Mulheres Independentes

Cerca de 4 frases e pensamentos: Mulheres Independentes

Sempre achei que todos os homens gostassem de mulheres independentes e seguras. Que não precisassem deles para sobreviver ou serem felizes. Mas, como toda regra, percebi com o tempo que essa também tem sua exceção – quase sempre com uma barba mal feita e um sorriso bem feito.

Afinal, o que querem os homens?

Os sentimentos do sexo oposto são tão contraditórios quanto os nossos, mas ao contrário da gente, eles não pensam, elas fazem. Merda ou não, eles sempre fazem. Outra coisa que sempre me chamou atenção foi a necessidade de proteção, que talvez, tenham herdado dos nossos antepassados, algo a ver com o instinto de animal de”macho alfa”. Aí me vem uma e outra “femêa” se fazendo de indefesa. De idiota. E funciona. Que merda!

E então, como proceder?

Se você corre atrás você é chata e melosa. Se você tenta parecer que está nem aí você é seca. E é quando você pula do barco que eles percebem que não conseguem fazer sozinhos. O problema é que a coragem de pular do barco nunca é forte o suficiente para se tornar uma atitude. Ai começamos a remar, devagar, cada vez mais devagar e em uma hora ou outra quem sente coragem de tomar a atitude de pular fora é ele.

Fingimos a existência de um motor invisível (o tal do orgulho), e continuamos lá, fingindo que está tudo bem e que nada aconteceu. Essa é a nossa fase durona, em que frases prontas nos servem de consolo.

Chega uma hora que a gasolina desse tal motor acaba, e voltamos para a estaca zero. Sozinhas em um oceano de peixes. Todos fora do barco. Ainda sentimos aquele medo de pular, a esperança em forma de nostalgia ainda ocupa o lugar vazio, e faz com que rememos sempre para trás.

Tem uma hora na nossa vida que precisamos ficar paradas no barco. Sem remar para frente ou para trás. Sozinhas com o sol, vento e silêncio. Pra perceber certas coisas e deixar outras definitivamente para trás. Buscar nossa bússola interior, e mudar totalmente de direção.

Para o infinito e eterno além.

Bruna Vieira

A força do mundo está voltada para as mulheres independentes. Não precisamos chorar por qualquer coisa, não caímos por qualquer detalhe, não desistimos em qualquer derrota e não lutamos pela metade. Somos sinceras, já fomos meninas, chorávamos e esperávamos o príncipe para que nossa vida fizesse sentido. Hoje, descobrimos que somos espetaculares porque jamais estaremos sozinhas. Crescemos, viramos MULHER! E quando você vira mulher, entende o seu verdadeiro VALOR.

Ana Rosa Cartaxo

Mulheres independentes.

Homem inteligente aceita a emancipação das mulheres como uma benção.
Temos quem resolva os problemas no banco, quem faça o roteiro para as próximas férias e até quem ajude a pagar as contas.
Mulher independente e articulada compra muita revista.
Elas trazem, fotos de modelos e atores maravilhosos com pouca roupa e abdômen saradíssimo, apologia das preliminares, dos jogos eróticos e dos orgasmos múltiplos e até lições de economia.
Acho que os orgasmos múltiplos e os fingidos são invariavelmente proporcionais.
As revistas masculinas e femininas são muito mais para ver que para ler. Levar para cama esses deuses e ter esses orgasmos, só sonhando, com a revista debaixo do travesseiro.
As mulheres também escolhem quem, como e quando.
Ai que saudade da velha e boa trepada... Hoje, se não tiver musica, incenso, meia luz, lingerie nova e mais preliminar do que show da Madonna, você pode ficar mesmo na mão.
Em um segundo ela pode levantar da cama e dizer simplesmente.
- "Não dá! Você não é nada romântico!" Se você tiver tomado um Viagra dançou. Se for Cialis ainda tem umas 20 horas para tentar de novo e fazer valer...
Agora quem finge que está "indisposto são os homens". Inventaram estresse do trânsito, da bolsa de valores, síndrome do pânico, da dispensa do trabalho e o velho medo de falhar.
A dor de cabeça, essa cuidado, pode ser verdadeira, na cabeça, bem nos chifres, potencializada por toda essa emancipação.
Quando a emancipada resolve trocar o velho por um novo é fóda. Ela fóde, te fóde e invariavelmente se fóde. Acaba achando um mais novo e mais tranqueira. Mas aí você já dançou.
Ser ela for emancipada e rica a coisa pode funcionar bem e por mais tempo... ou não... como provam as Anas Marias e Suzanas.
Mulher e balada tem uma história comum. Elas adoooorammm dançar.
A recomendação se você botar fé no seu taco ou se não tiver outro jeito, é deixá-la conversar muito, sair com as amigas e até ir a shows e baladas.Assim que ela vê como a concorrência é brava, como age a molecada, como as amigas sofrem mais do que se divertem.
Para ir às baladas, as moçoilas passam o dia se enfeitando, metade da noite esquentando e a outra metade se lamentando.
E o dia seguinte... o resultado... As amigas nem esperam para se encontrar.
O telefone é o confessionário moderno... A ressaca alcoólica e moral tem espaço garantido na conta do telefone... Mas só até o próximo esquenta.
O certo é o que diz o ditado, mulher precisa ter três homens.
Um para o cheque outro para o chique e outro para o choque.
Será que você vale por três?

Marinho Guzman

Homens tem medo de mulheres independentes. Tem medo porque sabem que mulheres independentes não grudam, não correm atrás, não querem saber se ele está bem. A mulher independente se preocupa com ela, se valoriza, ela está acima de tudo. A mulher independente é moderna, ela saí para beber com as amigas, ela curte um barzinho e pode até ficar com 2 em uma noite, porque ela não liga que digam sobre a sua fama. Ela quer saber de se divertir, de estar bem com ela. E quer saber o amor que realmente importa pra ela? O amor próprio. Quer um conselho menina? Se ame!

Diário Secreto.