

Clarice Lispector

Não sei separar os fatos de mim,
e daí a dificuldade de qualquer precisão,
quando penso no passado.

Clarice Lispector

Estou tão assustada que só poderei aceitar que me perdi se imaginar que alguém me está dando a mão

Clarice Lispector

Para falar a verdade, nunca estive tão bem. Por quê? Não quero saber por quê.

Clarice Lispector

Eu queria escrever luxuoso. Usar palavras que rebrilhaassem molhadas e fossem peregrinas. Às vezes solenes em púrpura, às vezes abismais esmeraldas, às vezes leves na mais fina seda macia

Clarice Lispector

Depois que aprendi a pensar por mim mesma, nunca mais pensei igual aos outros.

Clarice Lispector