Minha Felicidade

Cerca de 590 frases e pensamentos: Minha Felicidade

A Minha Felicidade

Depois de estar cansado de procurar
Aprendi a encontrar.
Depois de um vento me ter feito frente
Navego com todos os ventos.

Friedrich Nietzsche

A minha felicidade não é a sua

No mais recente livro de Carlos Moraes, o ótimo Agora Deus vai te pegar lá fora, há um trecho em que uma mulher ouve a seguinte pergunta de um major: "Por que você não é feliz como todo mundo?". A que ela responde mais ou menos assim: "Como o snhor ousa dizer que não sou feliz? O que o senhor sabe do que eu digo para o meu marido depois do amor? E do que eu sinto quando ouço Vivaldi?E do que eu rio com meu filho? E por que mundos viajo quando leio Murilo Mendes? A sua felicidade, que eu respeito, não é minha, major".
E assim é. Temos a pretensão de decretar quem é feliz ou infeliz de acordo com nossa ótica particular, como se felicidade fosse algo que pudesse ser visualizado. Somos apresentados a alguém com olheiras profundas e imediatamente passamos a lamentar suas prováveis noites insones causadas por problemas tortuosos. Ou alguém faz uma queixa infantil da esposa e rapidamente decretamos que é um fracassado no amor, que seu casamento deve ser um inferno, pobre sujeito. É nessas horas que junto as pontas dos cinco dedos da mão e sacudo-a no ar, feito uma italiana indignada: mas que sabemos nós da vida dos ouitros, catzo?
Nossos momentos felizes se dão, quase todos, na intimidade, quando ninguém está nos vendo. O barulho da chave da porta, de madrugada, trazendo um adolescente de volta pra casa. O cálice de vinho oferecido por uma amiga com quem acabamos de fazer as pazes. Sentar no cinema, sozinha, para assistir o filme tão esperado. Depois de anos com o coração em marcha lenta, rever um ex-amor e descobrir que ainda é capaz de sentir palpitações. Os acordos secretos que temos com com filhos, netos, amigos. A emoção provocada por uma frase de um livro. A felicidade de uma cura. E a infelicidade aceita como parte do jogo - ninguém é tão feliz quanto aquele que lida bem com suas precariedades.
O que sei eu sobre aquele que parece radiante e aquela outra que parece à beira do suicídio? Eles podem parecer o que for e eu seguirei sem saber de nada, sem saber de onde eles extraem prazer e dor, como administram seus azedumes e seus êxtases, e muito menos por quanto anda a cotação de felicidade em suas vidas. Costumamos julgar roupas, comportamento, caráter - juízes indefectíveis que somos da vida alheia-, mas é um atrevimento nos outorgarmos o direito de reconhecer, apenas pelas aparências, quem sofre e quem está em paz.
A sua felicidade não é a minha, e a minha não é a de ninguém. Não se sabe nunca o que emociona intimamente uma pessoa, a que ela recorre para conquistar serenidade, em quais pensamentos se ampara quando quer descansar do mundo, o quanto de energia coloca no que faz, e no que ela é capaz de desfazer para manter-se sã. Toda felicidade é construída por emoções secretas. Podem até comentar sobre nós, mas nos capturar, só se permitirmos.

Martha Medeiros

Seu mundo é pequeno demais para a minha felicidade, para o meu amor e principalmente pra mulher que hoje eu sou.

Tati Bernardi

“Não pergunte o motivo de minha felicidade que já fico triste

Fabrício Carpinejar

É o papel de Fred, inconscientemente, envenenar minha felicidade. Ele enfatiza as incongruências do amor de Henry. Eu não mereço um amor pela metade, diz ele. Mereço coisas extraordinárias. Mas o meio amor de Henry vale mais para mim do que todos os amores de mil homens.

Imaginei por um momento um mundo sem Henry. E jurei que no dia que perder Henry, eu matarei minha vulnerabilidade, minha capacidade para o verdadeiro amor, meus sentimentos, com a devassidão mais frenética. Depois de Henry não quero mais amor. Só foder, por um lado, e solidão e trabalho, por outro. Nada mais de mágoa.

Depois de não ver Henry por cinco dias por causa de mil obrigações, não pude suportar. Pedi a ele para se encontrar comigo durante uma hora entre dois compromissos. Conversamos por um momento, então fomos para um quarto do hotel mais próximo. Que necessidade profunda dele. Só quando estou em seus braços as coisas parecem direitas. Depois de uma hora com ele, pude continuar o meu dia, fazendo coisas que não quero fazer, vendo pessoas que não me interessam.

Um quarto de hotel, para mim, tem a implicação de voluptuosidade, furtiva, fugaz. Talvez o fato de não ver Henry tenha aumentado a minha fome. Eu me masturbo frequentemente, com luxúria, sem remorso ou repugnância. Pela primeira vez eu sei o que é comer. Ganhei dois quilos. Fico desesperadamente faminta, e a comida que como me dá um prazer duradouro. Nunca comi desta maneira profunda e carnal. Só tenho três desejos agora: comer, dormir e foder. Os cabarés me excitam. Quero ouvir música rouca, ver rostos, roçar-me em corpos, beber um Benedictine ardente. Belas mulheres e homens atraentes provocam desejos em mim. Quero dançar. Quero drogas. Quero conhecer pessoas perversas, ser íntima delas. Nunca olho para rostos inocentes. Quero morder a vida e ser despedaçada por ela. Henry não me dá tudo isso. Eu despertei o seu amor. Maldito seja o seu amor. Ele sabe foder como ninguém, mas eu quero mais que isso.

Eu vou para o inferno, para o inferno, para o inferno.

Selvagem, selvagem, selvagem.

Anaïs Nin

Eu já mandei minha felicidade embora muitas vezes simplesmente por não ter a menor idéia do que fazer com ela, deixei que ela passasse porque estava mais acostumada a lidar com o meu caos pessoal. E dessa vez não quero que isso aconteça. Dessa vez olhei pro meu pessimismo e decidi encará-lo. Ele me disse que vai doer depois, que quanto maior a altura, maior a queda. Eu disse que queria arriscar. Por favor, deixa, pelo menos dessa vez, deixa eu saber como é! Ela não queria, mas no fim das contas teve que ceder, afinal quem manda aqui ainda sou eu! Agora eu passeio com ela todos os dias, nos tornamos grande companheiras. Eu e a minha felicidade, a minha felicidade e eu. Ás vezes ainda nos estranhamos, ás vezes ela ainda me deixa um pouco desconfiada. É que ás vezes ela chega tão decidida a se juntar a mim no meio da noite, entre um abraço e outro, entre uma palavra doce e outra. E de vez em quando, o meu pessimismo tenta se sobressair e me dizer pra tomar cuidado, pra não dar muita trela. Mas parei de ouvi-lo, confesso que a presença da minha nova amiga é muito mais agradável e cheia de vida, e sinceramente, sempre gostei mais do colorido que do cinza! Tô pagando pra ver sim, tô com a cara exposta sim, e pode doer o quanto for, podem maldizer o quanto for, o sorriso que eu levo hoje apaga todos os outros rastros. Eu aprendi, aos trancos, que ser feliz não dói. Ser feliz não dói. Confia em mim, não precisa ter mais medo - ela me disse.

Tati Bernardi

"A fórmula da minha felicidade: um sim, um não, uma linha reta, um objetivo."

Friedrich Nietzsche

Prefiro sofrer com uma verdade, do que ver que minha felicidade é baseada na mentira!

Aline Oliver

Lembro como era bom compartilhar minha felicidade com os amigos, falar pelos cotovelos sobre alegrias que soavam até ofensivas àqueles que não entendiam o que se passava no interior de um corpo em festa. Eu costumava ser uma alegoria ambulante. Agora a festa terminou,os copos estão espalhados pelo chão, os pratos sujos, silêncio absoluto, ficou o vazio devorador de uma solidão impossível de ser contada.

Martha Medeiros

"Minha felicidade te irrita? Que pena pq a sua não me importa."

Autor desconhecido

Anelo, que durante minha felicidade plena:
Que todo olho gordo, malhe!
Que toda inveja, se cale!
Que todo pensamento negativo não se vale!
Que se não for bom, não fale!
Repreenda Magnânimo e me ampare!
Amém!!!

Waceila Miranda

É a minha felicidade me provando que eu nunca deveria tê-la colocado no sorriso ou no toque das mãos de outra pessoa. Porque agora você foi embora e nenhum outro sorriso me dá planos como o teu me dava. E quando você toca outra mulher, dá minha felicidade pra ela. É a vida me mostrando a inutilidade dos sentimentos quando alguém não volta mais pro meu colo, porque agora você pediu pra me perder e eu não consigo mais me encontrar.

Maria Paula Fraga

Minha felicidade te incomoda? Foda-se, vou continuar sendo feliz, e os incomodados que se mudem!

Mariana Bavaresco

O verdadeiro gosto da felicidade

Ser feliz é algo muito relativo, certo? A minha felicidade, pode ser a infelicidade de outras centenas de pessoas, assim como a felicidade dos outros pode ser a minha tristeza. É assim, e sempre foi; não há como agradar a todos, o que é ótimo, pois, o que seria do amarelo se todos só quisessem o azul? O que seria do doce, se todos preferissem o salgado?
Estar feliz é algo que vem de dentro. A felicidade é conhecida por cada pessoa de um jeito, cada um sabe o que o deixa triste ou alegre. Cada um sabe se gosta mais do azul ou do amarelo, do doce ou do salgado, do barulhento ou do silencioso. E quando não sabe, sente-se mais feliz e completo ao descobrir, afinal, a descoberta do novo sempre acrescenta algo a nossa vida. Bom mesmo é descobrir que gosta do barulho do vento, que sente cócegas no lado de dentro do joelho, que morre de rir com o jeitinho do seu cachorro coçar o focinho, que se sente bem ao ler um livro, ao rolar na grama, ao se sujar de brigadeiro, que acha a maior graça o modo com que seu cabelo está quando você acorda. São essas pequenas descobertas de felicidade que tornam nossa vida mais alegre, mais leve, mais simples.
Mas tem um tipo de felicidade que, para mim, é a mais satisfatória de todas. È a descoberta da felicidade compartilhada. Ser feliz sozinho é bom, ta certo, tem certas coisas que a gente sente e que ficam só mesmo pra gente, é íntimo. Mas quando você pode partilhar dessa felicidade com alguém, quando você pode rir e ouvir o riso da outra pessoa junto com o seu, quando seu olho enche de lágrimas de alegria e vê que a outra pessoa já está em sua direção para te abraçar, quando você fica com dor na barriga de tanto rir e percebe que é aquela pessoa especial que está fazendo peripécias e chorando de tanto rir, ah, essa felicidade compartilhada é que vale a pena.
È aquela felicidade de ver a alegria do outro, é a satisfação de conseguir fazer brotar um sorriso em meio a lágrimas, é o prazer de ver o brilho no olhar do amado ao falar de seus projetos futuros, é sentir o peito acelerado com as batidas do coração ao reencontrar com um sorriso largo aquele velho amigo, ao voltar de uma viagem e encontrar sua família te esperando no aeroporto. É a felicidade de fazer com que alguém se sinta especial, se sinta amado, se sinta feliz por sua causa. Ser feliz junto de alguém é a melhor felicidade que existe.
Porque sempre haverá quem goste do azul, do amarelo; do liso, do áspero; da comédia e do terror, esse é o mistério da vida: é sermos tão diferentes, mas tão iguais ao mesmo tempo. Mas também sempre haverá aqueles que, como você, gosta do azul, acha graça no salgado, adora uma comédia. Sempre haverá alguém que tenha algo que vai te completar, que vai te fazer se sentir realmente feliz. Essa história de ‘’toda tampa tem sua panela’’ é verdade sim. E não me venha com essa de eu sou uma frigideira, porque aqui em casa até frigideira tem tampa. O importante, é nunca desistir de ir atrás da felicidade, é ter alegria em viver, em buscar um futuro bom. Quando você menos esperar, vai compartilhar sua felicidade com quem você menos imagina.

Kathlen Heloise Pfiffer

Cala a tua inveja, porque a minha felicidade é eterna

Ana Carolina Oliveira

“Eu sem você”

São meus seus sentimentos,
Minha felicidade é ver sua alegria
Dar-me prazer seu contentamento
Seu estado de espírito me contagia

Se você esta feliz, assim fico eu
Se estiver triste, é minha agonia
Seus sentimentos são meus
Deixa-me bem, ver sua euforia.

Agrada-te me dar prazer,
Viver pra você é minha distração.
Se você me falta, fico a sofrer,
Deprimido chora meu coração.

Para ser eu, preciso te ter
Com sua ausência me sinto vazio.
Assim sou eu sem você
Um ser arredio.

05/08/2010

Marcelo G.S

Minha felicidade incomoda um certo grupo de pessoas... As invejosas! :(

Pry dutra

"Creio que, desde muito pequeno, minha infelicidade, e ao mesmo tempo
minha felicidade, foi não aceitar as coisas com facilidade. Não me
bastava que explicassem ou afirmassem algo. Para mim, ao contrário, em
cada palavra ou objeto começava um itinerário misterioso que às vezes me
esclarecia e às vezes chegava a me estilhaçar"

"Em suma, desde pequeno, minha relação com as palavras, com a escrita,
não se diferencia de minha relação com o mundo no geral. Eu pareço ter
nacido para não aceitar as coisas tal como me são dadas."

Julio Cortázar

Você não precisa
ser o caminho da minha vida...
seje a penas um atalho
para minha felicidade°°°

Paula Rocha

Peguei sua amizade e transformei na minha felicidade,
Peguei sua fecidade e tranformei em nossa amizades...
Peguei nosso amizade e trasnsformei em uma eternidade...
Peguei nossa amizade e transfromei em um mundo cheios
cores belezas.Assim como é um jardim sua amizade pra
mim...

Eliezer alves da costa