Não Ligo Pro que os outros Falam

Cerca de 4537 frases e pensamentos: Não Ligo Pro que os outros Falam

O medo é mudo; os aterrorizados falam pouco, parece que o horror diz: silêncio!

Victor Hugo

VOCÊ SABE OU VOCÊ SENTE?

Você já reparou o quanto as pessoas falam
dos outros?
Falam de tudo.
Da moral, do comportamento, dos
sentimentos, das reações, dos medos, das
imperfeições, dos erros, das criancices,
ranzinzices, chatices, mesmices, grandezas,
feitos, espantos.
Sobretudo falam do comportamento.
E falam porque supõem saber.
Mas não sabem.
Porque jamais foram capazes de sentir
como o outro sente.
Se sentissem não falariam.
Só pode falar da dor de perder um filho,
um pai que já perdeu, ou a mãe já ferida
por tal amputação de vida.
Dou esse exemplo extremo porque ele
ilustra melhor.
As pessoas falam da reação das outras e
do comportamento delas quase sempre
sem jamais terem sentido o que elas
sentiram.
Mas sentir o que o outro sente não
significa sentir por ele.
Isso é masoquismo.
Significa perceber o que ele sente e ser
suficientemente forte para ajudá-lo
exatamente pela capacidade de não se
contaminar com o que o machucou.
Se nos deixarmos contaminar (fecundar?)
pelo sentimento que o outro está sentindo,
como teremos forças para ajudá-lo?
Só quem já foi capaz de sentir os muitos
sentimentos do mundo é capaz de saber
algo sobre as outras pessoas e aceitá-las,
com tolerância.
Sentir os muitos sentimentos do mundo
não é ser uma caixa de sofrimentos.
Isso é ser infeliz.
Sentir os muitos sentimentos do mundo é
abrir-se a qualquer forma de sentimento.
É analisá-los interiormente, deixar todos os
sentimentos de que somos dotados fluir
sem barreiras, sem medos, os maus, os
bons, os pérfidos, os sórdidos, os baixos,
os elevados, os mais puros, os melhores,
os santos.
Só quem deixou fluir sem barreiras, medos
e defesas todos os próprios sentimentos,
pode sabê-los, de senti-los no próximo.
Espere florescer a árvore do próprio
sentimento.
Vivendo, aceitando as podas da realidade e
se possível fecundando.
A verdade é que só sabemos o que já
sentimos.
Podemos intuir, perceber, atinar; podemos
até, conhecer. Mas saber jamais.
Só se sabe aquilo que já se sentiu.

Artur da Távola

Aqueles que escapam do inferno
nunca falam sobre isso
e nada mais incomoda eles
(...)

Charles Bukowski

É assim o mundo: falam como se conhecessem tudo, e se você ousa perguntar, não sabem nada.

Paulo Coelho

A questão não é "eles pensam?" ou "eles falam?", a questão é "eles sofrem?".

Jeremy Bentham

Pois de que falam os homens?! Que será que lhes põe nos olhos aquele brilho infernal, nas bocas aquela ruga, mais ou menos acentuada, de cobiça?! A febre dos negócios?... Os sonhos de glória?... Ambições?... Invejas?...Não! Mulheres, unicamente...

Florbela Espanca

Aqueles que escapam do inferno
nunca falam sobre isso
e nada mais incomoda eles
(...)
Quero dizer, coisas como
falta de uma refeição,
ir para a cadeia,
bater seu carro
ou mesmo morrer.

Quando você perguntar-lhes,
"como as coisas estão indo? "
eles vão responder: "bem, muito bem ... "

Uma vez que você foi para o inferno e voltou
é o bastante
é a mais silenciosa celebração conhecida.

Uma vez que você foi para o inferno
e voltou, você não olha para trás
quando o chão range.
o sol está no alto a meia-noite

E coisas como os olhos de ratos
ou um velho pneu em um terreno baldio
pode torná-lo feliz.
(...) Uma vez que você foi para o inferno
e voltou.

Charles Bukowski

A mulher foi feita pro amor e pro perdão...Cai nessa não!, cai nessa não!!!

Vinicius de Moraes

E nada como um tempo após um contratempo pro meu coração.

Chico Buarque

Pergunte pro seu Orixá, amor só é bom se doer.

Vinicius de Moraes

Sou mais a palavra ao ponto de entulho.
Amo arrastar algumas no caco de vidro,
envergá-las pro chão, corrompê-las, -
até que padeçam de mim e me sujem de branco.

Manoel de Barros

Passo cada segundo do meu dia me jurando ser indiferente com você. Você fala comigo, eu cumpro a promessa. Você não entende, pergunta se eu tô chateada e o que aconteceu. Não foi nada. Só tô cansada de você, de nós, de tudo isso. Tô de partida, malas feitas, mesmo você não acreditando. Pra não me cansar mais ainda, paro no ‘Não foi nada’. E você sai, irritado e com um “tchau” que eu odeio mais que tudo. Mas já não importa, tchau pra você também. Afinal, nada pode ser mais difícil do que ficar na situação que eu tô a tanto tempo. Ser indiferente vai ser fácil. Dor é normal, se não for forte, eu já nem sinto mais. Sempre te tratei melhor que todos os outros, e o que você faz que te torna melhor que eles? Seguindo essa lógica, teria o direito de te tratar até mal. Mas não sou assim, uma pena. Acontece que agora eu não dou mais o meu melhor pra quem me dá pouco. Não corro atrás de quem não dá um passo por mim. Não faço festa quando alguém que sabe que eu tô louca de saudades e não move um dedo pra me ver, vem numa droga de chat e fala “E aí”. Te acostumei muito mal, mas agora vou desacostumar. Porque meu medo de ter perder, virou meu objetivo, então nada me prende. E se ir te matando aos poucos levar um pedaço de mim, que leve. Porque a dor de você na minha vida me afeta inteira e eu não aguento mais.

Tati Bernardi

Chego em casa
Encontro apenas seu perfume
Alimento certo, nutritivo pro ciúme
Um bilhete escrito com batom me diz assim:
"Entre um take e outro eu telefono pense em mim"
Pra me relaxar ligo a televisão
Mas que tolice a minha
Triste tentativa em vão
Ela me aparece com alguém que não sou eu
Vejo noutros braços tudo aquilo que é meu.

Vejam só vocês que foi que eu fiz
Fui me apaixonar por uma atriz.

Outra vez eu tento controlar meu coração
Mas meu controle é mais remoto
Que o que eu tenho em minha mão
Fecho os olhos, tento não pensar
Mas não consigo
Com ou sem controle
É sempre nela que eu me ligo.
Vejam só vocês que foi que eu fiz
Fui me apaixonar por uma atriz.

O telefone toca, ela me chama
Me lembra que me ama
Aquela voz macia
Diz que tem ciúme e quer saber
Se nela eu pensei
Durante todo o dia.

Roberto Carlos

Às vezes eu amo e construo castelos, às vezes eu amo tanto que tiro férias e embarco num tour pro inferno.” (Música: Medieval)

Cazuza

“Será que eu ainda te amo/ Ou é mais um sinal/ Da minha inclinação pro banal?” (Música: Dúvidas)

Cazuza

Eu estava deitado na cama a noite e disse: “Eu vou desistir, pro inferno com isso!”. E outra voz em mim dizia: “Não desista! Salve uma pequena brasa, uma faísca. E nunca dê essa faísca, pois enquanto você a tiver, sempre poderá começar uma chama maior.

Charles Bukowski

"Eu não temo morrer e ir pro Inferno ou (o que seria consideravelmente pior) ir para a versão popularizada do Paraíso. Eu espero que a morte seja um nada e, por me remover todos os medos possíveis da morte, eu sou muito agradecido ao ateísmo.”

Isaac Asimov

Um fluxo constante de pensamentos de outros pode parar ou amortecer seu próprio pensamento e sua própria iniciativa.

Arthur Schopenhauer

Então liguei pro meu velho amigo de sempre. E ele veio correndo, consertar meu coração, acalmar meus medos. E disse que nada mudou, foram 56 mil anos mas nada mudou. Ele ainda está aqui pra mim.

Tati Bernardi

"Lá estou eu em mais uma mesa com risos pela metade. Olho pro lado e sinto uma saudade imensa, doída, desesperançada e até cínica. Saudade de alguma coisa ou de alguém, não sei. Talvez de mim, de algum amor verdadeiro que durou um segundo... Meus amigos me adoram. Mas será que eles sabem que se eu estou morrendo de rir agora, mas daqui a pouco vou morrer de chorar? E isso 24 horas. E eu, mais uma vez, olho para o lado morrendo de saudade dessa coisa que eu não sei o que é. Dessa coisa que talvez seja amor. Odeio todos os amores baratos, curtos e não amores que eu inventei só para pular uma semana sem dor. A cada semana sem dor que eu pulo, pareço acumular uma vida de dor. Preciso parar, preciso esperar. Mas a solidão dói e eu sigo inventando personagens. Odeio minha fraqueza em me enganar. Eu invento amor, sim e dói admitir isso. Mas é que não aguento mais não dar um rosto para a minha saudade. É tudo pela metade, ao menos a minha fantasia é por inteiro.. enquanto dura. No final bruto, seco e silencioso é sempre isso mesmo, eu aqui meio querendo chorar, meio querendo mentir sobre a vida até acreditar. E aí eu deito e penso em coisas bonitinhas. E quando vou ver, já dormi."

Tati Bernardi