Mensagens de Morte de um Irmão

Cerca de 3599 mensagens de Morte de um Irmão

“Sou como um pássaro dentro de uma gaiola, querendo voar com minhas próprias asas, querendo a liberdade.”

Anna Morte

“Na sua opinião, o maior
erro de noventa e nove por
cento das pessoas é ter
vergonha de serem quem
são, é mentir a esse
respeito, fingindo ser
alguém diferente.”

Morte Súbita

Eu não chorei por descobrir aquilo. Eu chorei por ser sempre a decepção o fim de todas as minhas histórias que mal começaram.

Anna Morte

Talvez eu não saiba o que é mais ridículo;
Garotas correndo atrás de garotos que não as querem ou garotos correndo atrás de garotas que só os esnobam.
O mais ridículo pode ser o rastejar, o implorar por amor.
Assim como não se deve prometer sentimentos, também não se deve cobrá-los. Pois o simples ato de sentir, não pode ser controlado.

Anna Morte

Em mim, existem dois grandes abismos, e o enorme buraco que os separa é o meu nada, o meu vazio, a ausência de sentimentos para designar: família, deus e amigos.

Anna Morte

Todos somos completos chapados. Se não de drogas, somos de tristeza ou, talvez, até de amor.

Anna Morte

Sou uma eterna pensadora sobre o resto do passado que ainda vive em mim…
Sou uma eterna sonhadora sobre o futuro incerto que espera cada um de nós…
Sou uma eterna aprendiz em quanto minha existência durar.

Anna Morte

Meu presente ajaulado
Meu passado amargurado
Meu futuro inacabado
Meu eu cotejado.

Meus músculos contraídos
Meus sentimentos controlados
Meus pensamentos afortunados
Meus direitos desprovidos.

Minha mão segurada
Minha alma nevoeirada
Minha nacionalidade nortista
Minha fala lavrada.

O eu grita
O eu berra
O eu admira
O eu vivencia.

O eu surdo
O eu mudo
O eu cego
O eu morto.

Anna Morte

Foi encontrada em sua cama
Declarada morta
Morreu afogada
Lágrimas a consumiu.

Desejou, nunca teve
Buscou, nunca conseguiu
Amou, nunca correspondido
Sobreviveu, nunca viveu

Mas queria
Mas buscava
Mas amou
Mas viveu em seus sonhos

Oh! Destino tão cruel
Deu apenas escuridão
Sua alma tão inocente
Se deu aos vermes

Ela? Agora esta a sete palmos de terra
Não houve cerimônia
Não havia família
Foi enterrada no canto com caixão velho

Deve esta vagando por ai
Assombrando quem a fez sofrer.
Vida?
Patética.

Anna Morte

A vida é destruidora de sonhos
Não lute,
Você acabara como os perdedores
Sete bilhões deles na Terra
Perdedores querendo ser vencedores,
Infelizes querendo ser felizes,
Frágeis querendo ser fortalecidos,
Inamáveis querendo ser amáveis,
Mas afinal,Como se ganha a veterana vida?

Anna Morte

“Escolher é algo perigoso: quando escolhemos, temos que abrir mão de todas as outras possibilidades.”

Morte Súbita

O amor é quando alguém preenchia um espaço na sua vida, um espaço que ficava inteiramente vazio quando essa pessoa ia embora?

Morte Súbita

Entrou na minha vida assim me ensinou amar
Mais por que logo eu? responde por favor
Nunca senti de verdade o que era o amor
Agora achei a mina certa pra me eternizar
Aquela mãe dos meus filhos, a mina que eu vou casar
Ela jurou, prometeu, dizia que me amava
Só via ela no mundo, mais nenhuma me importava
Ela se foi e agora o que vou fazer?
Não tenho mais motivos tô sem razão pra viver.

Conselho de Irmao

O nome do tempo atual em que vivemos faz jus ao seu valor em todos os sentidos. PRESENTE!

Irmão da Caminhada

As vezes a gente sofre mais pela morte de uma ilusao, do que pela morte de uma realidade.

Caderno de frases e Poesias Scarlat

"O sol sempre nascerá para mim; um dia, não nascerei para ele. Que meu agradecimento, por tão flamejante companhia, seja minha vida ardente."

Luiselza Pinto

o peso das suas atitudes muitas vezes leva a morte por isso preste atenção no que você vai fazer o fala ou agir

Lenildo Silva

E, por fim, de que nos adianta uma vida longa se ela é penosa, pobre em alegrias e tão cheia de sofrimento que só podemos dar as boas-vindas à morte, saudando-a como libertadora?

Sigmund Freud

Falamos do que não sabemos,
porque a morte nos espanta
e dói a mortalidade.

O que é ser imortal?

Valter da Rosa Borges

METADE
Que a força do medo que tenho, não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo em que acredito não me tape os ouvidos e a boca.
Porque metade de mim é o que eu grito, mas outra metade é silêncio...

Ferreira Gullar (Pseudônimo do poeta José Ribamar Ferreira)