Peão de Boiadeiro

Cerca de 15 frases e pensamentos: Peão de Boiadeiro

Sou um Peão de Boiadeiro
Procurando paz
O caminho das estrelas eu deixei prá trás
Vou seguindo neste mundo, nesta solidão
Eu e meu cavalo, estrada de chão
Vou pensando nela, triste ilusão
Quero ser o seu amigo
Ser o seu abrigo tudo que lhe falta
Ser o seu Peão
Quero estar sempre ao seu lado
Ter o seu perfume
Ser o seu amado
E não sentir ciúme, ciúme
Sou Peão de Boiadeiro amando demais
Eu que não acreditava um dia ser capaz
E se esse amor existe pode confessar
Não me deixe triste basta um olhar
Para que eu sinta que o amor nasceu

Lenildo Silva

O boiadeiro deve cuidar dos bois como Deus cuida das Suas ovelhas no Pasto.

Helgir Girodo

O Boiadeiro pode Até cair,
mas a força que existe
em seu coração o levará a Vitória.

Matheus Carreiro

Básico são os outros

Básico é copo d'água sem gelo e uísque Cowboy sem emoção
é solidão abundante e tristeza falseada nas mesas dos bares
básico são os olhares chorosos das pessoas
escondidos por detrás de largos sorrisos de desespero
e o desesperado soluço engasgado no peito
na iminência de rasgar as entranhas de dentro para fora
e transbordar feito fazem os vulcões em cólera.
Básico é o levante furioso dos insetos
disputando os melhores lugares em sua parede favorita
carregando e entremeando os restos mortos de carne
que se encontram caídos no chão
levando-os para as fendas e buracos abertos pelos pregos sujos
que sustentam os engordurados quadros com propagandas
de conhaque, cerveja e cachaça.
Básico é uma pitada de raios dourados de meia lua na retina
e uma noite inteira cheia de estrelas num céu à sua escolha.
Básico é não querer ser o que não se é
e sendo, não ser o que se pode.
Básico é sentir a poesia entrando pelas narinas
queimando a pele, alterando a pulsação
feito o vento frio que maltrata o corpo em uma bucólica manhã de inverno.
Básico é não morrer de véspera, por antecipação
ou viver a vida numa pressa desmedida
embalado por um repetitivo e antiquado refrão.
Básico é embriaguez no mês de dezembro
- às vésperas do natal -
sem pessoas nos pontos de ônibus
cães ladrando pelas ruas
e larápios espreitando a melhor ocasião.
Básicos são os tombos que se cai no caminho de volta pra casa
com a gravata retorcida no colarinho da camisa
e a cara amassada de tanto sono.
Básico é a chave da porta da sala
que insiste em não abrir a fechadura do portão
e o movimento do lápis desembestado na folha
e o da borracha, desgovernada na contramão.
Básico são os outros, nós não.

J.W.Papa

Não tenho nada contra pessoas que se vestem como Roqueiro ou Cowboy, sou contra gente que não tem personalidade própria.

Guilherme Aparecido Barroso dos Santos

"Ser cowboy"
Aprendemos, que a vida é um rodeio

Onde todos queremos vencer

Mais também, sei que é necessário

Ter que cair, para aprender

E em cada tombo, uma verdade

Sem medo temos que crescer

Saber cair, se aprende com a idade

Pois outra queda pode acontecer
Ser cowboy... Hum não é fácil ser cowboy

Ter que sorrir e saber chorar

E se cair, se levantar

Provar que é forte as vezes dói

Mais só assim, você vai ser cowboy...

Lenildo Silva

Cowboy, fiquei magoada quando cê me deixou assim, e piorei quando cê fugiu de mim. Mas agora eu tô melhor e já pensei bem direitin, prefiro cair do cavalo do que das mãos de um peão fraquin.

Carolina Patrocínio

Tnk's Marlboro Red eterno "Cowboy killers" Wayne McLaren me inspirava...

Ghraa Macedo

Ae cowboy! Por você eu abro porteira, toco berrante e monto no touro.

Gabriela Stacul

Sou um herói , não sou xerife , sou um cowboy
E você não pode me parar

Tiago do Prado

SER COWBOY E TER QUE SUPERA OS SEUS PRÓPRIOS LIMITES, E TER QUE SUPERA SUAS DORES DE CADA TUMBO ..MAS POR QUE CAÍMOS! PARA APREENDE A FICA DE PÉ.

Lenildo Silva

O Cowboy e a Universitaria
Galassi
Composição: galassi

Sou cowboy la do sertão
Trago no meu coração
Sonhos pra conquistar
Muitos trofeus na estante
Dinheiro, fama e um berrante
Pra poder me orgulhar
E pra minha vida solitária
O amor de uma universitaria
Do ultimo vestibular

Minha história meu amigo
Vem de um passado antigo
Que eu posso explicar,
Quando um amor adolescente
Foi desfeito prematuramente
Pra que ela pudesse estudar
A trouxeram pra esta cidade
E hoje nesta universidade
Sei que ela vai estar

Teve festa no educandário
E um rodeio universitario
La foi se realizar
Este cowboy errante
Que nunca foi estudante
La foi se matricular
Vencendo recebi a medalha
Das mãos da universitaria
Do ultimo vestibular

Indagaram me no instante
Se o trofeu era importante
E qual seria meu destino
Troco trofeu, fama e riqueza
Pelo amor desta princesa
Que amo desde menino
Volto pro sertão feliz
Com o trofeu que eu sempre quis
Que ela ela do melado

Sou cowboy la do sertão
Levo no meu coração
Os sonhos que conquistei
Na garupa a medalha
A garota universitaria
A mulher que sempre amei
Pra viver sempre comigo
Esta é minha história amigo
Que acabo de contar.

GALASSI cantor sertanejo

Eu recordo com muita saudade a fazenda onde me criei

A escola coberta de tábua e a professorinha com quem
estudei

Meu cavalo ligeiro de cela e as estradas que nele eu
passei

Tudo isso me vem na lembrança do tempo da infância que
longe eu deixei aí

Eu dançava nos fins de semana os bailinhos do velho
matão

O matungo pousava no toco seguro nas rédeas
manoqueando o chão

A sanfona gemia num canto com viola pandeiro e violão

Minha dama encurtava os passos sentindo o compasso do
meu coração aí

Esse tempo já vai bem distante tudo tudo na vida
mudou

O piquete das vacas leiteiras cobriu-se de mato enfim
se acabou

Os parentes mudaram de rumo e ninguém sabe também onde
estou

Despedi-me numa madrugada seguindo a estrada que Deus
me traçou aí

Adeus conceição do monte alegre adeus povo do bairro
cancã

Adeus pousada de boiadeiros abrigo dos peões de
echaporã

Lá reside o césar botelho que demonstra ser meu grande


Com saudade de todos vocês eu volto talvez num outro
amanhã aí

Desculpe se eu não falei de outras terras que andei

Lá pras bandas de argincê, são mateus também santa
ida

Daquela gente querida eu nunca vou me esquecer

João Carreiro Capataz

Você não se torna sertanejo, você nasce sertanejo!
Sertanejo não é um estilo, sertanejo é simplesmente uma raça, única e original!

Galássi cantor

DESABAFO DE UM SERTANEJO

Amigo você não me conhece
Então vou me apresentar
Sou de origem humilde
E humilde eu sou, até no jeito de falar
Mas com muito esforço e dedicação
Eu consegui me formar.

Não me chamo Zé Ruela, isso posso te afirmar
Domino o português, a gramática e suas regras,
Ponto e vírgula sei colocar
E se escrevo errado
não é por desconhecimento
E sim, por dessa maneira gostar.

Bem ao contrário destes impúberes
Que só se expressam em outros idiomas
Dizem net, set, hotmail, MSN
e que nem sabem o que significam
E quando abrem a boca
é só pra discriminar.

Não faço apologia
a qualquer forma de preconceito,
Negros, deficientes, velhos, sei lidar
todos trato com respeito
Até porque,
Velhos todos vamos ficar.

Se faço uso de algum verso
como da música “Amor de Violeiro”
é pelo romantismo que ela transmite
e que pessoas sensíveis sabem muito bem interpretar.
A viola é meu passatempo e dela não preciso pra me sustentar
Não sou empregado, sou patrão, dinheiro eu tenho pra gastar!

A pessoa que eu amar e que comigo se casar
O melhor plano de saúde terá, se acaso precisar
Pra beleza trago o Jassa e sua equipe pra cuidar
O carro pretendido todo mês ela pode trocar
Na Navelli, Texas, Motominas, Patrocar
Graças a Deus, em todas tenho crédito pra comprar.

A princesa da foto
é prenda de fino trato,
do fundo do coração, te digo, não duvide!
Falo sinceramente e não com sentido abstrato
Parabéns a você pai,
pela educação que nela reside.

Não é com insultos, frases coladas
e depreciações a terceiros
Que estes toscos a irão conquistar
Pois com minha filosofia, tenho sua simpatia e reciprocidade
E isso, nem em toda a eternidade
eles vão alcançar!

GALASSI

Galássi cantor