Nossa Senhora das Graças

Cerca de 769 frases e pensamentos: Nossa Senhora das Graças

Ingrid.

Primeiro te vi senhora
Em desfile de elegância e graça.

Depois ouvi teu riso,
Em teu rosto grato de vida.
E resolvi querer saber você

Aproximei-me meio desconfiado de tua leveza,
e...
Encantei-me com teu ser.

E no dia-a-dia
Envolvo-me em teu sorriso
E no brilho do teu olhar,
Navego e vôo leve em tua companhia.

E com delicadeza senti teu corpo ao abraçar
E por conseqüência teu calor.
E ainda me assombra o teu doce aroma

E percebi querer te ter
Na dimensão exata do que preciso
Sentimento construído com cuidado.

E sabes que a terei...
No silencio da cumplicidade,
No desenrolar do olhar
A mais especial amizade e amor que possa lhe dar.
E fazer merecer.

Na medida exata
Cuidar de você num abraço de vida
Zelar por tua alma e te fazer sorrir
E ser
e tê-la sempre comigo.

Laudo Bessa

Minha nossa senhora das bailarinas, dai-me elasticidade e força para aguentar as pontas!

Priscila Sousa

Foi a senhora, sim! Eu não minto e meu nariz não está com defeito!

Horlando Halergia

Mãe, como a senhora me faz falta! Seu cheiro, seu colo, suas brigas, seu tempero. Pra matar a saudade, cheiro-me.

Geraldo Magela de Souza

Um monstro ou uma bela senhora, a forma como vemos a Matemática é produto dos nossos esforços.

Jerriomar Ferreira

Oficina do amor

Bom dia senhora!!
Vim aqui buscar o amor
Que deixei pra consertar.
Moço, tenho muita experiência,
Em consertar o amor,
Mas, o que o senhor fez com ele,
Dificilmente voltará a amar.
Vi que as porcas do carinho,
Estavam luídas...
Os parafusos do respeito,
Nem tinham mais,
Acho que o senhor os perdeu,
Observei que as pastilhas da paciência
estavam gastas, de tanto...
O senhor ser impaciente.
Tentei até, fixar a esperança,
Com durepox, mas...
O senhor, não deu valor ao teu amor,
Todas as peças que o compõe,
Estão em péssimas condições,
Senhor, se eu fosse o senhor,
Daria-o, como perca total.
De jeito nenhum senhora...
O amor que eu te trouxe, pra consertar,
Sei que é um amor velho,
Mas ele sempre foi verdadeiro,
Pra te falar a verdade,
Foi até o primeiro,
E quero que seja o único,
Senhora, muito obrigado!!
Pelos teus serviços,
Mas do meu velho amor
Eu não me desfaço,
Mesmo com tantos defeitos,
Ainda assim eu continuarei
A amar, esse velho amor.
Senhor aqui está o teu velho amor,
Por favor, cuide bem dele,
Pois ele precisará, de muitos reparos,
Teu amor agradece.
Obrigado senhora!!
- Vem aqui meu amorzinho lindo.
De hoje em diante...
Cuidarei melhor de você.

Reff Carvalho

Natsu: Erza!
Erza: Sentado!
Natsu: Sim, senhora!

Fairy Tail

Nossa Senhora
Das coisas impossíveis que procuramos em vão,

Vem soleníssima,
Soleníssima e cheia
De uma oculta vontade de soluçar,
Talvez porque a alma é grande e a vida pequena,
E todos os gestos não saem do nosso corpo,
E só alcançamos onde o nosso braço chega,
E só vemos até onde chega o nosso olhar.

Vem, dolorosa,
Mater-Dolorosa das Angústias dos Tímidos,
Turris-Eburnea das Tristezas dos Desprezados.
Mão fresca sobre a testa em febre dos Humildes.
Sabor de água sobre os lábios secos dos Cansados.

Vem, lá do fundo
Do horizonte lívido,
Vem e arranca-me
Do solo de angústia e de inutilidade
Onde vicejo.
Apanha-me do meu solo, malmequer esquecido,
Folha a folha lê em mim não sei que sina
E desfolha-me para teu agrado,
Para teu agrado silencioso e fresco.

Vem sobre os mares,
Sobre os mares maiores,
Sobre os mares sem horizontes precisos,
Vem e passa a mão pelo dorso da fera,
E acalma-o misteriosamente,
Ó domadora hipnótica das coisas que se agitam muito!

Vem, cuidadosa,
Vem, maternal,
Pé ante pé enfermeira antiquíssima, que te sentaste
À cabeceira dos deuses das fés já perdidas,
E que viste nascer Jeová e Júpiter,
E sorriste porque tudo te é falso e inútil.

Vem, Noite silenciosa e extática,
Vem envolver na noite manto branco
O meu coração...
Serenamente como uma brisa na tarde leve,
Tranquilamente com um gesto materno afagando.
Com as estrelas luzindo nas tuas mãos
E a lua máscara misteriosa sobre a tua face.
Todos os sons soam de outra maneira
Quando tu vens.
Quando tu entras baixam todas as vozes,
Ninguém te vê entrar.
Ninguém sabe quando entraste,
Senão de repente, vendo que tudo se recolhe,
Que tudo perde as arestas e as cores,
E que no alto céu ainda claramente azul
Já crescente nítido, ou círculo branco, ou mera luz nova que vem,

A lua começa a ser real.

Fernando Pessoa

A vida é uma eterna senhora de oitenta e poucos anos, sentada á porta de casa, num banquinho de tábuas mal pregadas e maltratadas pelo sol e pela chuva, com um punhado de linha e uma agulha de tricotar nas mãos enrugadas. Todas as manhãs e fins de tarde se distrai a observar sua platéia que faminta pelo prazer e pela necessidade infindável do “ter” transita em suas vistas, sem muitas vezes notá-la ali presente todos os dias.

Daniel S Rocha

Mariama

Mariama, Nossa Senhora, mãe de Cristo e Mãe dos homens!
Mariama, Mãe dos homens de todas as raças, de todas as cores, de todos os cantos da Terra.
Pede ao teu filho que esta festa não termine aqui, a marcha final vai ser linda de viver.
Mas é importante, Mariama, que a Igreja de teu Filho não fique em palavra, não fique em aplauso.
Não basta pedir perdão pelos erros de ontem. É preciso acertar o passo de hoje sem ligar ao que disserem.
Claro que dirão, Mariama, que é política, que é subversão. É Evangelho de Cristo, Mariama.
Claro que seremos intolerados.
Mariama, Mãe querida, problema de negro acaba se ligando com todos os grande problemas humanos.
Com todos os absurdos contra a humanidade, com todas as injustiças e opressões.
Mariama, que se acabe, mas se acabe mesmo a maldita fabricação de armas. O mundo precisa fabricar é Paz.
Basta de injustiça!
Basta de uns sem saber o que fazer com tanta terra e milhões sem um palmo de terra onde morar.
Basta de alguns tendo que vomitar para comer mais e 50 milhões morrendo de fome num só ano.
Basta de uns com empresas se derramando pelo mundo todo e milhões sem um canto onde ganhar o pão de cada dia.
Mariama, Senhora Nossa, Mãe querida, nem precisa ir tão longe, como no teu hino. Nem precisa que os ricos saiam de mãos vazias e o pobres de mãos cheias. Nem pobre nem rico.
Nada de escravo de hoje ser senhor de escravo de amanhã. Basta de escravos. Um mundo sem senhor e sem escravos. Um mundo de irmãos.
De irmãos não só de nome e de mentira. De irmãos de verdade, Mariama.

Dom Hélder Câmara

Não sei se viro menina, se viro senhora, se viro todas.
Se viro mãe, se viro filha ou só esposa.
Se viro santa, se viro neutra ou pecadora
Se terapeuta, se paciente, se viro doida
Quem sabe só vire a mesa, a vida do avesso... vire outras
Uma coisa é certa...cedo ou tarde, eu sempre me viro...toda!

Desconhecido

- Eu gosto de andar só, minha senhora.
- Sempre é má e triste a solidão.

Joaquim Manuel de Macedo

Eu vejo uma senhora bela: amo-a, não porque ela é senhora... mas porque é bela; logo, eu amo a beleza. Ora, esse atributo mão foi exclusivamente dado a uma senhora, e quando o encontro em outra, fora injustiça que eu desprezasse nesta aquilo que eu tanto amei na primeira.

Joaquim Manuel de Macedo

Uma senhora americana escreveu um punhado de cartas à Casa Branca, queixando-se do tratamento dispensado aos 'insurgentes presos' (terroristas), sob custódia do seu governo na baía de Guantanamo.
Ela recebeu a seguinte resposta do governo:
CASA BRANCA

Pennsylvania Avenue - Washington,D.C. 20016

Cara e preocupada cidadã:

Muito obrigado pelas suas recentes cartas contendo críticas ao modo como tratamos elementos do Talibã e da Al Qaeda presos atualmente nas prisões da baía de Guantanamo, em Cuba.

Nossa administração trata tais assuntos com seriedade e a sua opinião foi ouvida em alto e bom som aqui, em Washington.

A senhora adorará saber que graças às preocupações de cidadãos, como a senhora, nós estamos criando uma nova divisão do Programa de Reeducação de Terroristas que vai chamar-se 'PROGRAMA DE ACEITAÇÃO LIBERAL E ESPONTÂNEA DE RESPONSABILIDADE MORAL POR ASSASSINOS', ou seja, ''terrorista adotivo'.

De acordo com as premissas desse novo programa, decidimos alojar um terrorista sob seus cuidados pessoais.

Seu prisioneiro pessoal foi selecionado e o seu transporte, até a sua casa, foi programado para ser feito, sob escolta pesadamente armada, na próxima segunda-feira.
Ali Mohammed Ahmed bin Mahmud (pode chamá-lo simplesmente de Ahmed) está destinado a ser tratado pela senhora com o sentido de se obter os padrões que a senhora pessoalmente tanto exigiu em suas cartas.

Provavelmente será necessário que a senhora contrate alguns vigilantes para assisti-lo.

Faremos inspeções semanais para nos certificarmos de que os seus padrões de tratamento estão compatíveis com os que a senhora tão veementemente recomendou em suas cartas.

Muito embora Ahmed seja um sociopata extremamente violento, esperamos que a sua sensibilidade ao que descreveu como seu 'problema de atitude' possa superar tais falhas de caráter.

Talvez a senhora esteja certa ao descrever estes problemas como meras 'diferenças culturais' e que compreendemos que a senhora certamente planeja oferecer-lhe aconselhamento e escolaridade.


Seu 'terrorista adotivo' é extremamente proficiente em combate corpo a corpo e pode tirar uma vida humana com coisas tão simples como um lápis, um prego ou um clipe.

Aconselhamos que a senhora não peça a ele para demonstrar tais habilidades ao grupo de ioga a que pertence.

Ele também é perito em produzir uma ampla variedade de mecanismos explosivos a partir de produtos domésticos comuns, de modo que a senhora, talvez, deseje guardar esses itens em local bem trancado, a menos que, em sua opinião, isto possa ofendê-lo...

Ahmed não irá querer interagir com a senhora ou com suas filhas (exceto sexualmente), uma vez que ele considera as mulheres como formas sub-humanas de propriedade.

Este é um ponto particularmente sensível para ele e, por isso, ele é conhecido por seu comportamento violento em relação às mulheres que não conseguem se submeter ao seu código de vestuário, que ele recomenda como o mais apropriado a ser adotado.

Estamos certos de que vai apreciar a anonimidade proporcionada pela 'burka' com o passar do tempo.

Lembre-se apenas de que tudo faz parte do: 'respeito à sua cultura e às suas crenças religiosas'! Não foi assim que a senhora colocou o problema?

Obrigado, mais uma vez, pelas suas cartas.

Nós realmente apreciamos quando pessoas, como a senhora, nos mantém informados sobre a melhor maneira de conduzirmos o nosso trabalho. Dispense ao Ahmed o melhor dos seus cuidados - e lembre-se: estaremos de olho!

Boa sorte!

Cordialmente, Seu amigo Donald Rumsfeld - Secretário de Defesa do EUA

Comentário:

O Comando Vermelho, PCC, MST e Menores Criminosos, aguardam com grande expectativa a implantação no Brasil, desse programa que irá atender os "bandidos adotivos". Como os defensores dos "direitos" humanos, Deputados e Senadores, que legislam a favor dessa "sofrida" classe social, serão os primeiros a adotá-los.

Os brasileiros honestos e cumpridores da lei, terão que entrar na fila, em função do elevado número de defensores desses coitadinhos, carinhosamente chamados de excluidos, que só entraram nessa vida porque tinham "muita fome" e sérios problemas de visão, pois não conseguiam ler as placas dos canteiros de obras, onde dizia: HÁ VAGAS !



DIREITOS HUMANOS, SÓ PARA HUMANOS DIREITOS!!!!!!!!

Desconecido

“Nossa senhora das paixões perdidas,
Mãe e padroeira das almas desiludidas,
Citou a tua reza crida,
Estás na alma de todos os que sofrem pela amante acometida,
Pela bravia ira da dívida,
Que a certo momento a levou da vida,
Mesmo relutando com a morte garrida,
Traz-me de volta a amante querida”
Amém.

O homem o qual deposita o Amor,
Dentro de qualquer coração algor,
Aquece-se e também ao outro amado,
Sendo assim um Amor por dois conjugado.

Choro por quem se foi,
Amante minha a quem eu amava,
Tinha nela meu prazer,
E do Amor dela me compadecia,
Mas já não vive minha deusa,
Foi tirada de meus braços,
Ah já três anos,
Tendo setecentos e trinta dias meu labor,
Os quais sofro de Amor.

Há muitos anos que a conheço,
Durante todos esses anos sua presença me bastava,
Eu me abstinha do vício,
Amor que mais parece droga,
É bom, vicia, e torna-o dependente,
E então se encontra sem saída,
Restando apenas entregar-se totalmente,
E viver como um amante arraigado, perdido, inumerável.

Não sei por qual razão,
Se por sabedoria, ou mesmo insensatez,
Mas acredito que por necessidade,
Confessei-me a minha madre,
Todos os meus anseios, e paixões,
E como que por convenção ela os aceitou e perdoou,
E com sua benção e permissão, deu-me sua mão,
Hoje apenas para amarmos,
Mas para o vindouro,
Dividirmos o mesmo leito,
Com a aceitação de Deus.

Em Santa Igreja,
Oferecemo-nos a crismar,
Usando de áureos elos,
Apresentando de nossos anelares,
Cônjuges agora somos,
Ambos guardadores,
De apenas um cuidadores,
Chama-se Amor,
Filho de nós.

Em meio a dores de parto,
Ouve-se o Amor a pistar,
E como um anuncio do Criador,
De mais um milagre realizado,
E pela sua graça entregue em meio aos homens,
Mas um silencio ensurdecedor,
Toma de conta da casa,
Não ouve-se mais à Amor,
Nem a parteira,
Nem sua negrinha filha,
Nem a Nanferda,
Pois a mesma teve a vida ceifada,
Uma infecção acometeu-a,
E a levou.

Restando apenas a mim e a Amor,
Pai e filho órfãos de madre e genitora,
Um compadecendo-se do outro,
Há nele os mesmos olhos que os da mãe,
Há em mim o mesmo carinho que da madre.

Escrevo agora de Carvalhais de Baixo Em nosso Solar, Amor já está na idade de suas primeiras palavras,
E está a brincar no pátio,
Olho nas mesmas colinas
E apenas lembro-me de nosso Romance, Amor, Vida e Morte.

Que viva pra sempre,
Nanferda, Amor e Nossa Historia.

Paulo Henrique

Apareceu a vida: Aparecida

Minha senhora,
velhinha Aparecida,
transpassara os tempos
e os relógios da matéria
não mais medem tua vida.

Senhora velhinha,
minha Aparecida,
durma em paz e te descansa
e vou cantar este poema
que te lembra em minha vida.

Minha velhinha,
senhora Aparecida,
te ofereço este poema
e melhor que feito em morte
é a homenagem feita em vida.

E sempre, sempre que eu quiser,
uma rima com a vida
faz-se eterna
minha senhora,
minha velhinha Aparecida.

Lucian Rodrigues Cardoso

Um dia uma sábia senhora me disse...
Cuidei de você até agora, daqui pra frente soltarei da sua mão,mas um favor eu te peço!
Não olhe para trás!
E um conselho eu te dou!
Você irá encontrar pelo seu caminho muitas armadilhas,mas lembre-se quem te trouxe até aqui sempre ouviu a voz do coração!!!


...Saudade mãezinha!!!
Sei que os meus sonhos são reais...te esperarei sempre neles...

Sol Lima

Quase sempre me pego falando com a senhora...É uma falta que ninguém substituirá...uma pena minha vida ter sido mais em SP do que do seu lado aqui no interior, hoje se se eu tivesse que fazer um pedido seria vê-la novamente, viver um pouquinho mais com a senhora e na minha casa, mas como Deus faz tudo certo, eu espero o nosso encontro algum dia! Te amo Mãe Maria para sempre! Fui sua filha fora do tempo, porém me abençoaste com um nome lindo...Serei sempre o seu Solzinho e o seu Anjo...sei que não foi por acaso que me chamou de Solange, alguma missão já sabias que eu terias aqui neste plano...Te amo mãezinha para todo sempre amém! Sabe, muitos dizem que sentem saudade da senhora, mas no fundo dizem isto agora, pq em vida nem lembrava e nem procurava saber como a senhora estaria, convidar pra passar uns dias em suas casas era o fim como a senhora sempre me dizia, que era mais facil entrar nos coraçoes deles a INGRATIDAO inves do AMOR e da consideraçao...mas estarei sempre com a senhora minha mãe!

Sol Lima

A senhora de Shalott

Lá ela tece noite e dia
Uma teia mágica de cores vistosas.
Ela ouviu um sussurro dizendo:
Uma maldição cairá sobre ela se continuar a
Olhar com desprezo para Camelot.
Ela não sabe qual é a maldição,
E assim ela tece continuamente,
E outro pouco cuidado ela tem,
A senhora de Shalott

E movendo-se através de um espelho
Que pende diante dela o ano todo,
Sombras do mundo aparecem.
Lá ela vê a estrada próxima
Que desce sinuosa até Camelot

Mas em sua teia ela ainda se deleita
Em tecer as visões mágicas do espelho,
Pois frequentemente, nas noites silenciosas,
Um funeral, com plumas e luzes
E música, dirigia-se a Camelot;
Ou quando a lua brilhava no céu
Surgiam dois jovens amantes recém-casados.
“Eu estou cansada de sombras”, disse
A senhora de Shalott.
***
E descendo o vasto e turvo rio
Como um bravo vidente em transe,
Ao ver toda a sua infelicidade
Com um olhar opaco,
Ela contemplou Camelot.
E ao final do dia
Ela soltou a âncora e se deitou;
A correnteza carregou-a para bem longe,
A senhora de Shalott.

- “The Lady of Shalott”, de Alfred, Lord Tennyson

Lord Tennysson

Senhora do meu destino
Da beleza pura criou um filho
Nada melhor que sentir seu abraço
Mas errado que eu esteja ela consegue manter um laço.
A beleza divina de qualquer mulher, nada chaga, mas perto do que ela é.
O conforto que me da ninguém nunca dará.
Vem dela o amor que nunca vai acaba.
Nada e pra sempre, mas nunca espero seu fim, antes eu morra.
Do que não ver a senhora aqui.
(Mãe te amo, mas que a senhora imagina)

Yvis Reis Faleiro Dos Santos