Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma

Cerca de 4 frases e pensamentos: Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma

Nada na Natureza se perde. Tudo se cria e tudo se transforma. Da mesma maneira como nossos corpos físicos, com a nossa morte, se funde ao solo, nada se perdendo, nossas partes subjetivas igualmente se fundem ao todo absoluto de onde originariamente partiram.

Alvaro Granha Loregian

NASCER
(“Na natureza nada se perde e nada se cria, tudo se transforma” – Lavoisier)

Nascer é um presente do Criador do Universo. O nascimento é o canal natural que conduz a vida ao seu destino – a matéria. A vida é a energia universal que anima a matéria. É necessário, por imperativo das leis naturais, nascer para progredir e progredir sempre. Tudo que tem vida na Terra nasce. Os homens nascem, os insetos nascem, as plantas nascem, os animais nascem, as aves nascem, os micro-organismos nascem, os animais marinhos nascem. Enfim, tudo é vida animando a matéria. A vida e a matéria são abundantes em todo o universo. E é com esses ingredientes que o Grande Arquiteto do Universo realiza a sua obra, desde o princípio de todas as coisas e de tudo o que existe. Tudo tem um objetivo e uma finalidade – a perfeição da própria vida. Nascer é como o Sol. Nasce e morre para nascer de novo; é tão sublime e imprescindível a vida, que, somente nascendo de novo poderemos transformá-la em energia pura. É aí onde se assenta todo o conhecimento e toda a sabedoria do Criador dos mundos. Tudo nasce. Tudo se cria. Tudo se origina. Tudo se transforma e tudo evolui, a partir do relativo para o absoluto. Nada fica inerte no universo. Tudo se movimenta. É sopro benfazejo do Criador animando todas as coisas.
A criação da Terra, ou seja, a sua origem, podemos buscá-la na Bíblia, no Livro do Gênesis e através das pesquisas cientificas. Convém, porém esclarecer que o relato bíblico sobre a criação da Terra é alegórico. Não podemos, entretanto, interpretá-lo ao pé da letra. Para o Criador, na verdade, um dia significa milhões e milhões de séculos. Tudo se formou então, paulatinamente, na natureza, através do decorrer do tempo. Tudo foi tomando a sua forma, o seu destino e a sua finalidade de ser. O Criador se completa, portanto, até hoje, no seu próprio tempo, na sua monumental obra de arte.
Todos nós somos obra prima da sua infinita sabedoria. Segundo o Livro do Gênesis 1, versículos 1 a 31 e Gênesis 2, versículos 1, 2 e 3, a Terra e os céus, assim se originaram:
1 No princípio Deus criou os céus e a terra.
2 Era a terra sem forma e vazia; trevas cobriam a face do abismo, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
3 Disse Deus: "Haja luz", e houve luz.
4 Deus viu que a luz era boa, e separou a luz das trevas.
5 Deus chamou à luz dia, e às trevas chamou noite. Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o primeiro dia.
6 Depois disse Deus: "Haja entre as águas um firmamento que separe águas de águas".
7 Então Deus fez o firmamento e separou as águas que ficaram abaixo do firmamento das que ficaram por cima. E assim foi.
8 Ao firmamento, Deus chamou céu. Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o segundo dia.
9 E disse Deus: "Ajuntem-se num só lugar as águas que estão debaixo do céu, e apareça a parte seca". E assim foi.
10 À parte seca Deus chamou terra, e cha­mou mares ao conjunto das águas. E Deus viu que ficou bom.
11 Então disse Deus: "Cubra-se a terra de vegetação: plantas que deem sementes e árvores cujos frutos produzam sementes de acor­do com as suas espé­cies". E assim foi.
12 A terra fez brotar a vegetação: plantas que dão sementes de acordo com as suas espécies, e árvores cujos frutos produzem sementes de acordo com as suas espécies. E Deus viu que ficou bom.
13 Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o ter­ceiro dia.
14 Disse Deus: "Haja luminares no firma­mento do céu para separar o dia da noite. Sir­vam eles de sinais para marcar estações, dias e anos,
15 e sirvam de luminares no firmamento do céu para ilu­minar a terra". E assim foi.
16 Deus fez os dois gran­des lumi­nares: o maior para go­vernar o dia e o menor para gover­nar a noite; fez também as estrelas.
17 Deus os colo­cou no firmamento do céu para iluminar a terra,
18 governar o dia e a noite, e separar a luz das tre­vas. E Deus viu que ficou bom.
19 Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o quarto dia.
20 Disse também Deus: "Encham-se as águas de seres vivos, e voem as aves sobre a terra, sob o firmamento do céu".
21 Assim Deus criou os grandes animais aquáti­cos e os demais seres vivos que povoam as águas, de acordo com as suas espécies; e todas as aves, de acordo com as suas espécies. E Deus viu que ficou bom.
22 Então De­us os abençoou, dizendo: "Sejam férteis e multipliquem-se! Encham as águas dos mares! E multipliquem-se as aves na terra".
23 Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o quinto dia.
24 E disse Deus: "Produza a terra seres vivos de acordo com as suas espécies: rebanhos domésticos, animais selvagens e os demais seres vivos da terra, cada um de acordo com a sua espécie". E assim foi.
25 Deus fez os animais selvagens de acordo com as suas espé­cies, os rebanhos domésticos de acordo com as suas espécies, e os demais seres vivos da terra de acordo com as suas espécies. E Deus viu que ficou bom.
26 Então disse Deus: "Façamos o homem à nossa imagem, confor­me a nossa semelhança. Domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os grandes animais de toda a terra e sobre todos os pequenos animais que se movem rente ao chão".
27 Criou Deus o homem à sua imagem,à imagem de Deus o criou;homem e mulher os criou.
28 Deus os abençoou e lhes disse: "Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem pela terra".
29 Disse Deus: "Eis que dou a vocês todas as plantas que nascem em toda a terra e produzem sementes, e todas as árvores que dão frutos com se­mentes. Elas servirão de alimento para vocês.
30 E dou todos os vegetais como alimento a tudo o que tem em si fôlego de vida: a todos os gran­des animais da terra, a todas as aves do céu e a todas as criaturas que se movem rente ao chão". E assim foi.
31 E Deus viu tudo o que havia feito, e tudo havia ficado muito bom. Passaram-se a tarde e a ma­nhã; esse foi o sexto dia.
Gênesis 2
1 Assim foram concluídos os céus e a terra, e ­tudo o que neles há.
2 No sétimo dia Deus já havia concluído a obra que realizara, e nesse dia descansou.
3 Abençoou Deus o sétimo dia e o santificou, porque nele descansou de toda a obra que realizara na criação.
Em Wikipedia – a enciclopédia livre, registra-se os seguintes dados científicos sobre a origem, formação e evolução da Terra, vejamos:
“ A Terra começou quando o Sistema Solar estava tomando forma, provavelmente dentro de uma nuvem grande de gás e poeira em torno do Sol. A abundância relativa de uns elementos mais pesados no sistema solar sugere que estes gases e poeira eram derivados de uma supernova. Alguns elementos mais pesados são gerados dentro das estrelas pela fusão nuclear do hidrogênio, que são de outra maneira incomuns. Nós podemos ver processos similares ocorrer hoje em nebulosas, como a nebulosa M16.
O sol formou-se dentro de uma nuvem de gás e poeira, e começou a se submeter à fusão nuclear e a emitir luz e calor. As partículas que orbitavam o sol começaram a se unir em corpos maiores, conhecidos como planetésimos, que continuaram a agregar-se em planetas maiores, o material "restante" deu forma a asteroides e cometas, como o asteroide Ida.
Como as colisões entre planetésimos grandes liberam muito calor, a terra e outros planetas seriam derretidos no começo de sua historia. A solidificação do material derretido aconteceu enquanto a terra esfriou. Os meteoritos mais velhos e as rochas lunares têm aproximadamente 4,5 bilhões de anos, mas a rocha mais velha da terra conhecida atualmente tem 3,8 bilhões de anos. Por algum tempo durante os primeiros 800 milhões de anos de Sua
historia, a superfície da Terra mudou do líquido ao sólido. Uma vez que a rocha dura formou-se na Terra sua historia geológica começou. Isto aconteceu provavelmente antes de 3,8 bilhões de anos, mas a evidência disso não esta disponível. A erosão e o tectonismo destruíram provavelmente toda a rocha mais antiga que 3,8 bilhões de anos. O começo do registro de rocha que existe atualmente na Terra é do Arqueano”.
Conclusão: tudo nasce, tudo se transforma e tudo evolui.

Adelmar marques marinho

Assim como disse Lavoisier: na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma, da mesma forma é o espírito, em busca da perfeição.

Adelmar marques marinho