Parabéns pelos 40 anos

Cerca de 548 frases e pensamentos: Parabéns pelos 40 anos

"Bom, o fato é que sem barba eu tirei uns 40 anos do rosto. Até pareço um jovem saudável de classe média se eu esconder todas as tatuagens e der um belo sorriso otimista. Só que eu não sou de sorrisos gratuitos".

Bento Qasual

E de repente me ví 40 ...

Me vi mais solta, me vi mais eu ...
De repente descobri caminhos , descobri atalhos , aconteceu ..
Descobri prazeres , labirintos que achava extintos no escuro breu ...
Me vi mais gente, em novas cores, novos amores...
Senti minha pele arder desejos , e minha boca sorver mais beijos !
Descobri minha alma mais leve e solta , como se fosse um beija flor ...
Senti carências , superei ausências , sentí mais gosto em fazer amor!
Descobri meu corpo , tesudo, louco , ansiar afoito por mais e mais ...


Aos 40 me descobri Mulher ....

Marlise Julião

...nunca precisei me dedicar 100% aos estudos, pois 40% já era o suficiente para suprir o que me era apresentado, partindo do principio que nunca fui nem me considero um gênio...

Alexandre Leonardo

16/5/2015 23;40

PORTANTO CONFIE EM DEUS,

MESMO QUE NO FINAL NÃO DE NADA CERTO...

NÃO ADIANTAR TENHA CERTEZA QUE VC...

TENTOU E FEZ O MÁXIMO POR ISSO...

W.M

17/5/2015/18/5/2015 13;12

16/5/2015 23;40

PORTANTO CONFIE EM DEUS,

MESMO QUE NO FINAL NÃO DE NADA CERTO...

NÃO ADIANTAR TENHA CERTEZA QUE VC...

TENTOU CONFIAR EM DEUS ....

E FEZ O MÁXIMO POR ISSO....

W.M

Se não posso ser seu sol; sua sombra não quero ser.
27/05/2014 - 14:40h

Edmilton Pedroso

Gente que esta solteira mas precisa cuspir 30 fotos de balada e 40 textos da Tati Bernadi por dia pra mostrar pro ex que superou e tá feliz.

Annynha Rodrigues

Existem pessoas com 40 que tem a mente de 10. Existem também jovens de 15 com a mente de 30. Idade, pra mim, não define moralidade.

Sabrina Niehues

Você com seu jeito atraente e rebuscado é um frio que se sente a 40 graus

Mark Mendonça

Aos 20 anos o homem acha sensacional ter um bom penteado, aos 40 ele acha sensacional ter cabelo.

Herbert Marcondes

Para mim só serve se for mulher bonita e inteligente, como você, no mínimo de 40 e no máximo de 60, já que estou na faixa de 62 para 102. Beijos.

Luiz Maria Borges dos Reis

O tempo passa rápido! Qualquer dia acordo com 40 anos, mas continuo curtindo: brilho, cor-de-rosa e coisinhas do meu tempo de meninice... algo de errado nisso?

Wana Karen CBM

Prefiro lidar com gente depois dos 40, são mais sábios, inteligentes e sabem viver. Gente nova com ideias tropeçadas me causam náuseas!
Ser sábio é ser seleto.

Báh Monteiro

Estava com 40 graus de febre. Meu corpo fervia sobre a cama, e eu apenas chorava. Não pelo fato de estar doente, e sim por conta da contradição que havia em mim. Eu poderia derreter de febre, mas o meu interior não mudava. Permanecia frio, congelado, inabitado, vazio. Aquilo era horrível, como se nada tivesse importância.

bruno passos

O maior mandamento /// Mt 22.34-40
Os Judeus na época de Jesus não tinham só a Torá (Pentateuco) como livro sagrado. Ao longo dos séculos os próprios Rabinos criaram conceitos segundo seus pensamentos e inseriram nos seus artigos religiosos.
Jesus é questionado por um fariseu “Qual o maior mandamento?” Jesus é direto e vai à Bíblia: amar a Deus e amar ao próximo...Jesus resume toda a lei nestes dois princípios, se quer dando ênfase as tradições rabínicas.
Tudo que não gira em torno do “maior mandamento” não serve para constituir a nossa vida religiosa.

Tiago Belinha

Olá bonita. Estou em guarulhos, embarcaremos 21.40. Entrei para falar o que voce já sabe, foi otimo nosso ultimo evento, mas como spre além da chave, do carregador, voce esqueceu o dindim da indy. Falo com o lê-lo na semana e te aviso pelo whats como fazer. Desejo um bom findi, e que as próximas semanas realmente sejam de muita malharão, física e laboral. Bjs te..,,, e te cuida.

Contes

“Quem na concha de sua mão mediu as águas...” (Is 40.12)



Por João Calvino

“Quem na concha de sua mão mediu as águas e tomou a medida dos céus a palmos? Quem recolheu na terça parte de um efa o pó da terra e pesou os montes em romana e os outeiros em balança de precisão?” (Isaías 40.12)

“Quem mediu?”. Depois de ter falado do cuidado amigável de Deus na defesa de seu povo, ele agora proclama seu poder, e confere-lhe todos os elogios possíveis, os quais, embora não produziriam menor impressão sobre nós, se não observássemos o objetivo do Profeta. À primeira vista, os leitores ignorantes acham que o Profeta multiplicou frases inacabadas, as quais seriam absurdas. Mas se olharmos para o seu objetivo, ele adorna o poder de Deus com um discurso oportuno e elegante, que é um verdadeiro apoio para a nossa fé, para que possamos não hesitar em crer que ele vai cumprir o que ele prometeu. Não é sem razão que Paulo diz que Abraão não hesitou, porque ele acreditava que Deus era capaz de realizar o que havia prometido (Rom 4.20,21). No mesmo sentido, também testifica de si mesmo, em outra passagem, "Eu sei em quem tenho crido; Deus é poderoso para guardar o meu depósito." (2 Tim 1.12).
Esse é também o sentido dessas palavras de Cristo: "Meu Pai, que mas deu é maior do que tudo." (João 10.29).
Assim, portanto, devemos continuamente lutar contra a desconfiança, e desde que Satanás nos ataca por vários artifícios, é de grande importância que as promessas de Deus devam ser consideradas por nós, para dar ao seu poder os louvores que merece. Agora, por causa da restauração do povo de Israel no cativeiro em Babilônia ser inacreditável, era necessário que as mentes piedosas fossem erguidas sobre o mundo, para que não vissem a graça de Deus como limitada a meios humanos.
Nós vemos que o profeta não se limita a ensinar que Deus é o Criador do céu e da terra, mas aplica ao presente assunto tudo o que se relaciona com o poder infinito de Deus; e numa forma como está fixada para a nossa orientação. Quando qualquer adversidade nos acontece, a nossa salvação fica escondida, e, como se uma nuvem tivesse vindo sobre nós, o poder de Deus fica oculto; somos tomados de espanto, como se o Senhor houvesse nos abandonado e nos esquecido. Vamos, portanto, não achar que o Profeta fala de algum assunto comum; pois se esta convicção do poder de Deus estiver profundamente enraizada em nossos corações, não ficaremos muito alarmados e nem seremos perturbados por qualquer calamidade que seja. Neste poder, como já dissemos, Abraão inclinou-se, para que pudesse cordialmente abraçar o que era de outra maneira incrível; e, consequentemente, Paulo afirma (Rom 4.18) que "ele esperava contra toda a esperança", pois ele acreditava que Deus era capaz de fazer o que ele tinha dito, e não vacilou ou cambaleou em sua mente. Somos, assim, ensinados a levantar os olhos acima deste mundo, para que não julguemos pelas aparências exteriores, mas acreditar que o que Deus falou se cumprirá; porque todas as coisas estão à sua disposição.
Embora esta convicção seja necessária a todos, eu disse que os judeus tinham grande necessidade dela; pois como foram fortemente oprimidos por inimigos muito poderosos, eles não tinham meios de escape e nenhuma esperança de libertação, e nada podia ser visto por todos os lados, senão um grande e terrível deserto. Em vão, portanto, seria a consolação a ser oferecida a eles, se não tivessem, por sugestão do Profeta, elevado suas mentes para o céu, e, ignorando as aparências das coisas, fixado todo o seu coração no poder de Deus.
Quando ele nomeia "medidas", que são usadas ​​por homens em pequenas coisas, ele acomodou a si mesmo à nossa ignorância; porque assim o Senhor frequentemente se comunica conosco, e faz comparações de assuntos que nos são familiares, quando ele fala de sua majestade; para que nossas mentes ignorantes e limitadas possam entender melhor a sua grandeza e excelência. Fora, pois, com todas as concepções grosseiras de Deus; porque sua grandeza excede em muito todas as criaturas, assim que o céu, e a terra, e o mar, e tudo o que eles contêm, embora sejam vastos em sua extensão, ainda, em relação a ele nada são.

Traduzido e adaptado por Silvio Dutra.

Calvino

“Com quem tomou ele conselho,.." (Is 40.14)

“Com quem tomou ele conselho, para que lhe desse compreensão? Quem o instruiu na vereda do juízo, e lhe ensinou sabedoria, e lhe mostrou o caminho de entendimento?” (Isaías 40.14)



Por João Calvino

“De quem tomou ele conselho?”. O Profeta expressa a mesma coisa de várias maneiras; para que saibamos que nada é mais tolo do que o homem, quando ele se aventura a elevar-se ao céu, examinar ou julgar por sua própria habilidade as obras de Deus. Nestas palavras, portanto, Isaías visa reprimir cada vez mais a insolência e a imprudência dos homens. Paulo cita esta prova para o mesmo fim, para nos impedir de julgar o inescrutável conselho de Deus; pois Deus não deseja que façamos uma inquirição a respeito de sua sabedoria, senão de uma forma sóbria e reverente (Romanos 11.34). Há uma diferença, que Paulo afirma que o mistério espiritual do evangelho não pode ser sondado pelo entendimento humano, enquanto que o profeta pronuncia uma afirmação, em termos gerais, sobre a providência de Deus. Mas em ambos os pontos devemos aprender a humildade, e trazer todos os nossos sentidos cativos à obediência. Toda a razão ou o entendimento que temos é mera escuridão, até que tenhamos sido iluminados por Cristo.

Traduzido e adaptado por Silvio Dutra.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Comentário dos livros do Velho Testamento:
http://livrosbiblia.blogspot.com.br/

Comentário do Novo Testamento:
http://livrono.blogspot.com.br/

Mensagens:
http://retornoevangelho.blogspot.com.br/

Escatologia (tempo do fim):
http://aguardandovj.blogspot.com.br/

Calvino

“Eis que as nações são consideradas por ele como um pingo...” (Is 40.15)



Por João Calvino

“Eis que as nações são consideradas por ele como um pingo que cai de um balde e como um grão de pó na balança; as ilhas são como pó fino que se levanta.” (Isaías 40.15)

“Eis que as nações são como uma gota de um balde”. Se quisermos compreender o que o Profeta está dizendo, e ler estas palavras com proveito, temos que (como eu comentei um pouco antes) entender o seu desígnio. Ele não celebra a grandeza de Deus de uma forma isolada, mas a exalta com a máxima adaptação possível ao presente assunto, para que os israelitas pudessem saber que somente este escudo é suficiente para protegê-los, e que eles não terão motivos para temer os esforços, ou a raiva, ou a violência do mundo, se Deus estiver reconciliado com eles, e para que eles pudessem, assim, aprender a valer-se da proteção de Deus; pois se não estivessem totalmente convencidos disso, surgiriam a todo momento várias causas de desespero. Isaías, assim, continua o assunto, quando diz que todas as nações e os povos nada são em comparação com Deus; porque, simplesmente soprando sobre eles, vai espalhar como pó miúdo todos os habitantes da terra. Em consequência do nosso ser excessivamente propenso e tolamente engenhoso na elaboração de motivos para desconfiança, imaginamos que tudo o que Satanás faz com o propósito de prejudicar a salvação bloqueia o caminho de Deus. Para a finalidade da correção deste erro, o Profeta declara que todas as criaturas nada são diante de Deus, e que todas as nações se assemelham a pequenas e insignificantes gotas de água. Daí inferimos que nada pode ser mais contrário à razão do que exaltar criaturas por causa da diminuição do poder de Deus, o qual é alto, acima de tudo, e deve ser por isso reconhecido.

Traduzido e adaptado por Silvio Dutra.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Comentário dos livros do Velho Testamento:
http://livrosbiblia.blogspot.com.br/

Comentário do Novo Testamento:
http://livrono.blogspot.com.br/

Mensagens:
http://retornoevangelho.blogspot.com.br/

Escatologia (tempo do fim):
http://aguardandovj.blogspot.com.br/

Calvino

“Nem todo o Líbano basta para queimar, nem os seus animais, para um holocausto.” (Isaías 40.16)



Por João Calvino

“O Líbano não seria suficiente”. Ou seja, "Se temos de sacrificar a Deus de acordo com o que ele merece, nem todo o Líbano, nem os animais que pastam sobre ele, seriam suficientes para um sacrifício." Por várias formas de expressão o Profeta discorre sobre esse poder de Deus, para que os homens, sendo convencidos disso, possam não se importar com qualquer coisa que seja relativa às criaturas e todas as suas forças. No entanto, o profeta parece falar expressamente da adoração a Deus, a fim de levar os leitores a renderem uma mais profunda reverência a Ele; como se ele tivesse dito: "Você se atreverá a medir pelo seu próprio julgamento o poder de Deus, a quem você não estará preparado para adorar corretamente, mesmo que você pudesse apresentar-lhe todos os animais e toda a madeira que estão no Líbano?" Daí alguns inferirem que nenhum homem pode se credenciar ao favor de Deus através de sacrifícios. Isso, de fato, é verdade; mas nós devemos, como já foi dito, considerar o desígnio do Profeta, que, com o propósito de incentivar os judeus a acalentarem forte confiança, mostra que em comparação com Deus todas as coisas são nada.

Traduzido e adaptado por Silvio Dutra.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Comentário dos livros do Velho Testamento:
http://livrosbiblia.blogspot.com.br/

Comentário do Novo Testamento:
http://livrono.blogspot.com.br/

Mensagens:
http://retornoevangelho.blogspot.com.br/

Escatologia (tempo do fim):
http://aguardandovj.blogspot.com.br/

Calvino