Menina que Completou 15 anos

Cerca de 3459 frases e pensamentos: Menina que Completou 15 anos

Não quero ter esperança de mais nada. Nao quero rezar para que Max esteja vivo e em segurança. Nem Alex Steiner, porque o mundo nao os merece.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

'Silencio: ausencia de som ou ruido. vocabulos correlatos: quietude, calma,paz.'

'Agora, mais do que nunca, o numero 33 da rua himmel tornou-se um lugar de silencio, e nao passou despercebido que o dicionario duden estava completa e profundamente errado, em especial nos seus vocabulos correlatados. O silencio nao era nem quietude nem calma, e nao era paz.'

Markus Suzak - A menina que roubava livros

O branco é sem dúvida uma cor e, pessoalmente, acho que você não vai querer discutir comigo.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

..Anos antes, quando os dois haviam apostado corrida num campo lamacento, Rudy era um conjunto de ossos montado às pressas, com um riso irregular e hesitante. Sob o arvoredo, nessa tarde, era um doador de pão e ursinhos de pelúcia. Um tríplice campeão da Juventude Hitlerista. Era seu melhor amigo. E ESTAVA A UM MÊS DE SUA MORTE... ESTAVA SE DESPEDINDO DELE, E NEM SABIA..

Markus Suzak - A menina que roubava livros

"E o riso dele? Era algo absolutamente dominador. Ninguém tinha a menor chance diante dele."

A menina que roubava livros , Pedro Arantes

"A vida é dura pra quem é mole!"

Amandinha Passos (menina do sorriso metálico)

Viver.
Viver era ficar vivo.
O preço era a culpa, aliada à vergonha.

Markus Zusak - A Menina que Roubava Livros

Em completa desolação, olhei para o mundo lá em cima. Vi o céu transformar-se de prata em cinza e em cor de chuva. Até as nuvens tentavam fugir. Vez por outra, eu imaginava como seria tudo acima daquelas nuvens, sabendo, sem sombra de dúvida, que o sol era louro e a atmosfera interminável era um gigantesco olho azul.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Arrancou uma página do livro e a rasgou ao meio. Depois, um capítulo.
Em pouco tempo, não restava nada senão tiras de palavras, derramadas feito lixo entre suas pernas e em toda a sua volta. As palavras. Por que tinham que existir? Sem elas, não haveria nada disso.
(…)
De que adiantavam as palavras?
Nada acolheu os chamados senão o silêncio.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Este é um pequeno fato. Você vai morrer

Morte - A menina que roubava livros

Nada alterava o fato de ela ser uma menina magrela e perdida em mais um lugar estranho, com mais gente estranha. Sozinha.

Markus Zusak

Essa menina, essa garota, essa mulher
A procura do que quer
Um beijo, um sorriso, um abraço
Pra ter a certeza que nada é por acaso
Definitivamente esse é o seu jeito
Não é pra qualquer um
Mais pra ela o que importa
É roubar atenção de todos
De fato, os que interessam
Porque quando ela gosta... Gosta e pronto!
Então não perca seu tempo
Tentando ser quem não é para agradá-la
Porque ela costuma gostar
Das pessoas que são diferentes.

Crisane Oliveira

SORRISO DE MENINA-MULHER

Nunca deixe de sorrir, menina-mulher,

seu sorriso canta, encanta,

transborda,

de borda a borda

a vida.



Nunca deixe de sorrir, menina-mulher,

seu sorriso contagia, gira,

o mundo,

de orla a orla,

a hora e agora.



Nunca deixe de sorrir, menina-mulher,

seu sorriso lindo, indo

para os campos,

composição do céu,

com a posição do véu.



Nunca deixe de sorrir, menina-mulher,

seu sorriso, exuberante, ante

o amante,

não só ontem.



Nunca deixe de sorrir, menina-mulher,

seu sorriso,

canta,

encanta,

transborda,

borda a borda,

contagia,

gira,

o contra-giro.



Nunca deixe de sorrir, menina-mulher!

seu sorriso é sua vida,

mulher,

seu sorriso é sua saúde,

menina!

Dom Fernando

"Mulher, um ser frágil capaz de encantar todos com o seu jeito simples de ser. Difícil é amar-la sem perder a razão. Quanto mais tentar entender lá encontrarás nela alguma coisa totalmente nova. A mulher é um anjo disfarçado que nunca perde seu brilho encantador."

Helber Chin Ku Chon Choo

Menina

Menina
Inocente menina
Graciosa no andar
Menina
Inocente menina
Misteriosa no olhar
Menina
Inocente menina
Criteriosa no falar
Menina
Inocente menina
Sábia no pensar
Menina
Inocente menina
Que fazer para tê-la?
Como declarar-me
Pra uma flor?
Menina
Inocente menina
De lábios carnudos
De voz aveludada
De olhos repuxados
Menina
Inocente menina
Farta de carnes
Tão proibidas
Tão cobiçadas
Menina
Inocente menina
Que já é mulher...

Jussara Alves

[...] a saudade é uma menina que brinca com o tempo. Ah! E como brinca, ri e chora ao mesmo tempo. O tempo às vezes briga com a saudade, dizendo que tem que seguir em frente, mas a saudade sempre quer voltar - isso me faz recordar uma citação de Rubem Alves in: O amor que acende a Lua “A saudade é nossa alma dizendo para onde ela que voltar" -, mas o tempo não volta. É teimoso o tempo, ou teimosos somos nós?

Angella Reis

Nunca estive trava línguas, ainda menina aprendi que aquele que cala consente, eu abro a minha boca e minha mente sem medo do julgamento alheio.

Hélène Françoise

Eu tinha medo da morte até ler "A Menina Que Roubava Livros". A morte simplesmente limpa o mundo sem preconceitos sem distinção, ela faz seu trabalho categoricamente, ela é como a faxineira do mundo.

Harys Damon

Corre, menina, que a felicidade te espera.
E não a perca.
E não se perca.
E seja leve.
E seja livre.
E seja feliz.
Bem feliz.

Mychele Magalhães Velloso

EIS UM PEQUENO FATO:
Você vai morrer.
(...)
REAÇÃO AO FATO SUPRACITADO:
Isso preocupa você?
Insisto - não tenha medo.
Sou tudo, menos injusta
(...)
UM ANÚNCIO TRANQUILIZADOR:
Por favor, mantenha a calma, apesar da ameaça anterior.
Sou só garganta...
Não sou violenta.
Não sou maldosa.
Sou um resultado.

Markus Zusak - Livro A menina que roubava livros