Mereço

Cerca de 176 frases e pensamentos: Mereço

Viver sem saber quem eu sou, oque que quero, não faz sentido... viver será que mereço!.

eu

Mereço?

Mundo caindo,
Pedras rolando, e eu
Ouvindo um bom rock and roll...

Francismar Prestes Leal

Não escolho pessoas. Só acredito que mereço o melhor e que não posso acordar todos os dias com um pé atrás.

Priscila Rôde

Hoje eu quero curtir meu som, ficar de bem com a vida e sorrir. Por que eu mereço!

Mário Pires

Eu nao vou parar, eu quero mais e mereço
Achei que fosse o fim, é só um novo começo

Kamau

Me ame quando eu menos merecer,pois e quando eu mais mereco

Ana Lucia

Se recebo tal tratamento, talvez o mereça.
Se mereço, recebo-o sem reclamar e com satisfação porque
recebi o que merecia com justiça.
Se não o mereço, recebo-o também e não lamento pois quem
deveria lamentar é quem comete a injustiça.
Amanhã receberei a reparação por merecimento e justiça.

Lapalce Rodrigues.

Andei só

Preciso demonstrar pra ela que mereço seu tempo pra dizer
Um pouco das idéias novas e os lugares onde viajei
Se ela botar fé na minha história que é de rocha e vem do coração
Vou estender o pano mais bonito feito na ilha de Madagascar
Um Bob, um Djavan, um Jimmy na viola, humildade de quem sabe onde quer chegar
Reparei a flor no seu vestido só guerreiro de aura boa pode merecer
E ela parou, olhou, sorriu, me deu um beijo e foi embora
Não vi mais a gata mais tenho minha gaita pra me consolar

Andei só pela noite
Cantei um reggae pros cachorros na rua
Andei só pela noite
Cantei um verso daquele velho samba pra lua
Andei só pela noite

Preciso demonstrar pra ela que mereço seu tempo pra dizer
Um pouco das idéias novas e os lugares onde viajei
Se ela botar fé na minha história que é louca mas não é besteira não
Vou estender o pano mais bonito feito na ilha de Madagascar
Um Bob, um Djavan, um Jimmy na viola, humildade de quem sabe onde quer chegar
Reparei a flor no seu vestido só guerreiro de aura boa pode merecer
E ela parou, olhou, sorriu, me deu um beijo e foi embora
Não vi mais a gata mas tenho minha gaita pra me consolar

Andei só pela noite
Cantei um reggae pros cachorros na rua
Andei só pela noite
Cantei um verso daquele velho samba pra lua
Andei só pela noite
Tudo bem, a vida continua
Andei só pela noite

Natiruts

Amor

Larga tudo e vm correndo
Vm matar minha vontade
Já faz tempo q eu tô sofrendo
Mereço 1 pouco d felicidade

Larga tudo e vm correndo
P/ eu mergulhar no teu sorriso
M arranca desse inferno
M leva pro seu paraíso

Eu não desisto do q eu qro
Mas não me desespero
Te espero
Na tarde quente ou madrugada fria
Na tristeza ou na alegria

Ficar sozinho ñ rola mas amor ñ c implora
Nm c joga fora
O amor a gnt conquista e ñ há qm desista
Se o coração chora
Chora cm vontade d t ver
Chora cm saudade d vc
Chora às vezes eu nm sei pq
Deve ser d tanto te qrer

De tanto amar você

Eu ñ desisto do que eu quero
Mas ñ me desespero
Te espero
Na tarde quente ou madrugada fria
Na tristeza ou na alegria

Ficar sozinho ñ rola mas amor ñ c implora
Nm c joga fora
O amor a gnt conquista e ñ há qm desista
Se o coração chora

Chora cm vontade d t ver
Chora cm saudade d vc
Chora às vezes eu nm sei pq
Deve ser de tanto te qrer
De tanto Amar Vc!
..Te AmoO...

Andrêssa

Sempre quando não consigo algo, paro e penso, "ou não mereço aquilo, ou mereço algo muito melhor".

Raylander Portes

Não peço mais do que mereço

Luciano D10

Eles dizem que sou mau vovó, dizem que eu sou mau vovó eles dizem que nao mereço o que tenho e que eu sou pobre de sentimentos.
Eles dizem que sou um menino malvado, dizem que mereço tudo o que passo eles nao sabem o que eu passo... Nao sabem.

Rafahel Ramos Pointer

Saudade castigo ou solução
Se não te esqueço, enlouqueço
Se te esqueço, não te mereço
Se te recordo eu choro
E chorando, assim te esqueço.

Inoema Nunes Jahnke

Voce me diz que eu mereço alguém melhor que você. Mas, por mais nocivo que isso possa ser, eu não quero ninguém melhor. Você me basta. É você que eu quero, de uma maneira insana e intensa como eu nunca quis ninguém antes.

Kelli Kadanus

Existe grande diferença entre o que quero, o que preciso e o que mereço

Alessandra Souza

Será...

Será que te amo?
Será que te desejo?
Será que eu te quero?
Será que mereço?

Será que te sinto?
Será que te vejo?
Será que me afasto?
Será que te beijo?

Será que vale a pena lutar por você?
Ou será que eu luto, mais pra te esquecer?

São tantas perguntas, nem sei explicar;
Me diz, você me ama?

Será ?

André V. Silva Lucas

“Se Deus não me deu, não é porque eu não mereço, e sim porque eu não preciso.” — Albert Matarazzo

Albert Matarazzo

Arvoro apenas quando acho que mereço. Aliás, eu nunca faço isso. Quando vou fazer, alguém faz por mim.

Philipi Estevão

O que faço comigo...
Por quê? Tanto castigo?
Porque eu não mereço
O que tem alem
Elem desta escuridão?
Porque eu não mereço
Reencontrar seu coração!

Eduardo Succini

-Poxa, Ceci, não mereço nem um abraço?

-Ainda não acredito que você esta aqui, Peu.

-Sou tão fuleiro assim?

-Não é isso, é que eu já tinha um palpite sobre você vir me ver…

-E qual seria? – ele fala com um grande sorriso nos lábios.

-Tou com saudade de você, na varanda em noite quente… – e ela pausou pensativa.

-Continue a música… – ele falou divertido.

-Naah… A parte seguinte soaria como uma indireta pra você… – ela falou fingindo estar chateada.

-E porque você se lembraria de mim com essa parte?

-Te conheci no verão, naquelas noites em que não se tem nada pra fazer, além de tomar uma cerveja gelada e conversar… E a primeira parte só adquiri por culpa sua.

Ele ficou rindo, e ela acabou rindo tambem.

-O que te traz aqui?

-Nada de especial, tava passando e resolvi vim ver teu sorriso.

-Kkkkkkkkkkk… sempre essas cantadas ridiculas?

-Não posso perder uma boa oportunidade…

-Como vai o coração?

-Bem complicado como sempre… Afinal quando ele foi simples?

Uma troca de olhares significativa, um sorriso sincero dele, faz com que ela sorria tambem, e ambos ficam admirando a aura que mantém sorriso e olhos sincronizados.

-E o seu? – ele resolve quebrar o silencio mágico.

-Mesmo de sempre… – um suspiro de contentamento, e um muxoxo de falsa decepção – cheio de cafajestes atraentes demais para eu deixar passar, e ridiculos demais para eu deixar que eles fiquem…

-Sempre insatisfeita… Tenho certeza que várias mulheres queriam estar no teu lugar…

-Ah claro, até parece.

-Você sempre reclama de barriga cheia, Maria Cecilia.

-Nem sempre, Pedro Henrique.

Ele deu uma risada e se começou a jogar conversa fora, era assim sempre, entre os dois… Conselhos, desabafos, risadas, cantadas, foras, mais cantadas, vacilos, risadas, e carinho, bastante carinho.

-Tu é única… A única que resiste sempre, a todas as cantadas…

-Eu sei, tenho apreendido a lidar com cafajestes há muito tempo…

-Ainda vou te roubar um beijo… – ele falou como quem comenta que o clima está agradável.

-Hoje não. – ela respondeu com a mesma naturalidade.

-Esse teu ‘não’ nunca funciona – ele diz sorrindo e morde a orelha dela.

-Sempre assim, ridículo – ela lhe da seu olhar de desprezo mais convicente e empurra o peito dele, mas não com força o bastante para mandá-lo para longe, apenas para impedi-lo de ficar ‘perto demais’.

-Eu adoro isso… – ela lhe desfez o olhar de desprezo por um olhar de curiosidade – esse teu conflito, entre manter a pose de dificil, e se deixar levar pela vontade…

-Vê se me erra menino…

-Não posso, também tenho um paplpite… – ele fala com um sorriso malicioso.

-Ah é? – ela deu uma risada – e qual seria?

Ele chega mais perto dela, ao ponto de suas bocas (com sorrisos desafiadores) ficarem a centimetros de distancia.

-O amor pode acontecer, de novo pra você, palpite. – e lhe roubou um beijo, como tinha que roubar.

(...)

-Eu disse que ia roubar…

-E você tinha que estragar o momento… – ela falou rindo e após esmurrar o braço dele.

-Se eu não estragasse, não seria eu, não é verdade?

E ela respondeu com outro beijo.

Bruno M. Tôp