Peguei

Cerca de 362 frases e pensamentos: Peguei

"Hoje me peguei fazendo a seguinte pergunta: "Será que eu o amo?". Temi que a resposta mental fosse negativa! Não sei explicar o porquê e prefiro não "responder-me". Mas, talvez seja porque é bom amar ou dizer que ama, pois o ser humano quer se sentir incluído e logo quando cresce, lhe é imposto que pra ser feliz é preciso amar. E eu não discordo, pois nada como dar e receber um gesto afetivo do pai, amigo, irmão. O problema, é sentir um afeto ou paixão, por aquele rapaz ou garota - que tu conheces ao longo da vida - e confundir com o amor. Pior ainda é, pensar que ama, dizer que ama e na verdade ter forte apego à uma idealização que você criou na tentativa de adicionar adjetivos que você julga precisar, na pessoa em questão. Talvez seja isso que eu venho sentindo! Ou não..."

Lais Lage

Joguei suas coisas fora, tudo que escrevi por você.
Peguei meu rumo "embora", Para tentar esquecer dos dias difíceis e noites que não dormi, Lembranças que fizeram
minha alma se ferir ...

Dailton Albuquerque

De repente, me peguei querendo ser sua. SÓ sua. E de mais ninguém.

Giselle F.

Eu me encontrava num nível de solidão tão extremo, que me peguei em um dialogo com uma arvore;
A pior parte e que ela me respondia, e confortava minhas dores com palavras tão simples!
Pois bem, estou louco.

Insanidade Lírica

"...Hoje, me peguei olhando pela janela, reparando no vem e vai das pessoas a minha volta, senti saudade. Saudade de tudo que passou, de tudo que não volta mais, ficando somente nas lembranças, que embora por certo tempo sejam nítidas, não irão durar para sempre. Quem disse que a saudade é uma coisa boa, porque nos faz sentir algo por alguém, provando que você não tem um coração de ferro,que oque senti é saudade de verdade. As vezes chega a doer, nos fazendo chorar e pensar se realmente valeu a pena ter vivido aqueles momentos em troca dessa saudade imensa. Só espero que algum dia, ela vá embora.E que no final so me reste oque realmente for bom dela…"

Andreia-OT

Peguei meu telefone, e naquela hora não sabia se era certo, ou se tinha mesmo a necessidade de fazer aquilo. Não sei explicar, meus dedos começaram se mover descontroladamente em busca dos dígitos do seu celular, e acabaram indo de encontro com a sua voz embarcada de frieza, que faz qualquer coração gelar ao ouvir. Foi sem querer, eu juro. Não queria te ligar. É que meus dedos já percorreram tanto os seus fios de cabelo quando nos amávamos, que acabou buscando outro artifício para te lembrar de que ainda estou por aqui, vagando no poço de esperança que você insiste em jogar água, quando já estava acostumado com a seca faz tempo.

Bruna L.

quando falo que o rolé foi daora, meu pai ja sabe que eu chapei e peguei uma mina

giampa

Peguei o violão
As lagrimas escorriam
Queria escrever-lhe uma canção
Porém os pensamentos de mim corriam

Então, pus-me a escrever um poema
Guardando comigo um dilema:
"Não escrever sobre amor"
Pois isso, traz-me uma péssima dor.

Não consegui novamente
Que terrível
Você não sai da minha mente
Me sinto horrível

Agora vá embora, deixe-me em paz!
Seja um livre rapaz
Deixarei você ir
Quem sou eu para lhe impedir?

L. Bouth

Me peguei pensando em você, me pegando pensando em nós, me peguei pensando no que prometi para mim mesmo que nunca mais iria pensar.

L. Bouth

Hoje me peguei pensando no que venho aprendendo com a vida, com as pessoas. Tenho percebido que a grande maioria das pessoas tem o péssimo habito de correr atras do que não possui ou do que nunca possuiu , simplesmente por ser um desafio. E é lamentável, gastar energia indo atras de algo que não é para ser seu ou de alguém que não quer ou não pode estar ao seu lado não e nada saudável.
Desafio saudável é aquele que te impulsiona a melhorar de alguma forma, que te da força para que exista superação diária . Desafios que te colocam para baixo só servem como trampolim para o abismo.

Viviane Absalão

As suas coisas boas, eu peguei pra mim, as ruins, deixo dentro de ti.

George Andrade

Por toda a minha vida

Parte 4:

Peguei mais um copo de bebida. Voltei ao lugar onde eu estava antes de sair. Era tranquilo ali naquele canto. E eu podia ver todo mundo, sem quase ninguém me ver. Estava ali encostada na parede, tentando encontrá-lo com o olhar, quando então o encontrei. Ele estava conversando com uns garotos da turma. Eu continuava bebendo. Fiquei um bom tempo ali encostada na parede bebendo e perdendo e encontrando ele no meio da multidão. Já era bem tarde, muitos já se penduravam nas paredes, caindo de bêbados, assim como eu. Mas eu sabia que ainda conseguia raciocinar. Fiquei olhando para as pessoas. Quando de repente ele apareceu bem na minha frente.
- Acho melhor você parar - ele disse. - Não acho que vai aproveitar a festa assim.
- Não faz mal. A festa agora já se esgotou. Olhe ao seu redor.
Ele deu uma olhada e depois olhou novamente para mim. Ficou me encarando por uns segundos, então eu disse:
- Vou pegar outro copo, quer um?
- Já disse que não posso beber, obrigado. E não acho que você devia fazer isso.
- Por quê não? Até parece que você se importa...
- Me importo. E sei das consequências de beber, e não acho que você vai gostar das consequências.
- Eu também sei das consequências. Não precisa me dizer.
- O.k. Desculpa.
- Tudo bem. Vou ali levar o copo, já volto.
Tentei levar o copo até o lixo. Tentei dar um passo. Não consegui. Por sorte, ele ficou me olhando e me segurou. Bom, pelo menos consegui realizar um desejo. De cair no nos braços dele. Ele pareceu ter se assutado e perguntou:
- Tá tudo bem? Não tá passando mal? Caramba, eu disse pra você não beber mais.
- Eu tô bem, caramba, tô bem.
- É, acho que sim.
Ele disse isso me dando um olhar de censura. Tive que pedir desculpas.
- Desculpa. Não quis ser grosseira.
- Tudo bem. Me dá aqui esse copo, vou levar no lixo.
Depois de uns segundos, ele reapareceu, dizendo:
- Acho melhor você ir para casa.
- Não quero ir para casa, mas também não quero ficar aqui.
- Quer ir para onde, então?
- Não sei, qualquer lugar.
Ele ficou me encarando, então pegou na minha mão e me arrastou para fora da boate. E continuou me arrastando para algum lugar. E eu apenas o acompanhei sem protestar. E nem iria. Qualquer lugar com ele seria demais. Mas não só porque ele é lindo, mas porque eu confio nele. Ele me levou para um lugar cheio de carros. Até que chegou ao carro dele e ele abriu a porta para mim entrar, sem falar nada. Se era assim, tudo bem. Apenas fiz a vontade dele.

Sabrina Niehues

.. Esses dias me peguei com muitas saudades de minha cidade natal: SÃO PAULO... onde a vida ferve 24 hs. sem parar... onde você tem as quatro estações do ano em um dia... onde cada um vive sua vida... onde cada amizade conquistada, vira eterna...
... Me recordo que o respeito à vida alheia existia... meu vizinho podia fazer o que fosse, era problema dele... mas se precisasse, estávamos ali... existia o RESPEITO.
... o trânsito era insuportável, mas a gente descarregava ouvindo músicas, brincando, afinal, não tinha saída mesmo... era encarar com bom humor ou virava 'um dia de fúria'... (melhor sorrir...)
... na madrugada ouviam-se freadas de carros, buzinas, som alto, gritos, gemidos, um uivo ou outro por ali - nada de galos cantando ao alvorecer...
Alguns dias ainda sentíamos o sabor do interior ao som do 'carro da pamonha, direto de Piracicaba'... piada... mas delícia hoje relembrando da ingenuidade...
- Mudei para o interior, achando a paz... sim, a paz existe. (ilusória, dependendo do ponto de vista).
Quando me mudei, me irritei (por dias) com o som dos passarinhos ao amanhecer... e me toquei da loucura que São Paulo me fazia... 'como, meu Deus, me irritar ao som de pássaros?!?!?' me achei em plena quarta-feira, no meio da rua, sem passar um carro sequer!!! - 'morri????' (pensei) - não... estou no 'interior'... e sorri. pensando achar a tal sonhada 'paz'.
Andei na terra com pés descalços... senti cheiro de terra molhada com a chuva... ouvi o som dos bichos, o som do silêncio. Poucos em São Paulo já tiveram esse privilégio... o silêncio pleno... sem explicação.
- Cidade de interior ainda se pode dormir com portas abertas... cumprimentamos todos na rua com amabilidade... todos se conhecem...
Aí vem o defeito... 'todos se conhecem'..
Cuidam de sua vida, inventam, multiplicam...
Me pego pensando: - estou fazendo parte disso ou nunca fui??? estranha ainda no ninho?!
Acabei me deparando com outro lado da vida... de 'cidade pequena'... onde não somos mais um rosto na multidão. Aqui temos ENDEREÇO.
Leia-se: todos sabem onde você mora, o que faz, com quem sai, quem entra, o que come, quem não gosta, o que comeu (pelo que peidou), vasculham seu mais íntimo lixo, criam histórias hilárias que você jamais viveu...
(um dia espirrei dentro do meu quarto e ouvi, da rua: 'saúde' - sabe-se lá de quem).
Meus conceitos de vida são tão alheios a 'pequenices' dessas, que me volto em recordações da época em que vivia no meio do turbilhão paulista e nem me dava conta de como era boa a irritação de horários de pico, buzinas, trânsito, rostos anônimos na multidão... cada um cuidando da sua vida, preservando suas amizades como ouro (minhas melhores e maiores amizades são dessa época) mas se precisando... estávamos ali... para o desse e viesse...

Ahhh.. saudades de São Paulo...

Drica Bizzo

Dreams
Um dia eu dormir e peguei em um sonho profundo. Um sono que durou algumas horas. Entrava em uma porta que dava pra um imenso jardim. Lá existia varias espécies de árvores,flores e rios. Existia um lugar perto do rio que tinha cor roxa. E lá nesse lugar fiquei parada em frente um arbusto. É estranho um ser inanimado falar com você, mas o arbusto falou. Ficamos ali por horas. E uma coisa que me intrigou foi uma frase... "Olha menina dos olhos da cor de café, não temas os outros, não temas a vida.Tema a sua consciência, pois ela sempre te dará um caminho, uma escolha.Esse caminho, essa escolha somente a você e a mais ninguém. Sonhe, isso, sonhe. sonhe o mais alto que você puder sonhar. Grite se quiser. cante se sentir vontade. Dance sempre que escutar a música que te revigora os sentimentos. Não chores por coisas que não vale a pena. E sempre sorria." Achei estranho um arbusto falar aquilo, mas tudo bem. Sonhos também são dádivas de Deus, são coisas que um dia pode se ter explicação. Sonhe sempre. Seja você um sonhador.

Karol Calisto

Não sou de falar mais me peguei pensando em você.

Mc Anitta ( Larissa Machado Maciel )

Peguei seu nome entre as estrelas
Escrevi seu nome com um pincel bem fininho
De todas as horas que escrevi seu nome
Sabia, que em escrever seu nome, estaria a linha do meu destino.

Juarez F. Sales

"E você nunca vai fazer ideia de quantas vezes eu me peguei pensando em você, o quanto eu lutei para não lhe mandar mais mensagens. Cheguei no limite daquelas noites mal dormidas, sabe? Eu acho que eu finalmente cresci, essa vida de repetir os mesmos erros e continuar no mesmo lugar simplesmente não é mais a MINHA vida."

Caio Morelli

eu sou uma garota tão sonhadora que mim peguei sonhando sua chegada,tão esperada,mim abraçando,beijando e desfazendo as malas de uma viagem que parecia não ter fim!!
agora sombria eu vejo que tudo passou de um longo sonho que você nunca vai voltar e que eu nunca mais vou poder te tocar por que você se foi pra nunca mais voltar!

suelen passos

CONFLITO

Hoje me peguei pensando, imaginação fluindo,
lembranças de amores passado sofridos, amado.
Pensamentos, conflitos, grito, às vezes calado,
Amores que vem chegando, outros que vai saído.

Em meus pensamentos, linhas mal traçadas,
insônia na madrugado sonhos no adormecer.
Choro só, de saudade, sofrendo sem merecer,
Sinto a falta tua, essa distancia me maltrata.

Tento unir, passado, presente em meu pensar,
tento voltar no tempo pra cura a minha dor.
Tento saber quem sou pra nunca ser esquecido.

Procuro lembra de te, em meu pensamentos,
flui na mente imagem tua, nossos momentos.
E tudo volta o que era, o sonhado reencontro.

Marcos Maluly

Me peguei chorando numa comédia romantica...
O filme começa com grandes amigos...3 amigos...
curtindo TUDO...fazendo uma promessa de que curtirão a vida de solteiro... ri TANTO...mas TAAANTO no filme...
Mas acho que é assim mesmo né...quando eles caíram na real da vida e falaram coisas "sérias e bonitinhas"...
La estava eu lembrando de nós...
Com os olhos cheios de lagrimas e o coração apertado com aquele ja conhecido medo de te perder...
Com aquela vontade de me encolher no meu quarto e desistir de tudo...
Te procurei no celular...e aonde estava você? Deu TANTA vontade de te ligar só pra escutar um "vai ficar tudo bem seu" ...
Mas não...não liguei...pq sei que vc não gosta que eu faça isso...
mas ta doendo tanto...
Quero sumir :'(

kakaejaque