Navegando

Cerca de 85 frases e pensamentos: Navegando

Enquanto isso, navegando eu vou sem paz, sem ter um porto, quase morto, sem um cais.

Los Hermanos

Rua,
Espada nua
Boia no céu imensa e amarela
Tão redonda a lua
Como flutua
Vem navegando o azul do firmamento
E no silêncio lento
Um trovador, cheio de estrelas
Escuta agora a canção que eu fiz
Pra te esquecer Luiza
Eu sou apenas um pobre amador
Apaixonado
Um aprendiz do teu amor
Acorda amor
Que eu sei que embaixo desta neve mora um coração

Vem cá, Luiza
Me dá tua mão
O teu desejo é sempre o meu desejo
Vem, me exorciza
Dá-me tua boca
E a rosa louca
Vem me dar um beijo
E um raio de sol
Nos teus cabelos
Como um brilhante que partindo a luz
Explode em sete cores
Revelando então os sete mil amores
Que eu guardei somente pra te dar Luiza
Luiza
Luiza

Tom Jobim

Somos um planeta vivo, Sofia! Somos um grande barco navegando ao redor de um sol incandescente no universo. Mas cada um de nós é um barco em si mesmo, um barco carregado de genes navegando pela vida. Se conseguirmos levar esta carga ao porto mais próximo, nossa vida não terá sido em vão.

Jostein Gaarder

NAVEGUEI EM SUAS MENTIRAS

Navegando a procura de algo, nem mesmo sabia o que procurava!
derrepente você me apareceu, não podia
ouvir sua voz e nem ver o seu rosto.
Mas algo dentro de mim com o tempo
devagar estava mudando.
A cada teclada aprendi a ti conhecer
Minha intuição dizia para fugir, desistir.
A entrada de seu nick simples e forte
Sentia uma tremedeira, um frio por dentro

viajávamos madrugada a dentro, uma viajem ,repleto de amor e magia
Mas o tempo foi me mostrando que nunca foi
sincero, mas já estava envolvida como um vírus que
destruía aos poucos o meu coração.

Seria como travar minha memória não
me dando tempo de salvar essa nossa união
Seleciono suas hipocrisias e jogo na lixeira
de suas falsidades, sua falta de caráter e criatividade!
jogava com todas os mesmos argumentos.
Tentei reiniciar para que pudesse mudar,
dar uma chance, e foram tantas as vezes quis deletar essa esperança.
Senti vontade de rackear o seu pensamento
para que não brincasse com mais ninguém.

Invadir o seu coração e nele entrar e ver
quanto frio e insensível ele é, ferindo sem
se importar, quantos corações foram quebrados
por suas arrogâncias sem se arrepender
das suas atitudes mesquinhas.

Fiz então a colagem de toda
essa ilusão e guardei no histórico
de seu egoísmo.
E no site do seu orgulho estupidamente saiu fora do ar.
Os programas dos meus sonhos ao seu lado
só davam endereço errado pois o endereço
certo a muito alguém já ocupava.
E foram fechados por ter
causado uma operação ilegal.
O disco rígido de seu cérebro estavam cheios de mentiras
encenações.
Nem que fizesse limpeza nos programas de sua
mente, não removeria essas coleções da sua memória
pois estavam protegidos pelas suas ignorâncias.

Mesmo sem espaço seu ego tinha que ser satisfeito,
sentir que podia tudo e se engrandecer.
Vinte quatro horas de navegação isso o deixou
viciado em tentar destruir suas vitimas que foram tão
simples em suas sinceridade, mas isso para você não
importava, pois queria apenas usar, pisar e ferir
quem ousasse gostar de você
Sendo assim fugi de suas atitudes doentia
formatando você de minha vida com a
certeza de nunca mais te encontrar,
Nunca mais...

marylife

Navegando em águas calmas depois de ondas gigantes que me engoliram inteira.

Luanna Ribeiro

NAVEGANDO

Deito-me em águas mansas
Navego no mar da esperança,
Tenho a suave calma dos amantes
Depois de saciada a sede em tua cama.

Antevejo a felicidade sonhada,
Rendo-me ao desejo acontecido,
Tenho no corpo uma vontade
De abrigar teu contorno todo dia.

Quando estás distante
Guardo toda dor do mundo,
No vazio que a vida toma
Que encontro não estando junto.

Não te afaste por longo tempo
Já não sei viver sem nossos momentos
Choro tua ausência no meu dia,
Busco no teu amor a minha alegria.

Assim vou navegado ao teu encontro
Querendo-te nos meus braços para sempre
Todo dia, toda hora, em todos os momentos.

MÁRCIA ROCHA
10/12/2009

Márcia Rocha

Navegando no mar aberto dos meus pensamentos, minha bússola sempre aponta na direção da ilha chamada você.

PedroDias

Enquanto isso, navegando vou sem paz.
Sem ter um porto, quase morto, sem um cais.

Los Hermanos

.



A VIAGEM
Pr. Abílio C Santos

Somos como um barco navegando em alto mar.
Será que encontraremos ventos tempestuosos? Ou ondas a quebrar?
Sigamos a viagem com equilíbrio.
Não ultrapassemos os limites permitidos.
Digo a ti... Acalma-te... Ore e vigie.

Hoje é o tempo.
Tempo que temos que trabalhar...
Não por nós, mas a favor do próximo.
Entendamos... Esta é a vida!

Não queiras subir muito alto.
Há a possibilidade da queda.
Quanto mais alto...
Maior o impacto da queda.

Não tínhamos nada e Deus nos deu tudo... Sejamos humildes!

.

Um abraço do Pr. Abílio... Shalon!
.
abiliocarlos






.

Pr.Abilio Carlos dos Santos

Conheci uma gata que é assim:
Uma mulher que é um doce
que encontrei navegando pelo mundo net
eu a encontrei, ela me encontrou
gostamos um do outro no mesmo dia já falamos palavras de amores criando uma amizade que foi crescendo, crescendo até nos nós apaixonarmos um com outro.
eu a trato por Linda-Flor ela me trata por...
agora somos quase família, tudo sempre estamos comentando, o dia que passa, é meu amor pra cá é meu amor para lá é muito lindo ela é especial para mim.
considero ela a minha verdadeira esposa do Paraná e ela me considera o seu amor de BH
obrigado por ser minha esposa, noiva, namorada, o meu verdadeiro amor.

Hélio Pereira Banhos

Hélio Pereira Banhos

NAVEGANDO SEM CAIS.

Eu te vejo
Navegando para o abismo
Esse que tanto vimos
Na nossa vida de desejo.

Grite todos, morte ao amor!
Esse que sempre traz dor
Para os corações indolentes
Sempre tão carentes.

Mas será que alguém vive sem amor?
Será que sempre traz dor?
Perguntas e duvidas de um ser
Que nenhum amor soube ter.

Será que a culpa é dos corações inconstantes?
Amam só por um instante
Será que nunca sofrem?
Será que por amor nunca morrem?

A solidão te cai bem
Porque chorar por alguém que não sabe amar?
Por quem não sabe cantar
Por quem não sabe navegar.

Caminhe só seu palhaço sem circo
Pois assim não te ferem mais
Assim não te prometem um cais.

MAX FRANÇA

MAX FRANÇA

Navegando...
Há sempre um dia
em que despertamos
com idéias e visões
bem diferentes sobre a vida.
Navegamos sobre o mar,
de um modo mais sereno
e sem pressa,
tornamos importante
aquilo que antes,
era uma eterna rotina.
A viagem, vai sendo desvendada
e de uma forma suave,
condicionando nossos olhos ao belo
que sem limites,
nos presenteia com o inesperado.
Sobre o mar ou perto do céu,
nos tranportamos
para um infinito de opções
e acabamos abrindo nossas asas
para voar, a cada dia, mais longe.
by/erotildes vittoria

Erotildes Vittoria

O barquinho viajante

Barquinho navegando nas ondas do mar, se sabe lá que dia irá voltar; buscando lugares seguros para preservar cada vez mais as maravilhas deste mundo; lugares esquecidos pelo homem e pelo mundo, mas cada vez que eu vou lá mim lembro sempre daquele lugar que cada vez mais vai ficando lindo , com tesouros inocentes que com o tempo vão difundindo. Junto comigo esquecido por todos, “por um só motivo deixar ás lágrimas de lado e ver o que eu tenho hoje e sempre para ser vivido.”

HeyttorGonzalez

Uma simples História

Sozinho no mundo
navegando pela madrugada
ouvindo o som
que rolava na calada

Silêncio da natureza
uma mão me estendia
grande e tenebrosa
uma voz me dizia

Vem comigo
não fuja do perigo
humildade é coragem
é tudo que a gente tem

outro dia
você pode acordar
com os olhos arregalados
você pode não mais voltar

Se liga, acorda agora
Deus está em toda hora

Mas não se entregue
ao mundo do crime
se entregue a Deus
e não se reprime

Eu vou sozinho?
Não, Deus está comigo
com ele eu vou
com coragem e sem perigo

Ter medo de que
se você está com Deus
com ele os poderes
do bem são seus

Ontem andei sozinho
mas hoje ando sóbrio
o que fazer
se na sua alma só tem ódio

Agora vem me falar
que ouvidos eu vou ter
me fala os teus medos
que eu vou te entender

Esse homem humilde
eu não conhecia
mas sem medo de nada
a mão estendia

Quando a pessoa é boa
voccê reconhece
se está com frio
ele vem e te aquece

Sem vergonha
ele vem me falar
uma história amigo
eu tenho pra contar

Você está aí
pensa que tudo acabou
levanta daí
que apenas começou

Sua mente
está fraca e fria
sem neurônios
que a droga consumia

Eu vou contar uma história
e preste atenção
coloque pra fora
seu ódio do coração

A história é sobre mim
e o que que tem?
vai perder a vergonha
e me contar a sua também

Saia das drogas
pare de beber
não fume mais
pois você vai morrer

Morava na roça
não tinha ninguém
meus pais e irmãos
não me amavam também

Vinha uns caras mal encarados
saimos dali pra não sermos abusados

Nós fomos para um banco de praça
não entendia porque esse cara dava conselhos de graça

Desconfiei nos conselhos
que ele me dava
pois coisa boa
eu sempre pagava

Já era 2 da manhã
os conselhos nunca terminavam
pois nessas histórias
eu não acreditava

Ele insistia
pra eu continuar
pegar um livro
e começar a estudar

Não vou pegar livro!
porque estudo eu já tenho
ele façava que era
pra almentar meu desempenho

Melhor ainda
ele me dizia
só pedir dinheiro
era o que eu fazia

Depois de um tempo
ele foi embora
mas me pediu
que eu passasse na escola

E uma frase
ele deixou
e na minha cabeça
o recado ficou

Ele estava la na frente
quando parou
e olhando para mim
ele então voltou

Me falou que seu trabalho
já estava terminado
eu falava
que nada tinha adiantado

Saiu sorrindo
com a cabeça levantada
e eu levantei
com a cabeça abaixada

Fique pensando
do estudo que ele me falou
passei pela escola
que ele estudou

Fiquei meio nervoso
e resolvi entrar
o diretor perguntou
com quem eu queria estar

Mensionei o nome
daquele rapaz
ele disse que ali
não trabalhava mais

Trabalhava?
eu então perguntei
se foi isso mesmo
o que eu escutei

Disse que aquele cara
tinha morrido
mas como?
se ontem ele estava comigo

Deu uma risada
mas saiu meio sem graça
eu falei que tinha
visto ele na praça

Saí daquela escola
com o recado na memória
sem ter pra onde ir
eu fui embora

Mas fazer o que
quando amigos a gente não tem
e para ourtras pessoas
amigos vão e vem

E então uma agonia me bateu
e fui fazer o recado que ele me deu

Já era meio dia
e estava com fome
lembrei dele
mas ele aparece e some

Foi então que
eu resolvi trabalhar
naquela escola
eu resolvi voltar

Uma funcionária da escola
comigo veio falar
e eu perguntei se ela
tinha emprego pra dar

Ela disse:
Vou ver o que posso fazer!
chamou o diretor
para me conhecer

Veio ele então
com a cara fechada
juro que pensei irmão
Lá vem cagada

Mas um sorriso abriu
de mim ele se lembrou
me deu o emprego
e de mim se orgulhou

Anos se passaram
e um dia atravessando a esquina
vi uma luz forte
e escutei uma buzina

Acordei depois
estava eu no hospital
no auge da minha vida
lembrei uma moral

A vida foi feita
pra ser explorada
e não pedir esmola
parado na calçada

Tudo ficou branco
e o homem eu encontrei
disse ele feliz
que bom que fez o que falei

Sumiu outra vez
e não perguntei o seu nome
não importava mais
pra mim Deus era aquele homem!

Raphael de Oliveira Louzano

Navegando nas páginas de um livro, mergulhei em meio as letras e palavras nele contidas,aprofundei-me em meio as figuras, e apaixonei-me ao ver um emaranhado de palavras que diziam:TE AMO

joelson jhoe

Navegando
Buscando novos mares
Portos nunca aportados
Pescando sentimentos renovados

Navegando
Despedindo da mesma praia
Das velhas cadeiras
Do guarda-sol desbotado

Navegando
Soltando as amarras.
Deixando o sol entrar pela aba do chapéu
Que já se tornou roxo
Como naquela poesia

Navegando
Buscando o coração que ficou
Em algum porto do passado
Limpando as artérias desse coração magoada
Assoprando uma nova vida.

Navegando
Renovando
Libertando
Recomeçando
E recomeçando de novo
Mas jamais desistindo

Lienne Liarte

Se preciso For.

Por que hoje me sinto como um barco sem velas
Navegando no escuro sem luz nem clarinetas
E quando o meu oceano se destilar dos sonhos alheios
Serei o último a viver este meu mórbido devaneio.

Por que hoje me sinto como um barco sem velas
E sem graça também, neste constante infinito altivo
Que de imenso és curto, sem vida, sem velas.
Não sei como hei de viver, nem mesmo sei se estou vivo.

Nesta loucura insana que inflam meu ego com ar
Já se passaram tantas vidas, tantos fomos nós
Que no crepúsculo do arpoador, aprendi o que é amar

E por aprender a nunca perder ao te ver, perdi a voz.
Mas se preciso for encontrar o farol deste imenso mar
Sei que serei capaz, e novamente seremos nós.

Rollf Fiore

Rollf Fiore

Á DERIVA
Estou à deriva tal barco neste mar que é a vida
Navegando por entre as ondas
Neste mar turbulento que ela tem sido
Dias de acalmia
Dias de tempestade
Dias de sol
Dias de chuva
Noites escuras
Noites estreladas
Procurando ao longe o farol
O farol que me guie para um porto seguro
Já o vislumbrei
Mas voltei a perdê-lo
Neste momento de tempestade
Procuro simplesmente sobreviver
Tentando não naufragar
Mesmo à deriva preciso navegar
Com esperança
De um dia porto seguro vou encontrar

Jbrito