Menina Mulher

Cerca de 478 frases e pensamentos: Menina Mulher

Evolução

Não sou cravo,
Nem sou rosa
Sou apenas uma menina mulher.
Não uso máscara, não digo de rímel mas essas que as pessoas costumam usar
para transparecer algo...
Não preciso, porque não sou perfeita, sou até desastrata e falo coisas quando devo calar...
Mas é assim mesmo, vivemos no mundinho medíocre, onde temos que conviver com pessoas medíocres....
Descobri que não me importo com o que pensam ou falem!
O que verdadeiramente me importa são as pessoas cujas quais amo.
O resto é detalhe,
não um detalhe que faz toda a diferença, mas um detalhe pequeno, insignificante...
Não sou perfeita e nem quero agradar a todos, e sei que nem se eu quisesse conseguiria...
Vivemos em um mundo em que as pessoas se tornaram amantes de si mesmo!
Sabe?!
Aqueles que só se importam consigo e que pouco estão ligando para que os outros passem.
Talvez,
isso aconteça comigo, às vezes penso igualzinho a essas pessoas...
Mas hoje quero ser diferente, não só quero como posso!
Eu evoluí literalmente. Uma evolução construtiva, que me ergue, que me faz crescer e entender que Deus só tem o melhor para mim.
Não, não estou dizendo que tenho uma vida perfeita, mas passei a valorizar cada pequena coisa que acontece nela, não quero passar nada para ninguém, só quero fazer o que mais amo: escrever.
Não quero ser uma bonequinha de porcelana, uma garota fútil, nem uma anjo, quem dera?!
Só quero ser eu, só que evoluida, crescida, e quando eu chorar que seja por algo que vale a pena
Quando sorrir seja a toda hora, pois isso é bom, é saudável, é preciso e refina a alma.
Que quando EU disser TE AMO, que seja verdadeiro, e que ao ouvir também...
Enfim!
O que mais quero hoje,
não é ser perfeita e sim ser melhor do que sou...
Então que comece por mim!

Carla Juliana dos Santos

Tá, pode ser que hoje eu acordei meio menina, mas meu outro lado revela uma mulher incessantemente desejosa. As vezes eu acho que o melhor de se ter nascido assim, uma garota, é que nem sempre vou precisar me preocupar com a lâmpada que queimou ou o time que perdeu. Eu simplesmente vou amar gritar por causa de um inseto que voou perto de mim e que me fez ter medo, e ver que, como nos contos de fada, alguém vai me salvar. Pode não ser o príncipe encantado com o qual eu sonhei toda a vida, mas é quem tirou o 'perigo' de perto e me trouxe paz! A calmaria que essa situação me coloca, me faz ter mais orgulho de ser apenas uma menina, com alma de mulher gigante, de destaque e que sempre é desejável, em todos os lugares! Nasci menina, nasci princesa, e assim será até o encanto acabar!

Taise Coelho

Garota complicada essa hein, ninguém a definia. As vezes tão menina, outras vezes tão mulher. Madura o suficiente para falar, e imatura a ponto de não querer ouvir. Agia como adulto, mas chorava feito criança. Se enchia de esperanças e se debruçava em seus sonhos, mas tinha lá suas decepções. Gigante por dentro e tão pequenina por fora. Mente de uma mulher de 30, coração de uma adolescente de 15 e sensibilidade de uma criança de 5. Eita garota maluca, mas ela até que gostava de ser assim.

Pablo Reis Expresiones

Pequena Grande Mulher.

Minha pequena menina morena,
sorriso que encantou.
Olhos, meus olhos a brilhar,
navegar no teu corpo ou simples copo de mar.

Será paixão ou afeição,
tempo, tempo vai provar.
Mas sei que tudo és verdadeiro.
sem mais, sem tudo,
só sei que é meu mundo.

Sonho num abraço sem te abraçar,
um beijo nos lábios ao puxar.
Um sonho, o nosso sonho terminado ao acordar.

Enfim, nosso fim não será aqui,
chegado, bem longe de mim.
O amor é lindo, sei,
a vida é outrora sorrindo à toa.

Dentro de si, olhe,
veras que estou, dentro de ti, sim.


Minha pequena grande mulher.
Guarde todo seu mundo em meu mundo.

Sinta me com excitação,
com suas mãos,
sem medo, com desejo.

Com amor, sem dor,
sinta amor, serei amor.

Seu e meu ou simplesmente nosso amor,
por que é isso que sente,
dentro e fora, imensidão.

A ilusão se tem mas perderá essa razão,
ao encontra meu pobre coração.
Estamos longe, perto talvez,
viveremos o agora,
na hora, sem partir.

Se cuide, acuda
sem despedida
Abraçar teus olhos
Será a partida.

M. Nobre

Quem sou eu
Nossa mas quem sou eu mesmo, eu menina, eu mulher, eu amiga, eu namorada, eu amante, eu esposa, eu mãe, tudo isso eu fui, mas não sei em que eu fui melhor ou pior, levei rasteiras, fui enganada, porem também muito amada e tive momentos bons, Sei que fui boa em muitas coisas, mas sei que não sou perfeita e posso ter cometido muitos erros, mas foi errando que aprendi fazer certo,
Hoje olhando pra traz, pergunto! Deus o que o senhor prepara pra mim? Mas sei que no meio de tudo isso tem algo de bom me esperando, só tenho que ir pelo caminho certo, não fazer a curva errada, não dobrar a esquerda se meu caminho for à direita, e eu sei que chegarei La viva e sem que tudo de bom que tem dentro de mim tenha se apagado com o tempo, esse tempo que passa por mim, porque eu tenho que viver e viver FELIZ

Rosa Marques

É, eu vejo pouco a pouco a menina se tornar mulher.
Sabe, dessas de cabelos lisos que balançam ao vento. Dessas, que se pintam. Que se enfeitam. Que se perfumam.

Ela agora olha no espelho e suspira admirada. A garotinha gorda nunca imaginou que ia se tornar uma mulher tão bonita.

Agda Yokowo

E a menina, virou mulher. Deixou muitas coisas de lado, e aprendeu a sobreviver ao mundo. Aprendeu a cair e invés de desistir erguer a cabeça e tentar de novo. Aprendeu que é preciso sofrer para ser forte, aprendeu que realmente nada acontece por acaso, e que se não acontece, foi porque não era para acontecer ainda. A menina boba de antes, virou mulher inteligente de hoje. Ela aprendeu a ir atrás do que ela quer, de seus sonhos, aprendeu com os desamores, conquistar amores. Aprendeu a se amar acima de tudo e não deixar nada acabar com esse amor próprio. E que se ela não se valorizar ninguém nunca o fará. A menina cresceu e aprendeu que o amor não é tão perfeito como dizem ser, e que “para sempre”, não existem, só existem na mente de quem realmente quer se iludir com o “para sempre”. A menina, virou mulher. E aprendeu que nada na vida é fácil, aprendeu a correr atrás de seus sonhos e desejos, ela aprendeu que homem nenhum vale a lágrima de uma mulher. E que ninguém nesse mundo tem o direito de destruir sua auto-estima. A garota inocente que todos machucavam e decepcionavam, aprendeu e deu a volta por cima, e hoje, ela é mais uma aprendiz da vida, e já sabe lidar com as provações que a vida lhe oferece.

Fátima Gommes

... Rosto de MENINA,
COM Alma de
MULHER...
Ao mesmo
tempo,
Corpo de MULHER
e
Inocência de MENINA...

Sabrina Menezes

Eu não sou menina e não gosto de ser tratada como tal. Sou uma mulher com todas as vontades que mim são permitidas, e até as que não são.

Fernanda Magalhães

A beleza tem nome

Corpo de menina, personalidade de mulher,
A vida por mais que te ensina,
Ela Sempre sabe o que quer.
Tão pura, objetiva e serena,
Beleza, que tem cor morena.
De um coração amigo,
E a suavidade de um lindo sorriso.
Há uma beleza estampada em tua face,
Mulher maravilhosa, perfumada e de classe,
De uma pureza sincera que é dela.
Não estou falando de uma flor,
Nem tão somente de Amor,
E sim de uma mulher que a natureza fez bela.
As vezes menina, muitas outras vezes mulher,
Uma beleza que o próprio nome revela,
Pois aqui, beleza tem nome,
E atende, pelo nome Mãe.

Reff Carvalho

"Quando sou menina, faço bagunça até com o coração alheio. Quando sou mulher me escondo daquilo que não me surpreende".

Denise Lessa

A fase de menina mulher é uma fase de sonhos incontáveis, uma fase complicada, pelo fato de sonhar demais e viver de menos.

MAYCON TIENGA

Passeando em seu ser!

Menina, moça, mulher...
Com seus medos, angústias, amores, desejos escondidos meramente subtraídos pelo desejo de se entregar e amar, e se entregar cada vez mais, fazer o seu mundo ser o domínio do amor, desejo de dominar o seu mundo!
Anseio, que desejos podem estar escondidos por trás de uma leve e suave fala?
...Um sussurro?
Um toque de amor, um carinho sentido com ardor, desses que nos fazem delirar de prazer, sonha com seu grande amor, um desejo formal de entrega, mas não basta, tem que se dar, para valer à pena o amor tem que tomar as rédias do nosso ser.
Acredito no seu sorriso sincero, também na sua acepção ao amor, mas desconheço nela a capacidade de amar, um beijo na boca pode calar, mas um coração só se cala com certeza do amor sentido em seu interior, a alma anseia esse amor.
O olfato deseja esse odor!
Com uma pele macia e suave e limpa, com cheirinho de bebê, como necessita de um carinho e um toque ou algo mais, uma carícia mais excitante, em algum instante faz esquecer o mundo lá fora, e traz o amor para si.
Com os pensamentos excitados e ao mesmo incitados ao amor, imaginar um amor tão distante chega a ser desafiador, mas nada pode impedir o amor, distinguir seu sabor, incitar um encontro mais íntimo sentir seus instintos mais naturais, selvagens talvez, mas sentir seu amor.
Acompanhar um raciocínio sem lógica, fugir à lógica da vida, fugir da rotina, sair do natural, parece loucura, mas a loucura da vida é seguir à risca o que não sabe-se ao menos o que é o certo, deixar aberto o coração para o amor entrar.
Sempre aberto, nunca fechar, coração foi feito para trabalhar, o ofício do coração é amar, amar e amar, como um trem em disparada sem ter como parar, para ser louco no amor, é preciso desrespeitar o cronograma da vida, do ser humano e se entregar.
Seus problemas seriam sem solução ao deparar com um sorriso sem compaixão, ou o amor pode vir como vier, a delícia do amor, te fazer mulher, o desfrutar do sabor de uma noite de paixão, solução encontrada nas formas e curvas da pessoa amada.
O que pode evitar o amor é desconhecido, nada acontece ao redor do poder, do poder do amor, deixar-se privar de amar é uma forma de rejeição, deixar o amor entrar é a mais bela forma de felicidade, com certeza sem igual.
Nada se iguala ao amor em seu extremo, fica a delícia da vida como pedindo misericórdia que nunca se afaste a paixão em sua essência, Deus criou o amor e nele uma condição, o amor só existe em verdade com a entrega divina e absolutamente verdadeira.
Ser feliz ouvindo uma linda canção, um delírio sentido pelo coração, o sentido no prazer de estar apaixonada e sentir-se amada cada vez mais lançada aos pés daquele que tem as formas da sua imaginação, criar um amor verdadeiro lançado ao coração, quisera pois, vivê-lo por inteiro.

Paulo Master

Às vezes ele me trata como menina, mas me faz enxergar meu lado mulher.
Às vezes penso que tudo está perdido, mas ele me mostra uma nova saída.
Às vezes tento me esconder de tudo e de todos, mas ele sempre está ali, me apoiando.
Às vezes ele precisa de uma ajuda, mas ele sempre me ajuda em primeiro lugar.

Ele é maduro e inteligente, engraçado e sistemático. É uma mistura sensacional.
Ele é um apaixonado nato, mas pensa que consegue esconder isso.
Ele é um apaixonado, mas lhe falta um pedaço para preencher o coração.
Ele é assim e independente de como ele esteja eu sempre sei como ele está de verdade.

É uma pessoa linda, mas no fundo lhe falta algo para ser feliz.
É um certo alguém que lhe desperta o sentimento, mas ele não se entrega.
É uma dicotomia, que ele vive e às vezes o deixa confuso. Ele é um gentleman, e não sabe.
Talvez ele devesse ter nascido nos anos 70/80... acho que se encaixaria melhor.

Tem momentos que ele é complexo, e mesmo assim eu consigo compreendê-lo.
Tem momentos que ele se cala, e o olhar dele parece mostrar outra dimensão da vida.
Tem momentos que ele sorri e os olhos dele brilham, brilham como as estrelas.
Tem momentos que ele é um homem, mas lá no fundo existe um menino com medo.

E assim ele vai levando a vida e poucas pessoas o conhecem como eu... e ele não sabe como eu o conheço.
E assim agente vai vivendo, vai levando a vida e vai fazendo acontecer. E é assim que ele me faz bem.
E assim, talvez, não nos encaixemos nessa sociedade, mas somos os iguais que um dia faremos a diferença.

Jéssica Calaça Lima

Ela age como uma mulher que tem todo futuro traçado mas seu coração guarda uma insegurança de menina. Ele é um eterno menino com alma de artista tentando se adequar a vida de adulto.

Ela acorda todos os dias tentando definir se agradece ou tem raiva do destino por esse carma que é o responsável por todos os sentimentos mais extremos que possui. É ele que a magoa, tira seu chão e faz ser descrente da sinceridade e pureza das pessoas. É ela que o faz se sentir o cara mais babaca do mundo e age de forma contrária a todas as outras com ele já havia se relacionado. Entretanto, sem a existência dele, ela não teria enxergado em um olhar o que palavras jamais conseguirão expressar, não saberia o quanto é difícil se manter longe de quem se ama e não teria aprendido a aproveitar cada instante ao invés de fazer planos. Sem ela, o menino não teria percebido que para cada escolha há uma renúncia, não teria vivenciado cada encontro como se fosse o último e que mesmo com todos os erros, teimosias e manias, querendo ele ou não, ela seria a única a completá-lo.

Se comparado aos filmes e poesias a única diferença desse romance é que o mocinho também faz papel de vilão e a mocinha se faz de bruxa quando acha pertinente. Por quê? Adorariam saber essa resposta, eles e todos que os rodeiam.

Ela não tem coragem de pedir a Deus o fim daquele sentimento que tanto sofrimento trás porque na verdade gostaria que um dia tudo desse certo e que aquele “menino grande” se tornasse seu homem. Ele continua relutando e vivendo com infinitas garotinhas enquanto lá no fundo sabe que por ironia do destino sua mulher é a que menos fica em seus braços.

E diante de tantos encontros e desencontros, promessas desfeitas e juras de amor, términos sem despedidas o que fica é a percepção de que tentar colocar ponto final é inútil porque por mais decididos que estejam há uma força que faz com que cada fim seja um novo começo.

Thamy N. Freitas

Olhar de menina mulher. Grande criança sonhadora, que sempre consegue o que quer. Na base da humildade & e da fé.

Eleen M.

Deusa com ar de menina é você inocente mulher, Rainha com jeito maduro é você mulher que eu quero;
Anjo com um modo astuto é você flor do meu mundo, Flor com beleza singela, és você mulher que me leva;

Julio Aukay