Observo

Cerca de 233 frases e pensamentos: Observo

Assim como nos quartos a sala também esta vazia e observo nisso, uma enorme fenda ofuscada pelo silencio onde a solidão só não é maior, por estar aqui eu, a saudade e a tristeza.

Julio Ramos da Cruz Neto

Quando apresento me a mim mesmo, observo longamente e assustado, choro por perceber nessa pessoa que sou eu, tanta controvérsia reparada ate então, somente em todos os outros a minha volta.

Julio Ramos da Cruz Neto

Eu não julgo mas observo, observo pessoas infelizes afirmando; Eu sou assim e não mudo, esse é o meu jeito e ponto final.
Se julgar é errado opinar, não, então afirmo; Você não é assim, apenas ficou assim no decorrer do tempo, o que não te impede reavaliar qual a razão disso tudo.

Julio Ramos da Cruz Neto

No comportamento dos filhos observo o exemplo dado pela natureza em relação aos pássaros: permanecem no ninho apenas até que aprendam a voar, a partir daí ganham o céu. Não conhecí até hoje uma especie que não prefira arriscar-se nas alturas, em troca da segurança de permanecer aninhada, nem tão pouco uma, que das asas dos filhotes arranque as penas, para que estes não se lançem no desafio de suas vidas

Gil tassinari

Passeio pelas margens do rio.....
olho-te, observo-te
és o homem que eu amo e desejo.

isabelRibeiroFonseca

Quanto mais eu observo as pessoas.. mais eu sinto nojo delas..
Parei para observar o que elas fazem e o que elas falam.. Muitos fazem coisas maldosa e muitos também mentem, não tem como saber o que é verdade em um mundo onde mentiras é um costume e a verdade uma hipocrisia.

Por: Silvia Godoi

Silvia Godoi Curvo De Moraes

Não falo nada, Só observo e tiro minhas próprias conclusões. Podem até estar erradas, mas são minhas.

Pedro Pio

Obrigado


Deito toda a noite e olho pela janela,
observo as estrelas e penso em você,
seu sorriso, teus lindos olhos,
e sorrateiramente uma lagrima desce de meus olhos,
uma lagrima de agradecimento,
que diz : obrigado,
obrigado por ser o sol da minha manhã, que alegra
e traz a felicidade a estes campos vazios
que faz com que as plantas cresçam e as fortalece,
obrigado.

Pablo H. Oliveira Ancassuerd

observo a dificuldade daqueles que me invejam em tentar se aproximar pra se fazer de amigo, testando a minha capacidade de suportar o insuportável!

Rutt Felippe

No inverso
Ao avesso
Observo o invisível
Indizível

Inimaginavelmente
Consequentemente
Inconsequente mente
Tropeça em passos torpes

Cidadão selvagem
Cidade turva
Chuva ácida
Flores murchas

A complexidade do simples
A simplicidade do exato
Becos humanos, ratos urbanos
Se escoem por ralos

Pudera eu ser outrem
Sendo eu pra ser o Todo
Em meio a tanta sujeira
Desvio-me do esgoto

Jhoon Alexo

“Te observo,
te imagino,
te espero,
te escrevo,
te sinto,
te quero,
te guardo..”

É, bem na fundo, aonde ninguém pode te tirar.

Pela fresta da porta número renúncia, observo a vida passar tacitamente.

Tchilla Helena Panitz

Apenas observo o comportamento de algumas pessoas ao meu redor, e posso dizer, tenho pena de tua natureza, pois assim como o sorriso faz bem a tua alma é entristecida!

Lucas de Souza Almeida

Os detalhes são importante pra mim, e isso sempre observo.

Juliana Félix

As vezes observo algumas pessoas e fico imaginando quando elas vão evoluir... vai ver elas precisam de pedras

meamundum

Recomece Sempre
Observo a natureza. Tudo nela é recomeço. No lugar da poda surgem os brotos novos. Com a água, a planta viceja novamente (renasce). Nada pára. A própria terra se veste diferentemente todas as manhãs. Isso acontece também conosco. A ferida cicatriza. A dores desaparecem. A doença é vencida pela saúde. A calma vem após o nervosismo. O descanso restitui as forças. Recomece. Anime-se. Se precisar, farei tudo novamente.
Assim, é a VIDA!

Allan Lopes

Fui privilegiada com o dom da capacidade de observação na qual me orgulho:
Observo, analiso e examino todas as situações que acercam a minha vida(e das correntes da compreensão pessoal, mistérios e filosofias próprias). Armazeno todas as informações, situações e imagens na minha mente, que se traduzem em lições de vida e aprendizagens que consolidam o meu espírito crítico e inteligência emocional.
Tenho apatia de pessoas que se colocam em situações completamente evitáveis, tentando organizar as próprias vontades(como se, realmente fosse possível), e obrigar as pessoas ao redor a fazer o mesmo.
"vou te amar de Sábado á domingo, das 18:00 ás 21:00. Durante a semana te esqueço um pouco, mas não muito, farei nossas obrigações, mas não se preocupe que nos fins de semana eu relembro o quanto eu te quero."
E, apesar de saber ser impossível datar e planejar sentimentos e felicidade em geral, seguimos tentando, embora, por vezes, eu acredite ser algo totalmente sem nexo.
Mas não me cabe julgar o que se passa na cabeça e coração dessas pessoas, afinal, cada pessoa tem uma experiência de vida(e um mundo dentro de suas cabeças). Porém, teimo em quebrar a cabeça numa tentativa inabalável de compreender as mesmas. A palavra que resumiria meu atual estado mental: Tédio. Rotina demasiadamente igual, Tudo planejado, todo o dia, refeições e "lazer" diário, tudo simplificado, tudo organizado, tudo previsível de forma demasiadamente banal.
Prefiro ser imprevisível a viver uma previsibilidade monótona. É claro que temos nossas responsabilidades, mas não devemos morrer internamente, como dizem as pessoas "datadas", que mal faria possuir um lazer imprevisível durante 2 horas por dia?
Então vamos sorrir, como se o tudo se tratasse de uma brincadeira que ninguém fosse inteligente suficiente para decifrar. Eu não quero "existir", eu quero VIVER. Quem não quer? Então vamos desfrutar o lado bom que a vida pode nos proporcionar, vamos viver sem medo de sermos felizes. A vida passa num piscar de olhos, e o que você levará dela?

Beatriz Citro

Observo a chuva miudinha.
Que escorre, cai dos meus olhos.
Lágrimas de dor, de alegria, de amor.
As gotas tecem as palavras que a minha alma sente.
Tecem e sente espontaneamente.
Embalo as letras, embalo as palavras.
Embalo a minha dor
Tentando compor versos ou talvez poemas.
Poemas tantas vezes ausentes de mim.
Ausentes do meu corpo
Palavras onde resmungam na minha boca.
Há dias que as palavras escorrem.
Escorrem para o papel.
Escritas num telhado de telhas de barro
Escrita de sonhos em forma de rimas.
Tantas vezes a inspiração adormece.
Adormecemos num sono leve.
E as letras descansam no papel.
Talvez queiram ser apenas observadas.
Ou apreciadas no pensamento.
Do nosso silêncio!

Isabel Morais Ribeiro Fonseca.

Vivas ao desacelera


Observo com imensa admiração os calmos das calçadas. De passos mansos e pernas harmônicas. Parecem até serem donos do tempo, do tempo deles.
Hoje não há situação mais luxuosa e cobiçada do que andar devagar. E não está, tal fato, relacionado somente ao tempo. Muitos de nós desaprendemos a andar sem correr.
Aproveitar o caminho sem franzir a testa e olhar o relógio.
Ir até lá, apenas, sem temer o atraso.
Além de controlarmos mal o nosso relativo tempo, sofremos dessa doença moderna e silenciosa: pressa.
O maior sintoma se mostra quando já tendo terminado nossos compromissos, voltando de algum lugar, ainda assim caminhamos rápido. Como se fosse bonito, como se fôssemos máquinas. A vocês desacelerados mesmo em meio ao caos cotidiano; toda a minha admiração.

Fêre Rocha

Sentada no parapeito da janela do andar mais alto do prédio mais alto da cidade. Observo os carros passando lá embaixo. Balanço as pernas e sorrio ao ver o quão frágil a minha vida é. Basta um salto e tudo o que eu (des)construí ao longo da minha existência está acabado, estatelado lá no chão. É cômico perceber como toda a minha vida pode se basear numa única decisão.

charbitten