Pão e Circo para o Povo

Cerca de 2246 frases e pensamentos: Pão e Circo para o Povo

Um pedaço de pão comido em paz é melhor do que um banquete comido com ansiedade.

Esopo

No banquete da vida a amizade é o pão, e o amor é o vinho.

Paolo Mantegazza

Temos de ir à procura das pessoas, porque podem ter fome de pão ou de amizade.

Madre Teresa de Calcuta

Ele (Jesus Cristo) foi o primeiro comunista. Repartiu o pão, repartiu os peixes e transformou a água em vinho.

Fidel Castro

A liberdade é mais importante do que o pão.

Nelson Rodrigues

O pobre prefere um copo de vinho a um pão, porque o estômago da miséria necessita mais de ilusões que de alimento.

Georges Bernanos

O que eu faço é simples: ponho pão nas mesas e compartilho-o.

Madre Teresa de Calcuta

O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação.

Oscar Wilde

O mestre disse: Pode-se induzir o povo a seguir uma causa, mas não a compreendê-la.

Confúcio

O povo nunca é humanitário. O que há de mais fundamental na criatura do povo é a atenção estreita aos seus interesses, e a exclusão cuidadosa, praticada sempre que possível, dos interesses alheios.

Fernando Pessoa

A religião é o ópio do povo.

Karl Marx

O povo, por ele próprio, quer sempre o bem, mas, por ele próprio, nem sempre o conhece.

Jean-Jacques Rousseau

Para bem conhecer a natureza dos povos, é necessário ser príncipe, e para bem conhecer a dos príncipes, é necessário pertencer ao povo.

Niccolo Maquiavel

Um povo que não sabe nem escovar os dentes não está preparado para votar.

João Batista Figueiredo

Quero o circo todo a que tenho direito: sedução, fantasia, tempo. Quero um romance longo, quero intimidade. Fazer cena de ciúme, terminar, voltar, amar, brigar de novo, telefonar, pedir desculpas, retornar. Amantes bem comportadas são um tédio."

Martha Medeiros

"No palco, na praça, no circo, num banco de jardim, correndo no escuro, pichado no muro... Você vai saber de mim."

Chico Buarque

JOSÉ

E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
e agora, Você?
Você que é sem nome,
que zomba dos outros,
Você que faz versos,
que ama, protesta?
e agora, José?

Está sem mulher,
está sem discurso,
está sem carinho,
já não pode beber,
já não pode fumar,
cuspir já não pode,
a noite esfriou,
o dia não veio,
o bonde não veio,
o riso não veio,
não veio a utopia
e tudo acabou
e tudo fugiu
e tudo mofou,
e agora, José?

E agora, José?
sua doce palavra,
seu instante de febre,
sua gula e jejum,
sua biblioteca,
sua lavra de ouro,
seu terno de vidro,
sua incoerência,
seu ódio, - e agora?

Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora?

Se você gritasse,
se você gemesse,
se você tocasse,
a valsa vienense,
se você dormisse,
se você cansasse,
se você morresse...
Mas você não morre,
você é duro, José!

Sozinho no escuro
qual bicho-do-mato,
sem teogonia,
sem parede nua
para se encostar,
sem cavalo preto
que fuja do galope,
você marcha, José!
José, para onde?

Carlos Drummond de Andrade

INSCRIÇÃO PARA UM PORTÃO DE CEMITÉRIO
Na mesma pedra se encontram,
Conforme o povo traduz,
Quando se nasce - uma estrela,
Quando se morre - uma cruz.
Mas quantos que aqui repousam
Hão de emendar-nos assim:
"Ponham-me a cruz no princípio...
E a luz da estrela no fim!"

Mario Quintana

A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.

Adam Smith

Democracia quer simplesmente dizer o desencanto do povo, pelo povo, para o povo.

Oscar Wilde