Menina Ingenua

Cerca de 2830 frases e pensamentos: Menina Ingenua

Menina mulher, já dizia o Poeta: "todas as mulheres deviam ser meninas".

Mulher menina, mistura perfeita para ser desejada.

Mulher, postura firme, imponente, mas o melhor mesmo, é quando nas horas certas, se deixa, se permite, sentir a menina que tem dentro de você.

Mulher desejada, amada, se protege, difícil de entender, mas sabe que deixa um doido, quando menina se permite ser.

Menina mulher, nas suas mãos, homens pensamos ser, mas na verdade, garotos somos, frágeis, impulsivos ao poder, que tanto nos faz enlouquecer. Enlouquecer de amor, de fazer e jamais cansar de querer.

Depois de muitas travessuras, um merecido descanso as voltas dos meu braços, menina volta a ser, e me permite pensar que tive o poder de fazer você se sentir mulher

Desconhecido

Lembre-se: Você é sempre a pessoa mais importante!

A menina cresceu !!!!!
Aprendeu a se virar sozinha, a ver a vida do seu jeito.
Aprendeu a ver quem são as pessoas que a fazem bem...
as que a fazem mal...
e as que não fazem simplesmente nada.
Aprendeu que o que realmente vale à pena é o momento vivido...
que depois, ele pode não ter a mesma intensidade.
Aprendeu a continuar de cabeça erguida...
a lutar pelas coisas que acredita...
a chorar pelas coisas que ela perdeu.
Aprendeu a ver que há certas coisas na vida que o tempo não apaga...
mas que outras, por mais que demore, ele apaga sim.
Aprendeu que não pode exigir o amor de ninguém...
pode apenas dar boas razões para que gostem dela...
e ter paciência, para que a vida faça o resto.
Aprendeu a ouvir críticas, e elogios...
a criticar e elogiar.
Aprendeu a seguir seu coração...
antes de seguir qualquer outra coisa.
Viu que a vida não é o castelo encantado que ela pensou ser...
mas pode se tornar muito melhor que isso se ela souber viver.
E então ela passou a acreditar nela mesma !!!

Desconhecido

~*A menina que aos poucos foi trocando a barbie por maquiagem.Trocando seu mundo de sonhos pelo da realidade.Hoje sua vida segue em frente...O passado não importa.Ela vive o presente!!!
A garotinha que cansou de acreditar que contos de fadas começam com “era uma vez” e terminam com “um finl feliz”...
Sou muito mais que essas letras,frases e fotos que falam sobre mim...
Sou as minhas atitudes,os meus sentimentos,as minhas idéias...
O que realmente faz valer a pena estar vivo,não há filmadora ou máquina fotográfica que registre...
Surpresas,gargalhadas,lágrimas,enfim,o que eu sinto,quem eu sou,você só vai perceber quando olhar nos meus olhos,ou melhor,além deles...

Posso até ser pequena pra quem vê...Mas gigante pra quem ama!!!*~

Desconhecido

A menina que vive na realidade de um mundo cheio de fantasias. Que sab viver cada momento intensamente. Aquela que deixou de acreditar em contos de fadas mas ainda acredita em um final feliz. Uma menina que ama com medo de se arrepender de ter vivido do que ter deixado passar o grande amor da sua vida

Desconhecido

A menina que mesmo apaixonada...
ignora...
A menina que mesmo feliz...
chora...
A menina que mesmo tímida...
chama a atenção...
A menina que mesmo complicada...
eh perfeitinha...
A menina que mesmo realista...
se iludeh...
A menina que mesmo chata...
eh amada...
A menina que mesmo amando...
eh odiada...
A menina que mesmo de mal humor...
eh simpática...
A menina que mesmo que mesmo bobinha...
sabe o que quer...
A menina que mesmo quetinha...
sabe provocar...
A menina que mesmo santinha...
sabe onde chega!!!

Desconhecido

Decididamente, eu sei ser animada, sei ser amável. Agradável. Afável. E esses são apenas os As. Só não me peça para ser simpática. Simpatia não tem nada a ver comigo.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

O único dom que me salva é a distração. Ela preserva minha sanidade.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

A única coisa pior do que um menino que detesta a gente.
Um menino que ama a gente.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Eu contente, eu diferente, eu triste, mas sempre sorridente...
Eu, uma menina assim...com amigos especiais, amigos de horas, amigos de anos...
Amigos que estão longe mas estão do meu lado, todos diferentes... mas do seu jeito...
Jeito largado, jeito meigo, jeito diferente mas todos amigos.
Amigo é quem anima, quem ajuda... que está ao meu lado...
mas amigo de verdade...
ai, ai, amigo faz chorar, faz sofrer, faz brigar...
Quem são meus amigos? Todos são amigos... uns falam a verdade...
outros a mentira, mas sempre têm algo a dizer...
Na verdade amigo e aquele que está ao meu lado, é sincero
e sempre tem um jeito de me alegrar!

Desconhecido

Sei lá menina, tá tudo tão legal, e um legal tão batalhado, um legal merecido, de costas e pernas doendo, mas coração tranquilo.

Não puxo saco de ninguém, detesto que puxem meu saco também. Não faço amizades por conveniência, não sei rir se não estou achando graça. Odeio dois beijinhos, aperto de mão, tumulto, calor, gente burra e quem não sabe mentir direito.

Então uma voz que eu não ouvia há muito tempo, tanto tempo que quase não a reconheci (mas como poderia esquecê-la?), falou meu nome.

Quando você ainda nem entendeu direito o que aconteceu, ou o que não aconteceu, (...) vem alguém de repente e te dá um soco no estômago.

Veja só que coisa mais individualista elitista, capitalista, só queria ser feliz, cara.

Não, não sei o que gostaria que você me dissesse. Dorme, quem sabe, ou está tudo bem, ou mesmo esquece, esquece.

Bem que podia ser agora, um amor novinho em folha.

Quem procura não acha. É preciso estar distraído e não esperando absolutamente nada. Não há nada a ser esperado. Nem desesperado.

Caio F Abreu

Quando olhar para mim, verá uma menina quieta e com medo do mundo, mais nem imagina quem sou eu e o que sou capaz de fazer neste mundo.

Nahra

Mas como menina-teimosa que sou, ainda insisto em desentortar os caminhos. Em construir castelos sem pensar nos ventos.

Caio F Abreu

Vai menina, fecha os olhos. Solta os cabelos. Joga a vida. Como quem não tem o que perder. Como quem não aposta. Como quem brinca somente.

Agda Yokowo

Não me peça pra mudar... Eu sou assim, metade menina metade mulher, metade sonho e a outra metade o que poderia ser além de sonho?

Sou pura sensibilidade, poesia em prosa ou em verso, sou esse universo de pieguice literária. Sou a falta de vergonha de dizer quem sou. Sou impulsiva. Quando falo, falo muito, quando irrito querem me matar... Quando não o querem, me amam! Sou essa potencialização de sentimentos. Hora explodo para não implodir, hora nada detono. Sou intensa. Tudo quero muito quando quero... Quando não gosto, desprezo. Quando amo, amo MUITO.

Não me peça pra mudar... Eu sou assim, metade grande e a outra metade? Crescendo!

Sou completamente destemida, não penso duas vezes quando quero colo, peço! Sou contrária a certas regras impostas onde fortes são os que não se curvam. Sou flexível. Irremediavelmente pronta a ceder. Sou frágil, quebro a toa, mas sou teimosa, me conserto, remendo, emendo, colo, costuro... Sou criativa!

Não me peça pra mudar... Eu sou assim.

Vivianne Barreto

Vai menina, fecha os olhos. Solta os cabelos. Joga a vida. Como quem não tem o que perder. Como quem não aposta. Como quem brinca somente.

Vai, esquece do mundo. Molha os pés na poça. Mergulha no que te dá vontade. Que a vida não espera por você. Abraça o que te faz sorrir. Sonha que é de graça.

Não espere. Promessas, vão e vem. Planos, se desfazem. Regras, você as dita. Palavras, o vento leva. Distância, só existe pra quem quer. Sonhos, se realizam, ou não.

Os olhos se fecham um dia, pra sempre. E o que importa você sabe, menina. É o quão isso te faz sorrir.

E só.

Agda Yokowo

Sou menina que anda de salto alto, sou mulher que brinca de boneca. Sou muitas, sou tantas, sou várias em uma só, e ás vezes nem sei quem sou.
Eu sou alegria, dou risada, brinco, conto piadas, faço todos rir, sou bom-humor. Mas eu também sou tristeza, de uma hora para outra caio em um choro sem fim, choro igual criança, sou mau-humor.
Eu sou amiga, eu ouço, entendo, conforto, ajudo quando posso e quando não posso também. Eu sou minha amiga. Mas eu também sou indiferença e não perco meu tempo com quem não gosta de mim, com quem não se importa comigo.
Eu sou perceptível, enxergo com clareza de detalhes tudo ao meu redor, sei o que dará certo e o que não dará eu também sei. Consigo perceber nos gestos e nos olhares pequenas coisas que quase ninguém mais vê. Mas o que está diretamente ligado à mim, eu não vejo, não percebo, eu não sei, ou talvez não queira ver, não queira saber. Eu sou sabedoria, mas também sou ignorância.
Eu sou amor, eu transbordo amor, quando gosto, gosto de verdade, até o fim. Eu sou amor e não caibo em mim e por isso distribuo amor, muitas vezes para pessoas erradas, então eu volto a ser tristeza.
Eu sou independência e quero ficar só, não quero ninguém comigo ao meu lado. Mas em segundos volto a ser carência, quero colo, quero amor, quero carinho, quero mimos.
Eu sou coração, me comovo com tudo, choro por todos. Eu sou razão, sou forte, sou dura.
Eu sou passado e sinto uma saudade imensurável de lá. Eu sou futuro e sinto uma vontade imensa que ele chegue logo. Eu sou presente, com um pé no passado e o outro no futuro, tentando focar a mente no presente.
Eu sou tudo, sou mudança, sou pressa, sou fogo. Eu sou nada, sou comodismo, sou calmaria, sou água.
Eu sou muitas e dentre tantas, não sei quem é a líder, quem manda em mim.

Amanda Sanches

A menina que talvez já tenha acreditado em pessoas perfeitas, momentos perfeitos, que já ouviu de muitas pessoas o que não queria, que já fez muita coisa que não deveria.
Uma menina que já errou muito, que perdou bastante;
Uma menina que ganhou e conquistou o mundo, mas que em certos momentos não soube aproveitar e acabou perdendo uma parte disso;
Uma menina que agir, sabe amar, que sempre espera das coisas algo positivo;
Uma menina que já chorou muito, que já riu bastante, que já pulou, que já contou várias piadas sem graça apenas para ver um amigo sorrir;
Uma menina que aos poucos está apredendo a viver, a amar e ser feliz!

Nattany Argélia

Eu contente, eu diferente, eu triste, mas sempre sorridente...
Eu, uma menina assim...
Gosto de abraçar apertado, sentir alegria inteira, inventar mundos, inventar amores. Acho graça onde não há sentido. Acho lindo o que não é. O simples me faz rir, o complicado me aborrece. O mundo pra mim é grande, não entendo como moro em um planeta que gira sem parar. Verdade seja dita: entender, eu entendo. Mas não faz diferença, o mundo continua rodando, existe a tal gravidade, pelo menos para mim.
O que importa é o que faz os meus olhos brilharem, o coração bater forte, o sorriso saltar da cara. Eu acho que as pessoas são sempre grandes e às vezes pequenas, igual brinquedo Playmobil. Enxergo o mundo sempre lindo e às vezes cinza, mas para isso existem o lápis-de-cor e o amor que a gente aprendeu em casa desde cedo.
Tenho um coração maior do que eu, nunca sei minha altura, tenho o tamanho de um sonho. E o sonho escreve a minha vida que às vezes eu risco, rabisco, embolo e jogo debaixo da cama (pra descansar a alma e dormir sossegada).
Coragem eu tenho um monte. Mas medo eu tenho poucos. Tenho medo de filme de terror, tenho medo das pessoas, tenho medo de mim mesma. Minha bagunça mora aqui dentro, pensamentos entram e saem, nunca sei aonde fui parar. Mas uma coisa eu digo: eu não páro. Perco o rumo, ralo o joelho, bato de frente com a cara na porta: sei aonde quero chegar, mesmo sem saber como. E vou.
Sempre me pergunto quanto falta, se está perto, com que letra começa, se vai ter fim, se vai dar certo. Sempre pergunto se você está feliz, se eu estou linda, se eu vou ganhar estrelinha, se eu posso levar pra casa, se eu posso te levar pra mim, se o café ficou forte demais. Eu sou assim. Nada de meias-palavras. Já mudei, já aprendi, já fiquei de castigo, já levei ocorrência, já preguei chiclete debaixo da carteira da sala de aula, mas palavra é igual oração: tem que ser inteira senão perde a força.
Sou menina levada, princesa de rua, sou criança crescida com contas para pagar. E mesmo pequena, não deixo de crescer. Trabalho igual gente grande, fico séria, traço metas. Mas quando chega a hora do recreio, aí vou eu... Beijo escondido, faço bico, faço manha, tomo sorvete no pote, choro quando dói, choro quando não dói. E eu amo. Amo igual uma criança. Amo com os olhos vidrados, amo com todas as letras. A-M-O. Amo e invento. Sem restrições. Sem medo. Sem frases cortadas. Sem censura. Sem pudor. Quer me entender? Não precisa. Quer me amar? Me dê um chocolate, um bilhete, um brinde que você ganhou e não gostou, uma mentira saudável, mas bonita pra me fazer sonhar.
Não importa. O que importa é o lugar, o momento e com quem eu me sinta especial. Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: quero uma verdade inventada, um beijo, um abraço, amar e viver !!!

Meus desejos são ordens para mim !!! Por isso vou ser FELIZ .......

Alê

A menina que gosta de sorrir, de dançar e de cantar. A menina que se ilude fácil, que até hoje não esquece o primeiro beijo e que toda noite chora pensando no futuro. A menina que é bastante complicada, que às vezes confundi amor com amizade e que confia plenamente nos amigos. A menina que tem esperança de encontrar seu príncipe encantado, que sonha em se formar em DIREITO e que não vive sem internet. A menina que odeia matemática, ama portugês e que não gosta nem um pouco do professor de química. A menina que ama o Liceu do Ceará, que não gosta de regras e que odeia as atividades domiciliares. A menina que ama rosa, que às vezes é bastante sensível e que chora por qualquer coisinha. A menina que odeia segunda-feira, que ama um salão de beleza e que não vive sem pintar as unhas. A menina que não se apaixona fácil, que chora ao ouvir musica romântica e que de vez em quando fica de T.P.M. A menina que ama Babado Novo, que é completamente apaixonada pela família e que não vive sem os amigos. Enfim, a menina que designa todas as características de uma adolescente sonhadora e que no fundo, quem sabe, ainda acredite em contos de fadas !!!

PeQuEnUxA