Para minha Filha pequena dedicatoria

Cerca de 594 pequena dedicatoria Para minha Filha

Sabe o que é lindo? Realmente lindo pessoal??
Ser tão pequeno e ser filho(a) de um Deus tão grande,que me ama,que te ama,que nos ama com grande amor.

Deborah Karvalho

Uma relação saudável entre mãe/filho e/ou mãe/filha resulta numa relação saudável sogra/nora e/ou sogra/genro. A segunda relação é reflexo da primeira.

Elis Busanello

83 conselhos de Gurdjieff a sua filha

1. Fixa tua atenção em ti mesma, sê consciente em cada instante do que pensas, sentes, desejas e fazes.
2. Termina sempre o que começaste.
3. Faz o que estiveres fazendo o melhor possível.
4. Não te prendas a nada que com o tempo venha a te destruir.
5. Desenvolve tua generosidade sem testemunhas.
6. Trata cada pessoa como um parente próximo.
7. Arruma o que desarrumaste.
8. Aprende a receber, agradece cada dom.
9. Para de te autodefinir.
10. Não mintas, nem roubes, pois estarás mentindo e roubando a ti mesmo.
11. Ajuda teu próximo sem torná-lo dependente.
12. Não desejes que te imitem.
13. Faz planos de trabalho e cumpre-os.
14. Não ocupes demasiado espaço.
15. Não faças ruídos nem gestos desnecessários.
16. Se não tens fé, finge tê-la.
17. Não te deixes impressionar por personalidades fortes.
18. Não te apropries de nada nem de ninguém.
19. Reparte equitativamente.
20. Não seduzas.
21. Come e dorme o estritamente necessário.
22. Não fales de teus problemas pessoais.
23. Não emitas juízos nem críticas quando desconheceres a maior parte dos fatos.
24. Não estabeleças amizades inúteis.
25. Não sigas modas.
26. Não te vendas.
27. Respeita os contratos que firmaste.
28. Sê pontual.
29. Não invejes os bens ou sucesso do próximo.
30. Fala só o necessário.
31. Não penses nos benefícios que advirão da tua obra.
32. Nunca faças ameaças.
33. Realiza tuas promessas.
34. Coloca-te no lugar do outro em uma discussão.
35. Admite que alguém te supere.
36. Não elimines, mas transforma.
37. Vence teus medos, cada um deles é um desejo camuflado.
38. Ajuda o outro a se ajudar a si mesmo.
39. Vence tuas antipatias e te acerca de quem queres rejeitar.
40. Não reajas ao que digam de bom ou de mau sobre ti.
41. Transforma teu orgulho em dignidade.
42. Transforma tua cólera em criatividade.
43. Transforma tua avareza em respeito pela beleza.
44. Transforma tua inveja em admiração pelos valores alheios.
45. Transforma teu ódio em caridade.
46. Não te vanglories nem te insultes.
47. Trata o que não te pertence como se te pertencesse.
48. Não te queixes.
49. Desenvolve tua imaginação.
50. Não dês ordens só pelo prazer de ser obedecido.
51. Paga pelos serviços que te prestam.
52. Não faças propaganda de tuas obras ou ideias.
53. Não trates de despertar, nos outros em relação a ti, emoções como piedade,
admiração, simpatia e cumplicidade.
54. Não chames atenção por tua aparência.
55. Nunca contradigas, cala-te.
56. Não contraias dívidas, compra e paga em seguida.
57. Se ofenderes alguém, pede desculpas.
58. Se ofendeste publicamente, desculpa-te igualmente em público.
59. Se te dás conta de que te equivocaste, não insistas por orgulho no erro e desiste imediatamente de teus propósitos.
60. Não defendas tuas antigas ideias só porque tu as enunciaste.
61. Não conserves objetos inúteis.
62. Não te enfeites com as ideias alheias.
63. Não tires fotos com personagens famosos.
64. Não prestes contas a ninguém, sê teu próprio juiz.
65. Nunca te definas pelo que possuis.
66. Nunca fales de ti sem te conceder a possibilidade de mudança.
67. Aceita que nada é teu.
68. Quando pedirem a tua opinião sobre alguém, fala somente de suas qualidades.
69. Quando adoeceres, em vez de odiar esse mal, considera-o teu mestre.
70. Não olhes com dissimulação, olha fixamente.
71. Não te esqueças de teus mortos, mas limita-os em um espaço que não lhes permita invadir toda a tua vida.
72. Em tua moradia, reserva sempre um lugar ao sagrado.
73. Quando realizares um serviço, não ressaltes teus esforços.
74. Se decidires trabalhar para alguém, trata de fazê-lo com prazer.
75. Se estás em dúvida entre fazer ou não fazer algo, arrisca-te e faz.
76. Não queiras ser tudo para teu cônjuge; admite que busque em outras pessoas o que não lhe podes dar.
77. Quando alguém tenha seu público, não tentes contradizê-lo e roubar-lhe a audiência.
78. Vive dos teus próprios ganhos.
79. Não te vanglories de aventuras amorosas.
80. Não exaltes as tuas debilidades.
81. Não visites alguém só para preencheres o teu tempo.
82. Obtém para repartir.
83. Se estás meditando e um diabo se aproxima, bota-o a meditar também…

Gurdjieff

sou filha da natureza
quero pegar,sentir,tocar,ser.
e tudo isso ja faz parte de um todo
de um misterio
sou uma só...sou um ser
e deixo que voce seja.isso lhe assusta?
creio que sim.mas vale a pena.
mesmo que doa.dói só no começo

Clarice Lispector

À Filha

Sabemos filha, que não nos pertence
Unimo-nos por laço e por nó
O nó é o amor que lhe facultamos naturalmente
O laço permite o desate de sua alma impenetrável
Dos seus pensamentos e sonhos
Que ao se realizarem, farão parte do todo
Na formação singular de sua personalidade.
Nós somos os arqueiros, você a flecha
Nós a direcionamos para o alvo que achamos mais propício
Mas, você é quem conduzirá a trajetória à vida.
Nesse curto caminho que viveu
Mostrou-nos que adquiriu sabedoria
E criou para si valores merecedores de estima
Dos quais nos orgulhamos imensamente
E só temos de agradecê-la, filha.

Te amamos

Maria da Penha Boina

Nestes poucos e dolorosos dias que você partiu para eternidade mamãe Sisi confabulando com minha dor cheguei a uma simples conclusão que nunca sabemos onde está uma despedida. Maravilhosa e cruel à vida! Tudo pode acontecer... Separar-se contém sempre a hipótese da despedida. Por isso, uma dor sempre se infiltra em cada afastamento.
Ainda que para ir ali pertinho e logo voltar... Um simples "até já" pode conter inimagináveis “nuncas”...
Tenho descoberto nestas mais de 50 horas que você partiu deste mundo minha mãe, que nada é mais importante que a atenção que damos para aqueles que amamos. Ao receber a noticia que você não estava mais aqui na “escola terra”, a vontade de ti abraçar foi tão grande que senti você em meus braços e meu coração se encheu de esperanças e mais certezas, que um dia voltaremos a estarmos juntas e com nossas almas mais preparadas e dispostas a viverem a plenitude do amor e da compreessão.
Em tão poucas horas que você fez a viagem mamãe consigo perceber como perdi tempo com brigas e discussões bestas... Com sua partida minha “mamita bebota”, Consigo perceber agora neste exato momento mamãe (28/01/214 as 4:42) tentando organizar,avaliar e expressar meus sentimentos em palavras que precisamos da destruição para renascer e se regenerar, por que o que pensamos ser destruição não passa de uma transformação. As minhas lágrimas de tristezas são inevitáveis minha florzinha mamãe, no entanto sinto que sofrer é uma opção, depois das 3 maiores despedidas de minha vida ( papai avô Tobias, Mamãe avó Dilma e agora a mamãe Sisi) consigo perceber que a separação representa um estado momentâneo que não significa o corte de uma relação ou ruptura de um vinculo afetivo, mas uma interrupção necessária para seguirmos o nosso próprio trajeto, na minha humilde opinião de alma atrasada que precisa e quer muito evoluir, definitivamente não existe perda! Como disse um grande filósofo: “ na natureza nada se perde tudo se transforma”. Segundo os ensinamentos espíritas que há muitos anos eu tento aprender e usar na minha vida (infelizmente a maioria das vezes sem sucesso) é preciso apreendermos a nos despedir do apego, aprender o desapego das coisas, das pessoas, dos costumes,das vontades, creio que desapego não é desprezo, e sim aceitar de boa vontade, essas transformações em nossas vidas, designadas por Deus.
O conhecimento espiritual que durante anos venho tentando absorver mostrou-me a necessidade do fim, que na realidade não é fim e sim o recomeço, ou um novo começo! A REGENERAÇÃO...O corpo orgânico morre, porém a alma liberta-se, e torna-se espírito livre, portanto, para mim, MORRER SIGNIFICA UMA NOVA VIDA! COMO ESCREVEU KARDEC “O QUE CHAMAIS DESTRUIÇÃO NÃO PASSA DE UMA TRNSFORMAÇÃO ...
Mamãe fica tranquila aí onde você está, que esta dor que eu estou sentindo vai passar, e logo vai dar espaço para recordar as lindas pérolas que nos deixaste... Te amo muito e sempre te amarei até o amor não conseguir lembrar dos começos e dos temporários finais....

Ana Tereza de Araújo Bulcão

Minha amada mamaezinha Silica Araujo .....Já estou com o meu coraçãozinho tão apertado de te deixar aqui no Brasil...... Você sabe como eu gostaria de está vivendo pertinho de você...e sei que você sente que sempre pode contar comigo incondicionalmente eu estando onde eu esteja ... Muitas vezes sou um ser humano tão iguinorante que mesmo em busca do crescimento espiritual, me esqueço que as provações são as maiores provas para a evolução de nossa alma e acabo xingando a vida que eu mesma escolhi antes de encarna aqui na escola terra e me sai < A vida e o destino é cruel de nos separar geograficamente neste momento tão delicado de sua vida >, Mas tento renovar minha fé e acreditar com todo meu coração que a vida sabe o que faz e trabalha para o nosso melhor.....Minha mãe eu me sinto tão impotente tão pequena em não pode fazer nada para você restabelecer sua saúde..... Mas ai eu me lembro que tenho de ter mais fé em Deus e confiar nele e continuar orando para Deus continuar te dando força para você continuar sendo essa guerreira e cumprir sua batalha nesta oportunidade que temos aqui neste planeta de crescer e evoluir .......Me desculpa se muitas vezes eu não tenha sido uma filha boa para você, Minha alma é ainda muito atrasada para compreender a vida, Mas jamais deixarei de tentar......Minha mamãe Sisi me prometa aqui publicamente que você não vai perder essa sua garra de lutar com unhas e dentes pela sua saúde e acreditar do fundo do seu coração que logo logo você estará pronta para lutar em outras batalha mais alegre e leve, assim podendo voltar a celebrar a vida com sorrisos contagiantes e felizes ... Te amo minha mãe...........muito....

Ana Tereza de Araújo Bulcão

Filha das Trevas

Sou filha da Noite
Das Trevas
Da Lua
E do Sangue
Criada na solidão
Vivo na escuridão
Vago pela estrada sombria
Em busca do que foi perdido
Na encruzilhada do destino
Sou aquela que causa medo
Desejo, prazer, e sedução.
Minha voz é como uma canção.
Meus olhos refletem a sedução,
Por pura provocação.
Consumindo seu ser no fogo do desejo.
Da dor, o êxtase
Do grito, meu prazer
Seu sangue é o meu alimento
Que busco a cada escurecer.
Sou a criança que vaga
Quando o por do sol chega
Percorro meu caminho
Em busca do que jamais posso ter
Em um destino sombrio
De batalhas e prazer

Sophie Melisandre (Queli Tavares)

VALENTINA

Esses milênios todos que vivi tentando corrigir imperfeições, foram tempos preciosos que perdi; só fiz por merecer mais provações. Encarnei rico e vi na caridade o meio de exibir a minha riqueza. Depois, vim pobre, e por sagacidade, tirei um bom proveito da pobreza. Alma fechada, oposta à evolução, visando a carne, indiferente à morte, jamais cuidei da minha salvação. O hedonismo sempre foi meu norte. Fui cego, surdo, mudo e mutilado. Também já vim com a forma de Narciso; matei por vício, e após fui trucidado. Sofrendo o talião tão justo e preciso porém nesses milênios que passei atravessando a terra ou atravessando espaços uma coisa eu conservei, qual chama viva a iluminar meus passos. Começou nesta encarnação, quando Valentina nasceu, enfim. E pelo tempo afora desde então, não sei se vivo nela ou ela em mim. Essa paixão que a cada dia aumenta, de beijos e carinhos se alimenta na terra e ficará pelo espaço eternamente. Ela fez tornar-me ao Carma indiferente, transformou o averno em mundo de magia, e a Terra triste em Éden de alegria. Por isso, morrerei, quando for a hora, sabe lá o dia, com alegria; mas mal conterei em frente à Deus a minha rebeldia, que tão logo na família dela quero reencarnar. Ao que presumo, a aprovação, com base no livre arbítrio, consiste apenas em me acompanhar. E temo que ao findar aqui a minha missão, pelo umbral eu fique um tempo a gravitar. E se por lá ficar, ao ver-me órfão deste amor bendito, sentir-me-ei, então como um proscrito, sem luz, sem guia, e longe da verdade. Mas hoje, com dias e horários marcados para buscá-la já fico aflito, enlouquecido, ébrio de amor, carpindo no infinito o Carma doloroso da saudade...

Alessandro Lo-Bianco

A folha, o tempo
A filha do vento
A saudade, a dor
Os dias e seu resplendor
A vida e o amor
A estarem juntos
Julgarem mudos
Toda a solidão do mundo.

Rebecca Salomão de Carvalho

Parabéns!

Minha querida filha Márcia que este dia se torne muito especial e que ao receberes esta mensagem,teu coração pulse de amor.
Quero te agradecer filha,por teres partilhado a tua jovem vida com a mãe que te ama para todo o sempre.
Quero encher esta mensagem de amor, muita luz,sorrisos e todas as palavras ao nível da tua bondade.
Quero te enviar, até essa distancia que nos separa em oceanos,todos os corações que te apreciam.
Quero te enviar todo o amor ,toda a paz que tu filha querida mereces.
Quero que a felicidade ande de mãos dadas contigo, para continuarem a fazer felizes, todos os que passam no vosso caminho.
Com a certeza que Deus ao te trazer a este mundo. foi para o ajudares na sua enorme obra e que Deus te descreve sorrindo.
Com todo o amor de mãe.
Feliz aniversário minha querida filha













Irene Bernardo

Dedico este livro a minha linda filha Valentina. A cada palavra, um balanço pelas franjas da sua sabedoria que, ao longo do seu crescimento, será como ventos a trocar estação pelas cortinas das suas janelas. Todo o meu amor.

Alessandro Lo-Bianco

Uma flor em meu jardim, iluminada, translucida com toda sua meiguice, ah como é bom ser menina, viver leve como as asas de um beija-flor simples como um por do sol, como a natureza desta beleza é sutil e encantadora, ahh como é bom ter uma flor em meu jardim.... amo profundamente as flores do meu jardim.

Renata Quintas

A mãe de minha esposa é gente fina, mais quando tenho que encarar minha sogra, aí a coisa engrossa!

bima

Victória Gabriely!
É quando pego você em meus braços que minhas dúvidas vão todas embora!
Embora você tenha sido concebida em um momento de dor, ter você foi um presente de Deus, agradeço ao Pai por ter enviado você para apaziguar meu coração filha, você é tão pequenina mais não sabe quão bem me faz!
É por você que levanto a cada manhã disposta a encarar os desafios que a vida me dar, é por você que levanto de cada queda mais forte, e mesmo que a vida venha a me provar com você ao meu lado sei que vencerei cada batalha que a mim for dada, nossa minha filha, não tenho palavras para descrever o quanto te amo, quando olho pra você vejo que em meio às turbulências que passei, foi você que me ajudou a emergir desse rio chamado vida!
Sei que tudo na vida tem um propósito, como também sei que você não é fruto de um acaso, quando olho pra você minha pequena, vejo um ser pequenino com alma de anjo, um anjo que em forma humana me fez enxergar que posso seguir meu caminho e tirar dele todos os obstáculos que encontrar, eu te amo e agradeço a Deus por você ser a minha estrela guia!
Seu nome foi escolhido por Deus antes mesmo da sua concepção, tenho certeza de que Vitória não é só seu nome, você é a própria Vitória, a minha Vitória!
Te amo anjo da minha vida!

Arenilda Oliveira

Minha Pequena

...pequenina mulher,
ainda é só uma menina,
uma parede a se erguer frágil
[tudo invenção]
invenção de sua personalidade
para esconder suas muralhas...
menina, menina, menina...
[não me pertences, deveras]

mas posso reproduzir a impressão que tuas mãos me causam:
se disser que nunca vi em mão alguma dedos tão
nitidamente dóceis - diria a verdade, eu.

Minha pequena,
se possível fosse dividir-me em partes mínimas e
cada partícula pudesse ser julgada em separado,
certamente cada pedacinho da minha existência seria
uma nota musical para harmonizar a tua vida,
para encher de riso a tua boca...

Ah, o teu riso!
Teu riso é tão puro que não me lembro se de alguma brisa
senti tamanho favor. Clara Dawn

(Minha Pequena - por Clara Dawn – dedicado à Thálitha Miranda)

Clara Dawn

Clara,
Estou te recriando, minha pequena estrela. Parece luz correndo em labirinto! Estou te lapidando em noites de lua cheia, sinto você no ar, estou te recriando rosa branca... Te recriei em gotas de conta-gotas, gotas de flocos de mel, como orvalho da manhã...

DanniCalifornia

No silencio de todas as noites... te vejo chorar.
Como choras? Toco seu rosto para te consolar...

Porque choras?

Meu pai não chega? Teu pai te abandonou?

Por que choras tanto? Em soluços infindáveis, um rio de lágrimas se escoa...

Sinto agora, a mesma dor.

Não sei porque choras... mas agora, choro também.

Roberta Gomes Mola