Organização

Cerca de 144 frases e pensamentos: Organização

Na maioria das vezes o nosso maior concorrente está dentro e não fora da organização.

Ildo José Vivan

Acredite, tudo na vida requer organização, planejamento e trabalho, não esqueça do último.

Rodrigo Fila

Em qualquer tipo de organização nenhum capital humano é novo demais que não possa aprender ou velho demais que não possa se adaptar.

Érico Teixeira

ENTREVISTA: MARCIO FUNGHI DE SALLES BARBOSA -
DEPRESSÃO
A Organização Mundial da Saúde nos alerta para o fato de que a Depressão já é a quarta causa de incapacitação para o trabalho (Folha de São Paulo de 12/12/2001) e que deverá chegar a ser a segunda causa em 10 anos, a persistirem os atuais indicadores de piora sócio-econômica.
O psiquiatra Márcio Funghi de Salles BARBOSA fala sobre a Depressão e nos mostra como identificar seus sintomas.
INFO: Qual o papel do estresse sobre a depressão?
BARBOSA: Nas depressões adquiridas o estresse é o fator desencadeante e dependendo da sua intensidade e dos fatores do indivíduo, poderemos ter depressão aguda (súbita) ou crônica (com uma formação mais demorada). Na depressão aguda o fato estressante aniquila o indivíduo e este cai em profundo abatimento, podendo chegar ao suicídio, se não lhe dermos provas rápidas de que existe solução para seu problema.
INFO: Na depressão crônica, o estresse é mais brando?
BARBOSA: Nem sempre. Muitas vezes, a um estresse intenso, pode surgir um quadro depressivo de longa duração, um pouco mais brando que no momento inicial, mas de forma também destruidora. Na maioria das vezes a depressão crônica é precedida de uma série de acontecimentos que geram estresses e depois de algum tempo, cria-se um estado de preocupação com o que está para acontecer, chamado de Distress, que é o DIStúrbio do esTRESSe. Aos poucos ele gera uma deficiência de substâncias químicas no sistema nervoso, levando o indivíduo à depressão.
INFO: Existem também depressões por problemas orgânicos?
BARBOSA: Sim, existem as chamadas “depressões orgânicas”, isto é, causadas por distúrbios orgânicos, como a epilepsia, a esquizofrenia, a AIDS, a arteriosclerose, o câncer e tantas outras doenças. Há a Depressão Puerperal, que surge no período da gravidez, podendo acompanhá-la, ou surgir no pós-parto. Existe também, um outro tipo, chamado de Depressão Maior, causada pela herança genética, e que se traduz por múltiplas deficiências no Sistema Nervoso, que, quando alterna depressão com um comportamento agitado, euforizante, é chamado de Transtorno Bipolar. Recentemente foi descoberto um gene, o 5-htt, que pode variar no seu tamanho. Quando encurtado, por fatores de perturbação genética, ele coloca as pessoas mais sensíveis ao estresse e à depressão, dificultando o transporte e o formação de substâncias químicas no cérebro, predispondo ao aparecimento da depressão.
INFO: É possível haver cura da depressão sem tratamento?
BARBOSA: É possível e ocorre mais em pacientes com depressão, com surgimento devido a reação a problemas físicos, situacionais ou em momentos de extrema tristeza.
Temos a necessidade de lembrar, que na Depressão Maior, a primeira crise costuma ceder com medicamento mesmo errado, ou insuficiente, ou ainda sem medicamento nenhum. Mas poderá voltar em novos surtos, muitas vezes mais intensos que o primeiro. O maior problema é o estrago causado nos neurônios (células nervosas) a cada recaída, com chances de levar a consequências graves, duradouras, como problemas vasculares, de memória, de equilíbrio (confundido com labirintite), dentre outros. E é difícil, para o leigo, saber se a sua depressão é passageira, ou orgânica. Requer análise de um especialista qualificado. Isto não está sendo posto, para significar: "todo mundo que sofre uma tristeza, deve ir ao psiquiatra", mas para tornar consciente as pessoas, de buscarem ajuda, se o estado de tristeza persistir.
INFO: Psicoterapia ou medicação, qual o melhor tratamento?
BARBOSA: Certa vez um clínico nos ligou, para pedir-nos que déssemos uma bronca em uma nossa paciente, que havia ido a um “curador”, numa tentativa de se curar da depressão. O acalmamos e quando ela chegou, com medo da bronca, lhe perguntamos se tinha conseguido alguma ajuda. Ao dizer que não, respondemos: ”Que pena!”
Coitado de quem se julga capaz de usar um só recurso, para todos os clientes. Vai perder muitos...
INFO: Que tipos de problemas costumam ser observados no tratamento com medicamentos na cura da depressão?
BARBOSA: Os problemas observados costumam ser passageiros e se referem à adaptação medicamentosa, sendo os mais comuns: ligeiro atordoamento, sonolência leve e queixas gastrintestinais, como náuseas leves, formação de gases com abdome distendido e por mais frequentemente, prisão de ventre. Ao se receitar um antidepressivo, observamos os efeitos colaterais e se não forem atenuados, ao nível da boa tolerância, devemos procurar outros compostos. Como a maior incidência é de problemas digestivos, junto com os medicamentos, nós estamos instituindo farta dieta líquida, frutas com aveia e mel, verduras, fibras e estamos contentes com os resultados obtidos com a inserção de lactobacilos no dia a dia dos nossos pacientes. Eles agem impedindo a agressão mais severa dos medicamentos e temos visto casos de correção imediata do intestino preso, ressecado, levando ainda em conta, que os intestinos com uma flora reforçada, resistente a agressões, propiciam uma melhor absorção medicamentosa, com redução de doses e de sintomas colaterais.
Contudo, o médico deve avaliar os riscos/benefícios do uso de um determinado antidepressivo, pois muitas vezes a medicação, embora satisfatória no combate à depressão, pode gerar um estado de ansiedade/irritabilidade, se produz reações sérias, como não evacuar, ou não ter uma boa digestão.
INFO: Lendo o quadro fornecido por V. S., onde são demonstrados os principais sintomas da Depressão, vimos que existe uma distinção de queixas físicas, psíquicas e afetivas. Os compartimentos são,na realidade, assim separados?
BARBOSA: De forma alguma! Sintomas físicos podem surgir como resposta a descontroles afetivos, que por sua vez podem surgir por alterações físicas ou psicológicas. Os estudos sobre a química cerebral mostram cada vez mais a inter-relação entre o físico, respondendo ao psíquico. Chamamos a atenção para algumas das observações existentes neste quadro. Elas mostram exatamente isto.
INFO: Quando saber se há a depressão, uma vez que muitas pessoas têm ocasionalmente alguns destes sintomas?
BARBOSA: A certeza de que existe um processo de depressão, surge quando existem, simultaneamente, dez ou mais sintomas entre os mais frequentes, por um período de dois meses seguidos ou mais. Entretanto, pode surgir a depressão chamada de mascarada, onde as queixas são físicas e onde não é feito um diagnóstico psíquico, levando o paciente a tratamentos que produzem ainda mais sintomas depressivos, como o tratamento da hipertensão, gastrite e outras manifestações da própria depressão, que podem ser encaradas como co-morbidades (doenças conjuntas), mas no fundo, seriam consequência da depressão.
INFO: Por que vemos algumas pessoas afirmando aos pacientes, que a depressão é falta de força, caráter ou de auto-esforço?
BARBOSA: em meio à população existem deprimidos que querem crer nesta bobagem. Quem pensa assim é desinformado.
INFO: É possível perceber pessoas que não são deprimidas, mas que exibem estes sintomas?
BARBOSA: Com muita frequência! Principalmente entre os portadores de outras doenças, entre os fanáticos por dietas, entre os compulsivos, como os jogadores, trabalhadores, bebedores, drogaditos e uma enorme gama de problemas psíquicos, físicos, situacionais. A própria definição de saúde diz que “Saúde é (utopicamente) o perfeito equilíbrio entre o bem estar físico, psíquico e social”.
No mundo de hoje com os políticos e poderosos se desintegrando, num processo utópico de compensação da própria inferioridade, com destruição da “res-pública”, será possível que existam muitos sadios entre a população comum? Entretanto, a conclusão que surge, a cada dia, é que o processo atual é inevitável, para a queda que antecede ao próximo crescimento social.
Sempre foi assim, ao longo da história: a espécie humana cresce em picos e vales, onde uma curva estatístico-gráfica mostra que, se traçada pelos picos ou através dos vales, ela é ascendente, apesar das quedas. Essas quedas são vistas com tristeza, pelos que pensam com mais sensatez, mas são essenciais para a acomodação social, até que os humanos se conscientizem do processo harmônico de desenvolvimento, centrado no indivíduo, e não na busca do poder, que não cabe num caixão apertado.
INFO: Os remédios antidepressivos causam alguma dependência?
BARBOSA: Não, os antidepressivos, jamais causam dependência. Esta é uma conclusão definitiva, referendada por diversos órgãos de vigilância dos psicofármacos, inclusive pelo "Food and Drugs Administration", órgão norte-americano, respeitado em todo o mundo.
___________________________
Marcio Funghi de Salles Barbosa
www.drmarcio.com

Marcio Funghi de Salles Barbosa

"Muitos de nossos sonhos, desejos e vontades não se realizam por absoluta falta de organização. Nada de valor pode ser feito sem organização. Ela é a base das grandes realizações. Seja organizado e você perceberá que o que lhe falta não era tempo ou recursos,o que lhe faltava era organização."

Carlos Hilsdorf

Harmonização
Organização, sabedoria e energia
Auto-conhecimento supremo
Caminhos na vida
Diferenças e igualdades
Pelo mundo vou cantando
Belos sorrisos a encontrar
O mundo vai dizer.
Natureza acontecer
Sabendo viver

Tomas Ferreira dos Santos Basile

A organização, quando aplicada de forma correta e responsável, é uma ferramenta cabal na consecução dos objetivos.

Hélder Sena de Sousa

O homem nasce livre , mas troca sua liberdade por organização, conhecimento e recursos.

M Williany P. Andrade

O excesso de organização bagunça as coisas.

Wendel Henrique Ferreira

Administrar nosso precioso tempo, é o primeiro passo para organização de nossas ações.

Nátaly Seckler

Uma organização de imagens piramidal
Sua composição
As mãos são a base
Já a cabeça é o vértice
Seu olhar observador um avanço para sua época
Quando olhamos para ela não sabemos se estar alegre, triste, feliz ou sorrindo
Só sabemos que foi um tal de SFUMATO
Uma sensão de relevo áreas claras e escuras, brilho e luz
Tintas escuras e claras, constrastes
CHIAROSCURO
1452-1519
1483-1520
1887-1968
Uma homenagem a Leonardo Da Vince
E a sua Monalisa

Joemar Rios

A sua organização se predomina pelo seu bem estar e isso não se trata de democracia, isso não se trata de diferenças ou julgamento, isso se trata de berço.

Déia Cassali

Não é a falta de tempo que nos persegue, é a falta de organização!

Tuca Neves

Ou Sem Ler?

Há uma ordem,
Uma organização.
Humanos? Sem lei?

Francismar Prestes Leal

O Deus de Ordem e Organização – Números 2

Deus organizou a forma pela qual as tribos de Israel deveriam realizar as suas marchas, e o fez designando quatro grupos de três tribos cada, encabeçados por uma tribo, respectivamente, e a tribo de Levi marcharia no meio deles.
Estes grupos receberam a denominação de arraial, sendo eles os seguintes:

1 – Arraial de Judá (v. 2-9), encabeçado por esta tribo, e ao qual pertenciam também as tribos de Issacar e Zebulom, totalizando 186.400 homens.
Eles deveriam estacionar defronte à parte Leste do tabernáculo, onde ficava a sua entrada, e seriam os primeiros a se colocarem em ordem de marcha.

2 – Arraial de Rúben (v. 10-16) – estacionaria ao Sul do tabernáculo juntamente com as tribos de Simeão e Gade. Totalizava 151.450 homens.
Era o segundo a se por em ordem de marcha, em seguida ao arraial de Judá.

3 – Os levitas marchavam com o tabernáculo logo depois do arraial de Rúben (v. 17).

4 – Arraial de Efraim (v. 18-24) – estacionaria a Oeste do tabernáculo juntamente com as tribos de Manassés e Benjamim. Totalizava 108.100 homens.
Era o terceiro a se colocar em ordem de marcha, à retaguarda dos levitas.
Observe que o santuário era coberto pelas seis tribos que marchavam adiante dele e pelas seis tribos que marchavam à sua retaguarda.

5 – Arraial de Dã (v. 25-31) – estacionaria ao Norte do tabernáculo juntamente com as tribos de Aser e Naftali. Totalizava 157.600 homens.
Era o quarto a se colocar em ordem de marcha, à retaguarda do arraial de Efraim.

Deus ama a ordem e estabeleceu Ele próprio a forma como Israel deveria se organizar.
De igual modo todo trabalho que proceda de fato de Deus em Sua igreja, terá esta marca da organização inspirada por Ele, e que deve ser buscada nEle pelos líderes de cada um destes trabalhos, para ser aplicada exatamente do modo que lhes foi revelado pelo Senhor.
Esta organização deve ser cumprida por todos os servos do Senhor, tal qual fizeram os israelitas nos dias de Moisés (Nm 1.54; 2.34).
Foi de toda a revelação da maneira como Deus organizou não somente a criação como a vida da nação de Israel, que Paulo ordena que tudo seja feito com ordem e decência na igreja de Cristo.
A muitos não agrada terem que se submeter a regras e procedimentos padrões estabelecidos na igreja, especialmente firmados nos princípios da Palavra do Senhor, mas sem isto, não se pode de fato obedecer ao Senhor, porque Ele ama a ordem e a decência.
Promover uma desorganização geral, a pretexto de que fazemos isto para dar maior liberdade ao Espírito Santo, é se utilizar de um argumento inválido, porque o Espírito jamais promoverá qualquer tipo de inspiração à desorganização, pois como agente divino, que gera e dá forma às obras da Trindade, tais quais as que podem ser observadas na criação visível, tanto quanto nas Escrituras, como na igreja de Cristo, percebe-se nitidamente que Deus é pela ordem e jamais pela desordem.
Quem constitui ministérios e serviços com vistas à edificação dos santos, senão o Espírito?
É Ele quem constitui os pastores para as igrejas (At 20.28), e para quql propósito constituiria lideranças, senão para que além de tudo haja um governo da igreja, para que ande do modo pelo qual convém que ela ande?
Para qual propósito teria Deus constituído príncipes sobre cada uma das tribos de Israel, e as organizado em grupos de três, e designado a forma de acampar e marchar, se não fosse de Sua vontade que haja uma ordem visível no meio do Seu povo, estabelecida por Ele próprio?
Como podem então alguns afirmarem que os pastores não devem ser acatados, ou pior ainda, como alguns costumam dizer, que sequer há necessidade de pastores, se Deus mesmo os instituiu para a condução do Seu povo?
O Senhor afirma que estes pastores seriam dados por Ele próprio, por Sua chamada, homens que seriam segundo o Seu coração, para dirigirem o seu povo, com conhecimento e com inteligência (Jer 3.15).
O fato das tribos acamparem ao redor do tabernáculo, indica claramente a mensagem que Deus quis nos transmitir, que é Ele quem deve ocupar o centro da vida do Seu povo.
Ninguém deve ser colocado no centro no lugar de Deus, porque Ele deve ser o centro de todas as coisas.
Tudo deve ser feito para Ele e para a Sua glória, pois esta é a Sua vontade, em relação a todos aqueles que o servem.
O racionalismo e o humanismo colocaram o homem no centro em seu sistema filosófico, e a cultura mundial segue esta orientação errônea.
Mas a Bíblia mostra claramente que Deus é o centro de tudo, e não o homem.
Outro aspecto muito importante a ser observado no modo como Deus organizou Israel em esquadrões, é que Ele próprio escolheu, por Sua soberana vontade, quem deveria liderar quem.
Assim, não haveria motivo para disputas pela liderança entre eles.
Se este é o modo do mundo, no entanto não é o modo do povo de Deus, cujas posições de liderança são escolhidas e capacitadas, não pela vontade dos homens, mas pela do Senhor.
É muito sábio e útil reconhecer aqueles que têm sido chamados para ocuparem as posições em que devem estar pela vontade de Deus, para que os acatemos, para o nosso próprio bem.
Nós veremos adiante o que foi feito com Datã, Corá e Abirão, que contestaram a escolha de Arão e sua casa para o sacerdócio.
Invejas e descontentamentos em razão da posição que fomos chamados a ocupar são descabidas, porque isto significa estar em rebelião contra o próprio desígnio do Senhor.
Há poderes ordenados por Deus e faremos bem em reconhecê-los e acatá-los, porque quem os rejeita não rejeita ao homem, mas ao Senhor que os instituiu.
A Lei determinava que os príncipes de Israel deveriam ser honrados, e este critério não foi mudado em relação às autoridades civis, e especialmente em relação aos ministros do evangelho.
Não importa que o mundo esteja vivendo em grande impiedade, pois a vontade do Senhor não mudou e jamais mudará em relação a isto.



“1 Disse o Senhor a Moisés e a Arão:
2 Os filhos de Israel acampar-se-ão, cada um junto ao seu estandarte, com as insígnias das casas de seus pais; ao redor, de frente para a tenda da revelação, se acamparão.
3 Ao lado oriental se acamparão os do estandarte do arraial de Judá, segundo os seus exércitos; e Nasom, filho de Aminadabe, será o príncipe dos filhos de Judá.
4 E o seu exército, os que foram contados deles, era de setenta e quatro mil e seiscentos.
5 Junto a eles se acamparão os da tribo de Issacar; e Netanel, filho de Zuar, será o príncipe dos filhos de Issacar.
6 E o seu exército, os que foram contados deles, era de cinquenta e quatro mil e quatrocentos.
7 Depois a tribo de Zebulom; e Eliabe, filho de Helom, será o príncipe dos filhos de Zebulom.
8 E o seu exército, os que foram contados deles, era de cinquenta e sete mil e quatrocentos.
9 Todos os que foram contados do arraial de Judá eram cento e oitenta e seis mil e quatrocentos, segundo os seus exércitos. Esses marcharão primeiro.
10 O estandarte do arraial de Rúben segundo os seus exércitos, estará para a banda do sul; e Elizur, filho de Sedeur, será o príncipe dos filhos de Rúben.
11 E o seu exército, os que foram contados deles, era de quarenta e seis mil e quinhentos.
12 Junto a ele se acamparão os da tribo de Simeão; e Selumiel, filho de Zurisadai, será o príncipe dos filhos de Simeão.
13 E o seu exército, os que foram contados deles, era de cinquenta e nove mil e trezentos.
14 Depois a tribo de Gade; e Eliasafe, filho de Reuel, será o príncipe dos filhos de Gade.
15 E o seu exército, os que foram contados deles, era de quarenta e cinco mil seiscentos e cinquenta.
16 Todos os que foram contados do arraial de Rúben eram cento e cinquenta e um mil quatrocentos e cinquenta, segundo os seus exércitos. Esses marcharão em segundo lugar.
17 Então partirá a tenda da revelação com o arraial dos levitas no meio dos arraiais; como se acamparem, assim marcharão, cada um no seu lugar, segundo os seus estandartes.
18 Para a banda do ocidente estará o estandarte do arraial de Efraim, segundo os seus exércitos; e Elisama, filho de Amiúde, será o príncipe dos filhos de Efraim.
19 E o seu exército, os que foram contados deles, era de quarenta mil e quinhentos.
20 Junto a eles estará a tribo de Manassés; e Gamaliel, filho de Pedazur, será o príncipe dos filhos de Manassés.
21 E o seu exército, os que foram contados deles, era de trinta e dois mil e duzentos.
22 Depois a tribo de Benjamim; e Abidã, filho de Gideôni, será o príncipe dos filhos de Benjamim.
23 E o seu exército, os que foram contados deles, era de trinta e cinco mil e quatrocentos.
24 Todos os que foram contados o arraial de Efraim eram cento e oito mil e cem, segundo os seus exércitos. Esses marcharão em terceiro lugar.
25 Para a banda do norte estará o estandarte do arraial de Dã, segundo os seus exércitos; e Aiezer, filho de Amisadai, será o príncipe dos filhos de Dã.
26 E o seu exército, os que foram contados deles, era de sessenta e dois mil e setecentos.
27 Junto a eles se acamparão os da tribo de Aser; e Pagiel, filho de Ocrã, será o príncipe dos filhos de Aser.
28 E o seu exército, os que foram contados deles, era de quarenta e um mil e quinhentos.
29 Depois a tribo de Naftali; e Airá, filho de Enã, será o príncipe dos filhos de Naftali.
30 E o seu exército, os que foram contados deles, era de cinquenta e três mil e quatrocentos.
31 Todos os que foram contados do arraial de Dã eram cento e cinquenta e sete mil e seiscentos. Esses marcharão em último lugar, segundo os seus estandartes.
32 São esses os que foram contados dos filhos de Israel, segundo as casas de seus pais; todos os que foram contados dos arraiais segundo os seus exércitos, eram seiscentos e três mil quinhentos e cinquenta.
33 Os levitas, porém, não foram contados entre os filhos de Israel, como o Senhor ordenara a Moisés.
34 Assim fizeram os filhos de Israel, conforme tudo o que o Senhor ordenara a Moisés; acamparam-se segundo os seus estandartes, e marcharam, cada qual segundo as suas famílias, segundo as casas de seus pais.” (Nm 2.1-34).

Silvio Dutra

Cap. 1 - Sementes de discórdia militar!(organização dos cravos e rosas de combate)

Helom

Relevantes são os frutos dos obreiros para sua família, sociedade ou organização, quando seus propósitos envolvem compromissos de caráter e fidelidade.

Helgir Girodo

Você arrisca a vida para proteger seu país e a organização é tratada como se não existisse. - Steadler

HellsingHellsing ULTIMATE

Ruídos e fofocas, dentro de uma organização saudável
e estável, devem ser tratados com advertências, para
atingir inibir o sujeito indeterminado.

Helgir Girodo

O planejamento é uma ferramenta que possibilita a organização de todos os passos necessários para que possamos alcançar nossos objetivos.

Rosemary de Ross