Pátria

Cerca de 161 frases e pensamentos: Pátria

A pátria de um porco encontra-se por toda a parte onde há bolotas.

François Fénelon

Para a mulher, a pátria é o lar, mas para o homem o lar é a pátria.

Gregório Marañón

A pátria, como tudo, és tu. Se for também a do teu adversário político, é já problemático haver pátria que chegue para os dois.

Vergílio Ferreira

Um pouco de internacionalização afasta-nos da pátria, muito reconduz-nos a ela.

Jean Jaurès

Minha pátria é a língua portuguesa.

Fernando Pessoa

A Patria, a honra, a liberdade...Nada disso!!:
O Universo gira em torno de par de nádegas e isso é tudo...

Jean-Paul Sartre

Pátria brasileira (esta comparação é melhor) é como se disséssemos manteiga nacional, a qual pode ser excelente, sem impedir que os outros façam a sua.

Machado de Assis

Nossa Pátria é o mundo inteiro, nossa Lei é a Liberdade.

Pietro Gori

Se eu entrar na guerra, luto pela pátria, se eu entrar pelo amor, luto por você.

Tiago Augusto da Cunha (mindinho)

"Minha Religião é o Amor, minha Pátria é o Mundo e minha Raça é a Humanidade"

Jorge Adoum

Pátria minha

A minha pátria é como se não fosse, é íntima
Doçura e vontade de chorar; uma criança dormindo
É minha pátria. Por isso, no exílio
Assistindo dormir meu filho
Choro de saudades de minha pátria.

Se me perguntarem o que é a minha pátria, direi:
Não sei. De fato, não sei
Como, por que e quando a minha pátria
Mas sei que a minha pátria é a luz, o sal e a água
Que elaboram e liquefazem a minha mágoa
Em longas lágrimas amargas.

Vontade de beijar os olhos de minha pátria
De niná-la, de passar-lhe a mão pelos cabelos...
Vontade de mudar as cores do vestido (auriverde!) tão feias
De minha pátria, de minha pátria sem sapatos
E sem meias, pátria minha
Tão pobrinha!

Porque te amo tanto, pátria minha, eu que não tenho
Pátria, eu semente que nasci do vento
Eu que não vou e não venho, eu que permaneço
Em contato com a dor do tempo, eu elemento
De ligação entre a ação e o pensamento
Eu fio invisível no espaço de todo adeus
Eu, o sem Deus!

Tenho-te no entanto em mim como um gemido
De flor; tenho-te como um amor morrido
A quem se jurou; tenho-te como uma fé
Sem dogma; tenho-te em tudo em que não me sinto a jeito
Nesta sala estrangeira com lareira
E sem pé-direito.

Ah, pátria minha, lembra-me uma noite no Maine, Nova Inglaterra
Quando tudo passou a ser infinito e nada terra
E eu vi alfa e beta de Centauro escalarem o monte até o céu
Muitos me surpreenderam parado no campo sem luz
À espera de ver surgir a Cruz do Sul
Que eu sabia, mas amanheceu...

Fonte de mel, bicho triste, pátria minha
Amada, idolatrada, salve, salve!
Que mais doce esperança acorrentada
O não poder dizer-te: aguarda...
Não tardo!

Quero rever-te, pátria minha, e para
Rever-te me esqueci de tudo
Fui cego, estropiado, surdo, mudo
Vi minha humilde morte cara a cara
Rasguei poemas, mulheres, horizontes
Fiquei simples, sem fontes.

Pátria minha... A minha pátria não é florão, nem ostenta
Lábaro não; a minha pátria é desolação
De caminhos, a minha pátria é terra sedenta
E praia branca; a minha pátria é o grande rio secular
Que bebe nuvem, come terra
E urina mar.

Mais do que a mais garrida a minha pátria tem
Uma quentura, um querer bem, um bem
Um libertas quae sera tamen
Que um dia traduzi num exame escrito:
"Liberta que serás também"
E repito!

Ponho no vento o ouvido e escuto a brisa
Que brinca em teus cabelos e te alisa
Pátria minha, e perfuma o teu chão...
Que vontade me vem de adormecer-me
Entre teus doces montes, pátria minha
Atento à fome em tuas entranhas
E ao batuque em teu coração.

Não te direi o nome, pátria minha
Teu nome é pátria amada, é patriazinha
Não rima com mãe gentil
Vives em mim como uma filha, que és
Uma ilha de ternura: a Ilha
Brasil, talvez.

Agora chamarei a amiga cotovia
E pedirei que peça ao rouxinol do dia
Que peça ao sabiá
Para levar-te presto este avigrama:
"Pátria minha, saudades de quem te ama…
Vinicius de Moraes."




in Antologia Poética

Vinicius de Moraes

CLAMOR

Em nome da Farda
Dedicamo-nos à Pátria,
Curvamo-nos ao Governo,
Obedecemos a Corporação,
Servimos a Sociedade,
Submetemo-nos à Imprensa,
Ausentamo-nos de Nossa Família...

Em nome da Segurança
A Pátria nos ostenta,
O Governo nos mantém,
A Corporação nos empenha,
A Sociedade nos cobra,
A Imprensa nos expõe,
Nossa Família nos lamenta...

Em nome da Honra
Clamamos:
Pátria, nos fortaleça!
Governo, nos valide!
Corporação, nos defenda!
Sociedade, nos apoie!
Imprensa, nos dignifique!
Nossa Família, não nos esqueça...

Pérola Neggra

Quem ama a sua pátria tem o dever de estar sempre com a espada na mão.

Juahrez Alves

Ó pátria amada, idolatrada;
Onde escondestes o sonho intenso deste raio vívido?
Teus enfadonhos campos,
outrora lindos,
já tiveram flores e os bosques já tiveram vida…
Agora só nos resta uma terra podre,
corrompida.

jepasa

Minha Pátria, Meu Amado Rincão
Autoria: Norma Aparecida Silveira de Moraes 26/08/13

Moro num país de grandeza sem par
Com paisagens de encantos mil
Terra, coração do planeta azul
Meu Rincão, amado Brasil

Uma terra de mil raças
Que de braços abertos recebe
Gente de toda a humanidade
Mistura perfeita que em toda raça se percebe

Meu Brasil de infinitos recantos
Da natureza e mar que encantam
A Energia Cósmica se espalhando
Em todo lugar que se andam

Terra que abraça, é celeiro
Tudo que nela planta é fartura
Grande em sua fertilidade
Seara de Deus por sua postura

Terra de clima tropical
Onde os frutos brotam e são maduros
Beleza e cheiros, cores e mil sabores
Alimento para todos no futuro

As flores são as mais belas
Diversas, perfumadas e coloridas
Os mares, águas azuis, magia pura
Rios, vales e montanhas emergidas

E o ar de pureza sem comparação
Enchendo meu pulmão a cada dia
Fluindo energia positiva e vital
Meu Brasil, pátria cheia de doce magia

Seu formato já diz tudo
Um imenso coração
É a alma do planeta
Fazendo-se vida em emoção

Cada estado com suas diferenças
Cultura e modo de vida representando
Infinidade, criatividade, é o seu povo
Diversidade vai agregando e desenhando

Pátria amada que emana sonhos e amor
Tem condições de seu povo alimentar
Celeiro abundante sempre renovando
Da robustez de seus filhos cuidar

Meu coração bate mais forte
Em cada lugar que visito e conheço
Seja por fotos, TV ou viajando
A cada dia descobrindo um novo começo

Pátria, BRASIL meu gigante, meu Rincão
Protegida por DEUS, Nosso Senhor
Suas belezas são encantadas sem outras iguais
A todos atraem com seu fulgor

A gente não se cansa de contemplar
Este chão tão querido, grande amor
Pátria adorada, de energia celestial
Nunca quero daqui me mudar

Suas festas são as mais belas e atraentes
Como lembrança o animado carnaval
Seu futebol, folclore, esportes, músicas
Agregando do moderno ao tradicional

A fé com sua mistura e diversidade
É uma grande e importante filosofia
Do povo respeitando as escolhas
Vivendo com liberdade e sabedoria

Até a política é um paradoxo
No vai e vem da contradição
Um dia alguns são a favor
No outro dia muda de estação

Meu Brasil, pátria moderna
Crescendo a cada dia no seu mundo
Tanta, riqueza, inteligência e criatividade
Vai avante fazendo seu tesouro mais profundo

Terra do esporte, religião e politica
Cada um na sua subjetividade
Mas cada núcleo constrói a célula
Somos todos um na diversa liberdade

Salve! Salve! Pátria amada
Um tesouro de múltiplas vidas conquistando
Brasileiros e simpatizantes que aqui fazem morada
Vamos de nossa pátria cuidando...

Vamos proteger nossas floresta, rios
Vamos cuidar da ecologia
Vamos empreender com sabedoria suas riquezas
Com sustentabilidade da economia

Deus salve nosso Brasil
De guerras e armas químicas, desviar
Proteja seus habitantes da inveja e da cobiça
Para que possamos felizes continuar

Salve o dia 07 de setembro
Dia de nossa independência
Que todos cuidem de sua morada
E também da paz, ética e consciência...

NORMA APARECIDA SILVEIRA DE MORAES

07 DE SETEMBRO, DIA DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL.
(Autora: Profª Lourdes Duarte)
Neste dia, em todos os recantos da nossa querida terra, BRASIL, comemora-se a independência, desta Pátria querida.
Rufam os tambores e as crianças nas escolas entoam o Hino Nacional Brasileiro, num clima de festa e orgulho por ser brasileiro.
O sentimento de patriotismo aflora no peito de todos com orgulho, repetem o gesto de D. Pedro Primeiro, quando num gesto bravo gritou: “ Independência ou Morte!
De lá para cá, o Brasil prospera, sendo hoje uma grande Nação. O País de todos os brasileiros.
O dia da independência de um país,é como a data da maioridade na vida de um jovem. Só depois da sua independência é que o país, pode crescer, progredir e caminhar com seus filhos, crescer e se avultar.
Sendo uma data importante para o País e para toda nação, merece destaque e comemoração, para que entendamos que a Pátria não é ninguém, somos todos nós! Este sentimento de patriotismo deve continuar forte no peito, porque a pátria precisa de filhos que a amem, que a defendam, que cobre dos seus representantes, que escolham bem os representantes, que denunciem as injustiças, que saiam as ruas de mãos dadas , quando necessário, com ordem, sem violência, porque quem ama cuida e jamais destrói.
Fazendo valer ao lema da nossa Bandeira: ORDEM E PROGRESSO! Sem ordem, o progresso tarda a chegar.
Feliz sete de setembro, dia da Independência do Brasil!

Prof Lourdes Duarte

Poema À Pátria

Ó pátria querida
Dona de um povo forte
Inspira-me em vida
Glorifica-me na morte

Pendão da esperança
Que tremula ao vento
Traga-me as lembranças
Daqueles bons momentos

O meu nacionalismo
Não posso mais postergar
Pois jurei diante do lábaro
Meu país sempre amar

Arthur Xenofonte

"Brasil, o mundo do contrário"

Lugar bom, gente feliz, tudo muito hilário.
Bola, samba, chope, festa, mundo relicário,
Mulher e homem (quem é quem?) saindo do armário
Fiel orando por um mundo todo ao contrário.

O certo tá errado e a razão é do plenário
Protesto, voto, copa, tudo enquanto eu trabalho
Agora eu pergunto, onde é que foi o meu salário?
Esse é nosso Brasil, o mundo do contrário!

E então?
Onde pararemos com esses vacilão?
Onde pisaremos se não temos chão?
Pra onde nós iremos, correremos? (NÃO!)
Olhe pro futuro e não desista irmão!

De gravata ou maloqueiro, nível igualado.
Infância já não tem mais um desenho animado,
Agora é crime, sangue, mundo marginalizado
Homem bomba ou civil, soldado assassinado!

Guerra e paz, eu já não sei mais qual é meu legado,
Se corro, se fico, ou rezo pra Ele, eu já estou parado.
Meu Deus ajuda, não nos deixe aqui abandonados!
Cercados de cães, selvagens ladrões, o mundo tá queimado!

Saimon Lima

Tenho a impressão de que a exclamação 'A pátria corre perigo!' não seja tão terrível quanto 'A cultura corre perigo!'

Máximo Gorki

Complicado aceitar a maldade e o olhar destemido de um jovem, que se torna bandido.
Complicado conviver com pessoas que incentivam o crime, através de leis e o estatuto, que protege o vagabundo.
Complicado ser a copa do mundo, em um país de “terceiro mundo”.
Complicado aceitar a hipocrisia e a sem-vergonhice de doutores e também de pobres malfeitores.
Complicado imaginar, o que jamais desejei ver passar, hoje cultura virou “ostentação”, como as músicas de baixo calão.
Complicado ser um mero cidadão, em um país que se perdeu, como um Argentino viajante, em meio à multidão, no país de Azerbaijão.
Complicado viver, ver e não falar,
Eu te amo meu Brasil, mas quero te alertar:
Hoje somos enganados, por “calhotas” engravatados.

Leonardo Sasse