Menina Ingenua

Cerca de 2994 frases e pensamentos: Menina Ingenua

"E o riso dele? Era algo absolutamente dominador. Ninguém tinha a menor chance diante dele."

A menina que roubava livros , Pedro Arantes

"A vida é dura pra quem é mole!"

Amandinha Passos (menina do sorriso metálico)

Viver.
Viver era ficar vivo.
O preço era a culpa, aliada à vergonha.

Markus Zusak - A Menina que Roubava Livros

Em completa desolação, olhei para o mundo lá em cima. Vi o céu transformar-se de prata em cinza e em cor de chuva. Até as nuvens tentavam fugir. Vez por outra, eu imaginava como seria tudo acima daquelas nuvens, sabendo, sem sombra de dúvida, que o sol era louro e a atmosfera interminável era um gigantesco olho azul.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Arrancou uma página do livro e a rasgou ao meio. Depois, um capítulo.
Em pouco tempo, não restava nada senão tiras de palavras, derramadas feito lixo entre suas pernas e em toda a sua volta. As palavras. Por que tinham que existir? Sem elas, não haveria nada disso.
(…)
De que adiantavam as palavras?
Nada acolheu os chamados senão o silêncio.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Este é um pequeno fato. Você vai morrer

Morte - A menina que roubava livros

Nada alterava o fato de ela ser uma menina magrela e perdida em mais um lugar estranho, com mais gente estranha. Sozinha.

Markus Zusak

Essa menina, essa garota, essa mulher
A procura do que quer
Um beijo, um sorriso, um abraço
Pra ter a certeza que nada é por acaso
Definitivamente esse é o seu jeito
Não é pra qualquer um
Mais pra ela o que importa
É roubar atenção de todos
De fato, os que interessam
Porque quando ela gosta... Gosta e pronto!
Então não perca seu tempo
Tentando ser quem não é para agradá-la
Porque ela costuma gostar
Das pessoas que são diferentes.

Crisane Oliveira

SORRISO DE MENINA-MULHER

Nunca deixe de sorrir, menina-mulher,

seu sorriso canta, encanta,

transborda,

de borda a borda

a vida.



Nunca deixe de sorrir, menina-mulher,

seu sorriso contagia, gira,

o mundo,

de orla a orla,

a hora e agora.



Nunca deixe de sorrir, menina-mulher,

seu sorriso lindo, indo

para os campos,

composição do céu,

com a posição do véu.



Nunca deixe de sorrir, menina-mulher,

seu sorriso, exuberante, ante

o amante,

não só ontem.



Nunca deixe de sorrir, menina-mulher,

seu sorriso,

canta,

encanta,

transborda,

borda a borda,

contagia,

gira,

o contra-giro.



Nunca deixe de sorrir, menina-mulher!

seu sorriso é sua vida,

mulher,

seu sorriso é sua saúde,

menina!

Dom Fernando

"Mulher, um ser frágil capaz de encantar todos com o seu jeito simples de ser. Difícil é amar-la sem perder a razão. Quanto mais tentar entender lá encontrarás nela alguma coisa totalmente nova. A mulher é um anjo disfarçado que nunca perde seu brilho encantador."

Helber Chin Ku Chon Choo

Menina

Menina
Inocente menina
Graciosa no andar
Menina
Inocente menina
Misteriosa no olhar
Menina
Inocente menina
Criteriosa no falar
Menina
Inocente menina
Sábia no pensar
Menina
Inocente menina
Que fazer para tê-la?
Como declarar-me
Pra uma flor?
Menina
Inocente menina
De lábios carnudos
De voz aveludada
De olhos repuxados
Menina
Inocente menina
Farta de carnes
Tão proibidas
Tão cobiçadas
Menina
Inocente menina
Que já é mulher...

Jussara Alves

[...] a saudade é uma menina que brinca com o tempo. Ah! E como brinca, ri e chora ao mesmo tempo. O tempo às vezes briga com a saudade, dizendo que tem que seguir em frente, mas a saudade sempre quer voltar - isso me faz recordar uma citação de Rubem Alves in: O amor que acende a Lua “A saudade é nossa alma dizendo para onde ela que voltar" -, mas o tempo não volta. É teimoso o tempo, ou teimosos somos nós?

Angella Reis

Corre, menina, que a felicidade te espera.
E não a perca.
E não se perca.
E seja leve.
E seja livre.
E seja feliz.
Bem feliz.

Mychele Magalhães Velloso

Nunca estive trava línguas, ainda menina aprendi que aquele que cala consente, eu abro a minha boca e minha mente sem medo do julgamento alheio.

Hélène Françoise

Eu tinha medo da morte até ler "A Menina Que Roubava Livros". A morte simplesmente limpa o mundo sem preconceitos sem distinção, ela faz seu trabalho categoricamente, ela é como a faxineira do mundo.

Harys Damon

Ela 2

Ela é aquela menina que vive a vida com a MAIOR das intenções, ser FELIZ. Ela tem seu próprio ESTILO, é divertida, simpática, amorosa, alegre, entre outras coisas. Ela comete pecados, e magoa muita gente. Mas sempre tenta concertar seus erros. É uma garota mimada, gosta das coisas do seu jeito, e quando não saem tenta entender o por que. Apaixona-se muito fácil, muitas das vezes acaba levando a pior, mas com isso ela aprende cada vez mais a lidar com as pessoas. Tem amigos, mas os amigos verdadeiros ela conta nos dedos. Tem MUITOS colegas, e sempre tenta fazer mais. É ODIADA por algumas pessoas e amada por várias. Ela é humanamente INCAPAZ de agradar a todos, mas sempre TENTA dar o melhor de si. Ela causa INVEJA e CIUME em muitas pessoas, não tem tempo para os DESOCUPADOS que só sabem falar mal dela por trás e não tem coragem de falar com ela pessoalmente. Ela gosta de festas, vai á shoppings e adora dançar. É uma pessoa normal como todas as outras. Tem suas duvidas, adora fazer palhaçada. Se estressa muito fácil e não se abala por qualquer besteira. Não é correspondida muitas vezes, mas não deixa se levar por causa disso. Tem muito que APRENDER ainda. Ela vai seguir seu sonho e alcançar seu objetivo de ser FELIZ.

Beatriz

EIS UM PEQUENO FATO:
Você vai morrer.
(...)
REAÇÃO AO FATO SUPRACITADO:
Isso preocupa você?
Insisto - não tenha medo.
Sou tudo, menos injusta
(...)
UM ANÚNCIO TRANQUILIZADOR:
Por favor, mantenha a calma, apesar da ameaça anterior.
Sou só garganta...
Não sou violenta.
Não sou maldosa.
Sou um resultado.

Markus Zusak - Livro A menina que roubava livros

"...Mais uma vez com aquela cara de menina ingênua, Julieta seguia seu caminho. Sua rotina era sempre a mesma, porém sempre acordava com um sorriso sincero no rosto, esperando que todo dia fosse único, independente dele ser bom ou não. Essa dúvida sempre ficava no ar. “Hoje vai ser melhor?” Evitava pensar, ela queria se surpreender, não se decepcionar. A sua rotina tinha seus altos, e baixos..."

Carolline Milici

Alguns te fazem de menina ingênua e outros te fazem mulher

Alguem

Luna
Pra começo de conversa, Luna era uma menina de 13 anos e tinha lá suas paixonites, era ingênua mas também bem impulsiva fato que a levou a aprender muito sobre o amor e tudo começa com a sua grande paixonite do sétimo ano (que aliás durou ainda por três anos), o Guilherme, ele era alto e bonito e tinha um charminho, aquelas covinhas bonitinhas, ela se derretia toda vez que via o sorriso dele, ela fazia de tudo por ele e se fosse possível daria até a vida mas tudo mudou quando o carinha que era guitarrista apareceu, o nome dele? Edgar, era um cara de personalidade forte que deixou Luna com os nervos a flor da pele, ele deu tudo que ela queria mas não o que ela precisava, era como se o que eles dois sentiam não fosse o suficiente pra impedir os “choques”, ela gostou de mais dele não sei ele mas quando o Edgar se foi dentro dela ficou um vazio e foi ai que ela começou a procurar coisas pra preencher aquele vazio enorme, ela sabia que Deus sempre estaria ao seu lado mas mesmo assim foi muito difícil. O tempo foi passando veio o André, o Danilo… O Danilo, foi o único que ela não guardou rancor ou coisa do tipo. Voltando para o Guilherme, Luna ficou com ele mas depois disso ela viu que o que gritava mas forte entre eles dois era a amizade, o que continua até hoje. Agora o período mas difícil para Luna foi quando aparaceu o Bruno, ele é bem o tipo de poeta e bem encantador ela se apaixonou e bem, eles ficaram, mas ele não era quem dizia ser e tudo ficou mais confuso quando apareceu o garoto… Matheus, um músico admirável, poeta… ele queria fazer ela feliz mas Luna estava em uma tempestade ela não sabia o que fazer, ela apostou no velho tiro no escuro… Hoje ela vive feliz, com o príncipe que ela sempre quis e principalmente, que ela sempre precisou, ela tem a certeza de que é um amor verdadeiro, ela se sente infinita com esse amor. Luna aprendeu que o amor não tem hora certa para chegar, ele chega sempre na hora certa, quando você menos imagina. E os outros garotos? Guilherme ainda é amigo dela (o cabeça de alga), Edgar vive o mais longe possível dela (ele ainda é um mistério), André leva uma vida feito idiota (ainda acredita que a Luna pode voltar para ele), o Danilo tem namorada e ainda é muito “zoeira” como sempre foi e o Bruno, bem… o Bruno sumiu.

Leticia