Mitologia Grega

Cerca de 5 frases e pensamentos: Mitologia Grega

A CAIXA DE PANDORA


Conta a mitologia grega que Pandora foi criada pelos deuses do Olimpo sob a ordens de Zeus. Pandora teria sido a primeira mulher, surgida como punição aos homens por sua ousadia em roubar aos céus o segredo do fogo.

A vingança de Zeus contra a humanidade veio em forma de uma linda donzela. Pandora, a que possui todos os dons, recebeu uma caixa onde guardou os presentes recebidos de cada um dos deuses do Olimpo.

Afrodite deu-lhe a beleza, Hermes o dom da fala, Apolo, a música. Mas além dos dons, a caixa de Pandora recebeu também uma série de malefícios.

A história é longa, mas importa saber que Pandora abriu sua caixa e a humanidade passou a conhecer não só as bondades, como os males que até hoje nos assolam: mentira, doenças, inveja, velhice, guerra e morte. Os presentes saltaram de forma tão violenta da caixa que Pandora teve medo, e a fechou antes que a última delas escapasse: a esperança.

Pandora tornou-se, assim, a provedora natural dos talentos divinos e dos males da humanidade.

Como nos conta a tradição judaico-cristã, Eva no Paraíso teria tido o mesmo papel. O que só comprova que a figura da mulher aparece sempre como a grande responsável pela desgraça do gênero humano. Eu vejo de maneira distinta. Como Eva no Paraíso, Pandora distribuiu aos homens as duas faces da realidade, tão contrárias quanto complementares. Coube a todos a escolha.

O mágico desta lenda está no papel desempenhado pela esperança. Crescemos e vivemos sob o jugo masculino. Todas as formas de poder são exercidas há séculos por homens, que com liberdade preferiram escolher os piores caminhos para atingir objetivos duvidosos.

O mundo está devastado. Na caixa de Pandora ainda resta a última bondade não destruída por nosso egoísmo e ambição. Uma maneira lúdica de nos mostrar o caminho da redenção. A esperança é um dom feminino. Ainda há tempo para aprender a lição.

(Fonte: Voz Corrente- Alexandre Pelegi em 11 de Abril de 08)

Texto de Alexandre Pelegi- Voz Corrente em 11Abril de 08

O mito da alma gêmea vem da mitologia grega, que nada sabe sobre a criatividade, a inteligência, o amor e a perseverança, para que um casal alcance sua felicidade.

Helgir Girodo

Na mitologia Grega, Pandora foi a primeira mulher que existiu. Recebeu de cada um dos Deuses um a graça, de outro a beleza, de outros a persuasão, a inteligência, a paciência, a meiguice, a habilidade na dança e nos trabalhos manuais. Hermes, porém, pôs no seu coração a traição e a mentira. Foi feita à semelhança das deusas imortais como um castigo de Zeus aos homens por uma “treta” com Prometeu. Enfim, casou-se com Epimeteu que tinha em seu poder uma caixa que havia ganhado dos deuses, esta continha todos os males (a caixa de Pandora). Avisou a mulher que não a abrisse. Pandora não resistiu à curiosidade abriu e os males escaparam. Por mais depressa que providenciasse fechá-la, restou apenas um único: a esperança. E dali em diante, foram os homens afligidos por todos os males.
A esperança estava na caixa como um mal, o que é de se refletir, a esperança podia ser interpretada como um mal por fazer as pessoas acreditarem ou terem a sensação de que podem controlar o futuro, e ao pensar que se pode controlar o futuro isso pode se tornar um perigo por agir com ilusão.
A esperança seria afinal algo bom ou algo ruim?
A única coisa que seu é que a esperança é fascinante por se tornar um dilema, ela pode ser boa e pode ser ruim, dependendo não dela, mas de quem a usa.

Dona Geo

Os símbolos sexuais, masculino e feminino, nasceram na mitologia grega. O círculo com a cruz representa o espelho de Afrodite (Vênus), símbolo da mulher... e o círculo com a flecha dirigida para cima representa o escudo e a lança de Ares (Marte), o símbolo do homem.

Otávio Conti