Ódio

Cerca de 2062 frases e pensamentos: Ódio

Deve-se temer mais o amor de uma mulher, do que o ódio de um homem.

Sócrates

Se você odeia alguém, é porque odeia alguma coisa nele que faz parte de você. O que não faz parte de nós não nos perturba.

Hermann Hesse

Quem põe ponto final numa paixão com o ódio, ou ainda ama, ou não consegue deixar de sofrer.

Ovídio

O olhar de quem odeia é mais penetrante do que o olhar de quem ama.

Leonardo da Vinci

Não se pode amar ou odiar quem não se conhece ainda.

Leonardo da Vinci

Não levo ninguém a sério o bastante para odiá-lo.

Paulo Francis

Os poetas odeiam o ódio e fazem guerra à guerra.

Pablo Neruda

O ódio é a vingança do covarde.

George Bernard Shaw

Creio no riso e nas lágrimas como antídotos contra o ódio e o terror.

Charles Chaplin

O oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença...

Érico Veríssimo

O amor está mais perto do ódio do que a gente geralmente supõe. São o verso e o reverso da mesma moeda de paixão. O oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença...

Érico Veríssimo

O ódio tem melhor memória do que o amor.

Honoré de Balzac

O ódio, tal como o amor, alimenta-se com as menores coisas, tudo lhe cai bem. Assim como a pessoa amada não pode fazer nenhum mal, a pessoa odiada não pode fazer nenhum bem.

Honoré de Balzac

Não devemos mostrar a nossa cólera ou o nosso ódio senão por meio de atos. Os animais de sangue frio são os únicos que têm veneno.

Arthur Schopenhauer

O ódio é o prazer mais duradouro; / os homens amam com pressa, mas odeiam com calma.

George Lord Byron

Os homens graves e melancólicos ficam mais leves graças ao que torna os outros pesados, o ódio e o amor, e assim surgem de vez em quando à sua superfície.

Friedrich Nietzsche

Um pouco de desprezo economiza bastante ódio.

Jules Renard

O ódio revela muita coisa que permanece oculta ao amor. Lembra-te disso e não desprezes a censura dos inimigos.

Leonardo da Vinci

Parece-me fácil viver sem ódio, coisa que nunca senti, mas viver sem amor acho impossível.

Jorge Luis Borges

Onde não intervém o amor ou o ódio, a mulher sai-se mediocremente.

Friedrich Nietzsche