Palavras Sábias de Amor

Cerca de 363 palavras Sábias de Amor

Em última análise, amam-se os nossos desejos, e não o objeto desses desejos.

Friedrich Nietzsche

Aqueles que se amam e são separados podem viver sua dor, mas isso não é desespero: eles sabem que o amor existe.

Albert Camus

Tão bom morrer de amor! e continuar vivendo...

Mário Quintana

Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor.

William Shakespeare

Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.

Friedrich Nietzsche

É um amor pobre aquele que se pode medir.

William Shakespeare

Bilhete

Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...

Mário Quintana

Os homens de poucas palavras são os melhores.

William Shakespeare

Ainda não vi ninguém que ame a virtude tanto quanto ama a beleza do corpo.

Confúcio

Não ser amado é falta de sorte, mas não amar é a própria infelicidade.

Albert Camus

Assim que se olharam, amaram-se; assim que se amaram, suspiraram; assim que suspiraram, perguntaram-se um ao outro o motivo; assim que descobriram o motivo, procuraram o remédio.

William Shakespeare

Sou demasiado orgulhoso para acreditar que um homem me ame: seria supor que ele sabe quem sou eu. Também não acredito que possa amar alguém: pressuporia que eu achasse um homem da minha condição.

Friedrich Nietzsche

Amar uma pessoa significa querer envelhecer com ela.

Albert Camus

O homem tem duas faces: não pode amar ninguém, se não se amar a si próprio.

Albert Camus

Tarde demais o conheci, por fim; cedo demais, sem conhecê-lo, amei-o.

William Shakespeare

Amar é...
sorrir por nada e ficar triste sem motivos
é sentir-se só no meio da multidão,
é o ciúme sem sentido,
o desejo de um carinho;
é abraçar com certeza e beijar com vontade,
é passear com a felicidade,
é ser feliz de verdade!

Albert Camus

Procure me amar quando menos mereço, pois é quando mais preciso.

Mário Quintana

Amamos a vida não porque estamos acostumados à vida, mas a amar. Há sempre alguma loucura no amor, mas há sempre também alguma razão na loucura.

Friedrich Nietzsche