Nascer Bebe

Cerca de 1808 frases e pensamentos: Nascer Bebe

- Por que você bebe tanto?
- Porque eu gosto do efeito que a bebida tem sobre mim. Gosto que ela deixe minha mente funcionar bem lentamente. De certa forma, me acalma os pensamentos ruins e me traz os bons.

Sabrina Niehues

Hoje é mais um dia especial aqui em casa
Na minha vida
Na minha alma
Hoje meu bebê completa
17 anos...
Já tem bigode
A voz engrossou
Já tem namorada?
Ainda não sei
Com toda esta “modernidade” de ficar
Para os outros já é um rapaz
Responsável
Trabalhador
Honesto
Quase “homem”
Coisa essa minha
Melhor de todas as mães
Meu bebê já tem 17 anos
Meu orgulho
Meu primogênito
Minha vida
Só tenho a agradecer!
Obrigada, DEUS!

Alessandra Benete

Fugir das mentiras, da vaidade,
da maldade, tantas vezes vazia
sentir a brisa pura da serra,
beber a água cristalina da nascente.

Ter a liberdade de um lobo,
a astúcia de uma raposa
mudar de pele como uma cobra.

Sem conflitos,
amarguras que tantas vezes nos atormenta
agressividade do ser humano sem humildade,
sem razão, sem pudor, maldade pura....
cinismo, hipocrisia

Carência de um coração vazio de vaidade,
de mentiras, orgulhosos....
esquecidos de sentimentos no deserto
escaldante que é a vida....
onde Deus nos chama e grita de dor.!

MariaIsabelMoraisRF

O homem bebe, mente, e trai quando se apaixona não bebe, não mente, e não trai, nem se quer è homem mais.

NicedesSilva

As gravidas e recém maes centram-se apenas na gravidez e no bebé, descurando as relaçoes sociais, isto é um erro que pode custar caro ao relacionamento

Balduíno Fio

Possibilidade de Felicidade

Tão grande a felicidade do bebê ao perceber a possibilidade de andar sobre suas próprias pernas;
Tão grande a felicidade ao poder andar novamente;
Tão grande a felicidade ao perceber a possibilidade de poder tragar;
Tão grande a felicidade ao poder respirar;
Tão grande a felicidade de ter possibilidade de poder viajar;
Tão grande a felicidade de chegar;
Tão grande a felicidade de ter a possibilidade de poder estudar;
Tão grande a felicidade de saber ler,
Tão grande a felicidade de ter a possibilidade de ser mãe;
Tão grande a felicidade de ser avó;
Quem dera ter a felicidade de ter a possibilidade de começar tudo outra vez!

Eliane Andreazzi

Naqueles casos de ausência altruísta onde não há amor entre famílias, o bebê nasce e a agonia dele não é dentro de uma barriga, mas em campo aberto deste mundo onde a própria mãe ou até família por completo não o ama. Trazer um filho ao mundo é colocá-lo em uma jaula com animais selvagens prontos para atacá-lo a qualquer instante.

Cleisson Pacheco

Beijar é como beber agua salgada: voce bebe e aumenta a sua sede.

José Feliciano Damião

Daí a pessoa diz:
"Vamos beber porque amar tá foda".
Aí bebe duas doses e liga pro ex, vai
entender.. Né?
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

kgmtgj

o nescau é só um detalhe ..
(Quem bebe sabe)

Boné Guerrilla

O Alcoólatra é aquela pessoa que odiamos e que bebe tanto como gostaríamos de beber.

Igor M. Torres

"hoje os papeis se invertem.
homem chora e mulher bebe”

iago mozart

"queria ter tido oportunidade, de dizer.
mas me foi tirada, como um bebe do colo da mãe

iago mozart

JESUS

EU SOU a Sabedoria e a Vida
A Verdade e a Realidade
Daquele que busca
E bebe de mim.

EU SOU o Juiz Justo,
O Senhor do Julgamento
Que dá a todo aquele que escolhe
Favos de retidão.

EU SOU o Santo, o Senhor de todos
Sou o poder de Deus
Que habita com o quebrantado
E humilde de coração.

EU SOU o Leão
Mas também sou o Cordeiro.
Os que se escodem em mim
Me reconhecem como sou.

EU SOU Bom e Severo,
A Justiça e o Amor
Demonstrados em um só evento:
Minha entrega na cruz.

EU SOU o Alfa e o Ômega,
O Princípio e o Fim de todas as coisas,
Criador e Mantenedor
Da sua existência.

EU SOU a Própria Vida,
Sou a Revelação da Glória de Deus
Para que as Sua criaturas
Saibam como ela é.

EU SOU uma Pessoa
Mas também sou o Caminho.
Posso ajudá-lo a se encontrar em mim
Se você se dispuser a me ouvir.

EU SOU o Senhor do Sábado,
O Príncipe da Paz.
Refrigero a alma e dou descanso
Aos que em mim buscam refúgio.

EU SOU o Senhor dos Exércitos,
Homem de Guerra, Senhor Yahweh!
Dsiposto a lutar suas batalhas
E pisar a cabeça de teus verdadeiros inimigos.

EU SOU a luz do mundo,
O Verbo e a Palavra de Deus.
Quem me segue revelado será
E a verdade para sempre os libertará.

EU SOU O QUE SOU
AQUELE QUE ERA, É E SEMPRE SERÁ.
SOU EU MESMO, ÚNICO E SUFICIENTE,
Quem me segue em meu trono se assentará.

Angela Natel

JESUS – set/05

EU SOU a Sabedoria e a Vida
A Verdade e a Realidade
Daquele que busca
E bebe de mim.

EU SOU o Juiz Justo,
O Senhor do Julgamento
Que dá a todo aquele que escolhe
Favos de retidão.

EU SOU o Santo, o Senhor de todos
Sou o poder de Deus
Que habita com o quebrantado
E humilde de coração.

EU SOU o Leão
Mas também sou o Cordeiro.
Os que se escodem em mim
Me reconhecem como sou.

EU SOU Bom e Severo,
A Justiça e o Amor
Demonstrados em um só evento:
Minha entrega na cruz.

EU SOU o Alfa e o Ômega,
O Princípio e o Fim de todas as coisas,
Criador e Mantenedor
Da sua existência.

EU SOU a Própria Vida,
Sou a Revelação da Glória de Deus
Para que as Sua criaturas
Saibam como ela é.

EU SOU uma Pessoa
Mas também sou o Caminho.
Posso ajudá-lo a se encontrar em mim
Se você se dispuser a me ouvir.

EU SOU o Senhor do Sábado,
O Príncipe da Paz.
Refrigero a alma e dou descanso
Aos que em mim buscam refúgio.

EU SOU o Senhor dos Exércitos,
Homem de Guerra, Senhor Yahweh!
Dsiposto a lutar suas batalhas
E pisar a cabeça de teus verdadeiros inimigos.

EU SOU a luz do mundo,
O Verbo e a Palavra de Deus.
Quem me segue revelado será
E a verdade para sempre os libertará.

EU SOU O QUE SOU
AQUELE QUE ERA, É E SEMPRE SERÁ.
SOU EU MESMO, ÚNICO E SUFICIENTE,
Quem me segue em meu trono se assentará.

Angela Natel

NASCIMENTO E A MORTE, E SUAS COINCIDÊNCIAS
No dia do nascimento, a face do bebê é que define quem ele é e como ele é.
No dia da nossa morte, é o nosso rosto que nos define também. Inerte, somente o nosso rosto fica à mostra, pálido ou com certa cor, triste ou com ar de tranquilidade... É tudo que se busca em nós, no dia da nossa morte, o nosso rosto.
Flores são bem-vindas no dia do nascimento, flores adornam o dia do fim.
Pessoas nos visitam, na chegada. Pessoas nos visitam no dia do adeus.
Nossos olhos estão fechados quando chegamos ao mundo, não é diferente quando vamos embora dele.
Os que nos amam choram no primeiro dia. Os que nos amam choram na partida.
E se dói, ao respirarmos pela primeira vez, dói mais no dia final. Quando percebemos o ar faltando nos pulmões, dói no corpo e dói na alma.
Começamos e terminamos a vida sendo carregados.
Quantas coincidências ainda poderíamos elencar aqui? Muitas, se insistirmos em relacioná-las. No entanto, duas destacam-se por serem assombrosamente interessantes. Então, vejamos a primeira: do pó viemos e ao pó retornaremos, trazendo à tona um conceito de insignificância no início e no fim.
Agora, analisemos com minúcia: o pó nos constrói e nos desconstrói. Fora de qualquer convenção, o pó nos deixa desconfortáveis pela sensação de temporariedade, de finitude, de prazo de validade.
Que impacto insuportável e destrutivo seria essa coincidência em nós, não fosse existir outra, ainda mais surpreendente, que a neutralizasse. Falo da alma. Se somos corpo perecível, também somos alma vivente. A existência da alma é segunda coincidência de que falava. A mais bela de todas, ouso dizer.
Se o corpo frágil está no começo e no fim, a alma vivente está no começo, no fim e ultrapassa o fim. A grandeza da alma está em ser transcendente, seguir livre eternidade adentro. Enquanto o corpo nos aprisiona, a alma nos desencarcera.
Curiosamente, o nosso corpo começa sem forma no ventre materno, e disforme se revolve no ventre da terra, até desaparecer plenamente. Quando pensamos no corpo nos vemos um verme destituído de graça. Mas se olhamos para a alma, pelo contrário, elevamo-nos à compreensão do amor incondicional de Deus. Se o corpo é um pó desprezível, a nossa alma é o artigo de luxo, de valor inestimável, cuja essência está no hálito do próprio Deus que a soprou em nós e a fez existir. Braços e pernas e órgãos e todo resto que se diz corpo vieram do barro e ao barro retornam. Já a alma habita no corpo e dele se vai carregada no colo de Deus. O corpo é um ponto final e alma são as reticências.
Quando criança, quem já adormeceu no sofá da sala, e acordou na cama do seu quarto, compreende bem o corpo e a alma; o início e o fim; e todas as suas coincidências. Porque é assim o dia do nascimento e o dia da morte: no sofá, dormimos desajeitadamente, com o corpo torto e encolhido, descoberto e com frio, mas nos parece bom estarmos ali. Até que nosso pai nos pega no colo e nos leva à cama. Ele nos apoia na cama macia, nos cobre e sussurra palavras de carinho. Fecha as cortinas da janela, cuidadosamente, e o quarto fica à meia luz. O sono tranquilo toma conta de nós e os bons sonhos o adornam. O fato é que nos apegamos ao sofá. Deixar o corpo é como deixar o sofá da sala, aparentemente penoso. Não sairíamos dele se dependesse de nós mesmos. Então, Deus o fez perecível, como uma casa que vai ruindo até os escombros estarem todos no chão. Só então há liberdade para alma seguir o caminho de volta, feliz como a borboleta que acha o vão da janela e voa em direção ao sol.
E as coincidências? Arrisco-me a pensar que elas foram minuciosamente arrumadas aqui e ali, para que o homem se desapegasse do sofá e percebesse o conforto aprazível da cama. Mas a percepção é uma porta que podemos fechar dentro de nós, infelizmente. E é por negligenciarmos as evidências, que seguimos sofrendo com a iminência do ponto final, como se não houvesse alma, como se não houvesse reticências.

Mônica Árêas

Nada se sabe, tudo se imagina.
Circunda-te de rosas, ama, bebe
E cala. O mais é nada.

Heterônimo - Fernando Pessoa

"Vamo beber porque amar tá foda", aí bebe e fica falando que tá carente, pega o celular pra ligar pra(o) ex...

Annynha Rodrigues

Eu bebo sim, e to vivendo, tem gente que não bebe nada e não ta dando vexame ligando pra ex se humilhando declarando pedindo pra voltar

Annynha Rodrigues

Louira é so a q se bebe

burro do strek