Novembro

Cerca de 128 frases e pensamentos: Novembro

*SAGITÁRIO*
(de 22 de novembro a 21 de dezembro)

As mulheres sagitarianas
São abnegadas e bacanas
Mas não lhe venham com grossuras
Nem injustiças ou censuras
Porque ela custa mas se esquenta
E pode ser muito violenta.
Aí, o homem que se cuide...
- Também, quem gosta de censura!

Desconhecido

*ESCORPIÃO*
(de 23 de outubro a 21 de novembro)

Mulher de escorpião
Comigo não!
É Abelha Mestra
É a Viúva Negra
Só vai de vedete
Nunca de extra.
Cria o chamado conflito
de personalidades.
É mãe tirana
Mulher tirana
Irmã tirana
Filha tirana
Neta tirana
tirana tirana.
Agora, de cama diz
que é boa paca.

Desconhecido

"Mas é tempo de tornar aquela tarde de novembro, uma tarde clara e fresca, sossegada como a nossa casa."

Machado de Assis

"Todos os meses são Novembro,eu te amo todos os dias !"
“Por que um mês?
Porque é pouco tempo para se apaixonar, mas o suficiente para acontecer algo legal.”

Doce Novembro

Quase novembro, a ventania de primavera levando para longe os últimos maus espíritos do inverno.

Caio F Abreu

"Lembrai, lembrai do cinco de novembro
A pólvora, a traição, o ardil
Por isso não vejo como esquecer
Uma traição de pólvora tão vil"

V de Vingança

"Nem parece que já vai chegar novembro, ainda nem cumpri as promessas de fevereiro."

Caio Augusto Leite

Parabéns pra mim!!!

É que todo dia 07 de novembro mais uma primavera chega na dádiva que é minha vida. Hoje quero agradecer profundamente a Deus, ao Universo e ao meu primeiro amor (mamãe) enfim... Agradecer e agradecer e agradecer infinitamente porque estou aqui.
E no decorrer de meus 33 aninhos, devo dizer que sou uma super estrela de grandes espetáculos, tudo até aqui foi e continua sendo muito intenso, lágrimas e risos, perdas e ganhos. Passei por desertos que chegavam com a sede de boas notícias e com a sede de um tempo feliz com presenças importantes, mas não posso negar, muitos foram os momentos em que pisei na terra molhada e dancei com a chuva ao som da felicidade. Os caminhos nem sempre foram tão lindos, as pedras e os espinhos machucavam, mas o perfume das rosas me acalmavam a alma, o vento me transportava a liberdade de sentimentos.
Alegrias e tristezas, comédias e tragédias... Tudo muito intenso e mágico. A vida é realmente um espetáculo, e a minha sempre foi dirigida Pelo mais criativo dos diretores (DEUS), definitivamente hoje me sinto plena, radiante e grata.

Wana Karen CBM

Um dia qualquer de novembro, um ritmo dançante, amigos em comum, vibrações positivas, um sorriso bobo, um coração pulsante, um pouco de álcool, uma conversa sem coerência, um afeto instantâneo, um beijo roubado, outro correspondido. Uma noite de silêncio, após, um dia de perguntas. Uma semana de diálogos e uma vida inteira de textos.

Kaliandro Souza

LEMBRANÇAS DE VOCÊ.
As minhas lembranças às quais você faz parte são como chuvas de novembro, chegam forte, parcem que vão ser destruidoras, mas passam rápido...
As lembranças dos beijos queimam a garganta como quando se mastiga uma pimenta, mais que passa com um golé de água gelada...as lembranças dos abraços, é como frio q congela as pontas dos dedos, mais que passa com uma luva de lã....
Às suas lembranças que me invadem são como ventanias, furacões, tempestades, que chegam, detonam e estragam, mais que se vão, para que se possa novamente reconstruir...!

daniele

"Vamos parar por aqui, assim teremos apenas lembranças boas do que vivemos."

"Se você me deixar ir hoje, tudo o que tivemos terá sido perfeito. Você é minha imortalidade."

Doce Novembro

"Tente não ter razão de vez em quando, seria bom para o meu ego."

Doce Novembro

TENTE NÃO TER RAZÃO DE VEZ EM QUANDO, SERIA BOM PARA O MEU EGO.

FILME doce novembro

To muito triste hoje...
A tristeza me machuca a alma...
Preciso me curar da vida ,ela é enganadora...
cuidado!!!!!

Estava muito triste...
A tristeza não me machuca mais a alma...
Minha alma ta flutuando...
A vida, essa doença mundial, me da a verdade...
Descuidada to agora!!!!!!!!!!!!!!!
Vislumbro as cores...
Feliz com as atitudes, as minhas...
Cuidado vida!!!! To correndo atras de te derrubar,
De me fazer rir e feliz sonhar...

Ivete Barros 2021 de novembro de 2007.

Um Sequestro em São Paulo

No ano passado um grande fato se ocorreu
Alguem sequestrado... oh meu Deus
O povo todo frustado
Pensando no que aconteceu

Quem sera pensavamos todos...
Sera alguem conhecido?!?
Parente ou amigo?!?!
E para nossa infelicidade foi Maria Aparecida
Quanta crueldade
Dela nao tiveram piedade

E nesse alvoroço todo muitas pessoas sofreram
Fora a familia e amigos
Foram seus dois filhos queridos
Ana Paula e Rodrigo que nao se esqueceram

Maria Aparecida confinada 45 dias
Sob a mao de muitas pessoas desconhecidas
Onde sua morte era temida
Durante todo o tempo vigiada
E para tudo o que queria fazer era controlada

De maos e pes atados
Sua boca tapada
Seus olhos vendados
E seu corpo preso ao chao
A judiavam sem perdao
E só de 8 em 8 dias seu banho era tomado
De 2 minutos na agua fria nao se passavam
Ela nao mais sorria

E em todos esses dias nos aqui fora sofrendo
Sem ter noticias..
E com um futuro proximo a vir
Todos o temendo

Sem saber como estava
Sem saber o que estava acontecendo
Sem saber como era tratada
Sera que estava sofrendo???
Mas é claro que estava...

Tudo era uma conjectura
De nada sabiamos
De tudo e todos temiamos
Oh... oq fariamos se algo de grave acontecesse???

A unica coisa que podiamos fazer era sentar e esperar
E com nossas lagrimas a derramar
E com os olhos inchados
Só podiamos rezar
Ter calma paciencia e esperança
Que um dia tudo se alcança

Choravamos muito sem pudor
Suportando toda a dor
De ter uma tia sequestrada
Sendo judiada
Nesse mundo de horror

E em todos os dias uma reza jamais faltou
Pediamos a Deus todos os dias dizendo:
Maria Aparecida Jesus te cure
Jesus te salve
Jesus te liberte

E voce se curou...
se salvou...
E se libertou...
Desse trauma tao horrivel
Que em sua vida passou

Mas Nao era só isso
Rezavamos tambem
Maria Apareciada se Jesus te Libertar...
tu seras eternamente livre

E faziamos tudo isso com fe e esperança
Tendo a certeza de que Deus é mais forte que tudo e todos
E conosco a sua lembrança

E no dia 31 de dezembro
Faltando 20 minutos para meia noite
Eis que vem a boa noticia
Aparecida sorria
Voce esta livre novamente
Junto a sua familia
De volta a sua vida
Mas nao mais como era antes

Esses dias deixaram muitas marcas
Não só a voce mas a todos tambem
Que sofremos muito com sua ausencia
E garanto que voce tambem

Mas agora vamos recuperar o tempo perdido
Aproveitar o nao vivido
E deixar que o tempo cure as cicatrizes
De horror, agunia e medo ocorrido

Hoje te dou parabens
Por ter sido forte em tudo que passou
Agora esta tudo bem
A sua fe nao fraquejou
Agora gritemos Amem
Voce se salvou

O seu renascimento foi consagrado
Por Jesus aclamado
E a chance de viver novamente
Foi-lhe abençoado...

E hoje agradeço
A todos que por ti rezaram
Toda sua familia e amigos
Que suas rezas jamais faltaram!!!

Patricia Saraiva Ferrraz novembro de 2004

Fascínio
No centro, os dois pequenos buracos se abrindo num promontório, embaixo do qual outro
buraco, um pouco maior, no sentido horizontal, ao abrir, mostra o brilho ocasional de retângulos de
esmalte claro, quase branco. Em cima duas contas brilhantes, cor verde-cinza, capazes de um
movimento rápido e inesperado. Riscos em volta, uns mais profundos, outros menos, sinais do
código do tempo representando número de anos. Cada risco um determinado número de anos. Olho,
fascinado. Todo dia olho, fascinado. Colados à direita e à esquerda do círculo em que se incrustam
os buracos e as contas brilhantes acima, dois pedaços mais ou menos semicirculares do mesmo
material da estrutura geral servem para captar sons, como conchas de um aparelho acústico. Pontos
negros, marcas, cicatrizes de acontecimentos de outra forma esquecidos. Eis minha cara.
Olho-a sempre e muito. Tenho mesmo a impressão de que jamais olhei tanto tempo, tantos
anos, todo dia, uma mesma coisa. Gosto dela? Não gosto? Qual a minha opção? Só a de não olhá-la.
Mas que outra se ofereceria assim, com tal intimidade, entra ano sai ano? Tenho de olhá-la para
sempre e um dia. Ela me representa mais do que qualquer outra coisa, meu reflexo e minha delação,
as pessoas me julgam por ela, me acusam por ela, me amam por ela e por ela me detestam. Na
minúcia de seus poros, porém, só eu a conheço. E, se não a amo, não posso abandoná-la. O único
afastamento que me permito é do próprio espelho, eu caminhando de costas, sem tirar os olhos dela,
até que ela desapareça numa curva do quarto e eu possa ter a impressão de que nunca mais vou vê-la. Pura ilusão, porque o fascínio meu por ela é apenas igual ao dela por mim. E, ao me sentar,
sozinho, para tomar um uísque no bar vazio e enquanto espero alguém, a primeira coisa que vejo é
ela, ali no espelho à minha frente, esperando, melancólica, por um uísque igual ao meu, servido do
mesmo jeito, ao mesmo tempo, pelo mesmo garçom.

Millôr Fernandes, Veja, 11 novembro 1976

O mês de NOVEMBRO me enche os pulmões de ar, "ele" chega parcialmente embrulhando o natal, as festividades de família...
Essas delicadezas iluminadas que só tem cheiro bom no fim do ano!
Sabe, tem cheirinho de comida de vó, de lavanda da casa da tia, de sopa da "bisa"!
Não me comprometo muito desde novembro, sou moça da época, que gosta de sair e começar apreciar os enfeites pelas ruas, os coloridos respingados em avenidas e igrejas...
Novembro, que seja assim, como um abraço de mãe, um colo de pai e um beijo de amor verdadeiro!

Simone Resende

Quando vi, fazia noite, fresca, com vento de "quase" novembro...
Quando senti, fazia um friozinho que me puxava para os lençóis dos seus pensamentos.
Quando, agradeci e pedi:
Obrigada Senhor por mais um dia e por favor, continue aquecendo meu coração, dando-me o privilégio da vida e mantendo-me essa (a)colhedora de estrelas, toda noite de os todos os dias...

Simone Resende

Doce novembro seria se conseguisse nesse mês, cumprir as promessas feitas em janeiro.

Eric Ventura

Nov (O) embro

Receber uma violeta em dia que estamos vestidas de violeta é por si poemático
Mais poemático ainda é recebê-la no dia que se inicia novembro...
A doçura que eu esperava deste novo mês está vindo sutilmente,
Novembro terá cor de violeta e será doce como uma flor
Quanto mais me aproximo do final do ano, mais doce os meus dias vão ficando
Chegou o doce e violeta novembro, sereno, tranquilo, respeitoso e com cor de calma também...
Novembro, está trazendo a doçura vestida de violeta
Seja bem vinda doçura, vista-se em novembro e o transforme em um feliz Nov (o) mês.

Aline de Novaes Conceição